Cravos e Espinhas [O QUE CAUSA E COMO TRATAR?]

Cravos e espinhas – Vamos saber um pouco mais sobre estes problemas e conhecer como resolver estes problemas sem sofrimento.

As espinhas são um dos maiores vilões que a nossa pele pode enfrentar, principalmente se elas deixam manchas ou trazem um desconforto gigante para quem as possui. Além disso, as espinhas também podem causar dor.

Comumente vista em adolescentes ou naqueles que estão entrando nessa fase, muita gente acaba recorrendo aos mais diversos métodos para se livrar delas. Seja passando cremes ou, até mesmo, tentando estourá-las, a acne continua insistindo em se sobrepor.

Cravos e espinhas – O que são?

Cravos e Espinhas

A acne pode ser caracterizada como uma lesão relacionada ao aumento da produção de resíduos das glândulas sebáceas. O excesso de oleosidade acaba por deixar os poros entupidos e aumenta a proliferação das bactérias, trazendo como resultado os cravos. Ao ocorrer uma inflamação mais grave sobre a pele, podemos denominar de espinhas.

Existem muitas causas para a acne, mas, mesmo assim, a principal delas e a mais comum é o excesso de oleosidade. Embora esse seja um problema recorrente, isso se torna ainda pior para aquelas pessoas que fazem uma limpeza inadequada da pele, esquecendo de lavar o rosto antes de dormir ou usando maquiagem sem retirá-la corretamente.

Outras possíveis causas são:

  • A colonização de bactérias;
  • Uma resposta imunológica e inflamatória;
  • Dormir de maquiagem;
  • Medicamentos;
  • Alimentação gordurosa.

Tipos de acne

Além de ser causada por fatores tão corriqueiros em nossas vidas, a bendita acne também se divide em algumas classificações. Por ser uma condição que incomoda bastante quem a possui, ela se torna extremamente difícil de lidar, afetando diretamente na autoestima.

O primeiro tipo de acne é a corporal, relacionada à pele oleosa e a utilização de produtos gordurosos. O segundo tipo é a solar, relacionada ao excesso de radiação ultravioleta. O terceiro, e último, é o hormonal, que, como sua denominação sugere, está ligado à grande produção de hormônios em alguns momentos da vida, como gravidez e adolescência.

Além disso, também existem tipos de espinhas. São eles:

  • Comedônica: localizados na testa, bochechas e nariz;
  • Pápulo-pustulosa: lesões de cravos e espinhas que trazem uma aparência avermelhada, de inflamação e causam dor.
  • Nódulo-cística: caracterizado por nódulos inflamados e podem ser conhecidos como “espinhas internas”.
  • Conglobata: caracterizado por nódulos ou cistos próximos uns dos outros, comumente formando cicatrizes.
  • Fulminans: é o tipo mais raro e grave da lista. Suas lesões podem ser acompanhadas de febre, fraqueza e dores musculares.

Como prevenir cravos e espinhas

Antes de mais nada, é válido ressaltar que cada tipo de pele possui uma reação diferente, então, é necessário buscar um dermatologista para que ele faça maiores avaliações explique qual o seu tipo de pele e quais as causas do surgimento de espinhas.

Para que você consiga evitar as manchas na pele, é imprescindível apostar no uso diário de um bom filtro solar com, no mínimo, 30 FPS. Com isso, será possível evitar as lesões causadas pela radiação e passar longe de queimaduras causas pelos raios solares.

No caso de a marca já estar formada sobre o rosto, o recomendado é ir a um dermatologista para fazer a avaliação e tratar com os devidos procedimentos clínicos, sejam eles o peeling ou os clareadores de pele.

Tratamento para cravos e espinhas

A pergunta também esperada deste artigo, enfim, será respondida. Embora pareça um pouco longe da realidade, é possível, sim, se livrar das espinhas para sempre e ter uma pele lisinha e com aparência de saudável.

Para isso, será necessário, primeiramente, criar uma rotina de limpeza da pele, principalmente ao acordar. Outros fatores que podem acelerar o processo são a hidratação, o uso do protetor solar para evitar o surgimento de manchas e o cuidado com a alimentação, evitando alimentos gordurosos e consumindo água ao longo do dia.

Deixe uma resposta