Candidatos

Entenda a nomofobia: o medo irracional de ficar sem o celular

Quase dois terços da população mundial possui celular

Edson Toledo, Vya Estelar

 

Há um estudo feito pela We Are Social e Hootsuite que revela dados interessantes: entitulado de Digital in 2018 Global Overview. E saber ler estes resultados têm implicações importantes não só para as empresas, governos e sociedade em geral,mas também para os profissionais de saúde mental.

Foi Tim Berners-Lee que colocou a World Wide Web (mais conhecida pela sigla www) à disposição do público a mais de 25 anos, a Internet foi se tornando parte integrante da vida cotidiana da maior parte da população mundial.

No mundo, por exemplo, mais da metade da população mundial usa a internet. Mas não é apenas a internet que está crescendo rapidamente, é possível identificar uma série de pontos importantes neste relatório:

• Mais da metade do mundo acessa a internet e usa um smartphone;
• Quase dois terços da população mundial tem celular;
• Mais de 50% do tráfego da web mundial vem de telefones celulares;
• Aumento constante do uso de redes sociais via mobile.

Há também dados curiosos sobre o Brasil:

• 34% dos brasileiros ainda não são usuários de internet;
• Mais de 60% ainda não fazem compras online;
• 85% dos internautas acessam a internet diariamente em uma média de 9 horas;
• As maiores redes sociais do Brasil são: Youtube, Facebook e WhatsApp;
• Há mais celulares do que pessoas no Brasil.

Considerando esses números, o comportamento de crianças, adolescentes e parte dos adultos, chega-se a um cenário propício para o desenvolvimento e difusão de um novo tipo de dependência.

Pois é, e tem até nome! Trata-se da nomofobia, derivado da expressão inglesa “no mobile phone phobia”, cujo nome foi criado para definir o comportamento daqueles que se angustiam diante da impossibilidade ou incapacidade de comunicar-se pelo celular ou computador. O fato é que com as novas tecnologias e a presença dos telefones celulares em quase todos os níveis da rotina de um indivíduo, já são muitos os que desenvolvem uma relação pouco saudável com o aparelho, caindo em níveis de dependência patológicos.

A nomofobia é definida como um medo irracional de ficar sem o celular, de que se acabe o crédito, que não haja cobertura ou que acabe a bateria. Podemos incluir até o medo de sair de casa sem o aparelho. O que marca o comportamento daqueles que sofrem com esse problema é justamente a necessidade de ter o aparelho sempre perto, ao alcance da mão e da visão. Em alguns casos estar próximo do aparelho vale mais que realmente estar manipulando o celular/computador o tempo todo.

A empresa inglesa SercurEnvoy, que presta serviços móveis, apresentou os resultados de uma pesquisa onde aponta que quase 70% dos entrevistados afirmam sofrer de nomofobia. Segundo a pesquisa, as mulheres estariam mais sujeitas a desenvolver esse tipo de dependência. Outro dado que chama a atenção, é que quase 50% dos homens entrevistados afirmaram possuir dois ou mais aparelhos de celular.

Outro dado apresentado no estudo, que entrevistou jovens entre 18 e 24 anos, seriam os líderes no ranking da nomofobia. Oito de cada dez entrevistados estariam entre as vítimas desse tipo de problema.

O ponto que chama a atenção são as crianças que cada vez mais cedo começam a usar o celular. São milhões de crianças, desde a tenra idade e adolescentes com acesso livre e irrestrito. Sabe-se que o quanto mais precoce ocorrer uma dependência, mais negativas serão suas consequências físicas e psicológicas no longo prazo. Em termos comportamentais se observa nesses jovens uma falta de habilidade nos relacionamentos interpessoais, com dificuldades no estabelecimento de vínculos de amizade e/ou afetivos duradouros, conforme pesquisas publicadas sobre o tema.

Quando se pensa no impacto psicológico desse tipo de comportamento, seja na juventude ou vida adulta, é preciso considerar o enfrentamento de um quadro complexo, já que a nomofobia quase nunca aparece sozinha. O indivíduo normalmente já vem de uma situação de ansiedade, estresse ou transtornos de humor/personalidade.

Problemas físicos podem ocorrem, incluindo fadiga, patologia ocular, dores musculares, tendinites, cefaleia, distúrbios do sono e sedentarismo. Além disso, é evidente a maior propensão em se envolver em um acidente automobilístico e de sofrer quedas ao andar.

Talvez você seja nomofóbico; saiba os cinco sinais – clique aqui

Agora, se você se identificou com este post, talvez você precise de uma avaliação de um profissional de saúde mental.

Atenção!
Este texto não substitui uma consulta ou acompanhamento de um médico psiquiatra ou psicólogo e não se caracteriza como sendo um atendimento.

ELEIÇÕES 2018: Lula e os bilhetes do cárcere 4

A cada bilhete do cárcere assinado por Lula indica que o Brasil pode estar caminhando para o que seria um extraordinário contra-golpe ao golpe de 2016.

Mais um bilhete de Lula ao país. (Foto: Brasil 247)

Que o ex-presidente Lula é um monstro político isso não se discute.

Preso sem provas, humilhado, execrado e fulminado pela grande imprensa nacional, mesmo sob bombardeio pesado lidera o processo eleitoral para presidente da República a partir do cárcere, na cidade de Curitiba (PR).

Os seus algozes costumam dizer que Lula fundou uma “seita”, quando na verdade ele idealizou foi uma rede partidária, política, sindical e social que o transformou numa das maiores lideranças mundiais, tanto que já foi cotado até para prêmio Nobel da Paz em virtude dos programas sociais que implantou no Brasil quando foi presidente, em especial o programa Bolsa Família.

Lula tem escrito vários bilhetes a partir da cadeia desde o anúncio oficial da substituição da sua candidatura a presidente pela de Fernando Haddad.

O conteúdo dos bilhetes sempre traz palavras de esperança e fé no povo brasileiro, além, claro, de total confiança no candidato Haddad, que vem subindo vertiginosamente nas pesquisas eleitorais.

Num país onde resolveram reduzi-lo a petistas e antipetistas, Lula se sobressai como líder que, não tivesse injustamente na carceragem da Polícia Federal, seria capaz de unificar esta nação pelo carisma, talento e capacidade de aglutinação que nenhum dos atuais presidenciáveis possuem.

Alguns dizem que Lula é quem de fato governará o país caso Fernando Haddad vença as eleições. Duvido muito em virtude do perfil do “poste”, que muito provavelmente engrossaria o pescoço assim que sentasse na cadeira de presidente. É mais fácil a ex-presidente Dilma, eleita senadora pelo estado de Minas Gerais, ter mais poder num eventual governo Haddad do que Lula.

De qualquer maneira, o fato é que a cada bilhete do cárcere assinado por Lula indica que o Brasil pode estar caminhando para o que seria um extraordinário contra-golpe ao golpe de 2016.

Mas isso é assunto para outra postagem.

Criatividade: vale a pena ir além dos 100% 2

Ao longo dos últimos anos, o grau de exigência (e de excelência) dos players desse nosso universo aumentou à medida que novas práticas foram introduzidas

Marcos Tadashi Uegama, Administradores.com

Quem vive o dia a dia do mercado eventos sente a necessidade de se manter próximo a pessoas que tenham um DNA criativo, que não só apresentem boas ideias, mas que também saibam tirar do papel as estratégias pensadas para cada trabalho e que sejam capazes de ir (bem) além de tudo o que for proposto. Ao longo dos anos, tenho observado que “surpreender sempre” é o mindset que separa quem “faz eventos por fazer” daqueles que são imbatíveis porque “sempre fazem bem feito”. Também percebo que quem tem esse perfil nunca se esquece que proporcionar ao contratante tudo o que ele deseja, lidando com suas expectativas e, ao mesmo tempo, garantindo qualidade nas entregas é um trabalho de imensa responsabilidade. Portanto, quem vence sabe que, acomodar-se, jamais!

Uma coisa é certa: ao longo dos últimos anos, o grau de exigência (e de excelência) dos players desse nosso universo aumentou à medida que novas práticas foram introduzidas. Isso gera uma “provocação” antes das entregas, pois só quem está por dentro das tendências e as assume em seu cotidiano consegue se destacar e fidelizar os clientes. Num segmento aberto a novidades e ansioso por elas – a bola da vez é o uso assertivo da tecnologia na condução e execução de processos – tornou-se impossível dissociar a criatividade dos recursos tecnológicos, e não adianta ter ideias fabulosas ou insights maravilhosos se não há meios efetivos de transformar isso tudo em realidade. É aí que reside o nosso grande diferencial: a capacidade de sempre assumir uma posição de vanguarda, combinando uma equipe evoluída, ideias surpreendentes e uma infraestrutura operacional de respeito.

É muito interessante (eu diria até que é curioso) fazer parte dessa engrenagem e, ao mesmo tempo, ter um distanciamento crítico para observar a maturidade do time com o qual eu lido em meu cotidiano. E, definitivamente, é esse “fator surpresa” que se enche os olhos dos nossos clientes. Eu mesmo me surpreendo constantemente. E, por mais que eu conheça os projetos a fundo e saiba quais são os planos para cada job, as minhas expectativas sempre são superadas. Invariavelmente eu me pergunto: “nossa, como isso foi possível?”. A resposta é simples: sinergia, confiança mútua e uma busca incansável pela superação. E entrosamento, que é uma coisa que só se fortalece com o tempo – o mais “novo” em nossa equipe já soma cinco anos de casa.

Transformar em realidade o que é pensado em cada projeto é bem complexo, porque muitas vezes a criação não pode se balizar muito na técnica ou ser fechada. É preciso sempre pensar fora da caixa, porque pode acontecer, por exemplo, de surgirem ideias complexas, e caberá a nós concretizar tudo o que o criativo pensou. E, justamente por eles serem bons na hora de pensar, nós temos que acompanhar em alto nível a efetivação de cada projeto. É por isso que contamos com profissionais preparados para as mais diversas áreas e atribuições, porque cabe a nós bolar soluções para que tudo aquilo que foi criado dê certo.

É incrível ser testemunha da rápida transformação que passamos em termos de maquinário. Se há 10 anos usávamos martelo, prego e escada, hoje temos máquinas bem eficientes, que são os nossos trunfos para a execução de projetos que são aprovados em um prazo cada vez mais apertado – é importante destacar que quem não tem espaço fabril adequado e equipes treinadas não consegue suprir esse tipo de demanda que o mercado impõe. Para se ter uma ideia, um martelo pneumático reduz em 70% o tempo gasto em uma montagem, fazendo com que o funcionário não sofra lesões por fadiga (por conta dos movimentos repetitivos) e dinamizando a entrega como um todo. Já as plataformas verticais trazem segurança nos processos de montagem. Outro exemplo que vale destacar é o corte CNC, que nos ajuda a viabilizar muitos projetos, uma vez que conseguimos ter cortes perfeitos e aproveitamento máximo dos materiais, gerando pouco descarte. Quem imaginava que um dia teríamos à disposição no ambiente fabril de cenografia cortes com fresas, cortes a laser e seccionadoras – e tudo em um comando único e computadorizado?

Procuramos seguir um raciocínio industrial apurado, mas sem perder o raciocínio cenográfico, e sempre investimos em tecnologia, sem esquecer a preocupação com o meio ambiente. É esse o raciocínio que se aplica à nossa fábrica, um espaço com características de um green building e que é fruto de uma cultura que prega o uso consciente de recursos e a sustentabilidade ambiental. É nesse espaço que os sonhos dos nossos clientes se tornam literalmente realidade pela primeira vez, quando realizamos a pré-montagem antes da montagem final. É uma sensação indescritível ver o brilho nos olhos dos contratantes quando eles entendem que tudo deu certo – e que tudo irá dar certo no grande dia. Já chegamos a ouvir de uma cliente que era como se ela estivesse vendo o ultrassom do seu filho antes dele nascer. Isso, definitivamente, não tem preço!

Criatividade é isso: é dar o melhor de si, é fazer acontecer, é surpreender sempre. E sempre ir além dos 100% de possibilidades, com plena consciência de que o que está ótimo pode ficar excelente.

Marcos Tadashi Uegama — Gerente de produção da GTM Cenografia

SANTA HELENA – Diversas ruas e avenidas ganham nova pavimentação asfáltica

Uma verdadeira Revolução Asfáltica acontece em Santa Helena nos últimos dias. A prefeitura está fazendo o que nunca a cidade tinha vista antes em toda a sua história, asfaltando avenidas, travessas, bairros, ruas e trechos.

As parcerias entre Governo Federal, Governo do Estado e os recursos próprios estão mudando por completo as ruas da cidade. São mais de 15 km de asfalto que já beneficiam a população. O antes e depois das ruas é impressionante.

Veja só ALGUMAS das avenidas, travessas, ruas ou bairros que já receberam e/ou ainda vão receber asfalto nos próximos dias:

Rua 7 de Setembro no Centro,
Rua Gonçalves dias, no Centro,Av. Beira rio, no Centro
Rua José burneth no Centro,
Rua Joel Barbosa no Centro
Trav. José Bonifácio no Centro,
Rua Turiaçu no bairro da baixinha,
Rua Othon Soares, no bairro de são Braz,
Trav. da alegria, no Centro

-Pavimentação asfáltica nos trechos das ruas:

Rua I no bairro da Morada nova,
Rua V no bairro da Morada nova,
Rua XI no bairro da Morada Nova,
Rua Nilon peçanha na barragem da Morada nova,
Rua Gonçalves dias no centro,
Trav. Dom Pedro II no centro,
Trav. Beco feliz no Centro
Trav. Nilon Peçanha no centro,
Trav. João Castelo no Centro,
Trav. da Bandeira no Centro
Trav. Manoel Paiva no Centro,
Trav. Castelo Branco no bairro da esperança
Trav. Fideles Rodrigues no Centro,
Rua das flores no Centro
Av. Duque de Caxias no Centro,
Rua Tarquínio filho no bairro da esperança
Rua José burneth no bairro da esperança,
Trav. João Jorge pavão no bairro da esperança,
Trav. Raimundo Izidoro Neto no bairro da esperança,
Rua Dep. Luís Rocha no Centro,
Rua presidente médice no bairro de são Braz,
Rua Formosa no bairro da Ponta d’areia,
Rua Dr. Pedro Lobato no bairro da Pontad’areia,
Rua dom Pedro I no bairro da Ponta d’areia,
Rua Santo Dumont no bairro da Ponta d’areia,
Rua Francisco pavão dias no bairroda Ponta d’areia,
Rua Manoel Oliveira no bairro da Ponta d’areia,
Rua Helena pavão no bairro da Ponta d’areia, e vários outros pontos.

O Prefeito Zezildo Almeida mais uma vez surpreende positivamante os Helenenses e coloca Santa Helena no ranking das cidades que mais estão crescendo, desenvolvendo e sendo beneficiada no Estado.

De forma responsável e organizada a prefeitura realiza no município uma verdadeira Revolução Asfáltica e mostra sua eficiência no que diz respeito à administração pública. A secretaria de infraestrtura também está de Parabéns, pois não mede esforços para realizar um trabalho de excelência.
União, trabalho e compromisso, essas são as marcas de um governo que trabalha por você e sua família.

Fonte: blog da Gleicy Ferreira

ELEIÇÕES 2018: A quem interessa tirar Maura Jorge da disputa? 6

É bom que aqueles que acham que podem ganhar no grito, na base das pesquisas tabajaras, e principalmente no uso e abuso poder político, ir logo tirando os “dois leõezinhos” da chuva.

A candidata à governadora Maura Jorge (PSL) sempre teve a convicção de que deveria entrar na disputa pelo executivo estadual.

Não obstante ser de um partido pequeno, como pouco tempo tevê e escassos recursos do fundo eleitoral, a ex-prefeita de Lago da Pedra não se deixou intimidar ou se abater com a sua realidade partidária e entrou de corpo, alma e coragem, muita coragem, na disputa pelo Palácio dos Leões.

Contudo, parece haver forças ocultas que desejam tirar a brava loira da disputa.

Nesse sentido, uma pergunta que não quer calar é: A quem interessa tirar Maura Jorge da disputa das eleições de 2018?

O Ministério Público desenterrou um processo de 2011, ou seja, coisa de quase 15 anos atrás que agora aparece às vésperas de uma eleição em que os atuais inquilinos do Palácio dos Leões fazem de tudo para não que não haja segundo turno, inclusive com práticas de abusos do poder da máquina do Estado talvez jamais vistas antes,

Na coletiva concedida na tarde desta segunda-feira, 24, porém, Maura Jorge foi categórica ao afirmar: “No meu currículo não existe desistência. Confio na Justiça do meu estado!”.

Então é bom que aqueles que acham que podem ganhar no grito, na base das pesquisas tabajaras, e principalmente no uso e abuso poder político, ir tirando os “dois leõezinhos” da chuva.

Se depender das oposições, e principalmente do povo maranhense, vai ter segundo turno, sim!

É aguardar e conferir.

Othelino Neto intensifica campanha em mais cinco municípios

Faltando cerca de duas semanas para as eleições, o candidato à reeleição, deputado Othelino Neto (PCdoB), intensifica o ritmo da campanha nos municípios maranhenses. No final de semana, ele esteve em Penalva, Barra do Corda, Jenipapo dos Vieiras, Tasso Fragoso e Alto Paranaíba.
Othelino iniciou a agenda do final de semana por Penalva, para onde já destinou emendas no valor de meio milhão de reais à cidade.  Ao lado do ex-prefeito Edmilson Viegas, eles foram acompanhados de uma multidão, que fez questão de apoiar o presidente da Assembleia Legislativa.
“É um prazer estar, mais uma vez, em Penalva, onde pude garantir benefícios para a população. Conto com o apoio de todos para continuar este trabalho”, afirmou Othelino.
Para o ex-prefeito Edmilson Viegas, o apoio dado a Othelino Neto é uma resposta ao compromisso do parlamentar com o povo maranhense. “O deputado jamais nos abandonou.  Trabalhou muito por Penalva, garantindo recursos para o município e, por isso, ele é muito bem recebido pelos penalvenses”, garantiu Edmilson.
No sábado à tarde,  Othelino participou de um encontro em Barra do Corda. Ele foi recebido com festa pelas lideranças regionais, estudantes e pela população. “O Maranhão está em processo de mudança e o povo  reconhece isso. É importante ter o apoio de todos para continuarmos trabalhando e garantir obras importantes. Aqui, ajudei o governador Flávio Dino a destinar recursos para a saúde, infraestrutura e cidadania e esse trabalho deve continuar”, disse.
O líder popular e vereador Jaile Lopes  reforçou que o deputado sempre se preocupou com os barra-cordenses. “Othelino é um homem sério e que não mediu esforços para ajudar o nosso município. Não tenho dúvidas de que ele, continuando na Assembleia Legislativa, vai fazer ainda mais pelo nosso povo”, afirmou o parlamentar.
Jenipapo dos Vieiras 
Fechando a agenda de sábado, Othelino participou, ao lado do vereador Pedro Lucas Fernandes, candidato a deputado federal, de uma grande carreata em Jenipapo dos Vieiras. A população marcou presença em peso do evento.
“Faço questão de acompanhar o desenvolvimento do município de Jenipapo dos Vieiras, para onde pude destinar emendas que foram revertidas em melhorias na saúde, educação e infraestrutura. Quero fazer muito mais, com a ajuda de vocês”, disse Othelino, durante o comício realizado em uma das ruas que receberam melhorias asfálticas através do Programa Mais Asfalto do Governo do Estado.
O prefeito Moisés Ventura fez questão de ressaltar o trabalho do deputado Othelino Neto em benefício dos jenipapenses. “O deputado apostou no nosso município, destinando emendas e indicações que resultaram em melhorias para a população. Com a ajuda dele, hoje o município conta com ambulâncias, viaturas policiais, tratores e recurso suficiente para a implantação de um mercado público. Não tenho dúvidas de que, com o nosso apoio, ele vai continuar trabalhando para todos nós”, garantiu.
Tasso Fragoso e Alto Parnaíba
Othelino Neto passou ainda, no domingo (23), por Tasso Fragoso, onde realizou uma reunião organizada pelo prefeito Roberth Coelho. Na ocasião, o parlamentar conversou com lideranças e representantes da população sobre as necessidades do município.
No domingo (23), Othelino teve uma reunião em Alto Parnaíba, sob a liderança do ex-prefeito Ernane Soares, do vice-prefeito Conrado e de vereadores em apoio à sua candidatura. O deputado conversou com as lideranças sobre propostas e demandas do município.

O empoderamento feminino na política

Por Flávio Braga

A exclusão feminina da cena eleitoral foi generalizada, em todos os países, até meados do século passado. Após intensa campanha em nível nacional, as mulheres brasileiras conquistaram o direito ao voto no ano de 1932, durante a primeira fase do governo de Getúlio Vargas.  Mas foi uma vitória parcial visto que o sufrágio feminino foi permitido somente às mulheres casadas, com autorização dos maridos, e às viúvas e solteiras que tivessem renda própria.

Nos tempos modernos, a legislação eleitoral vem ampliando as regras de participação política feminina. A partir de 1997, a Lei das Eleições estabeleceu, para a eleição proporcional, o percentual mínimo de 30% e o máximo de 70% para candidaturas de cada sexo, com o nítido objetivo de combater a sub-representação das mulheres nos parlamentos brasileiros.

O preceito legal é peremptório: o partido ou coligação é obrigado a preencher a percentagem mínima de 30 % das vagas requeridas com pessoas do sexo que constitui minoria. Assim sendo, o gênero majoritário nunca irá extrapolar os 70% que lhe cabem. Em caso de inobservância dessa regra, a Justiça Eleitoral indefere o pedido de registro de todos os candidatos do partido ou coligação.

Em virtude da nossa ancestralidade política machista e patriarcal, ainda é reduzido o número de mulheres que disputam mandato eletivo, sendo o percentual maior (70%) monopolizado pelo gênero masculino. Nesse contexto, temos que a norma eleitoral em comento veicula uma ação afirmativa do protagonismo feminino na política, que contribui para o fortalecimento do Estado Democrático de Direito.

Em 2014, o país elegeu uma única governadora em 27 unidades da Federação; 51 deputadas federais em 513 cadeiras; sete senadoras para 54 assentos em disputa. Em 2016, foram 638 prefeitas eleitas em quase 5.600 municípios.  Este ano, há 8.535 candidaturas femininas num universo de 27 mil registradas. Trata-se de um recorde (30,7% do total). Vale lembrar que o eleitorado feminino é majoritário (52% do total de eleitores).

À guisa de assegurar, na prática, o empoderamento feminino na política, em 15 de março de 2018, o STF determinou que, no mínimo, 30% do Fundo Partidário sejam repassados às candidaturas femininas. E em 25 de abril de 2018, o TSE determinou que 30% dos recursos do Fundo Eleitoral e do tempo de propaganda eleitoral na TV e rádio devem ser destinados para candidaturas femininas.

Atualmente os argentinos encontram-se na 17ª posição no ranking dos países com maior representação feminina no Legislativo, enquanto o Brasil ocupa o vexatório 152º lugar. Além disso, na Argentina já foi aprovada uma lei que será aplicada a partir das eleições de 2019, onde as vagas deverão ser divididas igualitariamente entre homens e mulheres (50%-50%).

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR: Luis Fernando autoriza reconstrução da Avenida Paraíso durante aniversário da cidade

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, autorizou neste sábado (22), o início da obra de reconstrução da Avenida Paraíso, localizada no Jardim Tropical. A tão esperada ordem de serviço, íntegra o complexo de mais de 20 obras entregues a população em decorrência da programação de aniversário dos 66 anos de emancipação política.

Luis Fernando assina ordem de serviço para a reconstrução da Avenida Paraíso

Construída na primeira gestão de Luis Fernando, a Avenida Paraíso, considerada cartão postal e referência, a localidade foi encontrada totalmente destruída por falta de manutenção e conservação. Para o prefeito Luis Fernando, a situação além de ser um profundo desrespeito a população, também simboliza o descaso e a falta de respeito da última gestão com a população do Jardim Tropical.

“O Jardim Tropical é o bairro mais populoso do município. Por aqui circulam milhares de pessoas todos os dias. Deixei pronta a avenida, com drenagem profunda, calçamento, pavimentação em toda a sua extensão Além das ruas do entorno e hoje retorno para fazer tudo novamente em razão da falta de gestão pública “, lamentou o prefeito.

Com recurso próprio, detalhou, “fizemos o Pojeto da Avenida que custou 400 mil reais e em parceria com o Governo do Estado vamos devolver a Avenida totalmente asfaltada, com drenagem profunda para acabar com o problema da chuva e vamos também recuperar as Alamedas Imperatriz, Ribamar , Paço do Lumiar, Arari, Itapecuru, Açailândia, Santa Luzia, Pastos Bons, Avenida dos Bosques, Porto Franco, e Santa Luzia”.

Para o presidente da Associação dos Moradores, Daniel, a obra não apenas simboliza respeito mas devolve dignidade aos moradores do Jardim Tropical que sofrem com o descaso. “O prefeito Luis Fernando tem o nosso respeito e admiração pelo trabalho sério que vem fazendo e em menos de dois anos com o início da obra, resolve o problema que gerava tanto motivo de indignação da população”, disse.

Ainda na maratona de entregas, Luis Fernando devolveu a população, as obras de recuperação do Trajeto de Ônibus das Vilas Operária e Kiola. A via liga as localidades, a Avenida Tancredo Neves e conseqüentemente a MA 201.

O Trajeto recebeu serviços de drenagem, galerias e sinalização. Desde o inicio da obra, o morador, Junior Alves, de 47 anos, acompanha as melhorias que, segundo ele, há mais de uma década não via.  “Esse trabalho que a Prefeitura está fazendo é muito bom e estava mais do que na hora. Muitas vezes tivemos que fazer estes reparos, hoje não, o asfalto está ai e de qualidade”, afirmou.

Já na Vila Sarney Filho II, foi inaugurada a Unidade Básica de Saúde do bairro. A unidade vai beneficiar milhares de pessoas que vivem na região e em localidades. O funcionamento da UBS facilita o acesso da população à saúde sem precisar se deslocar para a sede do município ou para outras cidades.

Programação de Aniversário

Ainda no sábado (22), o prefeito devolveu a reconstrução da primeira etapa da Praça São Benedito e o Parque da Campina. O local foi totalmente recuperado, com colocação de novos bancos, pintura, calçamento, quadra além da instalação de uma academia ao ar livre, pedido aliás do grupo de voluntários da Campina e prontamente atendido pelo prefeito.

No domingo (23), a programação de entrega obras seguiu com a reconstrução das praças São José dos Índios e da Praia do Meio. Participaram dos atos, o vice-prefeito, Eudes Sampaio, os vereadores Cristiano, Lázaro e Osvald o Brandão, além de secretários municipais e lideranças comunitárias.

ELEIÇÕES 2018: Subestimaram Bolsonaro e agora o Brasil corre o risco de ser “esfaqueado” pelo fascismo tupiniquim 10

Vemos uma eleição bizarra, marcada basicamente por revanchismos de toda natureza e de todos os lados. Na prática não há debate sobre projeto de nação, posto que o pleito se transformou num processo onde o mais importante agora é escolher quem pode ser o menos ruim para governar o Brasil.

Está claro que o candidato Jair Bolsonaro foi subestimado pelas forças de esquerda, pela direita liberal e ainda pelo centro democrático do espectro político brasileiro.

O presidenciável do nanico PSL está tendo um desempenho que levou todos os melhores analistas e cientistas políticos para o canto do ringue.

Ninguém poderia imaginar que a esta altura da campanha o Brasil pudesse estar sob a ameaça de eleger um político com o perfil de Bolsonaro, que pode até servir como parlamentar na defesa de segmentos conservadores e da extrema-direita da sociedade, mas está claro que não tem preparo e nem equipe para dirigir este país e toda a sua complexidade.

Vemos uma eleição bizarra, marcada basicamente por revanchismos de toda natureza e de todos os lados. Na prática não há debate sobre projeto de nação, posto que o pleito se transformou num processo onde o mais importante agora é escolher quem pode ser o menos ruim para governar o Brasil.

É lamentável ver gente de bem afirmar que vota em Bolsonaro porque não quer a volta do PT, como se isso fosse argumento político para tirar o país do atoleiro que muitos dos que se dizem eleitores do “17” o colocaram. Não querem PT? Escolham outro, tem candidato honrado na disputa.

No mais, vai ficando cada vez mais claro que o impeachment da Dilma custou muito caro ao país. Não tiveram a paciência histórica de esperar 2018 e anteciparam todo o processo para 2016 quando cassaram a petista. Deu no que deu!

É como Lula disse certa vez, logo depois do impeachment: “Plantaram o Aécio agora estão colhendo o Bolsonaro”.

E não há garantias de que o “poste” petista Fernando Haddad, ou mesmo uma guinada ao centro por parte dos leitores, conseguirá frear a onda fascista tupiniquim que poderá “esfaquear” de morte o nosso país.

Durma-se com um barulho desses….

Projeto Somos Humanos é um sucesso retumbante e veio para ficar!

A tirar pelo que foi e representou o lançamento do Somos Humanos, não há quaisquer sombras de dúvidas de que esse grandioso empreendimento social será um sucesso no Maranhão e concorrerá para levar felicidade para muitas pessoas pelo estado afora, pois mais do que um projeto social, o Somos Humanos representa um projeto de vida para muitos que serão atendidos por ele.

Janderson Landim durante abertura do projeto Somos Humanos.

Uma noite para ficar na historia da cidade de São Luis.

Assim pode ser considerado o lançamento do Projeto “Somos Humanos”, realizado na noite do último sábado, 22, no hotel Rio Poty.

O evento contou com a participação de representantes de cerca de 100 municípios, momento em que foram escolhidos oficialmente embaixadores do Projeto em suas cidades, além das presenças dos artistas Sheila Melo, Raul Gazolla, Carla Diaz e Hellen Ganzarolli, que vieram para abrilhantar o evento.

Depoimentos emocionados dos artistas convidados e dos participantes, também fizeram parte do evento.

Artistas de renomes nacionais vieram prestigiar o evento em São Luis.

O idealizador do Projeto, empresário Janderson Landim, estava radiante com o sucesso do evento, que alcançou seu objetivo: o de doação e amor ao próximo.

Esse projeto já nasceu grande, e eu só tenho a agradecer a todas as pessoas que estiveram aqui conosco, fazendo parte desse momento único, e tenho certeza que daqui pra frente, mais benefícios chegarão aos 217 municípios maranhenses por meio dos nossos embaixadores. O humano mais humano, é o que nos diferencia das máquinas”, destacou Landim.

O carisma do idealizador do projeto Somos Humanos.

Anjos do Bem

No segundo dia do projeto, no domingo, 23, Janderson Landim fez uma exposição de como serão realizadas as ações nas cidades e o papel de cada embaixador na sua cidade. O idealizador do Somos Humanos denominou carinhosamente os embaixadores do projeto de “Anjos do Bem”.

Os embaixadores do Somos Humanos ou os “Anjos do bem”.

Ainda na oportunidade, foram sorteadas as cinco primeiras cidades que receberão as ações sociais do projeto, já sob a responsabilidade dos seus respectivos representantes.

A tirar pelo que foi e representou o lançamento do Somos Humanos, não há quaisquer sombras de dúvidas de que esse grandioso empreendimento social será um sucesso no Maranhão e concorrerá para levar felicidade para muitas pessoas pelo estado afora, pois mais do que um projeto social, o Somos Humanos representa um projeto de vida para muitos que serão atendidos por ele.

O Blog do Robert Lobato, como não poderia deixar de ser diferente, deseja todo o sucesso para o projeto Somos Humanos, seus idealizadores, a equipe de profissionais que o fazem ser uma realidade e, claro, aos nossos abençoados “Anjos do Bem”.

É isso aí…