ELEIÇÕES 2018: Por que José Reinaldo não declara apoio a Roberto Rocha? 6

É essa posição vacilante de Zé Reinaldo que fomenta especulações do tipo de que ele não será mais candidato a senador ou que está a serviço de agente externos ao PSDB.

Há equívocos e maledicências sobre a situação do deputado federal José Reinaldo Tavares no PSDB e, por conseguinte, em relação a sua pré-candidatura ao Senado Federal. Há jornalistas e blogueiros que agem por falta de informações e outros por pura má-fé mesmo.

O Brasil inteiro sabe que ex-governador foi rejeitado, humilhado, defenestrado e subestimado pelo governador Flávio Dino (PCdoB).

Sem opção partidária nem no campo governista e muito menos no grupo Sarney, sobrou apenas o PSDB para acolher José Reinaldo Tavares. Foi recebido com honras pelo tucanato local e nacional assinando a ficha de filiação no gabinete do senador Roberto Rocha, presidente estadual do partido.

É verdade que Zé Reinaldo chegou defendendo a candidatura do deputado estadual Eduardo Braide para governo e sugerindo até que Roberto Rocha desistisse a favor do pré-candidato do PMN.

Sereno, Roberto chegou a dizer olhos nos olhos do deputado que poderia pensar em abrir para o próprio José Reinaldo pela sua história e pelo que representa para a classe política maranhense, mas que não via qualquer razoabilidade de, uma vez ter sido deputado estadual, três vezes deputado federal, vice-prefeito de São Luis, ser senador no meio mandato, presidente de um dos maiores partidos do país e com um candidato a presidente da República competitivo, abrir mão de sua pré-candidatura a favor de Braide.

Então José Reinaldo se filia no PSDB e fica mais quieto sobre a candidatura Braide.

Mas eis que de repente, sabe-se lá por qual motivo, o deputado volta com a tese pró-Braide quando sabe que o seu partido tem pré-candidato!

Desde que se filou ao PSDB, não há sequer uma declaração contundente e firme de José Reinaldo em apoio e defesa do nome do pré-candidato ao governo Roberto Rocha. Nadica de nada!

É essa postura, digamos, vacilante de Zé Reinaldo que fomenta especulações do tipo de que ele não será mais candidato a senador ou que está a serviço de agentes externos ao PSDB.

Nem mesmo das agendas de viagens dos pré-candidatos do seu partido José Reinaldo tem participado. Aliás, tem ignorado solenemente as agendas.

Assim como “à mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta”, não basta José Reinaldo ser candidato, deve parecer candidato.

Mas do jeito que vem conduzindo a sua pré-campanha parece que realmente José Reinaldo está jogando fora a última oportunidade que lhe resta para ser senador da República.

E, como sabermos, na política não há vácuo.

Alguém ocupa o espaço…

Rompido com Flávio Dino, José Reinaldo deve mostrar que tem grupo para enfrentar a fúria do Palácio dos Leões 13

Zé Reinaldo que se cuide e parta para montar urgentemente o seu novo campo político com humildade, coragem e olhando para a frente ou será triturado pela máquina de propaganda comunista

Ao romper com o governador Flávio Dino (PCdoB), o deputado federal José Reinaldo Tavares (ainda sem partido) tem um desafio pela frente que não é dos mais fácies.

O ex-governador deverá mostrar que tem grupo político para manter o seu projeto de senador com viabilidade de sucesso. E mais do que isso: ter a habilidade para fazer a coisa certa e ampliar o leque de apoios a sua candidatura à Câmara Alto do Congresso Nacional.

Uma coisa era o pré-candidato José Reinaldo com apoio de prefeitos e entidades como a Famem, outra completamente diferente é partir agora para a luta rompido com o governo e ainda assim convencer os aliados a manterem-se leais a ele.

Numa outra ponta, Zé Reinaldo terá ainda que enfrentar é fúria do Palácio dos Leões que não vai poupar ataques e agressões abaixo da linha de cintura via mídia amilhada, que a essa altura já deve estar sendo orientada por narrativas que visam tratá-lo como alguém que não é de grupo e coisas do tipo. Aliás, já há sinais nesse sentido na blogosfera palaciana, por exemplo.

O fato é que mesmo jornalistas que até um dia desses amavam e respeitavam José Reinaldo, e a ele devem muito do que são hoje, tendem a obedecer cegamente as ordens da Secom governamental.

Com certeza as masmorras dos Leões devem estar a todo vapor na produção maldades, fake news e o escambau contra o ex-aliado.

Zé Reinaldo que se cuide e parta para montar urgentemente o seu novo campo político, com humildade, coragem e olhando para a frente ou será triturado pela máquina de propaganda comunista.

É aguardar e conferir.

ELEIÇÕES 2018: Classe política volta a defender o nome de José Reinaldo para o governo 6

Coincidência ou não, esse tipo de manifestação dos políticos acontece exatamente quando José Reinaldo está sendo “cozinhado” pelo governador Flávio Dino que insiste em anunciar o seu “segundo nome” para senador somente em abril/maio de 2018

Ontem, quinta-feira,21, o Blog do Robert Lobato encontrou com alguns prefeitos de diferentes regiões do estado em uma determinada instituição localizada lá pras bandas do bairro do Calhau, em São Luis.

Ao participar de uma roda de conversas com os gestores municipais, o que o Blog do Robert Lobato mais ouviu foi a defesa do nome do deputado federal José Reinaldo Tavares para concorrer ao governo em 2018.

Na opinião deles, os municípios precisam de um governador que seja mais próximo dos prefeitos e que respeite a autoridade dos mesmos enquanto lideranças políticas coisa que, segundo eles, não acontece com o governador Flávio Dino (PCdoB).

“A classe política não é respeitada como deveria, principalmente os prefeitos que são tratados como políticos de quinta categoria pelo governador Flávio Dino. O tratamento é igual ou pior do que o de Roseana, que pelos menos sorria com a gente. Só José Reinaldo para resgatar o valor dos prefeitos neste estado”, disse um prefeito de uma cidade da região Centro-Sul do Maranhão.

Um outro prefeito presente na mesma roda de conversa, este da Região da Baixada Maranhense, afirmou que Flávio Dino vai empurrar com a barriga a pré-candidatura de José Reinaldo ao Senado Federal até abril de 2018 podendo, na “hora h”, até apresentar um outro nome.

“Flávio Dino está empurrando com a barriga essa candidatura de José Reinaldo para o Senado e fará isso até abril de 2018, podendo na ‘hora h’ aparecer com um outro nome e deixar o Zé não mão”, disse.

Coincidência ou não, esse tipo de manifestação dos políticos acontece exatamente quando José Reinaldo está sendo “cozinhado” pelo governador Flávio Dino que insiste em anunciar o seu “segundo nome” para senador somente em abril/maio de 2018.

E ninguém, nem mesmo Zé Reinaldo, tem a certeza de que esse “segundo nome” será o dele.

A conferir.

ELEIÇÕES 2018: Haroldo Saboia esculhamba Flávio Dino por ter colocado José Reinaldo na “geladeira” 6

Na presença de um conhecido ex-prefeito, ex-secretário de Estado e ex-deputado federal, e de um leitor assíduo do Blog do Robert Lobato, o ex-deputado constituinte baixou o sarrafo no comunista.

O ocorrido foi na última segunda-feira,11, nas dependência do Aeroporto Internacional de São Luís, Marechal Cunha Machado.

Na presença de um conhecido ex-prefeito, ex-secretário de Estado e ex-deputado federal, e de um leitor assíduo do Blog do Robert Lobato, o ex-deputado constituinte Haroldo Saboia baixou o sarrafo no governador Flávio Dino (PCdoB) por conta do que considera “uma tremenda sacanagem colocar o cara na geladeira, uma covardia e falta de consideração de Flávio Dino com quem o colocou na política, do responsável dele ser governador do Maranhão hoje. Coisa de ‘FDP’!”.

Haroldo se referia ao tratamento dispensado pelo comunista ao deputado federal José Reinaldo Tavares (ainda no PSB) em relação ao desejo do ex-governador ser candidato ao Senado Federal com a apoio de Flávio Dino nas eleições do ano que vem.

“Quando a história é verdadeira a pessoa aparece”, disse Haroldo aos dois interlocutores assim que viu José Reinado que também acabava de desembarcar no aeroporto. Todos riram.

De fato, até o momento o governador não deu qualquer sinal claro e efetivo de apoio ao projeto “José Reinaldo senador 2018”.

Talvez somente Zé Reinaldo ainda acredita que poderá contar a consideração do seu quase ex-pupilo