Willer Tomaz, advogado de Weverton Rocha, processa o blog 2

O causídico processou o editor-chefe do Blog do Robert Lobato por não ter gostado da forma que foi feita a cobertura da sua prisão em uma das operações subsidiárias da Lava Jato.

Amanhã, terça-feira, 10, terei um encontro com o advogado Willer Tomaz na Justiça do Distrito Federal, Brasília.

O causídico processou o editor-chefe do Blog do Robert Lobato por não ter gostado da forma como foi feita a cobertura da sua prisão em uma das operações subsidiárias da Lava Jato.

Em maio de 2017, Tomaz foi preso preventivamente a pedido do então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que, àquela altura, estava convicto quanto ao envolvimento do advogado em um esquema criminoso para atrapalhar a Operação Greenfield, que apurou a conduta de 50 grupos econômicos gerando, segundo o Ministério Público e a Polícia Federal, mais de R$ 50 bilhões em prejuízos que afetaram a vida de quase 2 milhões de funcionários públicos na ativa e de aposentados em fraudes envolvendo fundos de pensão.

Esse encontro com o advogado e amigo do deputado federal Wevrton Rocha será bom para esclarecer algumas coisas e revelar outras como, por exemplo, os milhões de reais que o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, embolsou através de acordo de repatriação de recursos investidos no exterior; as traquinagens envolvendo contratos irregulares com ONGs, inclusive no Maranhão; e ainda o uso indevido do nome deste blogueiro, pela Secretaria Municipal de Saúde, na gestão Edivaldo Holanda Júnior, para recebimento de dinheiro que nunca recebeu causando danos irreparáveis junto à Receita Federal. Ou seja, usaram meu nome para pagar sabe-se lá quem.

Três renomados advogados maranhenses se solidarizaram com este blogueiro se colocando à disposição da sua defesa, os quais o Blog do Robert Lobato agradece de público.

Enfim, não gostaria, mas sou obrigado a usar do “Princípio Weverton” de que você vale pelo mal que pode fazer.

Eu também sei ser sacana, viu Evilson?

NÃO PÔDE COM O POTE: Weverton Rocha devolverá Sistema Difusora à família Lobão 24

O “Maragato” já vinha dando sinais de que havia perdido fôlego financeiro para comprar o sistema. Ou seja, quem não pode com o pote não segura na rodilha…

Acabou-se o que era doce…

O Blog do Robert Lobato foi informado no início da tarde desta quarta-feira, 22, de que o deputado federal Weverton Rocha (PDT) vai entregar, em janeiro de 2018, o Sistema Difusora de Comunicação aos donos de direito, no caso, a família Lobão.

Arrendadas pelo parlamentar pedetista desde o início de 2016 com promessa de compra para este ano de 2017, a TV Difusora e Rádio Difusora FM se tornou um compromisso pesado para Weverton conseguir honrar, tanto que ele já vinha dando sinais de que havia perdido fôlego financeiro para comprar o sistema. Ou seja, quem não pode com o pote não segura na rodilha…

PF de olho

A coisa começou a apertar mais ainda após da prisão do advogado Willer Tomaz, amigo de Weverton e operador dos famigerados irmãos Jowesley e Wesley Batista, da JBS/J&F. Willer foi preso na Operação Patmos, da Polícia Federal, e ainda encontra-se recolhido no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal.

A aquisição do sistema Difusora faz, ou fazia, parte de um audacioso, e até certo ponto corajoso, projeto político de Weverton Rocha com os comunistas do PCdoB que consiste em dar total apoio ao “Maragato” para o Senado Federal em troca do apoio do PDT à reeleição de Flávio Dino em 2018, e em 2022 a chapa seria investida com o Weverton governador-12 e Flavio senador-650.

Só que esqueceram de combinar com a Polícia Federal, que está de olho nas movimentações milionárias de muita gente no Maranhão que até ontem não tinha no “fiofó” o que periquito roesse.

PEGADORES: Enquanto Rosângela Curado está presa, Weverton Rocha faz festa em Timon 2

Pelo jeito, o “Maragato” não está lá muito preocupado com o que pode falar a sua correligionária para as autoridades da Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Justiça Federal

O deputado federal e presidente estadual do PDT, Weverton Rocha, parece não estar nem aí para os infortúnios da sua companheira de partido Rosângela Curado.

Enquanto moça sofre pelo constrangimento de ter sido presa pela Polícia Federal na Operação Pagadores, o “Maragato” convida os seus amigos para um ato político amanhã, sábado, 18, na cidade de Timon em prol da sua já combalida pré-candidatura para o Senado Federal.

“É nesse sábado!
Lideranças políticas de todo o estado voltam a se reunir, em Timon, em apoio à pré-candidatura do deputado Weverton Rocha ao Senado Federal em 2018″, tuitou Weverton.

Vale lembrar, que Werveron Rocha fez algumas visitas ao advogado Willer Tomaz, preso na Operação Patmos da Polícia Federal (PF), conforme revelou a revista Época.

“Amigo é para bons e maus momentos”, disse Weverton na ocasião de uma das visitas que fez ao advogado.

Ué, mas isso vale para o enrolado Willer Tomaz e não vale para a “companheira” Rosângela Curado? Eu, hein!

Willer Tomaz era advogado da JBS, é acusado de repassar informações da Operação Greenfield para o empresário Joesley Batist e ainda encontra-se recolhido na Penitenciária da Papuda.

Pelo jeito, o “Maragato” não está lá muito preocupado com o que pode falar a sua correligionária para as autoridades da Polícia Federal, Ministério Público Federal e a Justiça Federal…