Eleições 2018: “Não tem mais Waldir Maranhão paz e amor”, avisa pré-candidato ao Senado 14

Waldir Maranhão espera que Flávio Dino cumpra o acordo de fazê-lo um dos candidatos a senador pelo seu grupo e já dá sinais de que paciência tem limites.

O deputado federal Waldir Maranhão (Avante) mandou um duro recado para o seu grupo político, especialmente para o governador Flávio Dino (PCdoB).

Em conversa com o Blog do Robert Lobato na tarde desta sexta-feira, 29, Waldir deixou claro que não está brincando quando diz que “acordo é pra ser cumprido”, e voltou a cobrar de Flávio Dino a mesma consideração e apreço que tem em relação ao comunista.

“Não tem mais essa de Waldir Maranhão paz e amor. Sou pré-candidato a senador e espero que seja cumprido o acordo que existe com o governador Flávio Dino, pois sou do tempo que política se faz e se cumpre os acordos. Tenho consideração e apreço pelo governador e exijo reciprocidade. Pode haver quem defenda tanto quanto eu o governador, mas não tem quem defenda mais”, disse.

Waldir Maranhão de fato é um aliado leal a Flávio Dino, mas o governador tem menosprezado o projeto do deputado de ser senador da República com o apoio do Palácio dos Leões.

Não somente o estado do Maranhão, mas Brasil inteiro sabe que o então presidente em exercício da Câmara dos Deputados anulou a votação do impeachment da presidente Dilma numa articulação que teve Flávio Dino como mentor principal.

Na época, o comunista deu garantias, na presença de Lula e Dilma, que se Waldir Maranhão anulasse a votação do processo de cassação da petista ele seria um dos candidatos do governo maranhense ao Senado.

É tão somente isso que Waldir Maranhão espera de Flávio Dino, ou seja, que o governador cumpra o acordo feito e selado com o deputado federal.

Que já dá sinais de que paciência tem limites…