Após análise do blog, Flávio Dino admite candidatura a presidente de República 8

Por essas e outras que o nosso blog é respeitado pela imensa maioria dos leitores, mesmo pelos críticos e adversários que não concordam as análises feitas aqui.

Foi quase que simultâneo.

Após o Blog do Robert Lobato fazer uma análise sobre a possível renuncia do prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (ainda no PSDB), renunciar ao mandato para assumir um cargo de secretário no Governo do Estado, Flávio Dino anunciou que pode ser candidato a presidente da República.

No post “CASO LUIS FERNANDO: O que estaria por trás da ida do prefeito de Ribamar para o governo Flávio Dino?, o Blog do Robert Lobato afirmou que:

“O que pode explicar toda essa engenharia politica é a virtual candidatura de Flávio Dino a presidente da República, coisa que o comunista tem em mente e já trabalha para se viabilizar, inclusive via imprensa nacional, como nome das esquerdas para enfrentar a ofensiva direitista ora em curso no país, cujos atores principais atualmente são o presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria (São Paulo)”.

Não deu outra.

Numa plenária extraordinária do PCdoB do Maranhão realizada ontem, sexta-feira, 22, Flávio Dino lançou sua pré-candidatura a presidente da República.

“Estou me preparando para 2022. Vocês nem notaram, já estou até com cinco quilos a menos. Vamos enfrentar o laranjal e a turma do mal”, afirmou numa alusão ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) que enfrenta denúncias envolvendo o uso de candidaturas laranjas pelo partido dele nas eleições de 2018.

Por essas e outras que o nosso blog é respeitado pela imensa maioria dos leitores, mesmo pelos críticos e adversários que não concordam as análises feitas aqui.

Mas, é bom que se diga, o Blog do Robert Lobato não está interessado em agradar a todos, mas tão somente ser respeitado na sua independência e clareza de posições.

É isso aí.

PS: E por falar no post CASO LUIS FERNANDO: O que estaria por trás da ida do prefeito de Ribamar para o governo Flávio Dino?, o Blog do Robert Lobato cometeu um equívoco. O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão,  deputado Othelino Neto (PCdoB), assegurou que, ao contrário do que foi afirmado no referido post sobre a impossibilidade de sua reeleição, “o regimento da Assembleia permite reeleição”, informou o presidente a este blogueiro. Feito  devido reparo, a editoria desta página pede desculpas aos leitores pelo equívoco.

BRASÍLIA: Othelino Neto é recebido pelo ministro do STJ, Reynaldo Soares da Fonseca 2

Em Brasília, Othelino Neto é recebido pelo ministro do STJ, Reynaldo Soares da Fonseca

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), esteve em Brasília, nesta quarta-feira (6), para uma visita de cortesia ao ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Reynaldo Soares da Fonseca. Os dois conversaram sobre a importância do bom relacionamento entre os poderes.

“É razão de grande satisfação visitar o nosso conterrâneo e, com ele, ter uma conversa bastante produtiva. É imprescindível manter essa relação respeitosa e harmoniosa entre os poderes Executivo e Legislativo. Quando isso ocorre, considerando as prerrogativas de cada poder, quem ganha é a sociedade”, disse Othelino Neto.

O ministro do STJ afirmou que o respeito entre os poderes é essencial e destacou o empenho de Othelino Neto no Parlamento estadual maranhense.

“É uma satisfação enorme recebê-lo, por várias razões: ele conseguiu uma façanha extraordinária, que foi unir a classe política, e obteve uma eleição consagradora por unanimidade na Assembleia. O deputado tem respeito pela coisa pública, pelo bem comum, e prima pelo bom relacionamento. Por isso, estamos em boas mãos. É isso o que quer a Constituição: poderes independentes e harmônicos”, afirmou o ministro.

(Fonte: Ely Coelho / Agência Assembleia)

ENTREVISTA: “O Maranhão dá um bom exemplo para o Brasil onde as instituições conseguem se relacionar de forma respeitosa”, afirma Othelino Neto 4

Othelino Neto (PCdoB) foi eleito para seu terceiro mandato seguido como deputado estadual e ao que tudo indica deve ser reconduzido ao cargo de presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão sem candidatura de oposição.

Identificado e engajado com o projeto de mudança proposto polos comunistas maranhenses, Othelino filou-se ao PCdoB a convite do governador Flávio Dino. “Umas das coisas que mais nos aproxima é que temos uma visão de mundo pelo mesmo campo, o de esquerda. Ao mesmo tempo em que temos essa relação política estreita, compreendemos que é preciso ter uma relação de independência entre os poderes”, afirma o deputado em entrevista exclusiva ao jornal O Imparcial.

Jornalista e economista, Othelino é considera por muitos como um dos mais atuantes do Legislativo. “A sociedade maranhense soube compreender e reconhecer esse momento de transformação que passa o estado. Apesar de todo esse momento de crise financeira e política que vem passando o Brasil, o Maranhão está equilibrado, e isso é importante para todos, que o estado não quebre como quebraram importantes como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul”, afirma.

Confira a entrevista exclusiva:

Perspectivas futuras

O povo pode esperar muito trabalho pelo Maranhão. A Assembleia tem dado respostas rápidas e cumprindo bem seu papel de legislar, não só com leis de iniciativa própria, mas com projetos de lei vindo do judiciário e do executivo. Temos feito também discussões políticas importantes aqui, o Maranhão tem sido discutido. E como estabelece o regime democrático, prevalece a vontade da maioria. A Assembleia nesses quatro anos vai continuar com essa postura, cumprindo suas prerrogativas: legislar, fiscalizar o executivo, e fazer uma discussão ampla e irrestrita da nossa política maranhense e nacional.

Eleições na Assembleia

Caso no dia 1º de fevereiro os deputados confirmem minha recondução ao cargo de presidente da casa, o sentido principal será esse: manter a postura de independência do poder legislativo e harmônica com outros poderes. Existe um equívoco de alguns seguimentos da sociedade de achar que os poderes devem viver em conflito, mas quando isso acontece (o conflito) é ruim para o estado democrático de direito.

O Maranhão dá um bom exemplo para o Brasil onde as instituições conseguem se relacionar de forma respeitosa, mas cada um cumprindo com suas prerrogativas. Existe um diálogo produtivo do legislativo com o executivo, do legislativo com o judiciário, do judiciário com o executivo, e isso sem perda de atribuições e mantendo o equilíbrio que é necessário. Por que, quando um dos poderes se sobrepõe aos outros esse desiquilíbrio fere o estado democrático de direito, e na falta de diálogo entre os poderes quem sente primeiro é a sociedade.

Ampla vitória do campo político de esquerda no Maranhão

A sociedade maranhense soube compreender e reconhecer esse momento de transformação que passa o estado. Apesar de todo esse momento de crise financeira e política que vem passando o Brasil, o Maranhão está equilibrado, e isso é importante para todos, que o estado não quebre como quebraram importantes como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Aqui no Maranhão conseguimos manter essa estabilidade. Os três poderes vem cumprindo suas tarefas, pagando os funcionários em dia, e no caso do executivo conseguindo suprir os serviços essenciais à população. Então, acho que o reconhecimento da sociedade foi que deu ao nosso campo político essa ampla vitória em 2018. Elegemos 32 deputados estaduais, 12 federais, dois senadores, a reeleição do governador no primeiro turno. É um reconhecimento do trabalho que vem sendo feito por este grupo político que vem fazendo o Maranhão melhorar.

A experiência comunista maranhense

É razão de muito orgulho pertencer aos quadros do PCdoB, um partido que tem uma história dedicada as lutas populares e as boas causas dos brasileiros. Eu, que tenho uma formação à esquerda, me sinto muito à vontade no PCdoB. Nós somos os comunistas do Brasil, e aqui no Maranhão mostramos o quanto essa experiência está sendo exitosa no sentido de promover a melhoria da qualidade de vida da população, de valorizar programas sociais que alcançam os seguimentos que mais precisam, e de ir corrigir distorções que ainda prevalecem, mas que estão sendo corrigidas, onde um segmento da sociedade tem muito e outro, que é segmento muito maior, não tem quase nada.

Alguns, por preconceito, ficam tentando desqualificar a experiência comunista do Brasil. Boa parte daquilo que foi escrito por Marx e Lênin ainda vale hoje. Mas, o que se aplicou nas primeiras revoluções, na Revolução Russa, que foi a primeira e a mais importante de todas, é claro que não pode ser aplicado da mesma forma em 2019. O mundo se transformou e as experiências concretas vão fazendo com que ajustes sejam feitos nos modelos. Nós somos o Partido Comunista do Brasil, nós temos uma formação política consolidada, mas vivemos em um país cujo modo de produção capitalista. Então, as nossas normas e leis são de um país capitalista e assim nós nos adequamos, embora em nenhum momento pensamos em abrir das convicções que são essenciais da nossa “fé”, que é, principalmente, a construção de um país mais justo e igualitário.

Inspirações dos comunistas maranhenses

Nesse modelo tem muita coisa nova, mas existem programas importantes que desenvolvemos analisando experiências de outros lugares. Por exemplo, observamos em Pernambuco, ainda sob o comando do saudoso Eduardo Campos, o projeto Cidadão do Mundo e os IEMAs (Instituto de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão), que não são exatamente iguais, mas vimos lá e achamos uma boa e aplicamos aqui. Alguns aspectos do sistema de educação pública do Ceará, que em alguns municípios tem sido referência no Brasil, e nesse aspecto podemos citar Sobral, que tem um dos melhores índices na área educacional do país.

Mas temos também experiências que podem servir para o Brasil, e eu destacaria o projeto Escola Digna, que tem uma marca muito forte. Primeiro pelo aspecto de resgate da autoestima do professor, dos responsáveis pelo aluno e do próprio estudante, que por falta de opção estudava em uma escola sem as mínimas condições, muitas vezes de taipa, sem carteira ou banheiro, enfim… E, essa transformação, onde o estado substituiu a escola antiga por uma nova é uma marca muito forte, não só pelo aspecto subjetivo de resgate da autoestima, como pelo aspecto objetivo, que estimula a criança a estudar. Isso vai ter resultados concretos na melhoria da qualidade de vida do maranhense a médio e longo prazo, e talvez esse seja o nosso legado principal. Não é uma obra que tem “caráter eleitoral” mais forte, mas é a que vai marcar definitivamente o compromisso dos comunistas com o futuro do Maranhão.

Composição com vários partidos

Nós somos comunistas, mas, sobretudo, democratas. E entendemos que um estado como o Maranhão, com todas suas necessidades e carências, precisa dessa junção de forças, e nós não temos a pretensão nem a arrogância de achar que só nosso credo é o que vale, é a verdade absoluta. Então, nós temos condições de dialogar com partidos e políticos que tem formações ideológicas diferentes, mas que tem o mesmo propósito, que é o de transformar o Maranhão em um estado mais justo. Então, aqui nós temos a capacidade de discutir e ter uma aliança forte com partidos que não militam no mesmo campo político que o nosso. Na base de apoio do PCdoB do Maranhão nós temos o DEM, o Solidariedade, PP e PTB. Do PT, passando pelos partidos do “centrão”, chegando até em alguns de direita, vários compõem a nossa base e respeitam o nosso programa.

Consenso na união dos partidos

O programa de governo para os próximos quatro anos apresentado a sociedade foi amplamente discutido. Eu acredito que o essencial numa aliança tão heterogênea é estabelecer qual o caminho a ser trilhado: cada um dá sua colaboração, mas respeitando aquilo que é o essencial deste comando político atual, no caso Flávio Dino e o PCdoB.

Como exemplo podemos citar a própria Assembleia do Maranhão, onde nós não fizemos um trabalho para fazer do PCdoB um partido hegemônico. Aqui a representação dos partidos fruto das eleições de 2018 mostra como tratamos os aliados de força democrática e respeitosa.

O PCdoB é o partido do governador e historicamente foi assim: o partido do governador sempre fazia a maior bancada com uma diferença numérica muito grande para os outros partidos. Objetivamente falando, enquanto elegemos seis o PDT elegeu sete, o DEM colocou cinco, o PR fez três, e vários partidos com dois ou apenas um. Temos uma presença partidária muito forte na Assembleia, e diferente do que muitos defende, não é ruim, o problema nosso não está na quantidade de partidos, a pluralidade é necessária e faz parte de uma boa Assembleia.

Como deputados federais de outros campos políticos podem ajudar o Maranhão

Os deputados federais como um todo tem emendas individuais e de bancada que podem ajudar muito o estado. Mas, podem também ser interlocutores do estado do Maranhão junto ao governo federal. E, neste quesito, um aspecto mais importante já que é público e notório que o governador Flávio Dino faz oposição ao presidente Jair Bolsonaro, mas isso não quer dizer que não precisa e que não vai existir um diálogo institucional entre o governo do Maranhão e da República, até porque isso é obrigação dos dois, e a diferença política permanece, mas o que diz respeito aos interesses do povo se faz necessário o diálogo, tanto que é nosso vice-governador Carlos Brandão teve agenda com ministros, Dino também, e nossa expectativa é que no aspecto institucional haja um diálogo permanente com o governo federal.

Diálogos com os comunistas maranhenses

Esta semana tivemos uma reunião com a bancada de deputados estaduais do PCdoB, e o com Márcio Jerry, e tratamos de assuntos diversos. A posição da bancada do PCdoB em relação a composição da mesa diretora já foi tomada faz algum tempo. Tratamos também sobre ações políticas e planos para o próximo mandato, combinamos de convidar os prefeitos para articular nossas definições políticas; estes foram os temas.

Mas, aqui na Assembleia, tenho feito rodadas de conversas com todos os deputados. Essa lógica do diálogo permanente com todos os políticos, sejam da base governista ou da oposição, acontece o ano todo, até porque quem preside o poder legislativo preside todos os deputados, independentemente de sua opção política, ideológica ou partidária.

Relação com Flávio Dino

Umas das coisas que mais nos aproxima é que temos uma visão de mundo pelo mesmo campo, o de esquerda. Ao mesmo tempo em que temos essa relação política estreita, compreendemos que é preciso ter uma relação entre os poderes de independência, e isso é uma coisa que é muito forte, porque não é o fato de sermos aliados e termos uma relação pessoal muito boa que confundamos aquilo que diz respeito aos nosso papeis enquanto comandantes de poderes diferentes.

Claro que é razão de alegria ver o Flavio Dino governar o Maranhão e pra mim de liderar o poder legislativo, mas nem a nossa relação política nem a de amizade que nós temos um com o outro faz com que nós deixemos de compreender a função de cada um, e o poder legislativo exerce na sua plenitude a suas prerrogativas, não só de legislar como de fiscalizar. Alguém pode dizer que “o poder legislativo não briga com o executivo?”, mas o objetivo não é brigar, é manter uma relação harmônica e respeitosa. Em alguns momentos podemos ter divergências, que são legítimas, mas sempre mantendo o respeito institucional. Não é admissível quando um poder diverge do outro fora daquilo que estabelece a constituição. Isso é ruim para todos, para a sociedade, e nisso, eu insisto, o Maranhão é um exemplo para o Brasil, cada qual andando no seu devido espaço, cumprindo com suas obrigações constitucionais, e não tentando invadir o espaço do outro.

De O Imparcial

Em discurso equilibrado, Othelino Neto fala em oposição “responsável” ao governo Bolsonaro 2

Equilibrado, para dizer o mínimo, o pronunciamento do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PC do B), que na sessão desta quarta-feira, 29, foi à tribuna, e avaliou o resultado das eleições para presidente da República, que elegeram o deputado federal Jair Bolsonaro com 55% dos votos válidos. Reiterou que o PCdoB, partido a que está filiado, fará uma oposição responsável e democrática.

Othelino enfatizou que, apesar da chapa do candidato Fernando Haddad, que seu partido apoiou, ter sido derrotada, é preciso aceitar a decisão da maioria da população brasileira, como manda a democracia. Em seguida, demonstrou preocupação com algumas promessas de campanha de Bolsonaro. “É um caso talvez ímpar, onde precisamos torcer para que grande parte das promessas feitas pelo hoje presidente eleito, ele não as cumpra, porque só assim o país terá a paz necessária para que possamos viver bem”, alertou.

Ainda no seu discurso, o deputado alegou ter ficado triste com o resultado, mas desejou êxito na administração do presidente eleito, pedindo, também, atenção à grande parte da população que não votou nele. “Que Bolsonaro possa, principalmente, pacificar o Brasil. Todos precisam ser respeitados e bem cuidados, independente de terem lhe conferido o voto ou não. Quando passa a eleição, o governante não é só governante de quem o elegeu, é governante de todos. Foram 47 milhões de votos para Haddad, o que é uma quantidade expressiva e sinaliza que o presidente eleito precisa reconhecer que tem uma banda da população que precisa ser vista e respeitada”, lembrou.

Othelino Neto concluiu seu discurso afirmando que o PC do B fará oposição ao presidente  de forma democrática e responsável, atendendo a vontade da sociedade brasileira. “Nós, do PCdoB, como respeitamos os nossos eleitores, entendemos o recado das urnas. Agora, ficaremos vigilantes para garantir o estado democrático de direito, garantindo os avanços sociais obtidos a duras penas pelo povo brasileiro e para que ninguém seja discriminado por raça, por religião, por orientação sexual, ou por ter posturas e opiniões divergentes das posições majoritárias”, finalizou.

Confira o vídeo a seguir com com trecho do pronunciamento do presidente Othelinho Neto.

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA: Eleição da mesa já movimenta deputados eleitos e reeleitos 2

Ao menos quatro nomes podem ser dados como certos num primeiro momento, dois deles reeleitos no último domingo, 7, e outros dois que voltam ao parlamento depois de ficaram sem mandato, entre eles um que retorna trazendo na bagagem a condição de quem já presidiu o Legislativo maranhense

Consolidada a apuração dos votos e consequentemente o resultado eleitoral de quem conseguiu se eleger deputado estadual nas eleições de 2018, as atenções agora estão todas voltadas para a eleição da nova mesa diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão.

Ao menos quatro nomes podem ser dados como certos num primeiro momento, dois deles reeleitos no último domingo, 7, e outros dois que voltam ao parlamento depois de ficaram sem madanto, entre eles um que retorna trazendo na bagagem a condição de quem já presidiu o Legislativo maranhense. Vejamos.

Othelino Neto (PCdoB) – É o atual presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão e, ao em tese, leva vantagem sobre os demais pretendentes. O fato de ser do mesmo partido do governador pode ajudar e ao mesmo tempo atrapalhar os planos de Othelino em continuar no comando do Poder Legislativo estadual. Ajuda na medida que não se trata apenas de um correligionário de Flávio Dino, mas de um aliado pra lá de leal e totalmente afinado com o Palácio dos Leões. Mas, paradoxalmente, o fato de ser do PCdoB pode servir de argumento para os concorrentes no sentido de ser muita pretensão dos comunistas comandarem ao mesmo tempo o executivo e legislativo. A favor de Othelino Neto está também a forma de como vem conduzindo a casa, sempre com muita habilidade e tratando de forma igualitária deputados governistas e oposicionista. Não é por acaso que já conta com declaração de voto de alguns parlamentares.

Marcelo Tavares (PSB) – Com a experiência de quem já presidiu o parlamento maranhense, nos bastidores políticos comenta-se que há um acordo entre o deputado e o governador Flávio Dino para que ele seja alçado à condição de presidente  da casa mais uma vez. Claro que ambos vão negar se perguntados sobre tal acordo, mas o assunto é corrente na Assembleia Legislativa. Marcelo Tavares não deixou muita saudades entre os seus antigos pares, pois ficou com a fama de “pão-duro” e de péssimo trato político. Com a vitória de Dino em 2014, Marcelo virou secretário da Casa Civil meio que figurativo, pois nunca teve autonomia para resolver algo de relevância no âmbito do governo. A ser verdade que existe esse “acordo de gaveta” entre ele e o governador reeleito tem chances. E muitas!

Cleide Coutinho (PDT) – Deputada experiente, Cleide Coutinho conhece bem como funciona a engrenagem política, em particular as disputas no parlamento. Viúva do ex-deputado estadual e ex-prefeito Humberto Coutinho, Cleide é um nome que surge como opção para “equilibrar” a disputa na base governista. É verdade que se o marido ainda estivesse em vida, a história da próxima eleição da mesa diretora da Assembleia Legislativa seria outra, posto que Humberto Coutinho estaria reeleito deputado e se tornaria um candidato fortíssimo, o que não se pode afirmar o mesmo em relação à viúva, mas ainda assim Cleide Coutinho não pode ser subestimada de modo algum.

Neto Evangelista (DEM) – O mais jovem entre os quatros nomes elencados pelo Blog do Robert Lobato, a candidatura de Neto Evangelista a presidente da Assembleia Legislativa pode representar a onda de renovação dos quadros na política maranhense que está em curso no estado, já que é um quadro que integra a nova geração de políticos que tem emergido das urnas nas últimas eleições no Maranhão, com a ressalva de não ser um “meliante”. A marcante passagem do jovem parlamentar pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) o credencia como gestor, logo não teria lá muitas dificuldades de administrar uma instituição como a Assembleia Legislativa do Maranhão. Sem falar que é bem articulado entre os demais deputados, tanto com os veteranos reeleitos, quanto os novatos que assumirão em fevereiro de 2019. Se contará com o apoio do governador, a quem serviu com lealdade e competência todo o tempo que atuou na Sedes, é uma outra história.

Enfim, são esses os quatro nomes que hoje estão postos para disputar a presidência do Poder Legislativo do Maranhão. Podem surgir outros? Claro que sim!

Até porque se há uma eleição marcada por fortes emoções, sem qualquer dúvida é a eleição para a mesa diretora da Casa do Povo.

É aguardar e conferir.

Othelino Neto faz avaliação positiva das eleições e agradece votação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez, nesta terça-feira (9), uma avaliação positiva das eleições e…

Agência Assembleia

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), fez, nesta terça-feira (9), uma avaliação positiva das eleições e aproveitou para agradecer a votação expressiva que recebeu (60.386 votos), assegurando-lhe a reeleição como o quinto mais votado.

“Quero agradecer ao povo do Maranhão pela minha reeleição. Foi o reconhecimento do trabalho que fizemos nos últimos quatro anos. Além disso, o povo deu uma maiúscula vitória ao nosso campo político, com a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB), no primeiro turno, e com a eleição dos senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS). Foi uma sinalização objetiva e clara de quem está gostando desse novo modelo político que vem sendo implantado no Estado”, assegurou.

“O Maranhão está mudando para melhor e agora os maranhenses avalizaram isso”, enfatizou.

Othelino Neto fez um agradecimento especial aos seus eleitores. “Eu fico muito grato pela minha vitória. A votação foi muito boa e agradeço a cada um dos meus eleitores, dos municípios que tive mais votos aos que tive menos. Fico feliz que o povo do Maranhão tenha reconhecido o meu trabalho, me permitido continuar na Assembleia”, afirmou.

O presidente da Assembleia fez também uma saudação aos novos deputados eleitos e aos reeleitos. “Tenho certeza de que os novos deputados que vão chegar aqui vão somar muito e ajudar muito o Maranhão, como os atuais estão fazendo”, manifestou.

Sobre a bancada feminina na Assembleia Legislativa, Othelino disse que é preciso aumentar mais a representação da mulher na política. “Torço para que isto aconteça nas próximas eleições, tanto na Assembleia quanto na Câmara Federal. Esperamos que as mulheres ocupem mais espaço na vida pública maranhense. A boa notícia é a eleição da senadora Eliziane”, finalizou.

NOVA IORQUE: Othelino Neto faz grande carreata no município

Uma grande carreata marcou a visita do deputado estadual Othelino Neto (PC do B), candidato à reeleição, no domingo (9), a Nova Iorque, cidade beneficiada com emendas de sua autoria nas áreas de infraestrutura e educação. Na oportunidade, ele fez um balanço de sua atuação parlamentar no município.

O parlamentar agradeceu o apoio da população e falou sobre os benefícios alcançados. “Agradeço a belíssima recepção e o reconhecimento do nosso trabalho em prol da cidade. Destinei emendas para o asfaltamento de ruas, principalmente nas vias que dão acesso à zona rural. Também pude ajudar na intermediação da reforma da única escola pública estadual e quero continuar trabalhando por Nova Iorque. Juntos, ajudaremos muito mais”, disse Othelino, durante o comício realizado na praça principal da cidade, que também recebeu melhorias do Governo do Estado.

Lideranças regionais demonstraram apoio total ao presidente da Assembleia Legislativa, durante o comício. A prefeita Mayra afirmou que a votação deste ano será diferente . “Pela primeira vez, Nova Iorque tem a oportunidade de votar em candidatos que não só fazem promessas, mas que ajudam realmente nosso município . Conseguimos obras importantes, graças ao intermédio do deputado Othelino Neto, gerando emprego e renda para a população”, enfatizou.

O ex-prefeito de São João dos Patos, Zé Mário, também participou do evento e falou sobre a importância de ter um representante no Legislativo Estadual. “Othelino ajudou a melhorar a vida de pessoas de vários municípios e tenho certeza que será um bom representante do Sertão Maranhense”, acentuou.
São Luís

Pela manhã, o presidente da Assembleia esteve na caminhada do governador Flávio Dino, candidato à reeleição, que percorreu os bairros Vila Zé Reinaldo e Cidade Olímpica, em São Luís.

Além de Othelino Neto, vários candidatos da chapa do governador marcaram presença na mobilização, que arrastou uma multidão. Participaram os candidatos ao Senado, Eliziane Gama e Weverton Rocha, além de diversos candidatos a deputado.

ELEIÇÕES 2018: Othelino inicia campanha em São Luís com grande caminhada na Vila Palmeira

Ao lado de grandes lideranças, o candidato à reeleição, deputado Othelino Neto (PC do B), deu o pontapé inicial de sua campanha em São Luís, nesta terça-feira (4), com uma grande caminhada pelas ruas do bairro da Vila Palmeira que animou os moradores. Nas próximas terça (11) e quarta (12), ele prosseguirá com sua agenda na capital, com caminhadas no Anil e no João de Deus.

A recepção calorosa dos moradores, que não economizou nos abraços e apertos de mão, marcou a passagem de Othelino pelo bairro, considerado um dos mais antigos da Ilha.

“Estou, aqui, depositando minha confiança no deputado Othelino. Sei que ele olhará com carinho pelo povo do nosso bairro, que tanto precisa de atenção ”, declarou a moradora Joseana Silva.

O gigantesco bandeiraço mostrou a força do deputado em São Luís e o candidato à reeleição demonstrou sua gratidão pelo povo. “Obrigado a todos pela participação na caminhada. É com essa vibração que a mensagem será levada para todos os maranhenses em busca da vitória. Obrigado, mais uma vez, pelo prestígio”, acentuou Othelino.

Lideranças reforçaram o apoio a Othelino Neto

O presidente da Assembleia Legislativa foi acompanhado de sua esposa, Ana Paula, e de grandes lideranças da região, que confirmaram o apoio à reeleição.
“Othelino Neto é um político de respeito e de palavra, por isso fazemos questão de apoiá-lo aqui na Vila Palmeira”, enfatizou o líder popular Julinho.

Outra liderança que afirmou ter confiança no líder do Legislativo foi o jornalista Batista Matos, candidato a deputado federal . “Othelino já mostrou que trabalha em benefício do povo maranhense e, por isso, tem meu apoio e, sem dúvida, será o mais votado em São Luís”, afirmou .

Já os vereadores Marcelo Poeta e Fátima Araújo, que também participaram do evento na Vila Palmeira, enfatizaram a força de Othelino Neto na capital.

“Tenho certeza de que os moradores deste bairro farão a escolha certa reelegendo Othelino. O deputado está chegando para somar, ainda mais, às nossas propostas em prol de São Luís”, disse o vereador Marcelo Poeta.

Fátima Araújo, vereadora atuante no bairro, demonstrou confiança no trabalho do parlamentar, principalmente na capital. “A população de São Luís já decidiu pelo melhor candidato a deputado, que é Othelino Neto, nome forte e de confiança. Estamos contando com ele e sei que ele não irá nos decepcionar”, acentuou

ELEIÇÕES 2018: Othelino Neto inaugura comitê e faz caminhada em São Vicente Ferrer

Em continuidade à sua agenda de campanha, o candidato à reeleição, deputado Othelino Neto (PC do B), reuniu-se, nesta quinta -feira   (30), com lideranças políticas, participou de uma caminhada pelas ruas e inaugurou seu comitê em São Vicente Ferrer.
O presidente da Assembleia Legislativa afirmou que a parceria com o município vai além do período eleitoral. “Quero que minha ligação com este município se estenda, para que eu possa ajudar, cada vez mais, por meio  de emendas parlamentares em benefício dos vicentinos, assim como tenho feito em toda essa região da baixada”, afirmou.
Inauguração do comitê
 
Depois de percorrer pelas ruas de São Vicente Ferrer, uma multidão acompanhou a inauguração do comitê local de Othelino Neto.
O vereador Taba de Cururu (PV) , uma das maiores lideranças da região, demonstrou confiança e apoio ao parlamentar. “Othelino Neto tem feito um grande trabalho, destinando emendas para vários municípios. E ele, como baixadeiro que é, vai  continuar olhando  com carinho para a Baixada Maranhense, ajudando a melhorar principalmente a segurança, saúde e a infraestrutura da nossa querida cidade”, acentuou.

Prefeito Zezildo e Helena Pavão preparam grande encontro em apoio a deputados

Via Hora Extra

Já está tudo definido na cidade de Santa Helena, para o grande encontro cívico que celebrará o apoio incondicional do prefeito Zezildo Almeida e da ex-gestora do município Helena Pavão aos parlamentares Othelino Neto (PCdoB) e Victor Mendes (PSD), que buscam suas reeleições, respectivamente, aos cargos de deputado estadual e deputado federal.

O evento está marcado para ter início às 18h00 desta sexta-feira (24), no ‘Espaço Eventos’, localizado na Praça José Sarney, Centro. Uma mega estrutura está sendo montada para receber os dois deputados que muito tem feito em benefício da Baixada Maranhense, especialmente ao município de Santa Helena.

Além de Zezildo Almeida e Helena Pavão, diversos vereadores e secretários municipais estarão presentes no encontro. Soma-se a estes, lideranças comunitárias de Santa Helena e região, além é claro, de simpatizantes e correligionários dos anfitriões que ofertarão aos visitantes, apoio total e irrestrito nessa nova jornada rumo à reeleição de Otlhelino e Victor Mendes.

“Tanto o deputado estadual Othelino Neto, quanto o deputado federal Victor Mendes têm dado grande apoio à nossa administração, através de emendas parlamentares e parcerias institucionais voltadas para o benefício da população helenense, durante seus mandatos. Por isso, neste momento de luta, não poderíamos deixar de assumir esse compromisso de campanha com estes dois amigos de Santa Helena. Portanto, decidimos em ato popular, apresentar nossos dois candidatos que buscam continuar seus trabalhos no parlamento estadual, no caso do companheiro Othelino e no Congresso Federal, o grande parceiro Victor Mendes,” disse o prefeito Zezildo.

A previsão é que um grande público se faça presente no evento, mesmo porque a população de Santa Helena é testemunha maior dos benefícios colocados em prática na gestão do prefeito Zezildo, que só tem contribuído para a melhoria na qualidade de vida dos helenenses e no desenvolvimento do município como um todo.