ELEIÇÕES 2018: José Reinaldo, um pequeno passo para um candidato, mas um salto gigantesco para o Senado

José Reinaldo fez um movimento muito bem calculado nesta fase da sua pré-campanha ao Senado Federal ao convidar a família Macedo para integrar o seu projeto. Fecha o ano com chave de ouro.

O ex-governador José Reinaldo Tavares (ainda no PSB) calcula cada movimento que deve dar na política. Até porque, como engenheiro de formação, entende de cálculos diferenciais e integrais, e os têm aplicado no território da política.

Na segunda-feira, 11, por exemplo, o agora deputado federal fez um movimento que pode ter consolidado de uma vez por todas o seu projeto para o Senado Federal.

Durante almoço realizado, em Teresina (PI), um território neutro, portanto, José Reinaldo reuniu-se com a família Macedo.

No cardápio, além de um bode no vinho de coco, o convite para o que o clã Macedo indique o primeiro suplente de senador na sua chapa, provavelmente o patriarca Dedé Macedo. Ou seja, Zé Reinaldo matou vários coelhos com uma cajadada só.

Em primeiro lugar, o pré-candidato a senador chama para perto de si um dos principais fiadores políticos e financeiros da campanha de 2014 do então candidato a governador Flávio Dino (PCdoB). Uma saia justa do “caramba” no comunista.

Em segundo lugar, Dedé Macedo é pai do deputado estadual Fábio Macedo, do PDT, mesmo partido do também pré-candidato a senador Weverton Rocha, presidente estadual do legenda trabalhista e que já recebeu o apoio declarado do governador Flávio Dino.

Por fim, Zé Reinaldo contou com o apoio de ninguém menos do que o ex-prefeito de Timon e ex-deputado estadual, o pedetista histórico Chico Leitoa, nessa empreitada política de chamar a família Macedo para compor no projeto de senador do agora deputado federal – comenta-se que Chico está de olho na segunda suplência, mas ele nega.

Detalhe importante: o almoço da segunda-feira, 11, em Teresina, foi à revelia do Palácio dos Leões e do PDT de Weverton Rocha.

O fato é que José Reinaldo fez um movimento muito bem calculado nesta fase da sua pré-campanha ao Senado Federal. Fechou o ano com chave de ouro.

Parodiando a frase do astronauta americano Neil Armstrong ao pisar na lua, Zé Reinaldo de “um pequeno passo para um candidato, mas um salto gigantesco para o Senado”.

É aguardar e conferir.

PS: Chico Leitoa, assim como José Reinaldo Tavares, é engenheiro, logo entende de cálculos também.  🙂

ELEIÇÕES 2018: Aumenta pressão sobre Flávio Dino por José Reinaldo senador 6

A cada dia, uma pressão medonha sobre Flávio Dino para declarar definitivamente que o José Reinaldo não é apenas “um” dos seus candidatos ao Senado Federal em 2018, mas “o” candidato!

José Reinaldo Tavares (ainda no PSB) não está brincando de fazer política. Aliás, nunca esteve, ainda mais agora próximo de completar 80 anos de vida.

A prova disso é a articulação coordenada por aliados de peso do ex-governador para formar um grande grupo político por dentro do “grupão” liderado pelo governador Flávio Dino (PCdoB). O objetivo é pressionar o chefe do executivo estadual a declarar apoio à candidatura do Zé Reinaldo ao Senado Federal, coisa que o comunista vem evitando fazer.

O “núcleo duro”, por assim dizer, desse grupo em torno do deputado federal José Reinaldo é formado por lideranças do peso de Cleomar Tema, presidente da Famem e prefeito de Tuntum; deputado Humberto Coutinho, presidente da Assembleia Legislativa; o ex-deputado Rubens Pereira, o Rubão.

Além do campo político de apoio ao projeto “José Reinaldo senador 2018”, o ex-governador conta também com o entusiasmo aguerrido da imprensa maranhense na pessoa do diretor do Jornal Pequeno, jornalista Lourival Bogéa, que num grupo na rede social do WhatsApp, declarou: “O Jornal Pequeno assumiu publicamente a defesa da candidatura de José Reinaldo por entender que o Maranhão deve esse mandato [de senador] a ele e ainda por ter a compreensão de que não fosse a corajosa atitude dele de romper com Sarney ainda hoje o Maranhão estaria sob o comando de um grupo que mandou e desmandou 50 anos no Estado”.

O fato é que cresce, a cada dia, uma pressão medonha sobre Flávio Dino para declarar definitivamente que o José Reinaldo não é apenas “um” dos seus candidatos ao Senado Federal em 2018, mas “o” candidato!

Em tempo: Nos bastidores político já ouve-se falar que Zé Reinaldo e o seus aliados já não descartam lançar um nome alternativo para o governo e o deputado sair candidato a senador por essa chapa. Vale aguardar e conferir.

Leia também: Padrinhos de Flávio Dino formam grupão por Zé Reinaldo para o Senado

ELEIÇÕES 2018: Sentindo que pode levar um “zignal” de Flavio Dino na sua candidatura ao Senado, Zé Reinaldo já admite concorrer ao governo

José Reinaldo já contaria, inclusive, com o apoio do presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM/RJ) que teria lhe garantido o partido – não custa lembrar que Maia é um dos políticos mais fortes da República e não encontraria quaisquer dificuldades para “dar” o DEM a Zé Reinaldo de quem é amigo pessoal.

Lideranças políticas de várias regiões do estado marcaram presença, ontem, sábado, 28, no 2º Encontro da Gratidão, realizado na cidade de São Mateus, localizada na Região do Médio Mearim.

Idealizado pelo presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM) e prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB), entre outros prefeitos e ex-prefeitos, o evento tem como objetivo principal fazer um reconhecimento político a José Reinaldo (ainda no PSB) no que tange ao tratamento dispensado aos municípios quando esteve à frente do Governo do Estado (2003/2006), bem como alavancar a sua pré-candidatura ao Senado Federal.

Ocorre que o agora deputado federal tem encontrado uma resistência desgraçada por parte do governador Flávio Dino (PCdoB) em declarar que ele, Zé Reinaldo, é um dos seus candidatos a senador sob alegação de que o grupo tem vários pretendes ao posto e que não pode gerar crises anunciando apoio ao Zé.

Não é de estranhar que Flávio ainda não esteve presente nos Encontros da Gratidão, o que pode ser considerado sintomático. E mais sintomático ainda foi e receptividade dos “dinistas” de São Mateus ao evento exibindo faixas de protestos e manifestações nas redes sociais contra o “golpista” e “inimigo do povo e dos trabalhadores”, conforme imagem e o vídeo retirados do Facebook do coordenador paroquial da Pastoral da Juventude em São Mateus. Veja:

A quem jura que essas manifestações contra José Reinaldo não teve nada de espontâneas, que tudo foi obra e graça de ações arquitetadas nas masmorras do Palácio dos Leões sob comando da Secretaria de Comunicação e Articulação Política (Secap). Será?

GOVERNO DO ESTADO COMO PLANO B

Com a insistente resistência do governador Flávio Dino de não declarar apoio a pré-candidatura de José Reinaldo a senador, o deputado já começa admitir a assessores e aliados mais próximos a possibilidade de disputar o Governo do Maranhão, provavelmente pelo DEM, e já contaria, inclusive, com o apoio do presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM/RJ) que teria lhe garantido o partido – não custa lembrar que Maia é um dos políticos mais fortes da República atualmente e não encontraria quaisquer dificuldades para “dar” o DEM a Zé Reinaldo de quem é amigo pessoal.

A atual relação entre Flávio Dino e José Reinaldo está tão tensa que um “chegado” do ex-governador disse o seguinte ao Blog do Robert Lobato. Prestem atenção.

“Flávio quer tudo, menos perder essa eleição. De todos esses nomes que estão aí, ele sabe que quem pode causar o maior prejuízo a ele é Zé Reinaldo, como também é o que mais pode agregar. Acho que foi você quem disse outro dia no grupo [referência a uma colocação minha em um debate num grupo de WhatsApp] que sorte do governo é que Zé Reinaldo ainda não acordou. Pois bem,ele acordou! Agora ele já tem uma estratégia forte: se ele não for o candidato de Flavio ao Senado, vai montar uma outra chapa ao governo”.

As declarações do “chegado” não deixam dúvidas de que o padrinho político de Flávio Dino, enfim, descobriu que pode levar um tremendo de um “zignal” do seu pupilo político.

E parece ter descoberto, também, que criou comunista para lhe comer.

Só espera-se que não seja tarde demais…

ELEIÇÕES 2018: Haroldo Saboia esculhamba Flávio Dino por ter colocado José Reinaldo na “geladeira” 6

Na presença de um conhecido ex-prefeito, ex-secretário de Estado e ex-deputado federal, e de um leitor assíduo do Blog do Robert Lobato, o ex-deputado constituinte baixou o sarrafo no comunista.

O ocorrido foi na última segunda-feira,11, nas dependência do Aeroporto Internacional de São Luís, Marechal Cunha Machado.

Na presença de um conhecido ex-prefeito, ex-secretário de Estado e ex-deputado federal, e de um leitor assíduo do Blog do Robert Lobato, o ex-deputado constituinte Haroldo Saboia baixou o sarrafo no governador Flávio Dino (PCdoB) por conta do que considera “uma tremenda sacanagem colocar o cara na geladeira, uma covardia e falta de consideração de Flávio Dino com quem o colocou na política, do responsável dele ser governador do Maranhão hoje. Coisa de ‘FDP’!”.

Haroldo se referia ao tratamento dispensado pelo comunista ao deputado federal José Reinaldo Tavares (ainda no PSB) em relação ao desejo do ex-governador ser candidato ao Senado Federal com a apoio de Flávio Dino nas eleições do ano que vem.

“Quando a história é verdadeira a pessoa aparece”, disse Haroldo aos dois interlocutores assim que viu José Reinado que também acabava de desembarcar no aeroporto. Todos riram.

De fato, até o momento o governador não deu qualquer sinal claro e efetivo de apoio ao projeto “José Reinaldo senador 2018”.

Talvez somente Zé Reinaldo ainda acredita que poderá contar a consideração do seu quase ex-pupilo