Para o JP, Flávio Dino pagou “mico” ao ir à Curitiba visitar o Lula (OU: Quem pagou a logística do governador até a capital paranaense?)

Não deixou de ser um “mico” realmente, mas o Blog do Robert Lobato avalia que foi um “mico calculado” do ponto de vista político e eleitoral para ser explorado nas eleições de outubro. Coisa de oportunista!

A coluna Informe JP, da edição desta quarta-feira, 11, do Jornal Pequeno, deu um puxão de orelha no governador Flávio Dino (PCdoB) pelo fato do comunista ter resolvido integrar-se à comitiva de governadores do Nordeste, que deixaram os seus afazeres administrativos para ir visitar o ex-presidente Lula num presídio da Polícia Federal na cidade de Curitiba (PR).

Para a prestigiada coluna política, Flávio Dino e os seus colegas governadores nordestinos pagaram “mico” porque deveriam checar, na “Polícia Federal curitibana se a visita estava autorizada”, ainda mais o chefe do executivo maranhense que é ex-juiz federal.

Na verdade, não deixou de ser um “mico’ realmente, mas o Blog do Robert Lobato avalia que foi um “mico calculado” do ponto de vista político e eleitoral para ser explorado nas eleições de outubro. Coisa de oportunista!

Agora a pergunta que não quer calar é: o governador Flávio Dino arcou do próprio bolso a sua logística de deslocamento até a capital paranaense ou fez graça com o bolso alheio, no caso o bolso dos contribuintes maranhenses?

Com a palavra, o Palácio dos Leões.

Abaixo o print da coluna Informe JP.