CASO MARIANO DE CASTRO: O blogueiro Neto Ferreira prestou um bom serviço aos maranhenses 15

O blogueiro não pode ser responsabilizado pela morte do médico. Responsabilizá-lo seria, além de covarde, uma clara tentativa de desviar a atenção do cerne da questão que é exatamente a culpa exclusiva do governo pelo suposto suicídio de Mariano de Castro

A mídia palaciana, incluindo a blogosfera, vem tentando desqualificar o blogueiro Neto Ferreira desde a publicação da carta de autoria do médico Mariano de Castro em que o ex-operador dos esquemas de corrupção na Secretaria de Estado da Saúde (SES) faz revelações comprometedoras envolvendo agentes públicos do governo Flávio Dino (PCdoB).

Ocorre que o blogueiro, ao contrário da narrativa governista, não cometeu crime algum. O que Neto Ferreira fez foi prestar um bom serviço à sociedade maranhense ao trazer a público o conteúdo da carta de autoria do Mariano de Castro.

O blogueiro não pode ser responsabilizado pela morte do médico. Responsabilizá-lo seria, além de covarde, uma clara tentativa de desviar a atenção do cerne da questão que é exatamente a culpa exclusiva do governo pelo suposto suicídio de Mariano.

A entrada da Polícia Federal para investigar as circunstâncias da morte de Mariano fará com que muita coisa seja esclarecida e os maranhenses, enfim, conhecerão a verdade por trás da morte do médico.

O Blog do Robert Lobato, portanto, hipoteca solidariedade ao colega Neto Ferreira pela forma, repito, covarde com que tem sido tratado por setores da imprensa ligados à “Cova dos Leões”.

CASO MARIANO DE CASTRO: Morte do médico pode levar o governo Flávio Dino para túmulo junto com ele 18

Mariano pode “falar” do além-túmulo através das investigações da Polícia Federal, que deve entrar no caso e encontrar muitas das respostas desse caso e elucidar as circunstâncias, bem como a causa da morte da pobre alma

Não sei nem por onde começar… Mas, vamos lá.

A morte do médico Mariano de Castro não pode ser considerada apenas uma mera tragédia envolvendo um profissional que teve a vida, pessoal e profissional, arruinada após sua prisão por suspeita de ser o principal operador de esquemas de corrupção no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde (SES) do governo Flávio Dino (PcdoB).

Não! A morte de Mariano tem que ser vista sob vários aspectos, inclusive de ter sido vítima de uma sofisticada organização criminosa que havia se instalado na SES e que só foi possível chegar ao conhecimento da sociedade após a Operação Pegadores, da Polícia Federal, em parceira com o Ministério Público Federal, Controladoria Geral da União e a Justiça Federal. Aliás, por que as investigações da Pegadores não avança? A quem interessa o seu esquecimento?

Mariano era um arquivo vivo! Entrou em estado depressivo passando a fazer comentários com amigos e familiares de que não estava aguentando tanta pressão sobre seus ombros. É possível que realmente ele tenha recorrido ao suicídio como forma desesperada para fugir dessa situação? Sim! É possível!

Como também é possível que o médico tenha sido vítima de uma queima de arquivo pela “KGB” maranhense ou algo similar. Estamos falando, não podemos esquecer, de uma máfia que envolveu gente poderosa, agentes públicos e privado que movimentou milhões, quiçá, bilhões de reais nas mais diversas transações tenebrosas.

Contudo, Mariano pode “falar” do além túmulo através das investigações da Polícia Federal, que deve entrar no caso e encontrar muitas das respostas desse caso e elucidar as circunstâncias, bem como a causa da morte da pobre alma.

Os governistas tentam colocar, vejam vocês, o cadáver no colo do Sarney no que pode ser considerada uma atitude totalmente desesperada de quem sabe que está envolvido até a medula num ambiente banhado de sangue e corrupção.

O fato é que esse caso ainda vai ter desdobramentos que até aqui são imprevisíveis.

Agora morto, Mariano de Castro pode levar o governo Flávio Dino para túmulo junto com ele.

É a opinião do Blog do Robert Lobato.

TERCEIRA VIA: PSDB segue com disposição de projeto próprio com Roberto Rocha pré-candidato 12

Segundo informações apurada pelo Blog do Robert Lobato, os tucanos permanecem com a disposição de apresentar um projeto de candidatura própria para o julgamento popular nas eleições de 2018

Desde que o senador Roberto Rocha (PSDB) passou a defender com afinco um projeto político e de sociedade que reúna diversas forças políticas da chamada terceira via, setores da imprensa, sabe-se lá fazendo qual jogo, tentam colocar o PSDB como linha auxiliar de partidos que sequer têm estrutura, logística e mesmo tempo no horário de rádio e tevê durante a campanha propriamente dita.

Nesse contexto, aparecem análises para todo gosto, umas de boa-fé, outras nem tanto e mesmo fake news que tentam tirar o Roberto do jogo eleitoral como se o tucano tivesse caído de paraquedas ontem na política maranhense.

Ora, Roberto Rocha vem de longe e sempre se colocou num campo político de mudanças, e algumas vezes saindo candidato a cargos majoritários com a intenção de resguardar não somente esse campo no qual milita, como o seu próprio partido, o PSDB, para que não se tornasse mero “puxadinho” de legendas menores como, por exemplo, o PCdoB do governador Flávio Dino. Aliás, coisa que um partido igualmente grande, tal como o PT, era para ter coragem e ousadia de fazê-lo.

O fato é que, segundo informações apuradas pelo Blog do Robert Lobato, os tucanos permanecem com a disposição de apresentar um projeto de candidatura própria para o julgamento popular nas eleições de 2018.

Projeto esse a ser liderado pelo senador Roberto Rocha…

ELEIÇÕES 2018: Zé Carlos recua da posição de candidatura própria do PT, revela fonte 13

Uma fonte do Blog do Robert Lobato informou que o parlamentar petista esteve no Palácio dos Leões para aparar arestas e teria não apenas fumado o cachimbo da paz com o governador, como também recuado na posição de candidatura própria

O deputado Zé Carlos, o único do PT na Câmara Federal, andou falando grosso semanas atrás e saiu em defesa da candidatura própria do partido nas eleições de 2018 no Maranhão.

Em um áudio que compartilhou nos grupos do WhatsApp, o parlamentar petista deixou clara a sua insatisfação quanto ao tratamento dispensado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) ao PT e chegou a sugerir o rompimento com os comunistas.

“O governo não nos trata como aliado, mas como um partido que se encontra em um patamar inferior. […] O nosso partido tem a maior aceitação popular, que tem o maior tempo de TV e, principalmente, tem o maior líder político do país. […] Queremos respeito. […] Por tudo isso, eu entendo que se encontram exauridas todas as tentativas, olha que não foram poucas, de consolidar essa aliança. Sendo assim não nos resta outra alternativa do que lutar por uma candidatura própria”, declarou.

Pois bem. Ontem o Blog do Robert Lobato apurou através de uma fonte, que também anda insatisfeita com Flávio Dino, afirmou que Zé Carlos esteve, ontem, 6, no Palácio dos Leões para aparar arestas e teria não apenas fumado o cachimbo da paz com o governador, como também recuado na posição de candidatura própria.

“Custo acreditar que Zé Carlos tenha feito um recuo de forma tão rápida e sem combinar sequer com os interlocutores do PT que vinham construindo uma posição em conjunto com ele”, disse um dirigente petista agora pouco para o Blog do Robert Lobato.

De fato vai ficar muito feio para Zé Carlos, depois de ter falado grosso com os comunistas, de uma hora pra outra passar a falar fino após sair do Palácio dos Leões.

O Blog do Robert Lobato procurou o deputado Zé Carlos para saber sobre o assunto, mas o mesmo não retornou o contato.

Deseja o TCE-MA dar uma de “Choquitox”?

O Poder Legislativo está correto. Não se trata de enquadrar o TCE-MA, mas de colocar ordem nas relações institucionais entre as duas casas

A Assembleia Legislativa do Maranhão está correta em debater uma forma de frear o ímpeto do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MA) em querer meter o bedelho onde não pode, principalmente de forma oportunista e casuística como aconteceu no caso da Instrução Normativa que proibiu as prefeitura maranhenses, que estão com a folha de pagamento dos servidores em atraso, de realizar as festas de carnaval.

No que a tal Instrução Normativa pode parecer uma decisão justa e acertada, na verdade ela acaba por passar a ideia para a sociedade de que o TCE-MA é uma instituição que, além de incompetente, serve pra coisa alguma, pois os gestores municipais fazem o que bem entendem com o dinheiro público durantw os quatros anos de mandato e sempre conseguem as benevolência da corte de contas estadual.

“Ah, Bob Lobato, mas quem aprova ou desaprova as contas dos municípios são as Câmaras, logo o TCE não têm culpa”, pode alegar um leitor de boa-fé.

Sim, é verdade, mas o TCE-MA historicamente tem sido omisso em relação às maracutaias de prefeitos, quando não “sócio” nas mais diversas formas de operações que envolvem milhões de reais. Quem não sabe disso? Ora, bolas!

O fato é que o Poder Legislativo está correto. Não se trata de enquadrar o TCE-MA, mas de colocar ordem nas relações institucionais entre as duas casas.

A Assembleia Legislativa não está apenas agindo dentro da legalidade, mas atuando, acima de tudo, com toda a legitimidade que lhe é garantida pela vontade popular.

O fato é que o TCE-MA não pode querer dar uma de “Choquitox” só para aparecer.

Essa opinião do Blog do Robert Lobato.

BARREIRINHAS: Léo Costa filia-se ao PSDB neste sábado 4

O ex-prefeito de Barreirinhas assina amanhã, sábado, 17, a ficha de filiação ao tucanato maranhense.

Foto: Blog do Aquiles Emir.

Pedetista e brizolista histórico, um dos primeiros assinar a ficha do PDT no Maranhão, Léo Costa deixou a legenda pedetista após duro golpe que sofreu nas eleições de 2016 quando foi abandonado à própria sorte pelo deputado federal Weverton Rocha, dono do PDT no estado, que o deixou sem legenda para disputar a sua reeleição pela sigla trabalhista.

Léo Costa foi um dos companheiros mais próximos do saudoso ex-governador Jackson Lago, com quem esteve nos principais e mais importantes momentos da trajetória de luta do PDT no estado.

Para o senador Roberto Rocha, presidente estadual do PSDB, “é uma honra receber nos quadros do PSDB uma liderança, um intelectual e um homem público da envergadura do companheiro Léo Costa. Certamente o nosso querido Jackson Lago está muito feliz com este momento”.

Ao Blog do Robert Lobato, o mais novo tucano do Maranhão afirmou: “é uma nova página da minha história pessoal e na minha militância política. Chego como um soldado para contribuir com a construção de um novo projeto para o Maranhão e para o Brasil. Tanto o nosso presidente estadual Roberto Rocha quanto nosso presidente nacional Geraldo Alckmin podem contar com este humilde, mas valente soldado”.

O Blog do Robert Lobato deseja todo o secesso para o amigo Léo Costa.

ELEIÇÕES 2018: Ex-deputada Terezinha Fernandes anuncia pré-candidatura e gera crise no PT e no governo Flávio Dino 2

A crise é tamanha que outras forças internas que apoiaram Augusto Lobato contra o deputado estadual Zé Inácio, na eleição do PED, ameaçam romper com a governabilidade e deixar o atual presidente ainda mais sem poder de comando do partido

A ex-deputada federal e atual secretária da Mulher do Governo do Maranhão, Terezinha Fernandes, anunciou que é pré-candidata a deputada estadual nas eleições de 2018.

Petista histórica, mulher de luta, técnica da Secretaria da Fazenda do Maranhão, Terezinha é da tendência Articulação de Esquerda, uma das tendência mais à esquerda do PT, da qual faz parte também do o secretário de Direitos Humanos, jornalista Chico Gonçalves, um dinista roxo.

Segundo fontes do que restou da tal “Resistência Petista”, coletivo que apoiou a candidatura de Flávio Dino ao governo em 2014, o anúncio da pré-candidatura de Terezinha abriu uma crise sem tamanho não apenas no âmbito da Articulação de Esquerda, mas no próprio Governo do Estado.

A primeira consequência da disposição da ex-deputada de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa do Maranhão foi o pedido de exoneração da advogada Thalita Lindoso, a Thalitinha (ex-UNE), que “vazou” da SEMU e vai trabalhar num gabinete desembargador no Tribunal de Justiça do Estado.

Terezinha Fernandes e Thalitinha foram bancadas pelo presidente do PT Augusto Lobato, que é assessor especial do governador Flávio Dino e tenta fazer do partido um anexo do PCdoB.

A crise é tamanha, que outras forças internas que apoiaram Augusto Lobato contra o deputado estadual Zé Inácio, na eleição do PED (eleições internas do PT) ameaçam romper a governabilidade com o atual presidente e deixá-lo ainda mais sem poder de comando do partido.

O fato é que a crise está instaurada no PT com reflexos direto no Palácio dos Leões.

No mais, o Blog do Robert Lobato deseja juízo para a companheirada, sucesso para a ex-deputada Terezinha Fernandes e toda felicidade do mundo para a substituta de Thalitinha, a Adriana, que acaba ser mamãe.

Não há futuro do Brasil sem Lula? (OU: Uma infeliz tese de Emir Sader)

Passar a ideia de o Brasil sem Lula significa o fim do futuro do país é como concordar com o direitista nipo-estadunidense Francis Fukuyama que após a queda do Muro de Belim previu que teríamos o “fim da história”

O Brasil virou um república maluca.

Quando leio um intelectual do nível de Emir Sade escrever que “não há futuro do Brasil sem Lula” aí essa minha sensação aumenta, ou, pior, se confirma.

Ora, o Brasil é maior do que o Lula ou de quaisquer outros líderes políticos deste país.

Essa tese de Emir Sader é de uma apelação política e sociológica que ofende, inclusive, seus netos ou bisnetos, caso os tenha.

Tudo bem que as forças democráticas e de esquerda se reúnam para combater o fato de haver um rito jurídico controverso e questionável para tirar Lula das eleições de 2018, mas daí tentar passar a ideia de que isso significa o fim do futuro do país é como concordar com o direitista nipo-estadunidense Francis Fukuyama que após a queda do Muro de Belim previu o “fim da história”.

 

Negativo, meu caro Emir Sader! O futuro do Brasil não depende exclusivamente da figura do Lula, embora o líder petista ainda seja fundamental para a construção de dias melhores para a nação, sendo ou não candidato a presidente da República pela sétima vez.

Se a intenção do grande sociólogo foi querer construir uma frase de efeito, digamos, para animar a “galera” que insiste em não ir para as ruas, vai lá.

Mas, do ponto de vista da cidadania, da luta da geração presente e principalmente das futuras a frase foi um desastre.

Chega a ser desanimadora!

É a opinião do Blog do Robert Lobato.

ELEIÇÕES 2018: Eliziane Gama agora tem lado. Parabéns! 16

Independente ou não de ser escolhida a segunda candidata de Flávio Dino ao Senado Federal, Eliziane Gama já escolheu o lado e campo políticos. Agora ela é Flávio Dino desde criancinha

Conta a lenda que “quem não vem pelo amor, vem pela dor”.

Parece que a nova postura política que a deputada federal Eliziane Gama (PPS) tenta adotar segue nessa toada.

A nossa querida e aguerrida irmã resolveu entrar o ano de 2018 disposta a colocar um ponto final no conceito que vinha se consolidando sobre a sua personalidade política, qual seja o de não ter lado, de ser escorregadia feita um peixe sabão e, por conseguinte, não passar confiança política a aliados e interlocutores – o Blog do Robert Lobato sempre foi um crítico fraterno a esse comportamento errante da popular-socialista.

Comenta-se que a congregação evangélica a qual integra foi a principal responsável pela mudança de postura de Eliziane Gama. E para começo de conversa, a primeira “prova” dada à deputada pelos pastores da igreja foi a dela fazer as pazes com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, também irmão em Cristo. A “prova” já está em curso.

Os mais desconfiados, ou maldosos, como queiram, avaliam que essa súbita mudança de Eliziane Gama tem a ver com o seu projeto de ser candidata ao Senado Federal nas eleições de outubro deste ano.

A desconfiança aumentou depois que a própria deputada declarou que a escolha do seus dois suplentes serão da escolha única e exclusiva do governador Flávio Dino. Que tal?

Bom, essa nova Eliziane Gama que emergiu a partir do ano novo pode até ter um pouco de apelo eleitoreiro em razão da pré-candidatura da irmã à senadora.

Porém, o Blog do Robert Lobato prefere acreditar que se trata de algo mais amplo e nobre, ou seja, independente ou não de ser escolhida a segunda candidata de Flávio Dino ao Senado Federal, Eliziane Gama resolveu ter lado e campo políticos.

Eliziane Gama agora é Flávio Dino desde criancinha.

Com ou sem Senado.

Parabéns, amiga!

ELEIÇÕES 2018: Felipe Camarão no PT? 14

No PT, ninguém comenta sobre o assunto, mas pelo que o Blog do Robert Lobato pôde sentir após consultar alguns petistas, a ideia de filiar Felipe Camarão no partido para ser vice de Flávio Dino está longe de agradar o conjunto de sigla

Na boca da noite, de ontem, quarta-feira, 13, o Blog do Robert Lobato foi surpreendido com a informação de que o secretário Felipe Camarão (Educação) estaria sendo trabalhado para se filiar ao PT e “cumprir missão”, caso seja obrigado.

Segundo a fonte, a ideia é colocar o Camarão em stand by caso o Palácio dos Leões tenha dificuldades na composição partidária para o palanque de reeleição de Flávio Dino (PCdoB) em 2018.

Com a saída do PSDB da base do governo comunista, ficou um vácuo partidário que os articuladores políticos de Flávio Dino ainda estudam como fazer para compensar o prejuízo.

Não obstante o atual vice-governador Carlos Brandão já tenha encontrado abrigo no PRB, do deputado federal Cleber Verde, não é favas contadas que continue no cargo em 2018, pois, segundo alguns observadores governistas, Brandão “soma muito pouco na chapa”. É justamente aí que entra o fator Felipe Camarão, considerado muito mais aglutinador e leve do que o atual vice-governador. O secretário da Seduc é o que se costuma chamar de “vaselina”.

No PT, ninguém comenta sobre o assunto, mas pelo que o Blog do Robert Lobato pôde sentir após consultar alguns petistas, a ideia de filiar Felipe Camarão nos quadros do Partido dos Trabalhadores para ser vice de Flávio Dino está longe de agradar o conjunto de partido.

Consultado pelo Blog do Robert Lobato, o secretário negou tal movimento. “Não procede isso, Robert”, disse.

De fato não seria razoável alguém equilibrado, como Felipe Camarão, entrar num campo de guerra que é o PT maranhense.