Em artigo, advogado revela visita de Flávio Dino à Roseana Sarney, na ‘casa do Calhau’, logo após cassação de Jackson Lago

“Como qualquer um, não veria nenhum problema na visita, mas é absolutamente atípico, no mínimo, a visita do advogado da parte perdedora à vencedora no auge da decisão e no momento em que a vencedora estava a receber cumprimentos pela vitória. Ainda hoje, como advogado, essa imagem me espanta e atormenta”

O advogado Marcos Lobo publicou no seu blog um texto bombástico que revela alguns dos bastidores da cassação e pós-cassação do governador Jackson Lago.

Intitulado “O Igor Lago tem razão (ões)”, o jurista faz referência a uma recente publicação do médico Igor Lago, filho do saudoso Jackson Lago (falecido em 2011), onde ele afirma que Roberto Rocha e Roseana Sarney são melhores opções para o Maranhão nestas eleições de 2018 (reveja).

Ao referir-se à postagem de Igor Logo, Marcos Lobo cogita três razões que podem ter levado o médico a sugerir Roberto Rocha ou Roseana Sarney para governar o Maranhão.

Contudo, o que é chocante no texto do ilustre jurista maranhense é uma informação de bastidores que teria ocorrido logo após a cassação de Jackson Lago. Vejamos as palavras de Marcos Lobo: “O que nem todos sabem, mas eu sei porque vi, e talvez Igor Lago saiba, é que quando houve a decisão definitiva da cassação de Jackson Lago o atual governador do Maranhão foi visitar Roseana na casa de José Sarney, no Calhau. É isso mesmo, o atual governador do Maranhão, que tinha sido advogado de Jackson Lago, fez uma visita à beneficiária da cassação. Não sei o conteúdo da conversa, se foi para dar parabéns pela vitória no processo, se foi para desejar boa sorte etc. Certo é que a visita aconteceu”.  E continua Lobo: “Como qualquer um, não veria nenhum problema na visita, mas é absolutamente atípico, no mínimo, a visita do advogado da parte perdedora à vencedora no auge da decisão e no momento em que a vencedora estava a receber cumprimentos pela vitória. Ainda hoje, como advogado, essa imagem me espanta e atormenta”.

Não custa lembrar que, em 2009, já com a cassação consumada, o então presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marcelo Tavares, aliado de Flávio Dino, deu posse à Roseana Sarney com todas as honrarias oficiais e logo em seguida recebeu uma volumosa soma de recursos para o Poder Legislativo maranhense.

Enfim, trata-se uma revelação surpreendente, para dizer o mínimo, e mostra como Flávio Dino é capaz de  qualquer coisa para chegar e se manter no poder. Abra os olhos, Maranhão!

Confira a íntegra do artigo de Marcos Lobo.

O Igor Lago tem razão (ões)

Em data recente o filho de Jackson Lago, Igor Lago, manifestou que “Considero Roberto Rocha e Roseana Sarney melhores opções”, conforme publicação do blog do Robert Lobato (http://blogdorobertlobato.com.br/2018/09/igor-lago-considero-roberto-rocha-e-roseana-sarney-melhores-opcoes/).

Eu não sei a exata razão ou razões para a manifestação de Igor Lago. Não o conheço, nem a mãe e com pai também nunca tive convivência.

Aliás, como todos sabem, sempre estive, na condição de advogado, a trabalhar para a oposição e travamos as disputas eleitorais de frente, sem subterfúgios, apresentando as armas.

Sobre a (s) razão (ões) de Igor Lago não sei especificamente quais seriam para manifestar preferência por Roberto Rocha e Roseana Sarney.

No campo político-eleitoral, tenho conhecimento que Roseana Sarney e Roberto Rocha também travaram disputas sinceras, de frente, com Jackson Lago, e com Roseana Sarney, noutro momento, mantiveram até parcerias administrativas quando ele era prefeito e ela governadora.

Sobre a “despreferência” de Igor Lago pelo atual governador do Maranhão, cogito três hipóteses.

Contudo, é uma revelação por dentro do texto que faz qualquer pessoa de bem ficar assustada com a frieza de Flávio Dino

A primeira é o caso da “Lei do Cão”. O atual governador, mesmo a ver Jackson Lago a sanguar na opinião pública, sobretudo entre os servidores públicos, fez o governador acreditar que a lei era constitucional e, quando impetrei uma ação direta de inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal, convenceu o governador Jackson Lago, sindicatos e associações de servidores que não existia possibilidade de êxito na ação. Há muitas testemunhas disso. Lembro de ter falado com Célia (do comando de greve da Uema), a pedido de Walter Rodrigues, e com Anibal Lins. O desastre que foi o caso da “Lei do Cão” para a imagem do governador Jackson Lago não preciso relatar, todos sabem.

Tenho guardado o print da notícia veiculada no Colunão do Walter Rodrigues onde contém: “O deputado federal Flávio Dino (PCdoB) declarou ao comando de greve da Uema (Universidade Estadual do Maranhão) que “não existe a menor possibilidade” de êxito na ação direta de inconstitucionalidade movida pelo PMDB contra a nova lei salarial do governo Jackson Lago, a chamada “Lei do Cão”.”.

A segunda hipótese é a do caso da cassação. O atual governador do Maranhão foi advogado de Jackson Lago no processo, participou de audiências etc. Como advogado dizia ele, segundo o insuspeito Portal Vermelho, que “Segundo a imprensa maranhense, Flávio Dino repetiu em várias entrevistas concedidas durante a semana que o processo em que tentam cassar o governador Jackson Lago não tem base jurídica. E que por isso será derrotado na esfera judicial.” (http://www.vermelho.org.br/noticia.php?id_noticia=34820).

O resultado do processo de cassação todos sabem. O que nem todos sabem, mas eu sei porque vi, e talvez Igor Lago saiba, é que quando houve a decisão definitiva da cassação de Jackson Lago o atual governador do Maranhão foi visitar Roseana na casa de José Sarney, no Calhau. É isso mesmo, o atual governador do Maranhão, que tinha sido advogado de Jackson Lago, fez uma visita à beneficiária da cassação. Não sei o conteúdo da conversa, se foi para dar parabéns pela vitória no processo, se foi para desejar boa sorte etc. Certo é que a visita aconteceu.

Como qualquer um, não veria nenhum problema na visita, mas é absolutamente atípico, no mínimo, a visita do advogado da parte perdedora à vencedora no auge da decisão e no momento em que a vencedora estava a receber cumprimentos pela vitória. Ainda hoje, como advogado, essa imagem me espanta e atormenta e, talvez, a Igor Lago também, já que é possível que também tenha sabido porque havia muitas pessoas no local no momento da visita.

A terceira e última razão é o caso das eleições de 2010, quando foi propalado que Jackson Lago era inelegível. Da minha parte disse para a coligação que trabalhava que era inviável ajuizar ação, pois compreendia que não existia inelegibilidade e assim tocamos a campanha a relegar absolutamente essa questão. Ocorre que foi realmente espalhado pelo Maranhão inteiro que Jackson Lago era inelegível e, o comentário na época, era de que esses boatos tinham como origem a campanha do atual governador do Estado.

De qualquer forma, que seja por apenas uma dessas razões, entendo que Igor Lago tem razão, pois os conselhos do advogado ou a disseminação do boato fizeram muito mal ao pai.

Igor Lago pode não saber/sentir isso na própria pele, mas José Reinaldo, Roberto Rocha e Waldir Maranhão bem sabem.

Pelo que me parece e compreendo, Roseana e Roberto foram adversários leais de Jackson Lago. Do atual governador não se pode dizer que foi aliado leal de Jackson Lago. Mais uma vez é de se dizer que Igor Lago tem razão.

Deixe uma resposta