PF deflagra operação contra golpes em políticos pelo WhatsApp

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (17), no Maranhão e Mato Grosso do Sul, a Operação Swindle (significa fraude em inglês), que tem como objetivo desarticular uma quadrilha que realizava clonagens de números telefônicos para aplicar golpes via aplicativo de trocas de mensagens.

Pelas primeiras informações, a Polícia Federal cumpre cinco mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva, todos expedidos pela Justiça Federal em Brasília.

De acordo com a Polícia Federal, a quadrilha abria contas bancárias falsas e utilizava contas “emprestadas” por partícipes para receber valores provenientes das fraudes aplicadas em razão do desvio dos terminais telefônicos, em que os agentes criminosos se “apossavam” das contas de WhatsApp de autoridades públicas e, fazendo-se passar por estas, solicitavam transferências bancárias das pessoas constantes de suas listas de contato.

(Fonte: Blog do Jorge Aragão)

6 comentários sobre “PF deflagra operação contra golpes em políticos pelo WhatsApp

  1. Antonio Vidal disse:

    Apesar de não concordar com nenhum tipo de crime, este ate que eu fiquei simpático com ele, pois este estelionatário esta simplesmente pegando de volta o que tomaram do povão, ou seja como diz o velho ditado, este vai ter cem anos de perdão

  2. Magno Cunha Silva disse:

    De fato, este episódio extremamente surpreendente nós chamou muito atenção. Este crime me fez lembrar a saga do personagem cinematografico francês Robin Ulde, em que ele roubava dos ricos para doar aos pobres. Só que por aqui no Brasil, como também no Maranhão, uma quadrilha de estelionatários especializada em crimes cibernéticos estava extorquindo políticos e amigos pelo aplicativo Watssapp. É como diz aquele eternizado ditado popular que diz assim: “Ladrão que rouba LADRÃO, merece 100 anos de perdão.” É lógico que nem todos os políticos e nem todos os amigos sejam ladrões, não é mesmo meu nobre blogueiro Robert Lobato?

Deixe uma resposta