ELEIÇÕES 2018: Após dois anos de “miguelagem”, Holandinha cumpre acordo com o PT

Como se sabe que o prefeito não manda PN na gestão e muito menos nos encaminhamentos políticos, vai depender do próprio PT a escolha do seu destino: atrelar a posse do professor Nonato Chocolate a entrega do partido ao governador Flávio Dino ou caminhar com as próprias pernas nas eleições de outubro próximo.

Antes tarde do que nunca, como se diz no popular.

Foram dois anos de espera até que o prefeito Edvaldo Júnior, o Holandinha, enfim, resolveu cumprir um acordo com o PT de forma correta.

Embora o PT estivesse na coligação do prefeito nas eleições de 2016, parte do partido não o acompanhou no primeiro turno. Ocorre que aquela eleição foi decidida no segundo turno, então parte do partido que não tinha seguindo o prefeito no primeiro turno resolveu aderir à reeleição de Holandinha.

E entre os petistas que lideraram esse movimento estava o professor Nonato Chocolate, daí que ontem o petista tomou posse na Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa).

Pacote

A questão daqui pra frente é saber se esse cumprimento do acordo selado por Holandinha e o PT coloca o partido naturalmente no colo de Flávio Dino (PCdoB) e, por tabela, na chapa do pré-candidato a senador Weverton Rocha, nosso querido Maragato.

A rigor uma coisa nada tem a ver com a outra, até porque o PT tem pré-candidato a governador, no caso o economista e sindicalista Aníbal Lins.

Mas, como se sabe que o prefeito não manda em PN na gestão e muito menos nos encaminhamentos políticos, vai depender do próprio PT a escolha do seu destino: atrelar a posse do professor Nonato Chocolate a entrega do partido na bandeja ao governador Flávio Dino ou caminhar com as próprias pernas nas eleições de outubro próximo.

É simplesmente uma questão de escolha.

Que pode revelar o tamanho que o PT quer sair dessas eleições…

2 comentários sobre “ELEIÇÕES 2018: Após dois anos de “miguelagem”, Holandinha cumpre acordo com o PT

Deixe uma resposta