O medo é uma viagem no tempo

Carregamos esse sentimento por situações que aconteceram no passado, ou porque imaginamos que algo vá dar errado no futuro

Paula Abreu, via Vida Simples

Se existe qualquer coisa que você teme na sua vida hoje, eu posso afirmar algo com 100% de certeza: você está viajando no tempo. O medo, todo e qualquer tipo de medo, só existe quando a gente se desconecta do momento presente. Algumas vezes, viajamos para o passado. Nesses casos, o medo é baseado em alguma experiência que aconteceu lá atrás e que você está revendo e revivendo de novo e de novo, às vezes por anos, ou até mesmo décadas da sua vida (e, se você acredita em reencarnação, talvez até mesmo por várias vidas!). Por exemplo, se você, em algum momento, já tentou empreender e não deu certo, é possível que hoje tenha medo de tentar de novo, mesmo estando infeliz no seu trabalho ou carreira. Se você já sofreu em um relacionamento abusivo, ou que terminou mal (quem nunca?), é possível que tenha medo de se envolver novamente, mesmo que seja com uma pessoa totalmente nova (e potencialmente ótima!). Você está revivendo apenas aquelas experiências do passado. E é isso que está gerando medo.

Outras vezes, a gente vai também para o futuro. Nesses casos, o pavor é baseado em um evento que ainda nem aconteceu. Pode ser que você nunca tenha tentado de fato empreender no passado, mas, mesmo assim, morra de medo de fazer isso agora, porque pensa que pode dar tudo errado, falir, e ficar na rua da amargura lá na frente. Ou porque sua família sempre falou que você precisa de estabilidade, e você fica só imaginando o que pode acontecer caso a sua empresa vá mal. Se a sua mãe, avó ou amigas vivem dizendo que homem nenhum presta, que todo homem é canalha, pode ser que você tenha receio de se envolver com alguém e encarar uma traição, mesmo que isso nunca tenha acontecido até então. Ou seja, você está pegando emprestado as crenças e o medo dos outros! Em casos como esses, o receio existe porque coisas ruins estão acontecendo em um futuro hipotético (que só existe dentro da sua cabeça).

Agora imagine como é que uma pessoa empreende ou começa um relacionamento (ou faz qualquer outra coisa) se ela estiver viajando no tempo e experimentando medos, sejam eles baseados no passado ou no futuro. Como ela pensa? Como ela se comporta? Quais são as atitudes dela? Como ela fala, como se comunica? Não sei o que você está refletindo aí do outro lado, mas eu aqui estou pensando que é muito provável que alguém assim vá de fato criar essa situação que tanto a apavora. Lembre que o momento presente é sempre perfeito. Se você conseguir ficar conectado com o agora, o medo não existirá. Como afirmei no início deste texto: o medo é uma viagem no tempo. Então experimente jogar sua âncora no tempo presente. E aproveite a paz interior.

PAULA ABREU é coach e autora do livro Escolha Sua Vida. Oferece meditação gratuita no acreditaemedita.com.br

2 comentários sobre “O medo é uma viagem no tempo

Deixe uma resposta