O que esperar do PSDB/MA em 2018

Ao contrário das previsões catastrofistas daqueles que queriam ver o PSDB maranhense como mero anexo do Palácio dos Leões e anunciaram uma “debandada do ninho”, o partido ganhará novos quadros políticos importantes entre prefeitos, vereadores, deputados, ex-prefeitos, ex-deputados, intelectuais, profissionais liberais etc.

É comum ouvir-se que o objetivo de um partido é chegar ao poder. Partidos não são fundados para brincar de fazer política ou para servir de “satélite” pra outros partidos.

O PSDB, por exemplo, resolveu dar uma guinada no Maranhão rumo a um projeto próprio de poder, estado, governo e sociedade em 2018.

Ora, nada mais correto para esse que é um dos maiores partidos do país e que, inclusive, tem planos e candidato para chegar ao poder central nas próximas eleições. Logo é imprescindível montar palanque nos estados para fortalecer seu projeto nacional.

Foi a partir desse entendimento que a cúpula nacional do PSDB resolveu fortalecer a legenda no estado tirando-o da órbita do PCdoB, um partido “nanico” se comparado com a sigla do 45, e forjando as condições para que os tucanos tenham candidatura própria ao governo no ano que vem.

O nome para a missão é do senador Roberto Rocha, um tucano de alma e concepção. Aliás, metade da sua carreira política foi exercida no PSDB.

Nesse sentido, 2018 sará um ano de grandes desafios para o tucanato local.

Ao contrário das previsões catastrofistas daqueles que queiram ver o PSDB maranhense como mero anexo do Palácio dos Leões e anunciaram uma “debandada” do ninho, o partido, segundo apurou o Blog do Robert Lobato, ganhará novos quadros políticos importantes entre prefeitos, vereadores, deputados, ex-prefeitos, ex-deputados, intelectuais, profissionais liberais etc.

Nada mais razoável para um partido da grandeza do PSDB ter o seu próprio projeto político-eleitoral. E caberá principalmente a Roberto Rocha e ao ex-prefeito Sebastião Madeira, bem como os demais membros da nova direção, unir o partido de Norte e Sul do Maranhão e conduzirem os rumos da legenda a partir de agora.

Flávio Dino, por sua vez, vai perceber da forma mais dura o que foi ter pedido a outra “asa” do avião que pegou voo em 2014.

É aguardar e conferir.

8 comentários sobre “O que esperar do PSDB/MA em 2018

  1. Antônio Ribamar Silva disse:

    Sem votos para se eleger a vereador em colinas, o articulador da própria carreira política Carlos Brandão fez do PSDB no Maranhão sua moeda de troca. Político bom tem que ter votos e isso Brandão não tem. O que ele tem mesmo é a capacidade de vender o que ele não pode entregar. Outra coisa, ele tá querendo um partido pra ser vice de FD, vai trabalhar vagabundo, vai trabalhar criatura………

  2. mohamad disse:

    kkkkkkkkkkkkkkk fuga em massa kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk judas iscariotes chegou e terminou de lascar o q já estava lascado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. mohamad disse:

    kkkkkkk sei as grandes lideranças,kkkkkkk, os caciques já devem estarem arrependidos da merda q fizeram,kkkkkkkkkkkkkk, se lascou careca de sarnambi kkkkkkkkkkkkk.

Deixe uma resposta