ELEIÇÕES 2018: “Candidatura própria é o melhor caminho para o PT do Maranhão”, afirma dirigente estadual do partido

Ganha força a tese por um projeto próprio do PT para 2018 e já começa a ser defendida abertamente por lideranças importantes do partido, tais como o deputado federal Zé Carlos; o ex-reitor do Ifma, professor Zé Costa e até por integrantes ligados à chamada “Resistência Petista”, que após a “fufucada” de Márcio Jardim da Secretaria de Esporte e Lazer resolveram repensar a aliança com os comunistas no Maranhão.

Rogério do PT: “Não tenho mais diálogo de aliança com o PCdoB”.

“Na verdade estou me distanciando do debate de aliança com o PCdoB, não vou mais defender essa aliança, minha posição é de candidatura própria, não defendo mais a Tese de aliança com o governador Flávio Dino, o PT não é subserviente de ninguém, o nosso projeto é de recuperar o protagonismo do PT e eleger Lula em 2018. (…) Presidente fraco, tá amarrado pelo cargo no estado, sem altivez o nosso PT será apenas uma extensão do PCdoB no Estado do Maranhão, nunca pensei que o Lobato aceitaria isso de ninguém.”.

As duras palavras acima são do membro da executiva estadual do PT, o ex-vereador pela cidade de Pedreiras, Francisco Rogério Sousa, o Rogério do PT.

Militante aguerrido e apaixonado pelo seu partido, Rogério fez um desabafo num grupo do PT na rede social do WhatsApp revelando o nível da crise interna que atravessa o Partido dos Trabalhadores no Maranhão sob a presidência de Augusto Lobato, que pela manhã despacha no partido e à tarde despacha no Palácio dos Leões como assessor especial do governador Flávio Dino (PCdoB).

Candidatura própria

Além de revelar a crise interna no PT maranhense, o dirigente petista também comprova o que o Blog do Robert Lobato já vem afirmado em várias postagens, ou seja, o crescente sentimento no partido de lançar candidatura própria ao Governo do Estado e ao Senado Federal.

“Eu não tenho mais diálogo de aliança com o PCdoB, minha defesa agora é de candidatura própria, esse é o melhor caminho para o PT do Maranhão, não teremos desgaste internos, pois a perspectiva de crescimento do PT do Maranhão com essa tese é muito maior do que ficar engessado no Governo do Estado”, assegura Rogério do PT.

Engana-se quem pensa que o Rogério do PT é uma voz isolada na defesa de candidatura própria do partido nas eleições de 2018.

A tese por um projeto próprio do PT já é defendida abertamente por lideranças importantes no partido, tais como o deputado federal Zé Carlos; o ex-reitor do Ifma, professor Zé Costa e até por integrantes ligados à chamada “Resistência Petista”, que após a “fufucada” de Márcio Jardim da Secretaria de Esporte e Lazer resolveram repensar a aliança com os comunistas no Maranhão.

O fato é que o PT maranhense segue no drama desgraçado de não saber o que quer e aonde quer chegar.

Enquanto isso, Rogério do PT detona:

“O PT é um partido mágico, o Lobato e sua trupe não têm como tomar o PT dos petistas e entregar para o PCdoB do Maranhão. É hora do presidente assumir a Presidência do PT do Maranhão é entregar o cargo de secretário pessoal do governador. Não é muito bom para o presidente do PT no Maranhão estar com essas algemas num momento delicado de discussão de aliança política.”

É isso aí!

Deixe uma resposta