VÍDEO: Por que é tão difícil mudar?

Muito interessante o vídeo do doutor em Ciências em Psiquiatria e Psicologia Médica, Pedro Calabrez, sobre o poder do cérebro. É um pouco longo, mas vale a pena assistir até o final. Confira

“Quando você tem a plena consciência que cada segundo da vida é precioso, não volta e é um investimento, você começa a valorizar aquilo que há de melhor na vida e para cada um de vocês é diferente…”

Carlos Brandão sanciona Lei de Cafeteira que determina Censo para população autista no MA

A Lei é fruto de uma Audiência Pública, realizada em dezembro de 2018, e visa estabelecer normas para uma efetiva promoção de inclusão escolar para crianças com transtornos funcionais específicos.

Na última semana, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), que exercia interinamente a função de governador do estado, sancionou uma proposição aprovada na Assembleia Legislativa do Maranhão, de autoria do deputado Rogério Cafeteira (DEM), que dispõe sobre a implantação do Programa Censo de Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seus familiares.

O objetivo da Lei sancionada é o de identificar, mapear e cadastrar o perfil socioeconômico das pessoas com TEA e de seus familiares, para garantir uma maior eficácia na elaboração de Políticas Públicas de Saúde, Educação, Trabalho e Lazer no Maranhão.

“Recebi com muita alegria a notícia da sanção desta Lei, cujo objeto, o Censo, será um norte e um avanço muito importante na elaboração de Políticas Públicas para a população de autistas em nosso Estado. Agradeço ao vice-governador Carlos Brandão, que assinou a sanção, e ao governador Flávio Dino, pela sensibilidade, carinho e cuidado com que tratam as pessoas com deficiência no Maranhão”, destacou o parlamentar.

Como funcionará

De acordo com a Lei, a cada quatro anos, deverá ser realizado um Censo para identificação e mapeamento dos autistas e o Estado poderá dispor de mecanismos que permitam atualização dos dados, mediante um auto cadastramento.

Entre as informações que deverão constar no questionário, estão: tipos e graus de autismo, localização, grau de escolaridade, renda e profissão das pessoas com TEA e familiares, entre outros dados.

(Assecom / Dep. Rogério Cafeteira)

SÃO JOSÉ DE RIBAMAR: Município vai sediar a I Assembleia IOV das Américas, em cooperação com a UNESCO

Pela primeira vez o evento é realizado no Brasil e o município ribamarense foi escolhido em razão do potencial religioso e cultural.

O município de São José de Ribamar sedia nos próximos de 24 a 27 de janeiro a I Assembleia IOV das Américas, em cooperação com a UNESCO. O evento, que será realizado pela primeira vez no Brasil, tem o objetivo de discutir mecanismo de proteção, preservação e promoção de formas de atuação e ampliação da arte popular e cultura folclórica como elementos do Patrimônio Cultural Imaterial.

Para o prefeito Luis Fernando, sediar um importante evento que reúne membros dos países das américas e até do mundo inteiro, na condição de convidados, além de uma grande responsabilidade também amplia ainda mais a visibilidade do município nos mercados nacional e internacional.

“Estamos muito felizes pela escolha da IOV, que decidiram realizar a assembleia com seus membros de vários países, em terras ribamarenses. Na verdade, pela segunda vez em menos de um ano, São José de Ribamar vai ganhar uma grande notoriedade. A primeira, por ocasião do desfile da escola de samba do Tatuapé, e agora com o encontro internacional”, explicou o prefeito.

“E o resultado disso, naturalmente” completou o prefeito, “é uma atração de turista cada vez maior durante todo o ano”.

A cidade ribamarense foi escolhida para sediar o evento em razão da forte cultura e potencial religioso. De acordo com o diretor executivo da IOV Brasil, Clerton Vieira, o município reúne todas as características para ampliação da promoção e apreciação da diversidade cultural entre todos os povos. “São José de Ribamar além de toda a história cultural, forte apelo folclórico, também chama a atenção pela religiosidade, elemento inclusive levado para avenida durante desfile da escola de Samba Tatuapé. Foi exatamente todo esse contexto que a credenciou para que decidíssemos por sua escolha”, explicou o membro do IOV.

O IOV foi credenciado pela Unesco como um Centro de Experiência para o Patrimônio Cultural Imaterial.

Assembleia IOV das Américas

Estão sendo esperado cerca de 50 representantes de vários países da américa latina. O evento será realizado no auditório do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia, IFMA, campus de São José de Ribamar.

A programação terá início quinta-feira (24), a partir das 17h com a solenidade de abertura oficial do evento, que vai contar com a presença do governador do Maranhão, Flávio Dino, do presidente da IOV Mundial, Ali Abdullah, entre outras autoridades. Além da língua portuguesa, o evento também vai contar com tradução simultânea nos idiomas Inglês e Espanhol.

Entre os temas abordados, ‘Desafios para os novos tempos’, Missão da IOV como propagador da cultura dos povos’, ‘Criando um futuro para preservar o passado’, entre outras abordagens. Durante o evento também será realizado o intercambio da cultura, com apresentação de grupos folclóricos locais e representantes de vários países.

E para finalizar a programação, os participantes vão plantar árvores simbolizando a participação de cada país. O plantio será feito no Parque da Cidade.
Área de anexos

MARANHÃO PRESENTE: Dr. Léo Castro lança o livro “Tratamento Cirúrgico do Câncer Gastrointestinal”

Dr. Leonaldson dos Santos Castro: de Pinheiro, Maranhão para todo o mundo.

Sempre é motivo de orgulho para nós, maranhenses, quando vemos conterrâneos brilhar fora do nosso estado, enfrentando desafios e até mesmo preconceitos.

Há talentos maranhenses espalhados pelos quatro cantos do país fazendo sucesso em várias áreas, como é o caso do médico Leonaldson dos Santos Castro, ilustre baixadeiro natural da bela cidade de Pinheiro.

Um dos mais renomados médicos oncologistas do país, Dr. Léo, como é carinhosamente chamado por parentes e amigos, lançou na última sexta-feira, 11, o livro Tratamento Cirúrgico do Câncer Gastrointestinal” (edição II). A concorrida sessão de autógrafos aconteceu no auditório do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, capital.

A obra cientifico-literária, que seguramente enriquecerá ainda mais os ensinamentos medicinais, é assinada a quatro mãos com o também médico oncologista José Humberto Simões Corrêa. O evento reuniu a classe médica paulista e contou com convidados especiais de vários pontos do país.

Dr. Léo é integrante da cúpula médica do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Rio de Janeiro. Ele também é membro de diversas instituições da medicina e detentor de vários prêmios em níveis nacional e internacional.

Dono de um carisma marcante, Dr. Léo sempre dedicou-se à profissão que escolheu ainda na adolescência, aos 16 anos de idade. Filho de ‘Dona’ Maritite (in memorian) e Seu Nadico, tendo como irmãos o advogado Donaldson Castro, o publicitário Eri Castro, o servidor Ivonaldson Castro e o saudoso Ronaldson dos Santos Castro.

Portanto, a cidade de Pinheiro e o estado do Maranhão podem sim, se orgulhar deste ilustre filho, afinal de contas, trata-se de um “produto humano tipo exportação”, cuja prescrição dispensa comentários.

Que Dr. Léo continue brilhando no mundo acadêmico e na área de medicina dentro e fora do país.

Os maranhenses, orgulhosos, agradecem.

ROBERTO ROCHA: De pai para filhos

Deixo para os leitores o emocionante artigo da lavra do senador Roberto Rocha em que faz, não apenas referência sobre a importância da relação amiga e fraterna entre irmãos, mas um justo reconhecimento ao seu filho primogênito, Roberto Rocha Júnior, pela dedicação com que passou as últimas semanas cuidando do irmão mais novo Paulo Roberto, que tem lutado pela vida como um leão.

Trata-se de uma declaração de amor de um pai para seus filhos e família. Confira.

Irmão Amigo

Uma pesquisa publicada em 2007 no Journal of Child Psychology and Psychiatry mostra que bons relacionamentos entre irmãos incluem o efeito protetor do mais velho pelo mais novo. O irmão mais velho tem uma função muito importante na família ao dar apoio a seus irmãos menores. Ou seja: sentir a necessidade de proteger seu irmãozinho ou irmãzinha é algo positivo nessa relação.

O irmão mais velho carrega uma carga maior de responsabilidade pelos pais, de acordo com uma pesquisa publicada em 2008. As expectativas sobre ele são mais elevadas, e os pais tendem a ser mais rigorosos nas cobranças. Isso reflete que o filho mais velho é visto como mais responsável e que tem uma probabilidade maior de se conformar com as adversidades.

O primogênito normalmente assume um papel natural de liderança em relação a seus irmãos menores – afinal, é ele quem normalmente manda quando os pais estão ausentes. Crescer com esse papel influencia na própria vida, de acordo com a escola Harvard Business: filhos mais velhos têm mais facilidade de assumir papéis de liderança.

Desta forma, quero dizer da minha alegria e satisfação em ver meu filho mais velho, Roberto Rocha Junior, cuidar com tanta dedicação, amor e carinho do seu irmão Paulo Roberto. Parabéns e obrigado, meu filho. Todos nós estamos muito orgulhosos de você, principalmente suas duas irmãs.

GOVERNO DINO: “Especulação”, afirma Rubens Pereira Júnior sobre assumir a Sedes

A ideia de fazer Rubens Pereira Júnior secretário de estado tem a ver com acomodações políticas que Flávio Dino terá que fazer para, por exemplo, dar um mandato de deputado federal a Gastão Vieira.

O deputado federal reeleito Rubens Pereira Júnior (PCdoB) afirmou que não passa de especulação que irá assumir a secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) neste segundo mandato do governador Flávio Dino, também do PCdoB. A declaração do deputado foi dada ontem, sábado, 12, ao Blog do Robert Lobato.

O parlamentar comunista afirmou que governador só começará mexer as peças do tabuleiro deste segundo mandato em fevereiro.

“Só especulação. O governador Flávio Dino só pensará na formação do próximo governo em fevereiro”, disse.

O Blog do Robert Lobato perguntou ao deputado se uma vez convidado por Flávio Dino ele toparia assumir a Sedes, no que respondeu:

“Estou focado na eleição da Mesa Diretora e na formação dos blocos na Câmara. Só depois penso em alguma outra coisa”, afirmou o deputado.

A ideia de fazer Rubens Pereira Júnior secretário de estado tem a ver com acomodações políticas que Flávio Dino terá que fazer para, por exemplo, dar um mandato de deputado federal a Gastão Vieira (PROS) que amargou a segunda suplência na coligação com o PCdoB nas eleições de 2018.

Segundo apurou o Blog do Robert Lobato, Gastão tem dito que precisa do mandato para manter-se na presidência do PROS, caso contrário corre o risco de perder o controle do partido no estado. Aliás, o ex-deputado e ex-ministro teria afirmado essa situação ao próprio Eurípedes Júnior, presidente nacional do PROS.

Resta aguardar se Rubens Pereira Júnior topará assumir a Sedes para facilitar o caminho de Gastão Vieira à Câmara Federal ou se terá a coragem de dizer um “não” para o governador Flávio Dino e, nesse caso, arcar com as consequências por desagradar o chefe comunista.

A conferir.

Agradecimento aos leitores

Não tenho a pretensão de ser melhor do que nenhum colega da blogosfera, o objetivo aqui é tentar ser diferente e pautar nosso trabalho na credibilidade da notícia e no equilíbrio das análises.

Em novembro de 2018, este blogueiro fez 10 anos de blogosfera.

Estreei no portal do Jornal Pequeno ao lado dos amigos Ricardo Santos, John Cutrim entre outros. Anos depois, deixei o portal do JP e criei um domínio próprio que segue até hoje.

Faço blog porque gosto e por ter a convicção de se tratar de uma ferramenta indiscutivelmente alternativa aos veículos de comunicação tradicionais. E o faço sempre com a obrigação de ser justo, honesto e equilibrado nas informações e nas análises, mesmo tendo minhas convicções políticas e ideológicas bem claras.

Nunca tive a pretensão de ser melhor do que ninguém e muito menos o “dono da verdade”. O esforço do nosso trabalho é tão somente tentar ser diferente, criar um padrão que fuja da ideia de que blogueiro é tudo canalha, bandido, vagabundo, entre outros adjetivos que muita gente usa para qualificar a atividade de blogueiro.

“O cara não deu pra nada vida, vira blogueiro”. Graças a Deus não é o caso de Robert Lobato.

Faço esse preâmbulo, por assim dizer, para agradecer a consideração, respeito e deferência que muitos leitores manifestam em relação ao nosso trabalho.

Isso fica claro sempre que atraso atualização das postagens, como foi o caso da última semana que o blog ficou alguns dias sem atualização em virtude deste editor estar na estrada em viagem profissional.

Foram vários leitores que, seja por mensagens pelo WhatsApp, seja pessoalmente, cobraram a demora na atualização das postagens, o que demonstra que o Blog do Robert Lobato possui leitores assíduos e leais!

Ocorre que sou um blogueiro “solitário”, ou seja, somente Bob Lobato escreve para esta página, daí que alguns leitores sugeriram a contratação de alguém para trabalhar comigo para que o blog não fique dias sem atualizar os posts. Prometo que tentarei contratar um ou uma profissional para ajudar no nosso trabalho.

No mais, quero agradecer pelas inúmeras manifestações de elogios e carinho em relação ao nosso trabalho vindas ao longo desses dez anos de blogosfera.

Repito: não tenho a pretensão de ser melhor do que nenhum colega da blogosfera, o objetivo aqui é tentar ser diferente e pautar nosso trabalho na credibilidade da notícia e no equilíbrio das análises.

Meu muito obrigado a todos, tanto aos leitores que gostam do conteúdo do Blog do Robert Lobato, quanto aos críticos, uma vez que ninguém agrada a todos.

Nem Ele agradou.

Valeu!

Os dois tons da ministra Dalmare Alves 8

Se senhora Damares Alves tem suas convicções pessoais, religiosas, filosóficas etc., é um direito dela, mas daí impor suas impressões enquanto cidadã como política de Estado sem considerar a diversidade sociocultural de um país como o Brasil é de ignorância sem tamanho e coloca em dúvida a sua capacidade para conduzir cargo o qual ocupa na Esplanada dos Ministérios.

Confesso que não sei bem o contexto em que a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, soltou a pérola “menino veste azul e menina veste rosa”, mas isso pouco importa. A declaração não foi apenas infeliz como é para lá demodê.

Não escondo que sou meio conservador em algumas questões e não sei, por exemplo, como reagiria se ao chegar em casa visse meus filhos homens brincando com bonecas. E sou do tempo em que, quando os bebês nasciam, eram recebidos com enxovais em azul ou rosa conforme o sexo. Mas o tempo passa, as coisas mudam e mudam o tempo todo.

Nesse sentido, não pega bem para uma ministra de Estado dizer o que meninos e meninas devem vestir, com que devem brincar, com quem namorar e por aí vai.

Se senhora Damares Alves tem suas convicções pessoais, religiosas, filosóficas etc., é um direito dela, mas daí impor suas impressões enquanto cidadã como política de Estado sem considerar a diversidade sociocultural de um país como o Brasil é de ignorância sem tamanho e coloca em dúvida a sua capacidade para conduzir cargo o qual ocupa na Esplanada dos Ministérios.

A continuar com essas declarações que beiram à bizarrice, a ministra Damares Alves corre o risco de ser linchada na rua, pois há meninos e meninas, “meninos-meninas”, “meninas-meninos” e ainda “transmeninos-meninas”, que ficam muito zangadinhos quando desdenhados na sua condição de gênero e orientação sexual.

É melhor falar menos e procurar trabalhar mais, minha cara Damares.

As três questões mais importantes da vida

Se você tem a resposta para as três questões mais importantes da sua vida, é meio caminho andado, caso contrário, procure descobrir o quanto antes e abrevie o caminho para uma vida mais rica, mais digna e mais produtiva.

Jerônimo Mendes, administradores.com.br

Quem não sabe para onde vai, qualquer lugar serve. Será mesmo?

O provérbio é antigo, porém atual. Entra ano e sai ano, vale para todas as cores, classes, credos e culturas. Alguns estão mais avançados na resposta, mas a maioria não; é uma questão de empenho, propósito, determinação, otimismo e muita persistência, ou seja, uma conjunto de forças que devem ser trabalhadas constantemente.

Mais da metade das pessoas que conheço ainda não se encontrou na vida. Algumas nunca conseguirão se encontrar proque estão presas ao refrão imortalizado por Zeca Pagodinho: “deixa a vida me levar“.

A realidade é que se isso for levado ao pé-da-letra, a vida vai acabar te levando para um lugar que você não quer ir e, acredite, será difícil voltar. É quase impossível mudar alguém depois de certa idade, pois, como diz um velho provérbio japonês, é difícil desentortar um bonsai.

Para alguns, isso não é bom nem ruim, pois depende do que se quer da vida, do seu grau de ambição, dos seus objetivos e metas, se é que existem. Há quem queira viver um dia de cada vez, sem qualquer pretensão em relação ao futuro. Cada um sabe de si.

Potanto, enquanto o ano está apenas começando, dá tempo de fazer uma breve reflexão e exercitar a resposta para três questões importantes que vão fazer uma diferença enorme na sua vida em menos tempo do que se espera.

A primeira questão é a mais difícil, afinal, como foi dito antes, são poucas as pessoas que conseguem encontrar a resposta para um dos principais dilemas da vida profissional. Abraham Maslow dizia que “não é normal saber o que queremos; é uma realização psicológica rara e difícil”, portanto, é para poucos.

Então, vamos para as questões mais importantes da sua vida pessoal e profissional:

1) Quem você é? Diz respeito aos seus valores, às suas crenças (em que você acredita, o que você defende), aos seus pontos fortrs e aos seus pontos fracos. Diz respeito à pessoa em que você se transformou até agora.

2) O que você quer? Diz respeito à clareza quanto aos seus objetivos e metas, sua causa, suas paixões, aquilo que lhe dá sentido de contribuição e de realização ou a palavra do momento: o seu mindset. Quando você possui um mindset forte, claro e poderoso, as chances de sucesso são maiores. Diz respeito à pessoa em que você quer ser transformar a partir de agora.

3) Como você vai conseguir? Diz respeito ao plano, ao caminho a ser seguido, ao mapa que o levará a encurtar o caminho para uma jornada menos dolorosa. Na prática, você tem um mapa, um coach, um mentor, um método que o ajude a colocar em prática o que você tem em mente? Suas ideias estão minimamente estruturadas no papel?

De maneira simples e direta, quanto mais cedo você obtiver as respostas para essas questões intrigantes, maior a chance de você se dar bem na vida. E não estou falando do ponto de vista financeiro somente, mas do ponto de vista econômico, social e esperitual, o último estágio da Pirâmide de Maslow: autorrealização.

Portanto, dá tempo ainda de fazer uma boa reflexão a respeito. Estude com mais carinho do que faria para seu empregador, pense um pouco mais em você, busque no fundo da sua alma as respostas que poderão definir o caminho para uma vida inteira.

Depois dos setenta ou oitenta anos, somente duas questões vão martelar a sua cabeça sem dó nem piedade: por que eu não fiz isso antes? Costumo dizer que a resposta é mais cruel: eu poderia ter feito isso.

Desejo-lhe toda sorte do mundo ao longo da vida, mas não se esqueça de que a sorte é uma mera convergência entre preparação e oportunidade.

Sucesso, sempre!

O carisma da primeira-dama Michelle Bolsonaro 2

Se é verdade que o Brasil está sob comando de um governo conservador nos costumes, não é menos verdade que ontem, durante a cerimônia de posse presidencial, Michelle Bolsonaro roubou a cena e mandou um recado para a nação brasileira de que não será uma mera primeira-dama e muitos menos fará o estilo “recatada e do lar”

Entre os principais momentos da posse do presidente Jair Bolsonaro, não há como deixar de mencionar o discurso da primeira-dama Michelle Bolsonaro feito em libras, que é linguagem brasileira de sinais para comunicação com deficientes auditivos.

Para além de quebra de protocolos, o gesto protagonizado pela esposa do novo presidente, além de inédito, sinaliza que a Michelle poderá ter um papel de destaque no novo governo pelo seu engamento em causas sociais, como a da inclusão de portadores de deficiência física e, claro, pelo carisma marcante da primeira-dama.

Em tempos de narrativas sobre empoderamento feminino, o que se viu ontem em Brasilia foi um gesto que dá força a tal narrativa, hoje quase um monopólio das esquerdas. Aliás, uma das posturas arrogantes das esquerdas é exatamente achar que o processo de emancipação da mulher só pode ser dado em governos situados no espectro político-ideológico esquerdista. Ledo engano.

Se é verdade que o Brasil está sob comando de um governo conservador nos costumes, não é menos verdade que ontem, durante a cerimônia de posse presidencial, Michelle Bolsonaro roubou a cena e mandou um recado para a nação brasileira de que não será uma mera primeira-dama e muitos menos fará o estilo “recatada e do lar”. É aguardar e conferir.

A seguir, o discurso em libras de Michelle Bolsonaro.