Após análise do blog, Flávio Dino admite candidatura a presidente de República 8

Por essas e outras que o nosso blog é respeitado pela imensa maioria dos leitores, mesmo pelos críticos e adversários que não concordam as análises feitas aqui.

Foi quase que simultâneo.

Após o Blog do Robert Lobato fazer uma análise sobre a possível renuncia do prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (ainda no PSDB), renunciar ao mandato para assumir um cargo de secretário no Governo do Estado, Flávio Dino anunciou que pode ser candidato a presidente da República.

No post “CASO LUIS FERNANDO: O que estaria por trás da ida do prefeito de Ribamar para o governo Flávio Dino?, o Blog do Robert Lobato afirmou que:

“O que pode explicar toda essa engenharia politica é a virtual candidatura de Flávio Dino a presidente da República, coisa que o comunista tem em mente e já trabalha para se viabilizar, inclusive via imprensa nacional, como nome das esquerdas para enfrentar a ofensiva direitista ora em curso no país, cujos atores principais atualmente são o presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria (São Paulo)”.

Não deu outra.

Numa plenária extraordinária do PCdoB do Maranhão realizada ontem, sexta-feira, 22, Flávio Dino lançou sua pré-candidatura a presidente da República.

“Estou me preparando para 2022. Vocês nem notaram, já estou até com cinco quilos a menos. Vamos enfrentar o laranjal e a turma do mal”, afirmou numa alusão ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) que enfrenta denúncias envolvendo o uso de candidaturas laranjas pelo partido dele nas eleições de 2018.

Por essas e outras que o nosso blog é respeitado pela imensa maioria dos leitores, mesmo pelos críticos e adversários que não concordam as análises feitas aqui.

Mas, é bom que se diga, o Blog do Robert Lobato não está interessado em agradar a todos, mas tão somente ser respeitado na sua independência e clareza de posições.

É isso aí.

PS: E por falar no post CASO LUIS FERNANDO: O que estaria por trás da ida do prefeito de Ribamar para o governo Flávio Dino?, o Blog do Robert Lobato cometeu um equívoco. O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão,  deputado Othelino Neto (PCdoB), assegurou que, ao contrário do que foi afirmado no referido post sobre a impossibilidade de sua reeleição, “o regimento da Assembleia permite reeleição”, informou o presidente a este blogueiro. Feito  devido reparo, a editoria desta página pede desculpas aos leitores pelo equívoco.

Prefeito Hilton Gonçalo e deputado Ariston se reúnem com o presidente Othelino Neto

Hilton Gonçalo e Ariston Ribeiro, ambos do Avante, estiveram nesta sexta-feira (22), visitando o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), na oportunidade os dois discutiram a atual conjuntura política do Maranhão, assim como projetos visando o desenvolvimento do estado, uma vez que na próxima terça-feira (26), o empresário Ariston assume a condição de titularidade no cargo de deputado estadual.

Na oportunidade foi inclusive tratada a composição de Ariston Ribeiro no Bloco governista Unidos pelo Maranhão, uma vez que o partido ainda não tem representante na Assembleia Legislativa e agora passará a ter representatividade. Hilton Gonçalo é presidente do Avante e deixou claro que a intenção é contribuir para o desenvolvimento do estado, apoiando os projetos do Governo do Estado.

Durante a reunião na Assembleia Legislativa, Hilton e Ariston ainda estiveram reunidos com o diretor-geral da Mesa Diretora, Braulio Martins e com o procurador jurídico Tarcísio Araújo, onde discutiram as questões administrativas referente a posse.

Ainda na sua passagem pela Assembleia Legislativa, Hilton Gonçalo e Ariston Ribeiro conheceram as estruturas do parlamento estadual, passando pelo plenário, sala de comissões e o Complexo de Comunicação, onde estiveram acompanhados da diretora adjunta Sílvia Tereza e da coordenadora Glaucione Pedrozo.

CASO LUIS FERNANDO: O que estaria por trás da ida do prefeito de Ribamar para o governo Flávio Dino? 17

O que pode explicar toda essa engenharia politica é a virtual candidatura de Flávio Dino a presidente da República, coisa que o comunista tem em mente e já trabalha para se viabilizar, inclusive via imprensa nacional, como nome das esquerdas para enfrentar a ofensiva direitista ora em curso no país, cujos atores principais atualmente são o presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria.Ainda é medonha a repercussão da possível renúncia do prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando (PSDB), para assumir um cargo de secretário no governo Flávio Dino (PCdoB) – a renúncia pode ser anunciada neste final de semana.

O que levaria o gestor ribamarense, a mais uma vez, deixar a cidade e povo que o elegeu de forma tão abrupta? Quais os atores que estariam por trás dessa jogada de vida ou morte para Luis Fernando? O que de fato estaria por trás da ida do prefeito de Ribamar para o governo Flávio Dino? E o que o governador comunista ganharia com essa manobra política?

O Blog do Robert Lobato tentará encontrar respostas para os questionamentos acima à luz das informações que tem recebido e da conjuntura política local e nacional. Vamos lá.

Reza a lenda que o arquiteto da renúncia de Luis Fernando é o ex-governador José Reinaldo Tavares que teria usado o vice-governador Carlos Brandão e Marcelo Tavares para serem os porta-vozes da estratégia junto ao governador Flávio Dino (PCdoB).

A princípio, segundo consta, Flávio teria resistido à ideia, mas aos poucos foi se convencendo do processo e fez o convite ao ainda prefeito de Ribamar que teria aceitado.

Segundo fontes ribamarenses, a coisa só evoluiu porque o grupo de Luis Fernando e dos Cutrim teriam chegado a um acordo onde o atual vice-prefeito Eudes Sampaio (PTB) ficaria apenas dois anos no mandato e conselheiro do TCE, Edmar Cutrim, seria o candidato a prefeito dos dois grupos em 2020.

Uma vez secretário do governo Flávio Dino, Luis Fernando poderia ser o nome do comunista para o Tribunal de Contas do Estado (TCE) caso Carlos Brandão não se viabilize candidato a governador em 2022, nesse caso ele, Brandão, seria o nome para o TCE e Luis Fernando concorreria a deputado federal.

Se Carlos Brandão sair da linha de sucessão de Flávio Dino em virtude de ir para o TCE, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão fica na linha sucessória, que em 2022 poderá ser quem? O deputado Glauberth Cutrim (PDT), atual vice-presidente do parlamento maranhense e filho de Edmar Cutrim – não podemos esquecer que presidente Othelino Neto (PCdoB) já foi eleito e reeleito presidente e, em tese, não pode mais concorrer a um terceiro mandato.

O fator PDT pesa nessa conjuntura, já que o senador Weverton Rocha, presidente estadual do partido, está em campanha aberta para o governo do Maranhão, assim como o deputado federal Gil Cutrim, também do PDT, está para senador da República. Ou seja, esse movimento de tirar Luis Fernando da Prefeitura de São José de Ribamar e fazer Carlos Brandão sucessor de Flávio Dino tem que ser combinado com os “russos”, no caso os pedetistas.

A grande questão é: o que Flávio Dino ganharia com toda essa engenharia política?

Bom, a rigor o grupo do governador ficaria mais forte do que já está. Mas, forte por forte o governador já é, e não seria necessário todo esse arranjo, não é mesmo?

O que pode explicar tudo isso é a virtual candidatura de Flávio Dino a presidente da República, coisa que o comunista tem em mente e já trabalha para se viabilizar, inclusive via imprensa nacional, como nome das esquerdas para enfrentar a ofensiva direitista ora em curso no país, cujos atores principais atualmente são o presidente Jair Bolsonaro e o governador João Doria (São Paulo).

Se é verdade que por um lado Flávio Dino está fazendo, digamos, o dever de casa, por outro terá que chegar em 2022 com a sua gestão bombando, apresentando resultados concretos e inquestionáveis em todas as áreas.

É aquela história: quem viver verá.

Operação da PF mira o senador Ciro Nogueira e fecha cerco contra o PP

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta sexta-feira (22/02) a Operação Compensação, em desdobramentos de investigações decorrentes de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), tendo como investigado o senador Ciro Nogueira, entre outros. A PF investiga supostos crimes de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro.

A investigação teve como origem os depoimentos prestados por colaboradores que afirmaram terem repassado cerca de R$ 43 milhões ao Partido Progressista, em pagamentos em espécie e doações oficiais, por intermédio do citado senador, em troca de apoio político do partido na campanha eleitoral para a eleição presidencial de 2014.

Cerca de trinta policiais federais cumprem 07 mandados de busca e apreensão, autorizados pela Ministra Rosa Weber, nas cidades de Teresina/PI, Brasília/DF e São Paulo/SP, além de intimações para fins de depoimentos dos envolvidos.

(Fonte: Blog do Donny Silva)

BAIXADA MARANHENSE: Documentos comprovam desleixo do governo Flávio Dino em relação à Barragem do Pericumã 2

A Barragem do Pericumã tem sido uma das pautas mais debatidas na Assembleia Legislativa do Maranhão nos últimos dias, principalmente pela bancada da Baixada Maranhense.

Voltando à questão da Barragem do Pericumã.

O Blog do Robert Lobato publicou vídeo em que o governador Flávio Dino (PCdoB) reconhece disponibilização de recursos através de emenda parlamentar para obras de recuperação e manutenção da Barragem do Rio Pericumã (reveja aqui)

Ocorre que mesmo com todo o esforço da bancada maranhense, em particular do então deputado federal Victor Mendes, de disponibilizar R$ 4 milhões para os serviço na Barragem do Pericumã, o Governo do Maranhão não apresentou projeto junto aos órgãos competentes em Brasília e o dinheiro acabou indo para o beleléu.

A Barragem do Pericumã tem sido uma das pautas mais debatidas na Assembleia Legislativa do Maranhão nos últimos dias, principalmente pela bancada da Baixada Maranhense, com destaque para o deputado Dr. Leonardo Sá que, inclusive, esteve recentemente em Brasília para tratar sobre o assunto.

Fiquem com prints de documentos que montam uma linha do tempo comprovando o que pode ser considerado um desleixo do Governo do Estado em relação à Barragem do Pericumã e, consequentemente, com o povo baixadeiro. Confira.

 

 

 

Flávio Dino bem que tenta trazer o presidente Bolsonaro para luta política, mas conseguiu no máximo a Joice Hasselmann

Para quem anda doidinho para polemizar com o presidente da República restou a Flávio Dino se contentar com a Joice  Hasselmann.  E pode acabar conseguindo, também, atrair o “porno-deputado” Alexandre Frota para o debate.

Há tempo, muito tempo que o governador maranhense Flávio Dino (PCdoB) tenta trazer o presidente Jair Bolsonaro (PSL) para a luta política com o intuito de ganhar mídia nacional e se firmar como principal liderança de oposição no país.

São provocações quase diárias, via redes sociais, contra as políticas do Governo Federal e em alguns casos críticas diretas ao presidente, mas Bolsonaro, até aqui, nem “tchum” para a tática provocativa de Flávio Dino.

Até que ontem, quarta-feira, 20, a deputada federal Joice  Hasselmann (PSL-SP), aliada de primeira hora do “capitão”, utilizou a tribuna para responder no seu melhor estilo aos ataques de Flávio Dino à proposta de reforma da Previdência enviada pelo Planalto ao Congresso Nacional.

Mas, como o alvo de Flávio é Bolsonaro e não os seus aliados no parlamento, coube ao deputado Rubens Pereira, também do PCdoB, e futuro secretário das Cidades, responder à loiraça papel que cumpriu muito bem, diga-se de passagem.

Enfim, para quem anda doidinho para polemizar com o presidente da República restou a Flávio Dino se contentar com a Joice  Hasselmann.  E pode acabar conseguindo, também, atrair o “porno-deputado” Alexandre Frota para o debate.

E quando chegar a vez de Frota, que Rubens Pereira Júnior já esteja assumido a pasta das Cidades.

Aí caberá ao deputado Márcio Jerry fazer o contraponto a Alexandre Frota.

Essa o Blog do Robert Lobato paga pra ver.

VIRANDO MODA: Os “Ctrl+C, Ctrl+V” de Duarte Junior na Assembleia Legislativa do Maranhão 4

Na Assembleia já há uma pergunta correndo solta: qual será o próximo deputado plagiado pelo mal assessorado parlamentar?

Há um fato curioso acontecendo nesta nova legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema).

Trata-se do famoso “Ctrl+C, Ctrl+V”, ou seja, “copiar” e “colar” projetos de colegas parlamentares que está virando uma prática habitual por parte de alguns deputados “maranheiros de primeira viagem”, como se diz no popular.

Entre esses parlamentares podemos citar o deputado Hildelis Silva Duarte Junior, ou simplesmente, Duarte Júnior (PCdoB).

É que depois de ter pisado na bola ao plagiar um projeto em tramitação do deputado César Pires (PV), agora o midiático noviço avançou ainda mais sinal. Explica-se.

Simplesmente, Duarte Júnior reproduziu, pasmem!, duas Leis já existentes. Uma de 2013, de autoria do ex-deputado Carlos Amorim (PDT) e outra 2014, de autoria do deputado estadual Neto Evangelista (DEM). Ou seja, copiou duas leis já aplicadas e não apenas projetos, conforme imagens abaixo.

Imagem 1

Imagem 2

 

O Blog do Robert Lobato já havia registrado que Duarte começou mal o seu mandato de deputado estadual (reveja aqui). Mas ao insistir na nessa prática do uso, repito, do tão famoso “Ctrl+C, Ctrl+V”, Duarte não está apenas “começando mal”, Duarte está um desastre!

O correto seria Duarte Júnior, assim como outros parlamenteares novatos, espelhar-se em boas propostas e não simplesmente sair por aí copiando projetos do colegas e pior: fazer mídias e mais mídias em cima de idealizações alheias.

Como ex-presidente do Procon-MA, órgão fiscalizador, Duarte Junior deveria, sim, ter conhecimento da existência das leis do deputado Neto Evangelista e do ex-deputado Carlos Amorim. E até ter cobrado o seu cumprimento quando era o “xerife” do Procon-MA.

O fato é que na Assembleia já há uma pergunta correndo solta: qual será o próximo deputado plagiado pelo mal assessorado parlamentar?

Tchantchan tchan tchan!

IMPERATRIZ: Em vídeo, prefeito Assis Ramos reconhece ações parlamentares do senador Roberto Rocha em prol do município 2

O gestor imperatrizense foi agradecer as inúmeras ações parlamentares, entre obras estruturantes e sociais, que Roberto tem realizado em prol da segunda maior cidade do estado.

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (MDB), foi recebido pelo senador Roberto Rocha (PSDB) no seu gabinete em Brasília. O encontro ocorreu na tarde de ontem, terça-feira, 19.

O gestor imperatrizense foi agradecer as inúmeras ações parlamentares, entre obras estruturantes e sociais, que Roberto tem realizado em prol da segunda maior cidade do estado.

Participaram da reunião ainda os senadores tucanos Antônio Anastasia e Plínio Valério, representes dos estados de Minas Gerais e Amazonas, respectivamente, além da primeira-dama de Imperatriz Janaína Ramos.

Confira o vídeo de agradecimento e reconhecimento do prefeito Assis Ramos ao trabalho do senador Roberto Rocha com imagens do jornalista jornalista Ênio Borgmann.

MERECIDA HOMENAGEM: Eliziane Gama indica a ex-deputada Helena Heluy para o prêmio Bertha Lutz 2

A premiação promovida pelo Senado, ocorre anualmente e já homenageou 79 mulheres de ­várias áreas de atuação

A senadora Eliziane Gama (PPS) indicou a promotora aposentada, ex-vereadora por São Luis, ex-deputada estadual pelo PT e militante social Helena Barros Heluy, para recebimento do 18° Prêmio Bertha Lutz em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, a ser celebrado no dia 8 de março de 2019 no plenário do Senado Federal.

“Indicamos hoje, com muita honra, o nome de nossa tão querida e admirada Helena Barros Heluy para o prêmio Bertha Lutz aqui no Senado. Helena é uma mulher que nos enche de orgulho por ter nascido em nosso Maranhao”, tuitou a senadora que foi  colega de Helena no parlamento maranhense.

A premiação promovida pelo Senado, ocorre anualmente e já homenageou 79 mulheres de ­várias áreas de atuação. Até hoje, apenas um homem, o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello, recebeu o diploma.  O Conselho do Diploma, presidido pela senadora Simone Tebet (PMDB-MS), é responsável pela escolha dos nomes.

Bertha Lutz
Zoóloga de profissão, Bertha Maria Júlia Lutz é conhecida como a maior líder na luta pelos direitos políticos das mulheres brasileiras. Ela se empenhou pela aprovação da legislação que outorgou o direito às mulheres de votar e de serem votadas.