SÃO JOSÉ DE RIBAMAR: Município vai sediar a I Assembleia IOV das Américas, em cooperação com a UNESCO

Pela primeira vez o evento é realizado no Brasil e o município ribamarense foi escolhido em razão do potencial religioso e cultural.

O município de São José de Ribamar sedia nos próximos de 24 a 27 de janeiro a I Assembleia IOV das Américas, em cooperação com a UNESCO. O evento, que será realizado pela primeira vez no Brasil, tem o objetivo de discutir mecanismo de proteção, preservação e promoção de formas de atuação e ampliação da arte popular e cultura folclórica como elementos do Patrimônio Cultural Imaterial.

Para o prefeito Luis Fernando, sediar um importante evento que reúne membros dos países das américas e até do mundo inteiro, na condição de convidados, além de uma grande responsabilidade também amplia ainda mais a visibilidade do município nos mercados nacional e internacional.

“Estamos muito felizes pela escolha da IOV, que decidiram realizar a assembleia com seus membros de vários países, em terras ribamarenses. Na verdade, pela segunda vez em menos de um ano, São José de Ribamar vai ganhar uma grande notoriedade. A primeira, por ocasião do desfile da escola de samba do Tatuapé, e agora com o encontro internacional”, explicou o prefeito.

“E o resultado disso, naturalmente” completou o prefeito, “é uma atração de turista cada vez maior durante todo o ano”.

A cidade ribamarense foi escolhida para sediar o evento em razão da forte cultura e potencial religioso. De acordo com o diretor executivo da IOV Brasil, Clerton Vieira, o município reúne todas as características para ampliação da promoção e apreciação da diversidade cultural entre todos os povos. “São José de Ribamar além de toda a história cultural, forte apelo folclórico, também chama a atenção pela religiosidade, elemento inclusive levado para avenida durante desfile da escola de Samba Tatuapé. Foi exatamente todo esse contexto que a credenciou para que decidíssemos por sua escolha”, explicou o membro do IOV.

O IOV foi credenciado pela Unesco como um Centro de Experiência para o Patrimônio Cultural Imaterial.

Assembleia IOV das Américas

Estão sendo esperado cerca de 50 representantes de vários países da américa latina. O evento será realizado no auditório do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia, IFMA, campus de São José de Ribamar.

A programação terá início quinta-feira (24), a partir das 17h com a solenidade de abertura oficial do evento, que vai contar com a presença do governador do Maranhão, Flávio Dino, do presidente da IOV Mundial, Ali Abdullah, entre outras autoridades. Além da língua portuguesa, o evento também vai contar com tradução simultânea nos idiomas Inglês e Espanhol.

Entre os temas abordados, ‘Desafios para os novos tempos’, Missão da IOV como propagador da cultura dos povos’, ‘Criando um futuro para preservar o passado’, entre outras abordagens. Durante o evento também será realizado o intercambio da cultura, com apresentação de grupos folclóricos locais e representantes de vários países.

E para finalizar a programação, os participantes vão plantar árvores simbolizando a participação de cada país. O plantio será feito no Parque da Cidade.
Área de anexos

MARANHÃO PRESENTE: Dr. Léo Castro lança o livro “Tratamento Cirúrgico do Câncer Gastrointestinal”

Dr. Leonaldson dos Santos Castro: de Pinheiro, Maranhão para todo o mundo.

Sempre é motivo de orgulho para nós, maranhenses, quando vemos conterrâneos brilhar fora do nosso estado, enfrentando desafios e até mesmo preconceitos.

Há talentos maranhenses espalhados pelos quatro cantos do país fazendo sucesso em várias áreas, como é o caso do médico Leonaldson dos Santos Castro, ilustre baixadeiro natural da bela cidade de Pinheiro.

Um dos mais renomados médicos oncologistas do país, Dr. Léo, como é carinhosamente chamado por parentes e amigos, lançou na última sexta-feira, 11, o livro Tratamento Cirúrgico do Câncer Gastrointestinal” (edição II). A concorrida sessão de autógrafos aconteceu no auditório do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, capital.

A obra cientifico-literária, que seguramente enriquecerá ainda mais os ensinamentos medicinais, é assinada a quatro mãos com o também médico oncologista José Humberto Simões Corrêa. O evento reuniu a classe médica paulista e contou com convidados especiais de vários pontos do país.

Dr. Léo é integrante da cúpula médica do Instituto Nacional do Câncer (INCA), no Rio de Janeiro. Ele também é membro de diversas instituições da medicina e detentor de vários prêmios em níveis nacional e internacional.

Dono de um carisma marcante, Dr. Léo sempre dedicou-se à profissão que escolheu ainda na adolescência, aos 16 anos de idade. Filho de ‘Dona’ Maritite (in memorian) e Seu Nadico, tendo como irmãos o advogado Donaldson Castro, o publicitário Eri Castro, o servidor Ivonaldson Castro e o saudoso Ronaldson dos Santos Castro.

Portanto, a cidade de Pinheiro e o estado do Maranhão podem sim, se orgulhar deste ilustre filho, afinal de contas, trata-se de um “produto humano tipo exportação”, cuja prescrição dispensa comentários.

Que Dr. Léo continue brilhando no mundo acadêmico e na área de medicina dentro e fora do país.

Os maranhenses, orgulhosos, agradecem.

Horóscopo 2019: as previsões para a carreira de cada signo 3

É preciso trabalhar com compaixão e respeito, pois diferenças constantes no dia a dia serão encontradas.

Júpiter em Sagitário quer que você vá além dos seus horizontes, e Saturno e Plutão em Capricórnio lembram que, para tanto, é preciso ser responsável e ter um objetivo bem claro a perseguir. Parece bastante coisa para apenas 12 meses, não é?

Confira o que os astros reservam para a sua carreira:

Áries
21/3 a 20/4
Trabalho será tema central neste ano, e você poderá viver situações decisivas. Construir seu futuro tijolinho por tijolinho fará toda a diferença. Tente deixar a rotina mais organizada para ter tempo de exercer suas várias funções e cuidar de seus interesses. Lembre-se de que qualidade é mais importante do que quantidade e que bons resultados geram frutos e recompensas. Sua criatividade ficará mais evidente. Alguma quantia de dinheiro deve entrar no começo do ano. Mas não saia gastando tudo de uma vez. Procure economizar e administrar os seus bens. Essa é uma lição que vai além. Saber poupar é garantia de renda para investir em sonhos maiores e ter um futuro mais tranquilo.

Touro
21/4 a 20/5
Para conquistar o sucesso merecido, você precisa saber o que quer. Estudar, além de enriquecer o currículo, pode lhe dar uma luz. Seja mais ousada e divulgue seu trabalho. Mostre aos outros como você pode ser criativa. Dedique-se a trabalhar em equipe, aproveitando o melhor de cada pessoa e absorvendo as lições que vão deixá-la mais sábia na área. O crescimento bem fundamentado e estável é sempre a melhor alternativa.

Gêmeos
21/5 a 20/6
Os astros prometem sucesso. As pessoas estão acompanhando o seu trabalho e esforço e valorizando cada vez mais os resultados. A criatividade ajudará nesse sentido, abrindo oportunidades em lugares que ninguém enxerga mais nada. Esse reconhecimento será merecido. Aproveite para fazer cursos e viagens, que são estimulantes naturais, e absorva os aprendizados onde menos espera. Uma dica importante: faça um planejamento a longo prazo e organize suas finanças, pois este é o ano ideal para plantar as sementes dos seus sonhos e, em breve, colher deliciosos frutos.

Cancer
21/6 a 21/7
O crescimento no trabalho é certo. Então, concentre-se no seu objetivo e coloque energia naquilo que quer ver prosperar. Quando você se dedica dessa maneira, as portas se abrem sem esforço e a rotina flui. De repente, você nota quão eficiente tem sido e aceita as recompensas sabendo que é merecedora. Ao aprender a confiar em si mesma, mostra-se disponível e apta a chefiar uma equipe ou assumir um cargo de mais responsabilidade. Em algum momento, a família pode reclamar de receber pouca atenção. Explique com calma quais são seus limites e objetivos.

Leão
22/7 a 22/8
Não se engane. A rotina de trabalho tende a ficar mais difícil, pois você vem acumulando responsabilidades. Com tanta coisa para fazer, aprenda a pedir ajuda e a dividir tarefas. É um momento especial para trabalhar em equipe, compartilhar conhecimento e ouvir outras opiniões. Se deseja empreender, observe o mercado e dê os primeiros passos em direção ao que almeja. O importante é construir tudo com segurança, com fundações firmes. Saiba conciliar a estabilidade com o lado sonhador.

Virgem
23/8 a 22/9
Você precisa superar a timidez e expor mais as ideias criativas que tem. Ao falar o que pensa, você fortalece vínculos e ganha aliados. Também mostra às pessoas que sabe bem o que está fazendo, que tem domínio sobre sua área. Invista em bons contatos e abra-se a parcerias. Uma sociedade talvez a faça crescer bem mais do que uma empreitada solo. Há, em você, uma veia empreendedora. Ative-a e veja no que isso vai dar. No entanto, estabeleça limites e não se deixe levar pelas sucessivas realizações. Esse resultado só se mantém a longo prazo se você souber equilibrar com a vida pessoal e manter a cabeça funcionando.

Libra
23/9 a 22/10
Sua criatividade lhe garantirá mais espaço no escritório ou, então, abrirá portas para você empreender em uma área nova. De todo modo, o lado profissional tem muito a ganhar neste ano. Evite cair na tentação das distrações, pois elas interromperão ritmos fluidos de pensamento. Mantenha a agenda organizada e anote compromissos e tarefas. Aprenda a identificar em quem você pode confiar. A dica é escutar sua intuição sempre e não expor sua vida pessoal sem necessidade. Outro setor que deve receber atenção são as finanças. A ansiedade com o trabalho não é motivo para sair por aí gastando tudo o que ganha em vez de focar em um futuro mais satisfatório.

Escorpião
23/10 a 21/11
A promessa é de estabilidade na vida profissional. As coisas tendem a continuar mais ou menos como estão, mas, claro, se você colocar energia no que quer, melhor ainda. Vale a pena ir tocando o que já está dando certo e, se você quiser mesmo mudar, vá construindo o novo cenário aos poucos, com segurança. As parcerias serão garantia de bons resultados este ano. Esteja aberta a ouvir as pessoas e adote essa postura também no trabalho. Negocie a possibilidade de trabalhar em casa alguns dias, pois, no seu refúgio, o rendimento deverá ser maior. É uma maneira de se preservar das relações tóxicas que acabam ocorrendo no escritório.

Sagitário

22/11 a 21/12
Você tem tudo para crescer e se desenvolver, alcançando sucesso e concretizando projetos nos quais vem trabalhando há tempos. O astral também é positivo para quem quer começar algo. Pode ser uma mudança de emprego ou um novo negócio. Aliás, se quer ser dona da própria empresa, a hora não poderia ser mais perfeita. Só preste atenção nas finanças, pois não é indicado arriscar tudo que você vem guardando. Separe uma parte para o futuro – parece distante, mas chegará o momento em que vai querer uma vida mais tranquila. Rever seus valores será fundamental para ter clareza sobre suas prioridades e poder investir tempo e energia nas coisas certas. Até porque o Universo promete bons resultados, mas vai exigir que você faça sua parte. Mãos à obra!

Capricórnio
22/12 a 20/1
Você estará mais criativa e inspirada. Entretanto, isso não quer dizer que deixará as responsabilidades e datas de entrega de lado. Você deverá unir o melhor de cada uma dessas características. Tente juntar forças e prefira trabalhar em equipe. Converse com seus colegas ou amigos, pois daí virão as ideias que irão ajudá-la. É provável que você seja reconhecida pelo seu trabalho e receba uma promoção ou bonificação financeira. Isso será o suficiente para estimulá-la e enchê-la de energia. As pessoas também devem elogiá-la, e os chefes deixarão claro que estão satisfeitos com o que você vem fazendo.

Aquário
21/1 a 19/2
Esqueça essa pressa de alcançar resultados, pois o que importa é estar na direção certa. Entenda que, se você planejar direitinho e se dedicar, o crescimento virá. A carreira deve trazer satisfação e alegria. Caso ande mais chateada do que feliz ultimamente, talvez seja a hora de pensar em algo diferente, em fazer uma transição. Organize seu tempo de maneira que possa refletir e avaliar tudo isso. Não tome nenhuma atitude por impulso e aproveite com moderação o dinheiro que ganhar. Muitas vezes, sem perceber, nos perdemos com os pequenos gastos, que, ao final, levam ao prejuízo. Invista somente no que for um plano próspero e guarde o restante.

Peixes
20/2 a 20/3
Este será o ano da virada. Se não está satisfeita com o trabalho atual e quiser experimentar algo novo, chegou a hora de fazer essa movimentação. Vale correr atrás da posição dos sonhos, se candidatar para uma empresa com benefícios melhores ou até abrir o próprio negócio. É possível que você precise manter atividades em paralelo até que a nova função seja definitiva. Aguente firme essa situação, pois ela é temporária e valerá a pena posteriormente. Resgate sua inspiração e criatividade e aprimore a comunicação para expor melhor as ideias e fazer contatos. Para o seu sucesso profissional, também são importantes a organização e a escolha das parcerias. Ter ao seu lado as pessoas certas é o jeito de garantir o melhor resultado.

(Fonte: Revista Claudia)

Os dois tons da ministra Dalmare Alves 8

Se senhora Damares Alves tem suas convicções pessoais, religiosas, filosóficas etc., é um direito dela, mas daí impor suas impressões enquanto cidadã como política de Estado sem considerar a diversidade sociocultural de um país como o Brasil é de ignorância sem tamanho e coloca em dúvida a sua capacidade para conduzir cargo o qual ocupa na Esplanada dos Ministérios.

Confesso que não sei bem o contexto em que a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, soltou a pérola “menino veste azul e menina veste rosa”, mas isso pouco importa. A declaração não foi apenas infeliz como é para lá demodê.

Não escondo que sou meio conservador em algumas questões e não sei, por exemplo, como reagiria se ao chegar em casa visse meus filhos homens brincando com bonecas. E sou do tempo em que, quando os bebês nasciam, eram recebidos com enxovais em azul ou rosa conforme o sexo. Mas o tempo passa, as coisas mudam e mudam o tempo todo.

Nesse sentido, não pega bem para uma ministra de Estado dizer o que meninos e meninas devem vestir, com que devem brincar, com quem namorar e por aí vai.

Se senhora Damares Alves tem suas convicções pessoais, religiosas, filosóficas etc., é um direito dela, mas daí impor suas impressões enquanto cidadã como política de Estado sem considerar a diversidade sociocultural de um país como o Brasil é de ignorância sem tamanho e coloca em dúvida a sua capacidade para conduzir cargo o qual ocupa na Esplanada dos Ministérios.

A continuar com essas declarações que beiram à bizarrice, a ministra Damares Alves corre o risco de ser linchada na rua, pois há meninos e meninas, “meninos-meninas”, “meninas-meninos” e ainda “transmeninos-meninas”, que ficam muito zangadinhos quando desdenhados na sua condição de gênero e orientação sexual.

É melhor falar menos e procurar trabalhar mais, minha cara Damares.

CASO “JOÃO DE DEUS”: “Em meio século de trabalho com pacientes graves, nunca vi um milagre”, diz Drauzio Varella 2

Charlatães

por Drauzio Varella

Todo charlatão que se preza alega receber eflúvios energéticos do além túmulo. Em busca de alívio para os mais variados males, os crédulos vão até ele.

Basta correr o primeiro boato de que o parente do filho do amigo de algum vizinho sarou ao receber um passe para que a fama do charlatão se espalhe. Em pouco tempo, começam as romarias em sua porta.

Se o espertalhão aprendeu certos truques há mais de um século desmascarados pelos mágicos, como enfiar tesouras em narizes, raspar córneas e fazer cortes superficiais através dos quais retiram falsos tumores sem que os incautos sintam dor ou se deem conta da prestidigitação, os testemunhos de poderes extrassensoriais correm o mundo.

A credulidade humana não tem nacionalidade nem respeita fronteiras.

Ele se alimenta da insegurança do outro. Apregoa o dom de incorporar “entidades” que mobilizam energias transcendentais, capazes de restabelecer a ordem nas células do organismo enfermo.

Ninguém questiona a natureza dessa energia: cinética, térmica, potencial, atômica? Ninguém estranha por que ela não faz um tapete voar nem ferver a água de um copo.

O prestígio do charlatão é potencializado pelas personagens públicas que consegue atrair. Cada médico, juiz, presidente da República, intelectual ou artista de renome que procura seus serviços atrai publicidade e lhe confere atestado de idoneidade espiritual.

As motivações que levam gente esclarecida a ir atrás do sobrenatural são as mesmas que mobilizam a pessoa mais simplória. Credulidade é condição contagiosa, não respeita escolaridade, posição social, cultura ou talento artístico.

Trato de doentes com câncer há 50 anos. Assisti ao desapontamento de inúmeras famílias que viajaram centenas de quilômetros com seus entes queridos —muitas vezes debilitados—​ atrás da promessa de curas mágicas que jamais se concretizaram.

A vítima se aproxima do charlatão na esperança de um milagre. Poucos se conformam com a finitude da existência e aceitam as restrições impostas pelas leis da natureza: milagres não existem, são criações do imaginário humano.

Se existissem, em meio século de atividade profissional intensa com pacientes graves, eu teria visto pelo menos um, ainda que fosse uma redução ínfima nas dimensões de uma metástase. Cem por cento das chamadas curas espirituais que tive a oportunidade de avaliar não resistiram à análise racional mais elementar.

Como nem sempre estão bem definidos os limites de separação entre superstições, crendices e religião, quem ousa denunciar as artimanhas do charlatão é tido como contestador da religiosidade alheia e enfrenta a ira popular.

Duvidar da eficácia de suas ações é afrontar a palavra do “enviado de Deus” e as convicções dos fiéis. Tentar convencê-los de que são ludibriados por um malandro que lhes incute esperanças vãs é considerado sacrilégio.

Veja o caso desse cidadão autodenominado João de Deus. Durante décadas iludiu, trapaceou e cortou pessoas com instrumentos inadequados sem o menor cuidado com a esterilização.

Para retirar um ponto cirúrgico de um paciente em meu consultório, preciso de autorização explícita da Anvisa, sem a qual posso ser multado pela fiscalização caso guarde no armário uma pinça e uma tesoura cirúrgica. Tanto rigor com os médicos e permissividade covarde e conivente com esses incorporadores de espíritos.

A menos que tenha mediunidade suficiente para imobilizar vírus e bactérias, quantas infecções locais e transmissões de hepatite B e C, HIV e outras doenças esse curandeiro provocou impunemente?

A sociedade fica chocada ao saber que ele abusou de centenas de mulheres indefesas. Sinceramente, só me surpreendi com o número: esperar comportamento ético de alguém que ficou milionário explorando a boa fé de milhões de doentes é ingenuidade pueril.

Veja você, caríssima leitora, a situação humilhante da mulher no Brasil: no decorrer de 40 anos, um homem branco e poderoso se aproveita sexualmente de mulheres em situação de vulnerabilidade, sob o olhar complacente de auxiliares que com ele convivem, sem ser denunciado à polícia.

Não fossem os depoimentos apresentados no programa do Pedro Bial, quantas ainda seriam estupradas?

Que sensação de impotência, fragilidade, solidão e vergonha tantas mulheres viveram sem ter como reagir, com medo da opinião pública, acuadas pela influência religiosa e social de um criminoso desprezível.

Menino autista pede amigos em carta ao Papai Noel: ‘Brinco na escola sozinho’

Postagem da mãe com carta completa do menino teve mais de 25 mil curtidas nas redes sociais.

Por Camilla Resende*, G1 Sul de Minas — Minduri, MG

Menino autista pede amigos em cartinha de Natal — Foto: Reprodução/ Redes sociais.

Entre os tantos pedidos de celulares, videogames e brinquedos para o Natal, o Papai Noel recebeu uma cartinha diferente da cidade de Minduri (MG). O autor é o Miguel Castro Souza, de 12 anos, que tem autismo de grau leve e gostaria de ganhar algo simples, mas muito importante – amigos.

“Brinco na escola sozinho pois as crianças me odeiam por ser diferente”.

A carta emocionou a mãe, Cristina de Castro Silva Souza, que mandou uma foto dos escritos do Miguel para a filha que mora em Belo Horizonte (MG). Foi de lá que veio a ideia de postar o pedido em uma rede social. O resultado surpreendeu a família.

O post de Cristina viralizou e, até a tarde desta segunda-feira (24), já havia recebido mais de 25 mil curtidas e quase 60 mil compartilhamentos. Diante do sucesso da cartinha, ela resolveu criar um perfil para o filho. Assim, ela quer entregar a ele o que pediu de Natal.

“O que eu pensei: já que tem tanta gente enviando mensagem dizendo que quer ser amiga dele, eu vou criar um perfil para ele. E este vai ser o presente do Papai Noel para ele. Só vou mostrar no dia 25”, afirma.

Miguel tem recebido mensagens de várias partes do país, a maioria com a mesma intenção. “Quero ser seu (sua) amigo (a)”, dizem os internautas.

Pessoas começaram a mandar mensagens querendo ser amigas de Miguel — Foto: Reprodução/Redes Sociais.

Miguel e o irmão gêmeo, que não tem autismo, estudam com a mesma turma desde os 6 anos de idade. A mãe dos meninos conta que desde que ingressou na escola, o pequeno Miguel é excluído entre os colegas. “Alguns, às vezes, conversam um pouquinho com ele, depois já não falavam mais. Com o passar do tempo, foram realmente isolando”, relata Cristina.

Papai Noel existe?
Cristina conta que Miguel foi o primeiro dos irmãos a descobrir que ela mesma é quem compra os presentes de Natal. No clima de fim de ano, a família assistiu ao filme “Crônicas de Natal” e, depois disso, Miguel decidiu que escreveria uma carta ao bom velhinho.

O irmão questionou o porquê do pedido, já que ele tinha falado que o Papai Noel não existe. A resposta foi surpreendente.

“O Miguel respondeu: ‘Existe, sim. Se ele desaparecer, é porque você não acredita mais’. E ele criou um foco tão grande que se o Papai Noel chegasse em pessoa e dissesse ‘eu não existo’, ele não acreditaria”, conta a mãe.

Diante disso, ela instruiu o filho que escrevesse a cartinha com antecedência para que o presente chegasse a tempo para a festa de Natal. E, enquanto Cristina fazia o almoço, ele escreveu a carta.

“Quando eu peguei o caderno e li o pedido dele, eu fiquei sem ação. Primeiro porque ali ele conseguiu expressar o que ele estava sentindo e, ao mesmo tempo, pensei como eu ia dar o presente para ele. Afinal, o Papai Noel sou eu. Se ele me pedisse algo muito caro, eu dividiria em mil vezes, mas aquele presente me fez pensar no que fazer.”

Na cartinha, ele escreveu que não tem amigos na escola e que sofre bullying por ter autismo, mas que os pais dizem que ele é muito inteligente e especial e terminou dizendo “Por que as outras pessoas não respeitam as outras que são diferentes?”.

Apoio
Além de comover a mãe, Miguel inspirou pessoas a contarem suas histórias.

“Sei bem o que é isso. Meu filho tem TOD (Transtorno Opositor Desafiador). É muito difícil, pois ele é uma criança que se irrita fácil. Ele diz que não quer voltar para a escola pois ninguém gosta dele. O meu coração sangra quando ele conta como algumas crianças tratam ele, não são todas e nem todos, pois tem adultos que também não entendem e tratam a criança mal. Miguel, peça ao Papai do Céu, pois ele ouve a oração feita com fé. Beijos no seu coração”, relata uma internauta.

“Miguel, temos muita coisa em comum: assim como você, sou autista de grau leve e também foi bem difícil para mim fazer amigos na escola. Hoje tenho 32 anos (estou já um pouco velhinho!), mas foi justamente quando tinha a sua idade que eu descobri que é possível fazer um amigo que entende você e gosta de você do jeito que você é”, diz outro internauta.

Pessoas compartilharam histórias em perfil de mãe de Miguel — Foto: Reprodução/Redes Sociais.

Agora a mãe espera que Miguel, além de fazer amigos online, possa ser aceito também pelo colegas.

“Eu gostaria que esta cartinha fosse levada às escolas e, no primeiro dia de aula, dissessem para as crianças para respeitarem os amiguinhos, porque é assim que eles se sentem. Espero que o espírito do Natal dure o ano todo”.

*estagiária sob supervisão de Fernanda Rodrigues e Régis Melo.

Feliz Natal!!

Vivemos num mundo que cada vez mais necessita da magia do Natal.

Cada vez precisa celebrar a paz, o amor, a fraternidade e a solidariedade.

O Natal é mistério, pois marca o nascimento de Jesus Cristo cuja vida na terra foi marcada não apenas pelos ensinamentos divinos e espirituais, mas também pelos mistérios da fé.

Não são os presentes e muito menos as fartas ceias que simbolizam essa data mágica. Ao contrário: Natal é simplicidade!

A simplicidade de quem nasceu num estábulo, em uma simples manjedoura. Natal, portanto, é sobretudo a celebração da simplicidade.

É com essa percepção da natividade que o Blog do Robert Lobato deseja um Feliz e Abençoado Natal para todos os leitores, parceiros e amigos em geral.

Fiquem o paz de Cristo Jesus!

Diretor Jurídico do STIU-MA do MA, Wellington Araújo Diniz é agraciado com a Medalha Simão Estácio da Silveira

Sindicalista Wellington Diniz foi homenageado com a medalha Medalha Simão Estácio da Silveira.

A Câmara Municipal de São Luís, em solenidade realizada no auditório da Fiema na segunda-feira (17) outorgou a várias pessoas a Medalha Simão Estácio da Silveira. Esta medalha é destinada a agraciar personalidades locais, nacionais ou estrangeiras que contribuem para o município de São Luís. O nome da medalha é uma homenagem ao fundador e primeiro presidente da Câmara de São Luís, Simão Estácio da Silveira e foi instituída em maio de 1995.

Honorato Fernandes diz que a entrega de medalhas é um momento significativo
“A medalha é entregue num momento muito significativo, que são as festas de final de ano. Momento em que fazemos uma reflexão das ações realizadas ao longo do ano. Este ano de 2018 foi um ano bastante intenso. Ano de eleições e de muitas mudanças. Concluímos este ano de forma festiva mais na certeza de que temos grandes lutas pela frente”, disse Honorato Fernandes.

Entrega das medalhas – Tradicionalmente, na solenidade de entrega da Medalha de Mérito Legislativo Simão Estácio da Silveira, cada vereador outorga a medalha para três personalidades de sua escolha. O vereador Honorato Fernandes indicou ainda mais uma medalha como 1º secretário da Casa, para o presidente da MOB, Lawrence Pereira.
“Todos os escolhidos para receberem as medalhas contribuíram para o engrandecimento da nossa cidade e fortalecimento das nossas lutas diárias. Sinto-me honrado em homenagea-los “, disse Honorato Fernandes que entregou medalhas as seguintes personalidades:

LUISE MURAKAMI WINKLER – sócia fundadora do Ilha Azul – Associação dos Pais, Familiares e Amigos de Pessoas com Transtorno do Espectro Autista. Este ano o grupo prestou a assistência e amparo a mais de 300 famílias de pessoas com TEA.
Ilma Fátima de Jesus – Graduada em Letras Português/Inglês, Especialista em Políticas Públicas de Gênero e Raça, Mestra em Educação pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

Lawrence Melo Pereira: É graduado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão, policial civil há 19 anos, delegado da Polícia Civil há 14 anos. Atualmente Lawrence é Presidente Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos – MOB.
ILMA FÁTIMA DE JESUS – Graduada em Letras Português/Inglês, Especialista em Políticas Públicas de Gênero e Raça, Mestra em Educação pela Universidade Federal do Maranhão – UFMA.

Dentre os agraciados pela comenda esteve o Diretor Jurídico do STIU/MA, WELLINGTON ARAUJO DINIZ –Graduado em Direito, Pós-Graduando em Direito do Trabalho e Previdenciário – ESA OAB. Diretor Jurídico e membro titulas da executiva do do Sindicato dos Urbanitários do Maranhão – STIUMA. “Agradecemos em meu nome e da diretoria do Sindicato pela homenagem do vereador Honorato Fernandes, que tem sido um parceiro incansável nesta luta contra a privatização”.

“Agradeço também à toda minha família, em especial a Dona Maria de Jesus Araujo Diniz, minha mãe, meus filhos Mariana, Wellington Junior, Leonardo e Melina”, disse Wellington Diniz.

Para o STIUMA essa comenda é fruto do reconhecimento da luta de cada um dos diretores/as da nossa entidade, bem como de todos os trabalhadores/as das empresas urbanas, seja da Eletrobras/Eletronorte, CAEMA e SAAE’s, que são empresas públicas, quanto da CEMAR, ENEVA, STEAG, SUEZ que são empresas privadas.

A nossa luta não é somente contra a privatização das empresas, mas, principalmente pela valorização dos seus associados/as sempre na busca de melhores condições de trabalho e contra toda ou qualquer forma de discriminação no ambiente laboral. E também contra a retirada dos nossos direitos, que vem sendo acentuado pela recente Reforma Trabalhista, pela PEC do Teto dos Gastos medidas implementadas pelo presidente Golpista Michel Temer, e contra a ameaça da PEC da Reforma da Previdência, que encontra-se na iminência de acontecer.

O ano de 2019 será de desafios, e o STIUMA estará onde sempre esteve, ou seja, na trincheira da luta pelos trabalhadores/as.

Com informações do site Câmara de São Luis.

Chamar mulher de bonita e gostosa é ofensa ou elogio? Claudia Ohana sente falta 2

por Ricardo Kotscho

Está na capa do UOL: “Cláudia Ohana fica triste por não ser chamada de `gostosa´ na rua”.

Ela explica: “Acho que o momento está mais careta porque está radical demais, que é talvez para melhorar, ter um equilíbrio (…). É uma pena, antigamente você andava na rua e várias pessoas assoviavam e chamavam de gostosa. Hoje não pode mais, você fica triste”.

A matéria da repórter Marcela Ribeiro, que não pode ser chamada de machista e misógina, justifica a tristeza de Cláudia, a eterna Natasha de “Vamp”:

“Aos 55 anos e avó de dois netos, Cláudia Ohana está com tudo em cima”.

Por coincidência, causou polêmica um post que publiquei outro dia no meu Face chamando Tatá Werneck de “bonita e gostosa”, por ter recebido um prêmio de melhor do ano do mesmo UOL.

Para mim, é a maior revelação de atriz dos últimos anos, além de ser uma belíssima mulher, cheia de talento e energia.

“Gostosa?????”, reagiu uma leitora com várias pontos de interrogação. Sim, eu acho, mas é questão de gosto, ninguém é obrigado a concordar comigo.

Mas teve gente, algumas mulheres queridas, que ficaram chocadas com os adjetivos que usei para elogiar a atriz.

“Você está perdendo o senso do ridículo, cuidado. Como é que você escreve uma coisa dessas?”

Fiquei tão assustado com a reação, que acabei excluindo o post para evitar mais mal entendidos.

Pratiquei pela primeira vez a autocensura, antes que volte e censura.

Tudo que você precisa explicar depois é complicado, como bem sabem os Bolsonaro, após as revelações sobre o caixa eletrônico do ex-motorista da família.

Como costumo usar este espaço para comentar assuntos menos amenos e saborosos ligados à política nacional, fiquei com receio de queimar meu filme com as leitoras por bobagem.

Achei estranha a reação porque tinha certeza de ter ouvido recentemente “As Frenéticas” _ um antigo grupo vocal formado por mulheres, obviamente _, cantando alguma coisa parecida na televisão, acho que no programa do Pedro Bial.

Fui ao Google para pesquisar e era isso mesmo, não estava enganado.

Digitei “bonita e gostosa” e logo apareceu a letra de “Perigosa” (até rimou…), música de Nelsinho Motta, Rita Lee e Roberto Oliveira:

Sei que eu sou

Bonita e gostosa

E sei que você

Me olha e me quer

Eu sou uma fera

De pele macia

Cuidado, garoto,

Eu sou perigosa!

Lembram-se?, foi trilha de novela e fez muito sucesso lá pelos anos 70, em plena ditadura militar, quando o mundo ainda não era tão careta, por incrível que pareça.

Estes três compositores também não podem ser catalogados como machistas inveterados que não respeitam as mulheres, penso eu.

Será que até nisso estamos andando para trás?

Sou do tempo em que era impossível não arriscar ao menos um olho ao ver mulher bonita, e as mulheres faziam o mesmo ao ver um homem bonito.

Hoje, é tudo perigoso, você tem que tomar mil cuidados ao falar e escrever.

Nelsinho, Rita e Roberto fizeram belos versos de amor, de alegria, de festa, de loucura.

Eu tenho uma faca

No brilho dos olhos

Eu tenho uma louca

Dentro de mim…

Por outra dessas ironias da vida, “As Frenéticas” cantaram isso numa época em que ainda havia censura e tortura, e nem por isso se intimidaram.

Como lembra Cláudia Ohana, outra bonita e gostosa de respeito, sem medo de ser feliz:

“Sinto saudade da liberdade de expressão, das pessoas falarem o que quiserem, de ser quem você quiser”.

A gente tinha medo de ir em cana por qualquer motivo, mas não por elogiar mulheres que nos dessem motivos.

Daqui a pouco, a seguir nesta marcha, vamos ter que pedir licença para fazer o que os antigos chamavam de paquera:

“Se a senhorita me permite, com todo respeito, posso lhe fazer um gracejo? Vai ser bonita e gostosa assim na casa do chapéu. Não olha para mim desse jeito porque eu posso não resistir… É melhor tomar cuidado”.

É capaz da Rita Lee (de quem fui colega no colegial do Liceu Pasteur, nos longínquos anos 60 do século passado), compor uma nova música com sinais invertidos: “Eu sou recatada e do lar”.

Seria engraçado… Só não podemos perder o bom humor.

Tempos estranhos, como diz aquele ministro do STF.

Só falta agora criarem uma polícia dos costumes neo-pentecostais fundamentalistas.

Vida que segue.