CASO MARIANO DE CASTRO: Carlos Lula pode ser preso? Veja a opinião de um jurista maranhense

O Blog do Robert Lobato procurou saber de um jurista maranhense muito competente e com serviços prestados em várias localidades do país, inclusive em Brasilia, sobre o que pode acontecer de fato com o secretário Carlos Lula (Saúde|) à luz dos escândalos na sua pasta e do suposto suicídio do médico Mariano de Castro e da negativa do Superior Tribunal de Justiça (STJ) a um habeas corpus impetrado pelo secretário, ontem 18.

Sobre a possibilidade de Carlos Lula ser preso a qualquer momento em decorrência do STF lhe ter negado o habeas corpus, o advogado respondeu:

Não , ele apenas pediu para que parassem de investigá-lo . Muita pretensão dele haja vista que já foram comprovados vários atos de corrupção, inclusive com prisões de alguns agentes. Então não tem como ele se blindar , estancando essa investigação pois ela já ganhou corpo . Há farta materialidade e algumas autorias identificadas . Mas de investigado para ser preso ainda há um longo caminho.

O Blog do Robert Lobato quis saber ainda se há possibilidade de vazamento de possível pedido de prisão para a imprensa. No que o jurista devolveu:

Não temos como saber antecipadamente pois geralmente os pedidos cautelares de prisão preventiva são sigilosos . Ninguém sabe além da Polícia Federal , Ministério Público, e a Justiça Federal. Acontece assim pois caso o investigado ou qualquer pessoa tivesse conhecimento antecipado poderia frustrar tanto a prisão, quanto a busca e apreensão. Sem o elemento surpresa (sigilo) o investigado poderia tanto fugir, evitando a prisão , quanto destruir e ocultar as provas frustando a busca e apreensão . Logo , não há como sabermos antes.

O STF negou o habeas corpus a Carlos Lula, segundo o nosso jurista em questão, por ser muito raro o Judiciário trancar um inquérito. Veja:

É muito raro o judiciário trancar um inquérito. Principalmente em instâncias superiores. É como se pensassem: “se não tem nada errado não tem pq ter medo”. Ou seja, investiga , investiga e se não tiver nada errado , ninguém se prejudica”.

E assim Carlos Lula vai levando a vida em meio ao inferno astral que enfrenta.

DESESPERO: Palácio dos Leões dá comando para imprensa alugada jogar o cadáver de Mariano no colo de Sarney 2

A tentativa de colocar José Sarney na cena do crime que resultou na morte do ex-operador dos esquemas de corrupção na Secretária de Saúde do senhor Flávio Dino é de uma covardia sem tamanho.

Antes de forma tímida e subliminar, agora o Palácio dos Leões radicalizou e deu o comando para a imprensa alugada jogar, de forma escancarada, o cadáver do médico Mariano de Castro no colo do ex-presidente José Sarney (MDB).

Numa demonstração de mais completo desespero, os Leões criam uma narrativa psicodélica para desviar o foco da verdade sobre a morte de Mariano de Castro. O lance governista do momento é viajar na onda de um “novo Reis Pacheco”, ou seja, requentar um factoide do século passado. Loucura!

O Palácio dos Leões não se dá conta de que agindo assim, além de ridículo acaba por assumir, ainda que de forma oblíqua, que deseja terceirizar uma responsabilidade que é somente sua, posto que o suposto suicídio de Mariano de Castro se deu em consequência das tarefas que lhe foram  incumbidas por agentes do governo Flávio Dino.

Portanto, a tentativa de colocar José Sarney na cena do crime que resultou na morte do ex-operador dos esquemas de corrupção na Secretária de Saúde do senhor Flávio Dino é de uma covardia sem tamanho.

E mostra que o cadáver de Mariano de Castro vai continuar assombrando o Palácio dos Leões por muito tempo ainda.

Haja Rivotril!

ELEIÇÕES 2018: Geraldo Alckmin escolhe o Maranhão para dar o pontapé inicial da sua pré-campanha a presidente 4

Para o presidente estadual do PSDB, senador Roberto Rocha, a escolha do Maranhão como primeiro estado do Nordeste a ser visitado por Geraldo Alckmin é um sinal de que o estado terá um tratamento de destaque pelo Palácio do Planalto, caso os tucanos voltem a comandar o país

O ex-governador de São Paulo e pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB), escolheu o Maranhão para ser o primeiro estado nordestino que irá visitar.

O tucano participará de dois eventos na capital maranhense nesta fase de pré-campanha, ambos no dia 5 de maio.

Primeiro, o pré-candidato participará, às 8h30, da inauguração da sede do Diretório Estadual do PSDB, localizada na Praia da Ponta d’Areia; Em seguida, às 10h30, Geraldo dirige-se para o Centro de Convenções do Multicenter Sebrae para encontro com lideranças do PSDB local, quando são esperadas dezenas de caravanas vindas de todas as regiões do estado.

Para o presidente estadual do PSDB, senador Roberto Rocha, a escolha do Maranhão como primeiro estado do Nordeste a ser visitado por Geraldo Alckmin é um sinal de que o estado terá um tratamento de destaque pelo Palácio do Planalto, caso os tucanos voltem a comandar o país.

“Nos deixa não só mais animados no projeto que temos para o Maranhão, mas sobretudo orgulhosos em receber o governador Geraldo Alckmin aqui no nosso estado, na nossa capital São Luis. Ao escolher o Maranhão como primeiro estado nordestino para visitar na condição de pré-candidato a presidente da República, Geraldo dá uma clara demonstração de que, uma vez eleito, o Maranhão terá um tratamento de destaque pelo governo federal, o que é muito importante para alcançarmos um outro patamar de desenvolvimento”, disse Roberto, que é pré-candidato a governador.

Os tucanos maranhenses não apenas querem recepcionar o presidenciável do 45 no estado, mas fazer da visita do Geraldo Alckmin um dos maiores atos políticos do PSDB, no país, nesta fase pré-campanha a presidente da República.

MORROS: Prefeito participa do lançamento do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos

O prefeito de Morros, Sidrack Feitosa juntamente com gestores de outros 13 municípios que compõem a Região Metropolitana da Grande São Luís (RMGSL), participou nesta terça-feira (17), do Seminário de Lançamento do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana da Grande São Luís. O evento aconteceu no auditório do Palácio dos Leões, e contou ainda com a presença de secretários de Estado e representantes de entidades de classe e da sociedade civil.

A abertura do Seminário, foi realizada pelo presidente da Agência Executiva Metropolitana (AGEM), Lívio Jonas Mendonça Corrêa que destacou a importância do Plano para a integração e gestão de resíduos na Região Metropolitana. “O documento será um norteador de ações para os 13 municípios que compõe a Região e por essa razão precisa da participação efetiva de todos”, completou.

Para o prefeito Sidrack que vem participando de todo o processo desde a concepção da Região Metropolitana, até a sua aprovação, os avanços já alcançados significa se aproximar cada vez mais das soluções conjuntas para destinação adequada não apenas do lixo, como também fomentar mecanismos que possibilitem a geração de recursos por meio dele.

“Sabemos que o lixo sempre vai existir e com perspectiva de aumento, porém a formatação do plano prevê exatamente soluções sustentáveis que não apenas dê uma destinação ao volume como também suscite meios de reaproveitamento para geração de renda”, avaliou o prefeito.

Projeto

O Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de São Luís, define as políticas e estabelece as diretrizes para a gestão integrada de resíduos sólidos na RMGSL. O Plano inclui cinco etapas, sendo a primeira delas, o diagnóstico, seguido do prognóstico e estudo de alternativas, em seguida o estudo de viabilidade da implementação da alternativa selecionada e diretrizes para educação ambiental da comunidade, estratégias de implementação, capacitação, difusão e promoção do Plano. E finalmente a quinta e última fase é a conclusão do Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos e preparação dos produtos em sua forma definitiva.

A Associação dos Ex-eleitores de Flávio Dino 6

Não posso integrar a Associação dos Ex-eleitores de Flávio Dino, mas hipoteco solidariedade a todos os “associados” que um dia apostaram na “mudança” e acreditaram estar morando no tal do “Maranhão de Todos Nós”

Em conversa com um amigo, ex-militante do movimento estudantil, senti o quanto há de eleitores de Flávio Dino decepcionados com a atuação do comunista frente ao Governo do Maranhão.

Não é a primeira vez que escuto lamentações de eleitores do comunista, na verdade ex-eleitores. Mas, no caso específico, fiquei impressionado porque trata-se da opinião de quem tem tradição de militância na esquerda e que votava em Flávio Dino desde quando o ex-juiz concorreu em 2006 e elegeu-se deputado federal.

Advogado de formação, o agora ex-eleitor brincou meio que sem jeito:

“Bob, cresce a cada dia a decepção com Flávio Dino entre amigos que, como eu, votou em Flávio e que agora diz que não vota mais. É triste porque essa decepção é de pessoas que o conhece, que apostou nele dias melhores para o nosso povo, mas que se revelou numa ingrata decepção. Acho que vamos fundar a Associação dos Ex-eleitores de Flávio Dino”.

Bom, como nunca votei em Flávio Dino não tenho como associar-me à entidade do meu dileto amigo. Portanto, não cultivo decepção pelo governador comunista.

Meu sentimento em relação ao chefe do executivo estadual e ao seu governo é mais de  surpresa; não porque esperava algo de notável do ponto da gestão, pois sempre desconfiei que teríamos um governo mediano, para não dizer medíocre.

A surpresa reside no fato de não imaginar que seria um governo tão leniente com a corrupção como se revelou nesses quase quatro anos de Flávio Dino no poder. Um governo de “camaradagem”, formado por um círculo fechado de amigos egressos dos tempos de faculdade, que a seguir seriam sócios de profissão e depois dariam as cartas no aparelho governamental maranhense.

Enfim, não posso integrar a Associação dos Ex-eleitores de Flávio Dino, mas hipoteco solidariedade a todos os “associados” que um dia apostaram na “mudança” e acreditaram estar morando no tal do “Maranhão de Todos Nós”.

Vá em frente com a entidade, amigo.

Sucesso!

VITÓRIA DO MEARIM: Prefeita Didima entrega escolas, hospital e novo Centro Administrativo

Prefeita Dídima Coelho.

Para celebrar os 185 anos de emancipação política, a Prefeitura de Vitória do Mearim vai entregar diversos presentes a população do município. Com uma vasta programação que se inicia nesta quinta-feira (18) e se estende até domingo (22), a prefeita Didima Coelho (MDB), vai entregar importantes equipamentos urbanos, além de garantir lazer e diversão através de diferentes manifestações culturais.

Nesta quarta-feira (18), a partir das 15h, a prefeita Didima e sua equipe de trabalho entregam o Colégio Municipal Jaguary, devidamente reformado. Logo em seguida será a vez do Colégio Municipal de Jacarey. Na mesma tarde ainda ocorre um culto evangélico em frente ao Centro Administrativo que fica as margens da BR-222.

O primeiro dia da programação dos 185 anos de Vitória do Mearim será encerrado com a realização de vários shows gospeis com as bandas Ágape, Fogo no Altar, R.M.S. e Raízes de Jessé.

Na quinta-feira (19), dia do aniversário de Vitória do Mearim, a programação se inicia às 6h da manhã com a banda “Bragas de Ouro”. Logo em seguida ocorre a missa de Ação de Graças na Igreja Matriz de Nossa Senhora de Nazaré.

A partir das 9h são retomadas as inaugurações, iniciando pelo Centro Administrativo municipal. Às 10h mais quatro escolas serão entregues: Jardim de Infância Menino Jesus, Jardim de Infância Monsenhor Artur Gonçalves, Escola Municipal Maria Corrêa e Escola Municipal Antônia Farias.

Às 12h30, Didima Coelho e seu secretariado entregam o Hospital Municipal Kalil Moisés devidamente reformado e pronto para atender com eficiência a população. No período da tarde várias atividades vão ser desenvolvidas no Cras da Praça Rio Branco.

Na noite de quinta-feira (19) e durante o domingo (22), várias bandas locais e artistas de fora se apresentam na Praça Rio Branco e na Beira Rio.

(Fonte: Blog do Diego Emir)

Wellington aciona o MPF para se posicionar contra a inconstitucionalidade na apreensão de veículos com IPVA atrasado 8

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) protocolou, na tarde da última terça-feira (17), representação no Ministério Público Federal para se posicionar em relação àapreensão de carros por não pagamento do IPVA no Maranhão. A representação foi encaminhada à Dra. Talita de Oliveira, titular da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, Ordem Econômica e Consumidor.

No pedido, Wellington solicita que o MPF ajuíze Ação Civil Pública a fim de suspender a apreensão de veículos tendo por motivo o não pagamento do IPVA, caracterizando o efeito de confisco ao tributo, prática constitucionalmente vedada.

“O pedido aqui feito não é meu enquanto deputado estadual, mas sim da população e, principalmente, dos homens e mulheres que estão tendo os seus carros e motos apreendidos e leiloados por Flávio Dino. Em menos de 3 anos, o Governo já leiloou mais de 12 mil veículos. O STF já consolidou entendimento de que tal prática é inconstitucional. Não se pode confiscar o bem do cidadão. Esperamos que seja ajuizada a Ação e, de imediato, se conceda a liminar impedindo que o Governador, de forma arbitrária, continue apreendendo e arrecadando com os bens do trabalhador, disse Wellington.

Na Assembleia, tramita o Projeto de Lei 99/2017, de autoria do deputado Wellington, que busca impedir a apreensão de veículos pelo não pagamento do IPVA, algo que já é válido em outros estados, a exemplo do Tocantins.

O Palácio dos Leilões 2

Não será de causar espanto, ao menos para o Blog do Robert Lobato, se a qualquer momento estourar um escândalo envolvendo o governo e VIP Leilões de proporções iguais ou maior ao que houve no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde

O pátio da Vip: confisco para bancar a fúria arrecadatória do governo comunista.

O governo Flávio Dino (PCdoB) segue com a sua política vergonhosa, autoritária, imoral e ilegal de confiscar motos e automóveis dos proprietários com IPVA atrasado para, em seguida, leiloá-los.

Pelos quatros cantos do estado, da capital ao interior, a ordem é multar, confiscar e mandar os veículos para o pátio da famigerada empresa VIP Leilões, localizada na BR-135, no Distrito Industrial de São Luis.

Essa política nefasta de confisco de bens dos cidadãos maranhenses é para manter outra política, não menos nefasta para os contribuintes, que é fúria arrecadatória do governo comunista por impostos. Ou seja, um governo tão glutão por impostos quanto o governador por comidas e bebidas.

A situação é tão desgraçadamente dramática que há casos onde proprietários, tomados por uma revolta perfeitamente compreensível, preferirem destruir suas motos ou carros a vê-los guinchado pela VIP Leilões – que praticamente se tornou sócia do governo nesse negócio milionário! Aliás, não será de causar espanto, ao menos para o Blog do Robert Lobato, se a qualquer momento estourar um escândalo envolvendo o governo e VIP Leilões de proporções iguais ou maior ao que houve no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde.

Será o momento em que maranhenses descobrirão que, em verdade, o nome da sede do Governo do Maranhão chama-se Palácio dos Leilões.

Polarização da sociedade gera comportamentos coletivos irracionais marcados pelo ódio

Psicólogo social afirma que redes sociais estimulam reações em grupo pouco fundamentadas e muito apaixonadas

Redação Vya Estelar

A situação política do Brasil nos últimos anos tem resultado na polarização da sociedade e em uma crise de representatividade generalizada.

Os sentimentos disseminados de indignação e desesperança contagiam os indivíduos, que passam a se comportar de forma coletiva, muitas vezes movidos exclusivamente por suas paixões, gerando acirrados confrontos. A opinião é de Antonio Euzébios Filho, professor do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da USP.

O professor explica que as redes sociais e seu caráter impessoal reforçam essa tendência ao tratar de temas complexos, como é a política, de forma rasa ou mesmo através de notícias falsas.

Opiniões desenvolvidas a partir de conteúdos desse tipo tendem a fomentar um comportamento irracional dos grupos, marcado pelo ódio e pela tentativa de anulação do outro.

O assassinato da vereadora Marielle Franco, que parecia ser motivo para comoção geral, gerou sérios desgastes. O caso é um exemplo dessa tentativa de se anular não só o indivíduo, mas uma proposta política alternativa, o que, para Antonio Euzébios, representa ódio de classe, acima de tudo.

Apesar do cenário de confusão ideológica observado hoje no Brasil e no mundo, o professor insiste em que a saída para esse problema passa pela elaboração de um projeto coletivo que rompa com tudo aquilo que é negativo para o País.

O incitamento ao individualismo precisa ser combatido. É injusta a responsabilização do indivíduo por problemas derivados de um sistema falido. Sendo assim, só a coletividade e a clareza em torno de um projeto político que rompa com o que está colocado, serão capazes de fazer com que nossa democracia amadureça, finaliza.