SÃO JOÃO DO SÓTER: Quatro anos do “governo da mudança” e o Maranhão ainda é uma terra sem lei 4

Via blog Palmas e Palmadas, de Josué Moura

Não se trata aqui de aproveitar uma carnificina como a que ocorreu na até então pacata São João do Sóter – pequeno município Município (1.438,1 km²) criado em 1997, com 17.104 habitantes, localizadona região dos Cocais, à 57 quilômetros de Caxias -, para jogar a culpa no Governo Comunista de Flávio Dino, mas precisamos registrar que tudo isso aconteceu por falta se segurança pública.

O que ocorreu naquele Arraial não foi apenas o que a imprensa chamou de “tragédia”, tornando o sinistro como algo do acaso, “coisa da ignorância de homens”, como se nada fosse possível ser feito preventivamente numa festa para evitar uma matança com os desdobramentos que se seguiram culminando com um linchamento, um dos crimes mais repugnantes da humanidade, que nos dias de hoje significa o império da barbárie e o fracasso do Estado em manter a ordem pública.

Não! São João do Sóter, apesar de ser um pequeno município, não está fora do mundo, não é um caso isolado, é infelizmente o retrato do Maranhão, em especial os chamados “grotões”, onde geralmente tem três policias desaparelhados, incapazes de darem segurança a uma festa pública e depois, sem o reforço necessário, impedirem matanças e linchamentos.

Vista aérea de São João do Sóter-MA, exemplo da falta da presença do Estado na Segurança Pública.

Nesses arruados – conheço muitos em todas as regiões do estado -, pouco se sente a presença ou o poder da autoridade. Polícia quando tem não é confiável e quase todo mundo anda armado. As autoridades? São “otoridades TQQ”, ou seja: o prefeito, o delegado e o juiz – esses dois últimos quando tem – moram na capital e quando ficam no município é somente terça, quarta e quinta.

Assim é o Maranhão, onde na campanha passada um juiz era o candidato e nos prometeu uma “grande mudança”, principalmente na Segurança Pública. O Juiz, Flávio Dino de Castro e Costa se elegeu, reascendendo nossas esperanças. Mas, infelizmente, ao final de quase quatro anos do “governo da mudança”, o Maranhão ainda é uma terra de bandoleiros, sem lei, onde grupos ensandecidos fazem justiça com as próprias mãos, sob os olhares complacentes ou inertes da força pública.

Fica aqui o meu repúdio, não é esse o Maranhão que queremos. Termina logo teu mandato, Flávio Dino!!

ELEIÇÕES 2018: O projeto do PT na Região Leste do MA tem nome e chama-se Ney Jefferson

Trata-se de um excelente quadro do PT para ser um dos protagonistas do partido no processo eleitoral tendo Caxias e toda a Região Leste como campo de batalha eleitoral

Ney Jefferson ladeado pelo prefeito Fábio Gentil.

Enquanto o Diretório Estadual do PT bate cabeça sem saber onde quer chegar em 2018, limitando-se apenas a dizer que “Lula é a prioridade do partido”, na Região Leste do estado os petistas estão se movimentando para construir uma opção para a Câmara Federal.

O nome mais cotado para tal missão é do engenheiro agrônomo Ney Jefferson Teixeira, ex-delegado regional do Ministério do Desenvolvimento Agrário no governo Dilma e atual secretário de Agricultura da Prefeitura de Caxias.

Em conversa com o Blog do Robert Lobato, Ney Jefferson disse que está, em primeiro lugar, focado no trabalho que vem desenvolvendo como secretário do prefeito Fábio Gentil (PRB). Porém, enquanto ator político, não perde de vista o processo eleitoral que se avizinha e deseja ser, mais uma vez, um soldado do PT no Maranhão e, claro, mais precisamente na sua região.

“Robert, o nosso foco agora é o trabalho que estamos desenvolvendo à frente da Secretaria de Agricultura na administração do prefeito Fábio Gentil. Avaliamos que os resultado estão aparecendo e o prefeito tem se mostrado um parceiro constante do nosso trabalho. Claro que iremos discutir o processo eleitoral de 2018 e o PT de Caxias tende a ter um nome para disputar, a princípio, uma vaga de deputado federal, que pode ser o meu nome, mas a decisão vai ser coletiva tendo em vista o que é melhor para o PT local e também para o partido no estado, e, principalmente, no que diz respeito ao nosso projeto nacional com o companheiro Lula candidato a presidente”, disse o petista.

Ney Jefferson é gestor de uma pasta importante para o desenvolvimento da cidade de Caxias, um dos maiores municípios do estado, e que envolve a questão agrária, agrícola e de produção, áreas que o petista conhece e domina bem, tanto do ponto de vista técnico quanto político.

Com certeza trata-se de um excelente quadro do PT para ser um dos protagonistas do partido no processo eleitoral de 2018 tendo Caxias e toda a Região Leste como campo de batalha eleitoral prioritário.

É aguardar e conferir.

Ney Jefferson ao lado do deputado Zé Inácio durante reunião com trabalhadores na comunidade Jacarezinho em São João do Soter.