Palácio do Leões ainda não assimilou a perda do PSDB para o Roberto Rocha 12

Vários textos produzidos nas masmorras dos Leões dão uma narrativa catastrófica para o presente e futuro do PSDB no estado. “Debandada de prefeitos”, “revoada de lideranças”, saída em massa de filiados” etc., são alguns dos prognósticos

Pelo que tem produzido em termos de releases e divulgado nos blogs de “aluguéis camaradas”, dá para concluir que o Palácio dos Leões ainda não assimilou a baixa do PSDB, que saiu da órbita do vice-governador Carlos Brandão, onde o partido servia tão somente enquanto “satélite” do PCdoB, e passou para o comando do senador Roberto Rocha que, agora, sim, passará a ser um partido digno da grandeza que o é, independente de gostar-se ou não da sigla.

Vários textos produzidos nas masmorras dos Leões dão uma narrativa catastrófica para o presente e futuro do PSDB no estado. “Debandada de prefeitos”, “revoada de lideranças” “saída em massa de filiados” etc., são alguns dos prognósticos dados ao partido sob o comando de Roberto Rocha. Aos blogs de “aluguéis camaradas”, lógico, cabem reproduzir a mentira na melhor tática nazista de que “uma mentira repetida mil vezes se torna verdade”.

Ocorre que os mesmos releases oficiais repassados aos tais “blogs camaradas” não conseguem citar quem são as dezenas, centenas, milhares, quem sabe milhões de tucanos que irão deixar o PSDB a partir da chegada de Roberto Rocha no partido.

Contrariando essas perspectivas, o que observar-se é o desejo de muitos continuarem no tucanato local e outros tantos filiarem à legenda a exemplo de quadros como ex-primeira-dama Clay Lago, o vice-prefeito Paulo Marinho Júnior, o ex-deputado Rubem Brito, o ex-prefeito Léo Costa, deputada Graça Paz, prefeito Hilton Gonçalo, vereador Estevão Aragão, entre outras filiações de quadros e lideranças do Sul do Maranhão que estão sendo coordenadas pelo ex-prefeito Sebastião Madeira.

O desespero do grupo governista é tamanho que tenta, por exemplo, associar a ação do senador Roberto Rocha em prol aos municípios cortados pela Ferrovia Carajás, e associados ao Consórcio Intermunicipal Multimodal (CIN), à filiação dos seus respectivos prefeitos ao PSDB e os mesmos teriam recusado. Coisa de maluco beleza!

Uma análise minimamente honesta seria suficiente para chegar à conclusão de que o senador Roberto Rocha ajuda vários municípios administrados por prefeito de diferentes partidos, inclusive muitos deles que têm compromisso de votar na reeleição de Flávio Dino (PCdoB).

Porém, pedir uma análise honesta para os “blogs camaradas” parece que é pedir muito!

Ainda mais quando algumas senhas ficam sob a posse de gente grande da Secom, segundo comenta-se…

ELEIÇÕES 2018: Classe política volta a defender o nome de José Reinaldo para o governo 6

Coincidência ou não, esse tipo de manifestação dos políticos acontece exatamente quando José Reinaldo está sendo “cozinhado” pelo governador Flávio Dino que insiste em anunciar o seu “segundo nome” para senador somente em abril/maio de 2018

Ontem, quinta-feira,21, o Blog do Robert Lobato encontrou com alguns prefeitos de diferentes regiões do estado em uma determinada instituição localizada lá pras bandas do bairro do Calhau, em São Luis.

Ao participar de uma roda de conversas com os gestores municipais, o que o Blog do Robert Lobato mais ouviu foi a defesa do nome do deputado federal José Reinaldo Tavares para concorrer ao governo em 2018.

Na opinião deles, os municípios precisam de um governador que seja mais próximo dos prefeitos e que respeite a autoridade dos mesmos enquanto lideranças políticas coisa que, segundo eles, não acontece com o governador Flávio Dino (PCdoB).

“A classe política não é respeitada como deveria, principalmente os prefeitos que são tratados como políticos de quinta categoria pelo governador Flávio Dino. O tratamento é igual ou pior do que o de Roseana, que pelos menos sorria com a gente. Só José Reinaldo para resgatar o valor dos prefeitos neste estado”, disse um prefeito de uma cidade da região Centro-Sul do Maranhão.

Um outro prefeito presente na mesma roda de conversa, este da Região da Baixada Maranhense, afirmou que Flávio Dino vai empurrar com a barriga a pré-candidatura de José Reinaldo ao Senado Federal até abril de 2018 podendo, na “hora h”, até apresentar um outro nome.

“Flávio Dino está empurrando com a barriga essa candidatura de José Reinaldo para o Senado e fará isso até abril de 2018, podendo na ‘hora h’ aparecer com um outro nome e deixar o Zé não mão”, disse.

Coincidência ou não, esse tipo de manifestação dos políticos acontece exatamente quando José Reinaldo está sendo “cozinhado” pelo governador Flávio Dino que insiste em anunciar o seu “segundo nome” para senador somente em abril/maio de 2018.

E ninguém, nem mesmo Zé Reinaldo, tem a certeza de que esse “segundo nome” será o dele.

A conferir.

FAMEM participará de nova mobilização em Brasília

Prefeitos e prefeitas maranhenses desembarcam em Brasília, nesta segunda-feira (20), para participar de uma nova mobilização em favor do fortalecimento do municipalismo e liberação de maior aporte financeiro, por parte do governo federal, para as prefeituras.

A caravana do estado será coordenada pelo prefeito de Tuntum e presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema.

A mobilização faz parte da campanha “Não deixem os municípios afundarem” e está sendo organizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

A programação completa, que envolve reuniões na Câmara Federal; no Senado; e com representantes do governo federal e de órgãos de controle externo, está disponível no www.cnm.org.br

No Senado, os gestores irão discutir temas como a atualização dos programas federais; emendas do FPM (PEC 61/15) e 1% do FPM (PEC 29/17).

Na Câmara serão tratadas a PEC 212/16 (precatórios); e os PLs 3776/08 (piso do magistério) e 2289/15 (resíduos sólidos).

No Congresso Nacional, a pauta comum tratará sobre a derrubada do veto ao Encontro de Contas (nº 30/17).

Com representantes do Poder Executivo, serão discutidas medidas que viabilizem a liberação de novos recursos para os municípios.

Os gestores públicos maranhenses também irão se reunir com a Bancada do Estado em Brasília, formada por deputados federais e senadores.

Em Brasília, FAMEM mostra força e consegue R$ 160 milhões para o setor da saúde

“É algo inédito, é uma demonstração de sensibilidade e de maturidade da classe política do Maranhão. É uma grande conquista e é histórico”.

A afirmação foi feita pelo presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), prefeito Cleomar Tema, na noite da última quarta-feira (04), logo após reunião entre prefeitos e prefeitas e a bancada maranhense em Brasília.

Na ocasião, todos os deputados federais e senadores se posicionaram favoráveis ao pleito dos gestores municipais de empenharem as emendas de bancada exclusivamente para o setor de saúde. Também participou do encontro o vice-governador Carlos Brandão.

Por conta da decisão, os municípios do estado serão contemplados, a partir de 2018, com o aporte de R$ 160 milhões para a saúde, sendo que parte desses recursos será destinada para a o aumento do número de leitos de UTI e centros de hemodiálise.

Os mais de 100 prefeitos que atenderam ao convite da FAMEM e foram a capital federal comemoraram efusivamente o resultado do encontro.

Em decorrência do posicionamento dos senadores e deputados federais, a Federação e a Secretaria de Saúde do Estado vão se reunir para estabelecer as regras de distribuição das verbas, observando-se inicialmente a capacidade instalada e outros critérios técnicos, que beneficiarão, inclusive, os municípios que foram recentemente contemplados com a habilitação na MAC (Média e Alta Complexidade).

“O resultado foi extremamente positivo, uma vez que o foco da viagem foi exatamente a conquista das emendas de bancada para o setor de saúde, que era uma antiga reivindicação dos gestores municipais do Maranhão. Nosso retorno ao estado é como a volta de um grupo de atletas que conquista um campeonato mundial. Estamos em clima de vitória e aqui agradecemos aos nossos três senadores e aos dezoito deputados federais, que nos garantiram essa conquista. É, na realidade, uma vitória do povo do nosso estado”, afirmou Cleomar Tema.

De acordo com o deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), “essa é luta da FAMEM, é um sonho que está sendo materializado graças ao empenho do presidente Cleomar Tema, que empunhou essa bandeira desde que tomou posse na direção da entidade, no início do ano, quando provocou a primeira reunião com nós, parlamentares”, destacou.

“Foi uma vitória da FAMEM, foi uma vitória do municipalismo, que se apresenta com muita força no Maranhão, a partir do comando do presidente Tema, uma grande liderança que está dando uma nova dimensão à luta dos prefeitos”, enfatizou o prefeito Idan Torres, do município de Santa Filomena do Maranhão.