Adesão do MDB ao governo Flávio Dino pode provocar muitas baixas no partido 8

Um dos maiores entusiastas da “pcdobezação” do MDB é o deputado estadual Roberto Costa, que desde o primeiro mandato de Flávio Dino sempre se comportou como uma espécie de “comunista branco” na Assembleia Legislativa.

A ser confirmado o apoio politico do MDB ao governo Flávio Dino (PCdoB) uma coisa é certa: haverá muitas baixas no partido que ainda abriga personalidades do porte de Roseana Sarney, Lobão, Hildo Rocha e o próprio ex-presidente José Sarney, todos opositores ao governo comunista no Maranhão.

Não é possível, ainda, avaliar com precisão o estrago que pode ser feito no MDB maranhense com essa provável adesão ao Palácio dos Leões, mas, segundo apurou o Blog do Robert Lobato, deputados e prefeitos leais à trajetória do partido de ser oposição ao governo Flávio Dino não aceitarão ficar tutelados ao PCdoB, um partido considerado nanico em relação ao tamanho do MDB no estado e no país.

Um dos maiores entusiastas da “pcdobezação” do MDB é o deputado estadual Roberto Costa, que desde o primeiro mandato de Flávio Dino sempre se comportou como uma espécie de “comunista branco” na Assembleia Legislativa.

Com o possível apoio oficial do MDB ao governo Flávio Dino, o deputado Roberto Costa pode até se credenciar para ser líder da base governista no parlamento maranhense.

Mas o custo poderá ser muito alto e o MDB poderá definhar no estado.

É aguardar e conferir.

MDB em disputa faz Hildo Rocha virar alvo de fogo amigo 2

O deputado federal insiste na candidatura de presidente do MDB maranhense, mas a depender do nível da disputada interna e da forma como Hildo Rocha for tratado pelos seus “companheiros”, ficará difícil a permanência do deputado nos quadros do partido.

O deputado federal Hildo Rocha virou alvo de fogo amigo desde que colocou o seu nome para presidir o seu partido MDB no Maranhão. atualmente comandado com mão de ferro pelo ex-senador João Alberto.

O parlamentar foi reeleito em outubro de 2018 com 77.661 votos para mais um mandato na Câmara dos Deputados e foi o primeiro emedebista a colocar o seu nome à disposição para presidir o partido.

Deputado atuante, Hildo Rocha tem sido uma voz dura de oposição ao governo Flávio Dino no âmbito do parlamento brasileiro em Brasília, além de ter uma produtividade legislativa bastante considerável com várias proposições apresentadas e aprovadas na Câmara dos Deputados.

Em nota à imprensa encaminhada nesta segunda-feira, 11, Hildo Rocha (MDB) negou que tenha mantido conversas com o presidente do Solidariedade, Paulinho da Força. A notícia foi dada pelo jornalista Gilberto Léda em seu blog.

Informo que a postagem do blog do jornalista Gilberto Léda, referente a suposta conversa com o presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, para tentar assumir a legenda no Maranhão é falsa, infundada. 
 
Quanto à tese de que eu estaria sem forças, dentro do MDB, irei mostrar que também se trata de uma opinião errônea pois a minha candidatura está mantida, tenho recebido fortes manifestações de apoio e irei ganhar a disputa.”, diz a nota do deputado

De qualquer forma, a depender do nível da disputa interna no MDB e da forma como Hildo Rocha for tratado pelos “companheiros”, ficará difícil a permanência do deputado nos quadros do partido.

É aguardar e conferir.

VÍDEO: MDB entre Simone Tebet e Renan Calheiros

Vídeo mostra posicionamento de algumas lideranças do partido sobre a eleição da mesa diretora do Senado à luz da disputa interna no partido.

Em reunião realizada na tarde de ontem, terça-feira, 29, a bancada do MDB decidiu por não decidir quem será o nome do partido para disputar a Presidência do Senado Federal.

Maior bancada no Senado, o MDB está dividido entre Simone Tebet e Renan Calheiros. A primeira não abre de ser o nome do partido para representar a “renovação”, e o segundo joga apostando no sentimento de “corpo” da instituição e afirma que há “dois Renan”, o atual que está encerrando mais um mandato, e outro que acaba de sair das urnas reeleito.

A próxima reunião da bancada está prevista para acontecer amanhã, quinta-feira, 31, mas pode ser, mais uma vez, adiada.

Confira o vídeo produzido pelo talentoso jornalista Ênio Borgmann.

GOVERNO BOLSONARO: Afilhado de Geddel quer permanecer na presidência da Fundação Palmares 2

Erivaldo Oliveira tem procurado próceres do MDB, inclusive do Maranhão, para manter-se na presidência da entidade que é uma instituição pública voltada para promoção e preservação da arte e da cultura afro-brasileira.

Erivaldo Oliveira foi nomeado presidente da fundação pelo ex-presidente Temer/Arquivo/Divulgação

O presidente da Fundação Cultural Palmares, Erivaldo Oliveira da Silva, tenta desesperadamente se manter no cargo no governo Bolsonaro. Até aí nada demais um gestor pretender continuar à frente do cargo que comandou em governos anteriores. É do jogo.

O problema é que Erivaldo Oliveira quer continuar no cargo de presidente da Fundação Cultural Palmares mesmo consciente de que chegou ao posto pelas mãos do ex-deputado federal e ex-ministro Geddel Vieira Lima, que encontra-se preso pela Operação Lava Jato após a Polícia Federal ter estourado um bunker, em Salvador (BA), que escondia malas e caixas de dinheiro que somavam mais de 50 milhões de reais supostamente pertencentes a Geddel, que chegou a ser um dos homens fortes do então governo Temer.

Erivaldo Oliveira tem procurado próceres do MDB, inclusive do Maranhão, para manter-se na presidência da entidade que é uma instituição pública voltada para promoção e preservação da arte e da cultura afro-brasileira. A Fundação Cultural Palmares é vinculada ao Ministério da Cidadania e foi fundada em 1988 durante o governo José Sarney.

Segundo uma fonte do Blog do Robert Lobato, em Brasília, Erivaldo Oliveira da Silva tem levado muitos emedebistas “ao erro, a uma esparrela, que pode custar caro não apenas ao governo Jair Bolsonaro, mas à própria Fundação Palmares”.

É de bom alvitre os parlamentares e demais lideranças do MDB, principalmente do Maranhão, ficarem atentos para evitar o que pode ser um “tiro no pé”.

É aguardar e conferir.

LULA “DESPRIVATIZADO”: Justiça libera uso de imagens do ex-presidente na propaganda de Roseana 12

A vitória da coligação liderada por Roseana Sarney é simbólica, pois comprova que Lula não é mais apenas o “Lula”, mas “uma ideia”, como o próprio líder petista afirmou em discurso histórico em frente do Sindicado dos Metalúrgicos em São Bernado do Campo (SP), antes de ser preso.

A juíza Camilla Rose Ewerton Ferro Ramos, do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), disse um “não” a uma representação protocolada pelo PCdoB que pedia o veto do uso da imagem do ex-presidente Lula (PT) no programa eleitoral da candidata à governadora Roseana Sarney (MDB).

Ao julgar o mérito da representação comunista, nesta quarta-feira (12), a magistrada entendeu que a presença de Lula no programa de Roseana é tão somente “uma referência histórica e está associada à demonstração da atuação política da representada [Roseana Sarney], evidenciando que o fato apresentado é de natureza pública e notória”, destacou.a referência feita por Roseana sobre Lula em seu programa – informando ter sido ela líder do governo Lula”.

Essa vitória da coligação liderada por Roseana Sarney é simbólica, pois comprova que Lula não é mais apenas o “Lula”, mas “uma ideia”, como o próprio líder petista afirmou em discurso histórico em frente do Sindicado dos Metalúrgicos em São Bernado do Campo (SP), antes de ser preso em Curitiba (PR).

E uma ideia não se aprisiona.

E muito menos se privatiza…

ELEIÇÕES 2018: Roseana promete fim de confisco de carros e motos no MA e devolver os já apreendidos por Flávio Dino 14

Além de prometer uma outra política de governo para tratar sobre os veículos com o IPVA atrasado, a emedebista garantiu que, uma vez eleita, vai devolver todos os carros e motos já apreendidos ou confiscados, como queiram, por débitos de IPVA que ainda não tenham sido leiloados pelo governo comunista.

A candidata à governadora Roseana Sarney (MDB) foi pra cima da política de confisco de carros e motos instituída pelo governador Flávio Dino (PCdoB), candidato à reeleição.

Foi durante o seu programa eleitoral na tevê, ontem, 10, quando anunciou uma medida para minimizar o que considera “perseguição” e “perversidade” da gestão comunista contra o cidadão maranhense.

“Eu queria tranquilizar os maranhenses que tiveram seus carros e motos apreendidos por esse governo. Eleita governadora, eu vou dar um ponto final nesse absurdo: vou devolver todos os veículos que ainda não foram leiloados”, declarou.

Além de prometer uma outra política de governo para tratar sobre os veículos com o IPVA atrasado, a emedebista garantiu que, uma vez eleita, vai devolver todos os carros e motos já apreendidos ou confiscados, como queiram, por débitos de IPVA que ainda não tenham sido leiloados pelo governo comunista.

“Renegociar as dívidas de IPVA em até oito vezes, como acontece com o IPTU. O nome de ninguém vai para o Serasa enquanto a dívida não for renegociada. Isso é respeito com o cidadão.Chega de perseguição e perversidade com o povo”, disse Roseana.

Confira as palavras da candidata Roseana Sarney:

 

ELEIÇÕES 2018: PT pode ter a vice e indicar dois suplentes na chapa de Roseana Sarney 8

Curiosamente, esses movimentos surgem exatamente após a volta do ex-presidente José Sarney ao Brasil, depois de passar umas semanas nos Estados Unidos acompanhado da esposa, dona Marly

Enquanto o governador relaxa e esnoba o PT, uma fonte bem posicionada no tabuleiro político maranhense e ligadíssima ao grupo Sarney, que reside em Brasília, afirmou ao Blog do Robert Lobato que a pré-candidata à governadora Roseana Sarney (MDB) está disposta a ceder um bom espaço ao PT na sua chapa para as eleições de 2018.

Segundo essa fonte, Roseana já está tratando “no planalto e planície para convidar o PT para ocupar a vice e duas suplências de senador”.

O Blog do Robert Lobato quis saber da fonte se tal movimento não encontraria resistência na cúpula nacional do PT, no que respondeu: “Pelo contrário. A relação de Roseana e principalmente do presidente Sarney com o PT continuam boas, inclusive o ex-presidente tem mantido contato diário com interlocutores do PT, principalmente para tratar sobre a liberdade do Lula”.

Curiosamente, esses movimentos surgem exatamente após a volta do ex-presidente José Sarney ao Brasil, depois de passar umas semanas nos Estados Unidos acompanhado da esposa, dona Marly.

Será que vem coisa por aí?

A conferir.

ELEIÇÕES 2018: Roseana Sarney vai pra cima de Flávio Dino 18

O tom discurso de Roseana foi uma demonstração da campanha ao governo que vem por aí.

Em reunião realizada na sua residência, na manhã desta segunda-feira, 21, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) confirmou a sua pré-candidatura ao Governo do Maranhão.

Na presença de deputados estaduais e federais, senadores, prefeitos e aliados políticos, a emedebista partiu pra cima de Flávio Dino (PCdoB) a quem chamou de “ditador” e afirmou que o Maranhão parou no tempo na gestão comunista.

O tom discurso de Roseana foi uma demonstração da campanha ao governo que vem por aí. Os comunistas sonham com uma polarização com a filha do ex-presidente José Sarney para usar o jargão “basta comparar”.

Acontece que a além de Flávio Dino e Roseana Sarney, o pleito de outubro contará ainda com nomes como o do senador Roberto Rocha (PSDB), o ex-deputado Ricardo Murad (PRP), a ex-prefeita Maura Jorge e provavelmente o do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), o que atrapalha os planos dos comunistas em tornar a eleição plebiscitária.

O fato é que se não houver um recuo de Roseana até as convenções, tudo levar crer que teremos uma campanha marcada pela radicalização entre a primeira via comunista e a segunda via sarneysista.

E, correndo por fora, os candidatos da terceira via, cuja unidade ainda não está descartada completamente.

Confira a íntegra do discuso de Roseana Sarney.

ELEIÇÕES 2018: Roseana prepara “anúncio bombástico” 60

Roseana Sarney disputa o MDB local com João Alberto. Ela quer ser candidata a governadora, mas também na condição de presidenta do MDB.

Em conversa com o Blog do Lobato, ontem, 11, um roseanista da “gema” afirmou que a ex-governadora Roseana Sarney dirá algo que “vai mudar o quadro eleitoral por completo no Maranhão. Será algo bombástico“.

Desistência? Reafirmação da candidatura? Chamar o PT para a chapa? A fonte, qualificadíssima, não quis adiantar, mas pela experiência de longa data no MDB que essa fonte possui vem coisa por aí.

“Bob, Roseana não diz o que ela pensa nem pra Sarney, mas Sarney sabe o que ela pensa. A classe política quer votar nela, o povão quer votar nela, mas ela está pensando ainda, afinal não ela não é mais aquela Roseana da década de 90 que tinha tesão para arrastar multidões pelo interior do Maranhão”, disse a fonte.

Candidato a deputado estadual, minha fonte disse ainda que “essa insegurança dela [Roseana] deixa a todos nós também inseguros. Queremos votar nela, o povo do interior que votar nela, mas insegurança  dela se é ou não candidata é ruim, só quem ganha com isso é Flávio Dino”.

A verdade é que Roseana Sarney disputa o comando do MDB local com o senador João Alberto. Ela quer ser candidata a governadora, mas também na condição de presidenta do MDB.

É bem aí que está crise no arraial do grupo Sarney.

É aguardar e conferir o que “Branca” vai falar.