FLÁVIO DINO EM APUROS: Justiça impugna candidatura do comunista ao governo do MA 4

O governador Flávio Dino (PCdoB) está em apuros!

Pegado de surpresa, o comunista foi declarado inelegível pela juíza Anelise Nogueira Reginato, titular da 8ª zona eleitoral, por crime de abuso de poder nas eleições municipais de 2016. Além de impugnar a candidatura de Flávio Dino, a magistrada, determinou a cassação do prefeito Luís da Amovelar Filho, também do PCdoB, e de seu vice, Domingos Alberto (PSB).

O presidente estadual do PCdoB e candidato a deputado federal Márcio Jerry, também entrou no bolo da impugnação junto com o seu chefe-maior.

Na sua decisão, a magistrada sentenciou:

“Declarar a inelegibilidade dos representados Flávio Dino de Castro Costa, Marcio Jerry Saraiva Barroso, Luís Mendes Ferreira Filho e Domingos Alberto Alves de Sousa, cominando-lhes sanção de inelegibilidade para as eleições que se realizarão nos 8 anos subsequentes à Eleição de 2016; e (b) cassar o diploma do Prefeito Luís Mendes Ferreira Filho e do Vice-Prefeito Domingos Alberto Alves de Sousa”.

O Blog do Robert Lobato, claro, comentará ainda hoje sobre a decisão da juíza Anelise Reginato, considerada “tecnicamente bem fundamentada” por vários advogados eleitoralistas maranhenses, e ainda sobre os desdobramentos jurídicos e políticos desse pedido de impugnação da candidatura do governador Flávio Dino.

Aguardem!

ELEIÇÕES 2018: Rejeição medonha pode fazer com que eleição de Márcio Jerry seja a mais cara da história do MA 14

Pode-se afirmar que o comunista é vítima de si mesmo, pela sua arrogância e desfaçatez no melhor estilo “jogar pedra e esconder as mãos” . Talvez poucos políticos no Maranhão tenha conseguido reunir tantos desafetos em grande quantidade em tão pouco tempo como o ex-secretário de Comunicação e Articulação Polícia do governo Flávio Dino.

O presidente estadual do PCdoB e candidato a deputado federal Márcio Jerry divulgou uma “carta aberta” denunciando o que considera “uma orquestração de mentiras, calúnias, difamações torpes tentando atingir minha honra e de familiares meus”.

O comunista mostra-se indignado por conta de um vídeo apócrifo que ganhou as redes sociais, mas precisamente grupos de WhatsApp, cujo conteúdo traz graves acusações ao homem forte do governo Flávio Dino e a membros da sua família.

Evidente que ninguém com o mínimo de bom senso e postura ética vai concordar com o uso de material clandestino para atacar, caluniar, difamar adversários e principalmente seus familiares que muita das vezes não têm nada a ver com as estripulias praticadas pelos parentes próximos. Aliás, é sabido que muitos blogs ligados ao presidente do PCdoB abusam nas ofensas pessoais  a políticos da oposição, inclusive na exposição de seus familiares.

No caso de Márcio Jerry, pode-se afirmar que ele é vítima de si mesmo, pela sua arrogância e desfaçatez no melhor estilo “jogar pedra e esconder as mãos” . Talvez poucos políticos no Maranhão tenha conseguido reunir tantos desafetos em grande quantidade em tão pouco tempo como o ex-secretário de Comunicação e Articulação Polícia do governo Flávio Dino.

E não se trata aqui apenas de desafetos do “velho poder oligárquico corrupto”, pelo contrário: a lista de pessoas que querem distância de Márcio Jerry inclui até “camaradas” do PCdoB e membros da esquerda maranhense em geral. Só que muitos o tratam do jeito que ele trata muitos: com falsidade.

Outros, porém, preferem a bajulação barata e ridícula, mal sabendo que Márcio Jerry tem desprezo aos bajuladores de plantão do tipo dos que correram para o Twitter no afã de fazer a defesa do “camarada”.

Conta a lenda que Márcio Jerry trabalha para sair das urnas como o deputado federal mais votado das eleições de 2018.

Bom, mais votado não é tão fácil garantir, mas que será a mais cara campanha da história de uma eleição para Câmara Federal isso não há menor duvida!

Tudo por conta da rejeição medonha que Márcio Jerry possui pelos quatro cantos deste estado.

E muita dessa rejeição fomentada pelo próprio Márcio Jerry, que acha que ninguém é detentor das poucas qualidades que ele possui, mas que todos têm os piores dos seus defeitos.

MALA?: Márcio Jerry boicota ato de Weverton Rocha e vaza para Colinas 8

Para não criar constrangimentos, inclusive para o seu chefe Flávio Dino, Márcio Jerry preferiu vazar para Colinas onde fez um grande ato de lançamento da sua corrida à Câmara Federal

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, deu um zignal no pré-candidato a senador Weverton Rocha (PDT).

O comunista simplesmente boicotou o ato de lançamento da pré-candidatura ao Senado do nosso querido Maragato, realizada, ontem, segunda-feira, 16, no Multicenter Sabrae.

Márcio Jerry achou por bem lançar a sua pré-candidatura a deputado federal em Colinas, sua cidade natal, no mesmo dia e horário do ato do PDT de Ciro Gomes.

Na verdade, o homem forte do governo Flávio Dino não quis se misturar com Ciro Gomes, que é pré-candidato a presidente da República, crítico da candidatura de Lula e que conta com a simpatia do atual comandante do Palácio dos Leões.

Para não criar constrangimentos, inclusive para o seu chefe Flávio Dino, Márcio Jerry preferiu vazar para Colinas onde fez um grande ato de lançamento da sua corrida à Câmara Federal. Ato que em nada deixou a desejar ao de Weverton Rocha, cuja plateia foi formada praticamente pelo folha de pagamento da Prefeitura de São Luis, há décadas comanda pelo PDT do nosso querido Maragato.

O fato é que Márcio Jerry deu um zignal não somente em Weverton Rocha, mas principalmente em Ciro Gomes e, claro, em Flávio Dino. Tudo combinado? Pode ser, mas…

E pensar que ainda teve petista com a coragem de mostrar a “lata” lá no ato do Maragato…

Valeu por essa, Márcio Jerry!

ELEIÇÕES 2018: Acomunado com Márcio Jerry, Astro de Ogum conspira contra Pedro Lucas Fernandes

Não adianta Astro de Ogum e Márcio Jerry fazerem macumba para Pedro Lucas Fernandes. O jovem e promissor político maranhense deve ter uma grande votação no estado e principalmente na capital

O presidente de Câmara de Vereadores de São Luis, o babalorixá Astro de Ogum (PR), resolveu conspirar contra o vereador Pedro Lucas Fernandes (PTB) em conluio com o ex-secretário de Comunicação e Articulação Política, Márcio Jerry (PCdoB).

Assim como Márcio Jerry, o vereador Pedro Lucas é pré-candidato a deputado federal, ambos com grandes chances de elegerem-se.

Ocorre que Astro de Ogum, que é chamado de “Astro Rei” pelos aliados da blogosfera que estão pendurados na Câmara de São Luis, declarou apoio a Márcio Jerry, mas é sabido por qualquer criança até 5 anos idade que o homem forte do governo Flávio Dino não terá mais votos do que Pedro Lucas em São Luis nem aqui e nem na China!

Por isso deram início a uma tática para tentar queimar o jovem vereador com insinuações e invencionices de toda forma plantadas em blogs ligados ao presidente estadual do PCdoB.

Pedro Lucas Fernandes é uma grata surpresa dessa nova geração de políticos que surgem no estado.

Não obstante de ser filho de um político tradicional que é deputado federal Pedro Fernandes (PTB), Pedro Lucas tem personalidade própria, coragem e talento que o tornam praticamente independe do pai, mas, claro, o velho “Pedrão” ajuda e aconselha o filho com toda a sua experiência adquirida em anos de vida pública.

O fato é que não adianta Astro de Ogum e Márcio Jerry fazerem macumba para Pedro Lucas Fernandes. O jovem e promissor político maranhense deve ter uma grande votação no estado e principalmente na capital.

E com menos da metade dos recursos que Márcio Jerry terá.

É aguardar e conferir.

ELEIÇÕES 2018: Reitor da Uema é obrigado apoiar Márcio Jerry e Odair José 26

Gustavo Pereira vai disputar mais um mandato de reitor da UEMA em meio de várias denúncias de irregularidades na sua gestão.

O reitor da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), o controverso Gustavo Pereira da Costa, tem uma missão a ser cumprida: apoiar o Márcio Jerry (ex-Secap) e Odair José (ex-Comissão Central de Licitação), pré-candidatos a deputado federal e deputado estadual, respectivamente, ambos filiados ao PCdoB.

Segundo apurou o Blog do Robert Lobato, Gustavo Pereira teria sido enquadrado pelo próprio governador Flávio Dino (PCdoB), no que o reitor, que surgiu no cenário político acadêmico graças às bênçãos da ex-governador Roseana Sarney (MDB), não teve como dizer “não”.

Gustavo Pereira vai disputar mais um mandato de reitor da UEMA este ano em meio a várias denúncias de irregularidades na sua gestão, entre as quais acúmulo de “supersalário” de fazer inveja a qualquer ministro do Supremo Tribunal Federal.

Mas isso é assunto para outra postagem.

E que venha a Bélgica!

IMAGEM DO DIA: Um Márcio Jerry nervoso e valentão 12

O ex-super secretário de Articulação Política e Comunicação (Secap), jornalista Márcio Jerry, que embora “ex” é quem ainda dá as cartas na pasta, não gostou nadica de nada de uma postagem em que o blogueiro Stenio Johnny afirma que o pré-candidato a deputado federal pelo PCdoB pediu a cabeça do “camarada” Jefferson Portela (Segurança).

Pelas redes sociais, um Jerry nervoso e valentão partiu pra cima de Stenio Johnny caindo no pobre só de “blogueiro obscuro”, “covarde”, “mentiroso” e com ameaça de processo.

Infos dão conta de que o próprio Jefferson teria dado ordem para Stenio Johnny, o popular “Cantor”, publicasse uma postagem desmentindo que Márcio Jerry pediu a sua exoneração. Entretanto, até a publicação deste post, o “Cantor” ainda não havia publicado o desmentido.

É aquela história: “Nóis sofre, mas nois goza”.

ELEIÇÕES 2018: Márcio Jerry pode ser “sacrificado” em nome do projeto maior de reeleição de Flávio Dino 8

A solução seria deletar o projeto “Márcio Jerry deputado federal” e deixá-lo somente na coordenação geral da campanha de Flávio Dino e ao mesmo tempo suplente de senador de quem o chefe indicar, provavelmente o deputado estadual Bira do Pindaré

São fortes as conversas de bastidores da política dando conta de que o secretário Márcio Jerry (Comunicação e Articulação Política) pode ter sua pré-candidatura de deputado federal “sacrificada” em nome do projeto maior que é a reeleição do governador Flávio Dino.

Aos aliados, Márcio Jerry assegura que sua pré-candidatura ainda está de pé, firme e forte, mas a coisa não é bem assim na vida real.

O problema é que se o arco conservador de alianças pensado por Flávio Dino realmente se confirmar até as convenções, o comunista terá que abrigar muitos deputados federais de mandato e candidatos com grande potencial de elegerem-se. É bem aí que começa complicar as coisas para Márcio Jerry.

Além de causar muita ciumeira entre os aliados durante a campanha, já que Jerry é muitíssimo ligado ao governador, e com isso afugentar os ‘bons de voto” do palanque de Flávio Dino, pesa contra a pré-candidatura do supersecretário a fama dele ser desagregador, complicado e que é “só papo” – não é por acaso que vários prefeitos já desistiram de apoiá-lo.

A solução, portanto, seria deletar o projeto “Márcio Jerry deputado federal” e deixá-lo somente na coordenação geral da campanha de Flávio Dino e ao mesmo tempo como suplente de senador de quem o chefe indicar, provavelmente o deputado estadual Bira do Pindaré, o que, cá pra nós, não seria pouca coisa.

Por fim, Márcio Jerry poderia ainda vir a ser vice de Flávio Dino, caso o governador mude de partido até abril.

Mas isso é assunto para outra postagem…

ELEIÇÕES 2018: PCdoB no comando do Executivo e Legislativo do MA 2

Tudo leva a crer que daqui pra frente a relação entre os poderes Executivo e Legislativo maranhenses será dada em outro patamar

O PCdoB está no comando político-institucional dos poderes Executivo e Legislativo do Estado do Maranhão, o que está longe de ser pouca coisa ainda mais em um ano eleitoral.

O Executivo sob a égide do governador Flávio Dino e o Legislativo comandado pelo deputado Othelino Neto, que não é apenas um parlamentar do PCdoB, mas um soldado do projeto de reeleição do “65”, é algo significativo num estado com as características do Maranhão.

Evidente que na condição de presidente, Othelino Neto terá que ter a sabedoria e a habilidade não fazer do Assembleia Legislativa uma espécie de “comitê eleitoral” de Flávio Dino, mas é lógico que trata-se de uma instituição cujo peso político e capilaridade estrutural são inquestionáveis.

Na manhã desta quarta-feira, por exemplo, o secretário de Márcio Jerry (Articulação Política e Comunicação) fez uma visita de cortesia a Othelino Neto, coisa que não se via na gestão Humberto Coutinho, o que leva a crer que daqui pra frente a relação entre os poderes Executivo e o Legislativo maranhenses será dada em outro patamar.

Othelino Neto agradeceu a visita e disse que essa harmonia entre os Poderes é boa para a população. “Existe harmonia entre o Legislativo e o Executivo, estendida ao Judiciário, e isso tem sido muito bom para o Maranhão. Com essa relação respeitosa, articulada e harmônica, com cada Poder com suas prerrogativas constitucionais, quem ganha mais é a população, que recebe os serviços públicos de melhor qualidade, pontou.

Márcio Jerry, que além de secretário de Estado é presidente PCdoB, reconheceu a lealdade do novo presidente do Legislativo lembrando que Othelino “tem dado uma grande contribuição na condução do Maranhão antes mesmo de ser presidente da Casa, na medida em que é um colaborador muito eficiente e incessante do governador Flávio Dino, nas questões que o Executivo manda para o Legislativo”.

É com esse quadro político-institucional que o PCdoB entra o ano de 2018.

E com ele enfrentar as urnas em outubro…

Ainda a miséria e o PCdoB 6

O fato oficial – que nem eles podem questionar – mostrando que o Maranhão teve um aumento de 2% nos índices de pobreza extrema no período de governo do comunista Flávio Dino mexeu fortemente com o Palácio dos Leões. De férias na Europa, Flávio Dino comentou o assunto por alto, em seus perfis de redes sociais. A tarefa de agredir, atacar e tentar desqualificar quem publicou o fato coube ao seu lugar-tenente, o bi-secretário – de Comunicação e de Articulação Política -, Márcio Jerry.

Jerry tem atacado O Estado há pelo menos quatro dias. Ataca nas contas pessoais em redes sociais e usa blogs e jornais vinculados ao Palácio dos Leões para atacar o jornal, que apenas tem reproduzido o fato oficial revelado pelo IBGE.

Nem Jerry, nem Dino, nem nenhum outro aliado deles consegue contrapor a verdade, qual seja: o Maranhão, sob a égide do comunista, gerou uma população de 312 mil miseráveis. Esses cidadãos, que passaram a viver abaixo da linha da pobreza, não são frutos da história e muito menos resultado da cultura do estado. São, sim, resultado direto de três anos de mandato de Flávio Dino, como deixou claro o IBGE.

Essa população foi gerada nos anos de 2015, 2016 e 2017, exatamente quando o comunista passou a comandar o Maranhão.

Sem argumentos, Márcio Jerry só pode atacar, como sempre faz. Mas nem os seus ataques vão poder esconder o fato oficial:a extrema pobreza no Maranhão aumentou nos anos em que Flávio Dino está no poder. Fato incontestável.

(Da coluna Estado Maior, O Estado do Maranhão)

BRIGA NO PALÁCIO: Brandão e Jerry teriam ido às vias de fato. Ambos negam 6

Tanto Carlos Brandão quanto Márcio Jerry negam que tenham “engatado”, e não há testemunhas que comprovem o episodio, então resta acreditar nas palavras dos dois governistas. Sem esquecer de que: “Onde há fumaça, há fogo”.

A sabedoria popular nos ensina: “Onde há fumaça, há fogo”.

Pois bem. Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira, 1º, o Blog do Robert Lobato recebeu a seguinte mensagem por WhatsApp.

O “telequete” entre o vice-governador Carlos Brandão (ainda no PSDB) e o secretário de Comunicação e Articulação Política, Márcio Jerry (PCdoB), teria ocorrido na noite de ontem, 30, nas dependências do Palácio dos Leões.

É do conhecimento público que Brandão e Jerry não morrem de amores um pelo outro. Contenciosos políticos na cidade de Colinas, terra natal de ambos os governistas, impedem relações mais amistosas.

A princípio o Blog do Robert Lobato chegou a acreditar na história, até porque, além das broncas provincianas lá pras bandas de sertão, a Operação Pegadores deixou muita gente no governo com os nervos a flor da pele. Logo, não seria difícil que o vice-governador e o assim chamado “supersecretário” tivessem “engatado” por alguma razão muito séria.

Negativas

O Blog do Robert Lobato entrou em contato com ambos os supostos brigadores e “pegadores”. Os dois negam a informação.

Márcio Jerry, como de costume, tratou logo de desqualificar as fontes dizendo: “Jamais. Nem é meu estilo tampouco o dele. Não temos motivo algum para briga e se tivéssemos não brigaríamos. Invenções tão ficando malucas”.

Já o Carlos Brandão, o Blog do Robert Lobato não conseguiu contato direto, mas através de um secretário muito próximo do vice-governador, ele, Brandão, afirmou: “Eu nem vi Márcio Jerry ontem”.

Bom, se tanto Carlos Brandão quanto Márcio Jerry negam que tenham “engatado”, e não há testemunhas que comprovem o episodio, então resta acreditar nas palavras dos dois governistas.

Sem esquecer de que: “Onde há fumaça, há fogo”.

PS: O Blog do Robert Lobato pesquisou no Google uma imagem apenas com “Márcio Jerry e Carlos Brandão”, mas não encontrou. Por que será?