LUTA E RESISTÊNCIA: Zé Dirceu lançará “livro de memórias” em São Luis 6

Será uma boa oportunidade para aqueles que não conhecem verdadeiramente quem é o Zé Dirceu, passarem a conhecê-lo e daí fazer melhor juízo sobre a biografia desse grande brasileiro.

“Meus amigos e minhas amigas, militantes e resistentes nesta luta, estamos aqui novamente. Desta vez venho pedir sua ajuda e força nesta caminhada. Em agosto será lançado o meu livro de memórias.”

As palavras acima é do ex-chefe da Casa Civil, o petista José Dirceu, em alusão ao lançamento do seu livro de memórias escrito durante o tempo que o bravo militante da esquerda socialista e democrática esteve preso de forma “injusta”, conforme ele considera.

Ex-presidente do PT, ex-deputado federal, principal arquiteto político que levou Lula à presidência da República, Zé Dirceu é um personagem da política brasileira que divide a sociedade entre os que o amam e os que o odeiam.

Certamente entre os que o amam conhecem a sua história de luta por democracia, justiça social, desenvolvimento econômico e defesa da nossa soberania enquanto nação.

Os que odeiam o petista estão aqueles que agem por puro ódio e preconceito de classe, ou por não conhecerem verdadeiramente a biografia deste grande brasileiro, ou ainda por conhecem apenas a partir da imprensa nacional conservadora anti-petista.

O deputado Zé Inácio (PT) revelou ontem, 24, durante almoço com a imprensa, que Zé Dirceu fará o lançamento do seu livro de memórias em São Luis no dia 1º de outubro de 2018, às 19h em local ainda a ser definido.

O evento será uma boa oportunidade para aqueles que não conhecem verdadeiramente quem é o Zé Dirceu, passarem a conhecê-lo e daí fazer melhor juízo sobre a biografia, repito, desse grande brasileiro.

Confira o vídeo em que Zé Dirceu faz a chamada para o lançamento da sua obra, que já pode ser considerada histórica. Confira:

VÍDEO: José Dirceu lançará livro de memórias em agosto. Vamos lá! 6

Com a palavra, o ex-presidente do PT, ex-deputado federal, ex-ministro e sempre guerreiro do povo brasileiro, José Dirceu:

“Em agosto será lançado o meu livro de memórias. Segue um vídeo feito por mim. Peço para que cada companheiro e companheira ajude a divulgar o vídeo em suas listas de amigos e nas redes sociais, além do site de pré-venda das livrarias e não esqueça de fazer a sua reserva! Abaixo minhas redes sociais, nelas vamos manter vocês sempre com conteúdo atualizado.”

Fala, Zé!

O exemplo que vem da família Alckmin 2

Extraordinário exemplo que a dona Lu Alckmin dá às famílias brasileiras. Muito melhor do que um pai ou uma mãe se embrutecer ou viver por viver em virtude da passagem de um filho querido

Não dá para saber com toda exatidão qual é intensidade da dor de um pai e de uma mãe quando perde um filho. Ainda mais quando a vida o deixa tão prematuramente.

Pois a primeira-dama de São Paulo, Lu Alckmin, resolveu dividir um pouco da sua dor e do seu marido, governador Geraldo Alckmin (PSDB) no livro Amor que transforma, editora Academia de Intelige, que trata dos momentos mais difíceis da família em decorrência da morte do Thomas, filho caçula do casal, aos 31 anos, após queda de um helicóptero.

 

São 192 páginas de um livro que certamente acabou se tornando uma espécie de terapia não para a senhora Alckmin esquecer aquela tragédia, coisa que ela vai carregar até a sua partida eterna, mas ao menos para aliviar a dor do coração de uma mãe que foi estraçalhado naquela fatídica quinta-feira, 2 de abril de 2015.

O senador Roberto Rocha e sua esposa Ana Cristina marcaram presença no lançamento do livro de Lu Alckmin, que aconteceu na Livraria Cultura, Avenida Paulista, na cidade de São Paulo, neste sábado, 28.

Na oportunidade, Roberto e Ana deram um quadro com a imagem do Thomas pintada em uma técnica conhecida como “pigmento de tinta óleo”, que ficou perfeita. “O Geraldo e a Lu ficaram muito felizes com o nosso presente, além de muito emocionados”, disse o senador ao Blog do Roberto Lobato.

Extraordinário exemplo que a família Alckmin dá às famílias brasileiras, especialmente a primeira-dama Lu Alckmin, que em meio ao sofrimento resolveu escrever um livro contanto a própria angustia pessoal.

Muito melhor do que um pai ou uma mãe se embrutecer ou viver por viver em virtude da passagem de um filho querido.

Confira alguns flagrantes do lançamento do livro *Amor que transforma*