SENADO 2018: É cada vez menor a resistência à candidatura de Eliziane Gama no PT 10

A considerar as declarações de petistas graúdos, não será surpresa, ao menos para o Blog do Robert Lobato, se algum evento importante ocorrer, ainda nesta semana, envolvendo o PT e a candidata ao Senado Federal

“Nesta reta final da campanha percebe-se uma diminuição considerável da resistência de petistas em relação à candidatura ao Senado da deputada Eliziane Gama”.

As palavras acima são de um dirigente graúdo do PT maranhense, e coordenador de uma das mais importantes tendências petistas, dadas ao Blog do Robert Lobato.

De fato, vários petistas que são amigos deste blogueiro têm repassado a mesma informação e alegam que a mudança de humor, positivamente, da militância em relação à irmã se dá pelo fato das posições que ela tem tomado em relação ao governo Temer e suas reformas.

Nem mesmo o discurso de Eliziane Gama ser “golpista” estaria mais colando entre boa parte dos petistas, que avaliam a realidade de outros estados haver aliança do PT com políticos que votaram a favor do impeachment.

“O discurso de que Eliziane é ‘golpista’ se perdeu no tempo e no espaço na medida que o PT, principalmente no Nordeste, se aliou a expoentes do MDB que articularam e apoiaram o impeachment, como é o caso do senador Renan Calheiros, de Alagoas, que nestas eleições apoia e vota no Haddad”, disse o dirigente.

A considerar as declarações desse quadro petista, não será surpresa, ao menos para o Blog do Robert Lobato, se algum evento importante ocorrer, ainda nesta semana, envolvendo o PT e a candidata ao Senado Federal, Eliziane Gama.

É aguardar e conferir.

SENADO 2018: Petistas organizam movimento contra pré-candidatura de Eliziane Gama 18

Além de ter votado a favor do impeachment de Dilma, Eliziane Gama pediu a anulação do defesa de José Eduardo Cardozo durante o processo de afastamento da petista e também a careação de Lula com o ex-deputado Pedro Corrêa (PP), durante a CPI da Petrobras

Há em curso no PT maranhense um movimento contra a pré-candidatura da deputada federal Eliziane Gama (PPS) ao Senado Federal na chapa de Flávio Dino (PCdoB).

Setores expressivos do partido, principalmente o coletivo de mulheres e a corrente Resistência Socialista, todos ligados ao “Dinopetismo”, ou seja, ao braço do PT que apoia o governo, não querem nem ouvir falar na hipótese do partido estar num mesmo palanque junto de quem consideram “golpista”.

No caso das petistas, a secretária de Mulheres do Diretório Estadual, Edinalva Alves, que encontra-se em Curitiba participando de um ato em prol da liberdade do ex-presidente Lula, está articulando uma nota dura contra o apoio do PT à pré-candidatura de Eliziane.

O Blog do Robert Lobato não conseguiu contato com a dirigente Edinalva Alves, mas as informações que chegam é que não vai ser nada fácil a vida da Eliziane em relação aos petistas e às petistas, pois se existe alguma unidade no PT maranhense é justamente o veto ao apoio do partido a seu projeto de senadora.

O tom no partido é que será constrangedor, para o próprio governador Flávio Dino, estar no palanque ao lado da irmã e ter que ouvir a companheirada detonando os “golpistas”.

Para que não lembra, além de ter votado a favor do impeachment de Dilma, Eliziane Gama pediu a anulação do defesa de José Eduardo Cardozo durante o processo de afastamento da petista e também a careação de Lula com o ex-deputado Pedro Corrêa (PP), durante a CPI da Petrobras.

Por essas, e outras, é que Eliziane Gama se tornará uma tremenda dor de cabeça para Flávio Dino. E não é por acaso que já se fala que a irmã pode, até as convenções, ser convencida pelo Palácio dos Leões de uma candidatura a deputada estadual como “puxadora de votos”.

Só Jesus!