FALÊNCIA DA SAÚDE: Cidadão desesperado denuncia morte por falta de atendimento no Macrorregional de Imperatriz 6

Um vídeo comovente chegou ao Blog do Robert Lobato e revela a falência em que se encontra o sistema de saúde do Estado do Maranhão.

Nas imagens, um cidadão denuncia a morte de quem provavelmente seria algum ente querido seu e atribui o falecimento à negligência do Macroreegional de Imperatriz em negar atendimento ao paciente.

Mais uma caso que mostra de como o “Governo de Todos Nós” é cada vez mais um “Governo de Todos Eles”.

Confira o desespero do rapaz.

IMAGEM DO DIA: O senador Roberto Rocha e a ação parlamentar em prol de Imperatriz

A construção de um Centro de Abastecimento de Alimentos (CEASA), a implantação de um porto seco, a conclusão das obras do mercado do peixe, além do projeto que prevê a instalação de usina solar foram alguns dos assuntos tratados entre o senador Roberto Rocha (PSDB) e prefeito de Imperatriz, Assis Ramos; o deputado federal João Marcelo; a vereadora Fátima Avelino, todos do MDB, e o ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB), em reunião realizada no gabinete gabinete parlamentar, em Brasília.

Também foram discutidos os protocolos celebrados de intenções entre o Estado de São Paulo e a prefeitura de Imperatriz, com o objetivo de construir uma relação de cooperação mútua entre os signatários para troca de experiências na área de desenvolvimento, implantação e acompanhamento de projetos PPP.

É como sempre costuma dizer o senador Roberto Rocha: “Fazer o bem sem olhar a quem”.

ELEIÇÕES 2018: O protagonismo de Sebastião Madeira 16

O ex-prefeito deve sair de Imperatriz faturando no mínimo a casa dos 50 mil votos. Como se trata de uma liderança consolidada na Região Sul/Tocantina, o tucano facilmente conquistará outros 50 mil em outras localidades.

O ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira (PSDB), terá um papel de protagonista nessas eleições de 2018.

Tucano da gema, político experiente e hábil articulador, Madeira não sairá somente como um dos deputados federais mais votados do pleito de outubro, quiçá o mais votado, mas também como um ator político que ajudou a construir as bases para a consolidação de um projeto que pode sair vitorioso das urnas. Aliás, para começo de conversa, Madeira teve papel central na tomada do PSDB do controle do vice-governador Carlos Brandão, que queria manter o partido sob o julgo do PCdoB do governador Flávio Dino. A entrada do líder imperatrizense nessa questão foi fundamental para consolidar o nome do senador Roberto Rocha na presidência do tucanato maranhense.

Bom de voto

Qualquer prognóstico eleitoral modesto dá conta de que Sebastião Madeira tem, de largada, cerca de 100 mil votos para deputado federal!

“Como assim, Bob, tá maluco?”, pode questionar um leitor desatento.

Pois bem. Explico.

Madeira deve sair de Imperatriz faturando no mínimo a casa dos 50 mil votos. Como se trata de uma liderança consolidada na Região Sul/Tocantina, o tucano facilmente conquistará outros 50 mil em outras localidades.

Do Itinga, na fronteira com o Pará, a Riachão, próximo ao município de Balsas; De Imperatriz a Barra do Corda e Fernando Falcão, Madeira terá votos que possibilitará, sim!, sair das urnas como o deputado federal mais votado do Maranhão, pois estamos falando de nada menos de 35 cidades!

O fato incontestável é que Madeira tem condições de romper a barreira dos 100 mil votos na largada,

E o que vier depois disso é para cravar o tucano como o deputado federal campeão de votos em 2018.

É aguardar e conferir.

Jornalista de Imperatriz vê tentativa de aliados de Roseana Sarney em fazer intriga entre Roberto Rocha e Eduardo Braide 12

Com a indefinição de candidatura de Roseana Sarney, aliados da ex-governadora tentam gerar intrigas entre Roberto Rocha e Eduardo Braide

O jornalista e blogueiro de Imperatriz, Josué Moura, fez uma avaliação interessante sobre a forma como o grupo Sarney, principalmente os “roseanistas”, estão tentando criar uma intriga entre o senador Roberto Rocha (PSDB) e o deputado estadual Eduardo Braide (PMN).

Tanto Roberto quanto Eduardo são pré-candidatos a governador na tentativa de construção de um terceira via para o nosso estado nas eleições de 2018, e isso parece que tem incomodado bastante as duas outras “vias”: a primeira, Flávio Dino (PCdoB); e a segunda, Roseana Sarney (MDB).

É exatamente nesse ponto que Josué Moura analisa esse momento da disputa pré-eleitoral no Maranhão.

Confira a íntegra do artigo do bravo jornalista imperatrizense, cuja repercussão chegou a outros cantos do estado, como foi no caso da Região Leste com a reprodução do texto no prestigiado blog do Ludwig Almeida.

ELEIÇÕES 2018: COM INDEFINIÇÃO DE CANDIDATURA DE ROSEANA SARNEY, ALIADOS DA EX-GOVERNADORA TENTAM GERAR INTRIGAS ENTRE ROBERTO ROCHA E EDUARDO BRAIDE

Enquanto Roseana Sarney (MDB) não registrar no TRE-MA a sua candidatura para tentar um quinto mandato de governadora do estado do Maranhão, os seus simpatizantes e apoiadores vão tentando forjar uma intriga entre o senador Roberto Rocha (PSDB) e o deputado estadual Eduardo Braide (PMN). É o que o meu faro, daqui da barrancas do Tocantis, me diz.

Roseanistas e similares não se dão conta, ou fingem em não dá, que a relação entre Roberto e Braide é a melhor possível e os dois têm conversado de forma muito tranquila e democrática sobre o momento político.

Ora, claro que as duas lideranças estão se movimentando no sentido de viabilizarem os seus projetos político e eleitorais para 2018 o que é perfeitamente legítimo.

Isso não impede, lógico, que haja divergências de pontos de vista sobre qual o melhor projeto para o Maranhão e quem estaria mais preparado, neste momento, para conduzir os destinos do estado.

O fato é que parece a haver uma disposição da segunda via, representada pelo grupo Sarney, de criar um ambiente de intriga entre os projetos Roberto Rocha governador-45 e Eduardo Braide governador-33.

O que pode ser perda de tempo….

Parceria entre os senadores do Maranhão garante aterro sanitário para Imperatriz e o fim do lixão a céu aberto

A construção de um novo aterro sanitário em Imperatriz está perto de se tornar realidade.

A informação foi confirmada pelo assessor de projetos da Prefeitura Max Andrade, que seguindo orientação do prefeito Assis Ramos, junto à secretária do Meio Ambiente, Rosa Arrua, demandou todos os esforços para que os recursos fossem alocados e todos os prazos fossem garantidos para que a Prefeitura pudesse formalizar o convênio a partir dos recursos alocados pelos senadores maranhenses.

Nessa quinta-feira (28), os senadores que compõem a bancada do Estado, Roberto Rocha (PSDB-MA), Edison Lobão (PMDB-MA) e João Alberto (PMDB-MA), conseguiram empenhar recursos na ordem de R$ 21 milhões, junto ao Orçamento Geral da União (OGU) 2017 – Ministério do Meio Ambiente.

Com isso, o prefeito Assis Ramos (PMDB) já assinou o convênio com o Governo Federal.

O próximo passo é a apresentação do projeto à regional Caixa Econômica Federal no Maranhão, que deve ser concluído em breve. Quando aprovado, o município poderá licitar a escolha da empresa que será responsável pela execução das obras.
A implantação de um sistema ambientalmente adequado e viável de resíduos sólidos obedece à nova Política Nacional de Resíduos Sólidos, criada por meio da Lei Federal 12.305/2010. O aterro é uma antiga reivindicação que se arrasta há, pelo menos, 15 anos em Imperatriz. Com população estimada em 255 mil habitantes. Atualmente, a cidade enfrenta uma situação de emergência socioambiental caótica, o que coloca em risco a saúde pública, especialmente com a presença cada vez maior de lixões sem quaisquer tratamentos prévios.

Os recursos assegurados por meio do trabalho de parceria entre os senadores maranhenses serão usados para aquisição de uma área de 500 mil m², no km 22 da BR-010, saída de Imperatriz para Açailândia, onde será instalado o novo aterro sanitário. O dinheiro também será aplicado para desativar o atual lixão da cidade e garantir a recuperação de toda área degradada, que hoje contamina todo o lençol freático na região próxima à fábrica da Suzano. A expectativa é de que o aterro comece a ser instalado já em 2018.

(Fonte: Jornal O Progresso, de Imperatriz)

Imperatriz: Empresário vê “processo de degeneração ideológica” de Márcio Jerry 2

As declarações de Williamy Figueira foi em relação à cooptação, pelos comunistas, do ex-candidato a prefeito de Imperatriz, o também empresário Ildon Marques

William Figueira

Veio de Imperatriz uma interessante constatação sobre a atual postura política e ideológica do secretário Márcio Jerry (Comunicação e Articulação Política).

Quem deu o “diagnóstico” do comunista foi o senhor Willamy Figueira, empresário do setor de telecomunicação na “Princesa do Tocantins”.

Segundo o empresário imperatrizense, Márcio Jerry “se contradiz no momento em que protagoniza uma aliança nada ‘ortodoxa’ com um ‘príncipe do capital’ no Maranhão que até um dia dessa era defenestrado nas redes sociais pelos próprios comunistas como um demônio capitalista. O que é isso senão um processo agudo de degeneração ideológica?”.

As declarações de Willamy Figueira é relação à cooptação, pelos comunistas, do ex-candidato a prefeito de Imperatriz, o também empresário Ildon Marques (PSB).

Ao final do texto, publicado em vários grupos da rede social do WhatsApp, empresário arremata: “Não há duvida de que essa aliança do Comunismo com o capital que ora se verifica em Imperatriz é a consagração da máxima maquiavélica segunda a qual ‘os fins justiçam o meio’. Ou seja, para tentar reeleger seu governador os comunistas fazem e farão aliança até com o Diabo (sic)”. Sai!!!

Confira a íntegra do post do empresário Willamy Figueira (sem edição):

CONSTATAÇÃO: MARCIO JERRY SE MOSTRA EM PROCESSO DE “DEGENERAÇÃO IDEOLÓGICA”

Quem se contradiz não está enganando aos outros, mas sim a si mesmo, ou é ou não é, quer ou não quer… Contradição não é sinônimo de verdade, mas sim pessoas sem uma decisão firme tendem a passar uma imagem de incapaz, uma das maiores contradições de Marcio Jerry é demonstrar uma coisa e não agir conforme prometido ou dito.

Infelizmente existe pessoas que se enfraquecem com algumas ações políticas por ela ser dinâmica, e acabam deixando de lado o amor próprio e passam a viver uma vida que não foi concebida a ela. Deve-se ser firmes nas decisões, assim como ter convicção de que o que vale mais é a sua palavra com tonalidade de verdade absoluta, Marcio Jerry ainda não aprendeu que não pode ofertar verdade disfarçada de mentira, suas ações comprovam isso diante de tanta contradição expelida em rede social.

O comunista se contradiz no momento em que protagoniza uma aliança nada “ortodoxa” com um “príncipe do capital” no Maranhão que até um dia dessa era defenestrado nas redes sociais pelos próprios comunistas como um demônio capitalista. O que é isso senão um processo agudo de degeneração ideológica?

Não há duvida de que essa aliança do Comunismo com o capital que ora se verifica em Imperatriz é a consagração da máxima maquiavélica segunda a qual “os fins justiçam o meio”. Ou seja, para tentar se reeleger seu governador os comunistas fazem e farão aliança até com o Diabo.

Em artigo, Roberto Rocha exalta a cidade de Imperatriz à luz da atuação da Codevasf 2

A cidade-polo (Publicado originalmente no jornal O Progresso, de Imperatriz, edição deste sábado, 28)

Nos próximos dias será sancionado pelo presidente o projeto de Lei de minha autoria que amplia a atuação da Codevasf para todo o Maranhão.

Não foi um caminho fácil conseguir a argumentação técnica e o apoio político para fazer passar essa lei que terá alcance imenso para todo o nosso Estado.

A presença da Codevasf em todos as bacias hidrográficas do Estado será um instrumento institucional que, se bem aproveitado, irá trazer enormes benefícios.

Para dar uma ideia, dentre as ações de expertise da companhia estão a capacidade de implantar perímetros irrigados de agricultura familiar, sistemas de esgotamento sanitário, adutoras, abastecimento de água, aquicultura, fruticultura, capacitação de jovens, implementos agrícolas, projetos de desenvolvimento local integrado e dinamização de atividades produtivas.

Não foi por outro motivo que destinei para a Codevasf as emendas impositivas a que tinha direito. Ela permite atuar em projetos estruturais, combatendo déficits históricos que afligem milhares de maranhenses.

Houve até quem criticasse, afirmando que as emendas deveriam servir apenas para o custeio da saúde, para compra de material descartável. Sem dúvida essas são urgências num estado de tantas carências, mas quem, de boa-fé, pode achar que investir em água, esgoto, lixo, drenagem e saneamento básico não é justamente investir em saúde? E precisamente na saúde preventiva, na raiz do problema que torna nossa população tão vulnerável às enfermidades.

Minha próxima luta, já iniciada, é trazer para Imperatriz a Superintendência Regional da Codevasf. Situada estrategicamente no centro do novo mapa de atuação da Companhia, Imperatriz, com seus 250 mil habitantes, associada à pujança de sua gente e ao seu notável espírito empreendedor, é o local ideal para se tornar o centro irradiador da Codevasf na região.

Imperatriz reúne todas as condições para ampliar sua condição de cidade-polo e a criação de uma superintendência será vetor importante para o desenvolvimento econômico e social de toda a região.

ELEIÇÕES 2018: A importância de Sebastião Madeira para o projeto do PSDB

A visão estratégica que o tucano passou a ter sobre a política do Maranhão o faz, inclusive, deixar de ser apenas uma liderança regional para ganhar o reconhecimento numa escala estadualizada.

É inquestionável o papel que o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, joga no projeto do seu partido, o PSDB, no estado do Maranhão.

Político experiente e com forte liderança na Região Sul do estado, Madeira vem tendo uma posição louvável na defesa do projeto dos tucanos tanto para o plano local quanto nacional, o que é perfeitamente razoável uma vez que partido que é partido, ainda mais do porte do PSDB, não pode e não deve prescindir de uma projeto político próprio de sociedade e de poder.

Ao contrário de outros ‘cabeças brancas’ da sua geração que preferem atuar como coadjuvantes de um projeto que nada tem a ver com o programa e os ideários tucanos, Madeira optou por ser protagonista de um projeto que tem a cara, marca, selo e DNA do PSDB. Um projeto que visa tirar o Maranhão do mundo em branco e preto simbolizado na dicotomia perversa entre saneysistas versus antissarneysistas, cujo nome escolhido para liderar esse processo é o do senador Roberto Rocha, que está de volta ao ninho tucano para ser o candidato a governador pelo “45”.

A visão estratégica que Sebastião Madeira passou a ter sobre a política do Maranhão o faz, inclusive, deixar de ser apenas uma liderança regional para ganhar o reconhecimento numa escala estadualizada.

Não é por acaso que o ex-prefeito de Imperatriz é cotado para ser um dos recordistas de votos na eleição de deputado federal em 2018.

Isso se não surgir como nome para uma posição na chapa majoritária liderada por Roberto Rocha.

É aguardar e conferir.