FRAUDE? : Jornalista revela o que pode ser a maior “bomba” destas eleições no MA envolvendo o IBOPE 20

Instituto foi cobrado indiretamente pela coligação “O Maranhão quer Mais” – sobretudo pelos números de São Luís -, reconheceu que o debate da TV Mirante pode não ter sido alcançado no levantamento e chegou a usar como parâmetro para reforçar seus dados pesquisas montadas pelo próprio Palácio dos Leões e já denunciadas por suspeita de fraude

Via blog do Marco D’Eça

Cobrado enfaticamente pela coligação “O Maranhão quer Mais”, pela pesquisa que divulgou na quinta-feira, 4, o instituto Ibope de pesquisas parece que se enrolou mais ainda nas explicações.

Em primeiro lugar, chegou a admitir uma curiosa e estratosférica “margem de erro de 8 pontos percentuais” na amostragem de São Luís, feita com apenas 168 pessoas.

– Em São Luís temos apenas 168 entrevistas, o que não é suficiente para estimar as intenções de votos na capital, uma vez que a margem de erro amostral é de 8 pontos percentuais para mais ou para menos. O cruzamento foi fornecido apenas como um indicativo – tenta explicar o instituto, em troca de correspondência a qual este blog teve acesso.

Assinado pela analista de atendimento e planejamento CP, o documento do Ibope admitiu também que uma parte do levantamento foi  feito antes do debate da TV Mirante, na última terça-feira, 2.

– Ou seja, a pesquisa pode não ter pego um possível efeito do debate na capital admitiu.

Curiosamente, a analista usou dados das pesquisas encomendadas pelo próprio Palácio dos Leões – Exata e Econométrica – para justificar seus números, mesmo diante de todas as suspeitas já oficializadas contra os dois institutos.

O estrago da pesquisa sem critério do Ibope pode interferir diretamente no resultado das eleições.

Um crime eleitoral, portanto…

IBOPE: O que teme o Palácio dos Leões? 10

O engraçado, não fosse ridículo, é que os comunistas vivem desdenhando do desempenho do IBOPE no Maranhão acusando o instituto de sempre errar nos números, mas demonstram medo, sofrem por antecipação com o que pode vir por aí

O Palácio dos Leões está polvorosa com a divulgação da pesquisa IBOPE de intenção de voto para o Governo do Maranhão que deve ocorrer nesta quinta-feira, 23.

A aflição governista é tamanha que tentaram, pasmem!, impedir, na Justiça, que a pesquisa fosse divulgada. Mas, felizmente, o juiz Alexandre Lopes de Abreu, membro do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), indeferiu o pedido da coligação “Todos pelo Maranhão”, encabeçada pelo PCdoB de Flávio Dino, e os números serão do conhecimento do eleitorado maranhense.

O engraçado, não fosse ridículo, é que os comunistas vivem desdenhando do desempenho do IBOPE no Maranhão acusando o instituto de sempre errar nos números, mas demonstram medo, sofrem por antecipação com o que pode vir por aí.

No Maranhão de tempos sombrios sob Flávio Dino, só valem números dos famosos institutos tabajaras, alguns de fundo de quintal surgidos às vésperas das eleições, e outros que são institutos quase “oficiais” por terem contrato permanente com o governo.

O medo que leva a esse desespero dos comunistas pode ser o fato de que os números do IBOPE podem revelar o que as pesquisas internas deles mesmos, mas que não podem ser divulgadas, já apontam: uma eleição ao governo disputadíssima e longe de ser decidida em primeiro turno com a vitória de Flávio Dino.

“Mas, Bob Lobato, e se os números do IBOPE parecem com os dados dos institutos tabajaras do governo?”, pode perguntar o leitor atento.

Bom, nesse caso mostra apenas o quanto esse governo é covarde, inseguro, enfim, um governo bunda mole.

A conferir.

Ibope: 45% se dizem ‘pessimistas’ ou ‘muito pessimistas’ com a eleição

De acordo com pesquisa Ibope, as mulheres estão mais pessimistas do que os homens; entre os eleitores do sexo feminino, 47% se declararam mais pessimistas na pesquisa e apenas 18% se disseram otimistas

247 – Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (2) mostra que quase metade do eleitorado (45% dos entrevistados) se diz “pessimista” ou “muito pessimista” com a eleição presidencial.

De acordo com o levantamento, as mulheres estão mais pessimistas do que os homens. Entre os eleitores do sexo feminino, 47% se declararam mais pessimistas na pesquisa e apenas 18% se disseram otimistas.

Entre os homens, 43% se dizem mais pessimistas e 28%, otimistas.

O levantamento do Ibope com 2 mil pessoas foi encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e realizado entre os dias 21 e 24 de junho. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.