Campanha nacional de sindicalização da CUT começa por sindicatos filiados à FNU


A Federação Nacional dos Urbanitários – FNU – dá o pontapé inicial na campanha nacional de incentivo à sindicalização elaborada pela CUT – Central Única dos Trabalhadores – para suas entidades filiadas.

Nesta quinta-feira (20/9), o Sindicato dos Urbanitários do Pará – Stiu-PA – começa sua campanha, que dispõe de artes para materiais personalizados, disponibilizados pela CUT. Trata-se de um conjunto de peças publicitárias para dar apoio aos sindicatos no convencimento dos trabalhadores sobre a importância de serem sindicalizados.

Para o presidente da FNU, Pedro Blois, “o importante é aproveitar esses subsídios para fortalecer e legitimar ainda mais cada sindicato com o aumento do número de associados”.

“A campanha ganha importância no contexto atual, onde foram retirados direitos trabalhistas promovidos pelo governo ilegítimo de Temer e do PSDB  e a clara tentativa de enfraquecer os sindicatos”, afirma Pedro Blois.

A FNU indica aos sindicatos que a campanha de incentivo à sindicalização também abranja os  funcionários terceirizados e lembre a todos os trabalhadores que os não sindicalizados podem ficar sem os benefícios conquistados em futuros acordos coletivos de trabalhos.

A partir de agora, os sindicatos filiados à FNU interessados em terem suas campanhas personalizadas devem entrar em contato com a presidente Pedro Blois, para que seja dado o encaminhamento junto a CUT.\

CONCEITO DA CAMPANHA: “a abelhinha”

SINDICATO FORTE: RESISTIR E CONQUISTAR

A identidade visual proposta para a campanha baseia-se na mascote “abelha” utilizada em uma memorável campanha de sindicalização da CUT há tempos atrás. O conceito da abelha é apropriado como símbolo de união, trabalho e organização, pela forma como defendem seu território. Além disso, também contempla o resgate das conquistas do movimento sindical.

O relato de muitos dirigentes que citam a “campanha da abelhinha” como uma das que mais se recordam ou como a que os mobilizou a ingressar no movimento sindical chama a atenção pelo componente emocional, que demonstra principalmente o orgulho de pertencimento.

(FONTE: fnucut)