FLÁVIO GOEBBELS: Uma pesquisa mentirosa repetida mil vezes torna-se verdade 20

Criaram um ‘pool’ de institutos de pesquisas denominado “Data Camarada”, cuja missão é produzir pesquisas e mais pesquisas com índices superfaturados a favor do governante com o objetivo principal e imediato de criar uma sensação de que eleição de 2018, ao governo, pode ser decidida por WO

Flávio Goebbels é o governante de uma longínqua província rica, mas de povo e sofrido, localizada numa das mais pobres região do país. Um local onde boa parte dos habitantes acorda pensando mais no que terá para comer durante o dia do que em qualquer outra coisa na sua vida. Uma terra onde o povo não apenas vive, mas sobrevive.

Consciente da triste realidade na qual o povo que governa está submetido, aliás, um povo que pensa mais com o estômago do que com o cérebro, sir Flávio Goebbels criou pra si e sua camarilha uma província que está em “mudança” e “contínua transformação”. E assim, através do uso e abuso da propaganda, o governante mente, ludibria, engana, falsifica, persegue e também trai!

Entre os mecanismos de instrumentalização, dominação e manutenção de poder, Flávio Goebbels idealizou o conceito de que “uma pesquisa mentirosa repetida mil vezes torna-se verdade”. Então passou a encomendar uma penca de pesquisas eleitorais também conhecidas como “pesquisas tabajaras”.

São pesquisas encomendadas ao gosto do freguês, no caso ao gosto do governador Flávio Goebbels, que, inclusive, ordenou à secretaria de propaganda do governo a criação de um pool de institutos denominado “Data Camarada”, cuja missão é produzir pesquisas e mais pesquisas com índices superfaturados a favor do governante com o objetivo principal e imediato de criar uma sensação de que eleição de 2018, ao governo, pode ser decidida por WO.

Ocorre que mesmo com a maioria da população da província governada Flávio Goebbels não ter acesso a informação qualificada, o governante não disputará a eleição de outubro sozinho e muito menos encontrará, durante a campanha, o conforto dos altos números exibidos pelas pesquisas do pool “Data Camarada”.

Ao contrário, fragilizado por denúncias de corrupção, farras de nomeações para agradar religiosos, decretos eleitoreiros revogando multas e confiscos de veículos dos cidadãos, abuso de autoridade, perseguição a adversários políticos, aumento do déficit público, falta de projetos estruturantes e muitas outras mazelas do governo Flávio Goebbels serão reveladas à população da província ao longo da campanha eleitoral no rádio e na tevê.

Será a hora da verdade.

Será o momento em que sir Flávio Goebbels descobrirá que a mentira tem pernas curtas.

E que sua máxima “uma pesquisa mentirosa repetida mil vezes torna-se verdade” cairá por terra.

Derrotada e desmoralizada pela verdade.