CAMARÃO NÃO DORMIU: O voto em Marcos Caldas 4

Em relação à análise critica do Blog do Robert Lobato sobre a escolha do secretário Felipe Camarão em pedir, indicar e gravar vídeo em prol a Marcos Caldas para deputado estadual, a atitude do chefe da Seduc se dá pelo fato dele ser concunhado do polêmico deputado.

Aí está valendo.

Só não valeria se fosse coisa parecida no grupo Sarney,

O “camarão” não dormiu.

E nem foi comido pelos Leões.

CAMARÃO QUE DORME: Secretário de Educação declara apoio e voto em Marcos Caldas? 14

O secretário de Educação, Felipe Camarão, anunciou que seu apoio e seu voto é no candidato a deputado estadual Marcos Caldas (PTB).

Voto é uma questão de escolha pessoal e livre, claro.

Mas fico cá com os meus botões como uma pessoa qualificada como Felipe Camarão tem a coragem de votar, pedir voto e ainda gravar vídeo em prol de Marcos Caldas, o famoso “Marcos Play”.

“Marcos Calda é “um homem leal e um verdadeiro amigo”, assegura o chefe da Seduc em vídeo postado nas redes sociais (cadê aquela carinha do “zap-zap” que coloca a mão no rosto?)

Só posso levar a crer que esse voto não é tão livre assim.

Pelo jeito os Leões definitivamente comeu “camarão”…

Fazer o quê?

São José de Ribamar: Prefeitura e Governo do Estado entregam Farol do Saber 2

Devolvido à população ribamarense nesta quarta-feira (11) o antigo Farol da Educação, agora, Biblioteca Farol do Saber. O espaço é direcionado ao aprendizado de estudantes e comunidade em geral, como referência de estímulo ao aprendizado, informação e cultura.

Durante a entrega, o prefeito Luis Fernando, falou da satisfação pessoal em poder mais uma vez devolver um equipamento que faz a diferença na vida da população.

“O Farol, construído quando eu ainda estava à frente da Secretaria de Estado da Educação, é sem dúvida um equipamento voltado à educação que oferece não apenas o saber, mas também dignidade. Fico feliz porque hoje, por meio de parceria firmada com o Governo do Estado, devolvemos este aparelho totalmente reconstruído, que tanto vai colaborar para o aprendizado dos jovens ribamarenses”, comemorou o prefeito.

Luis Fernando ainda lembrou da primeira escola com oferta de ensino médio que será construída no Parque Vitória, além do Liceu Ribamarense III, conquistas que segundo ele deverão elevar ainda mais a oferta de ensino/aprendizado do município.

“Temos à frente duas importantes obras que vão garantir educação aos nossos jovens que não mais precisarão deslocar-se para terem educação de qualidade em outros centros”, completou.

O Farol do Saber compõe o quadro de outros 117 que serão entregues pelo governador Flávio Dino. Compromisso, que de acordo com os secretários de Educação, Felipe Camarão, e de Cultura e Turismo, Diego Galdino, se estenderá à outras áreas.

“Como bem disse o prefeito Luis Fernando, nosso compromisso é com a população e por isso fazer parcerias com um prefeito sério e experiente, como é o prefeito Luis Fernando, nos garante a tranquilidade de entregar não apenas o Farol como também as obras da escola do ensino médio e o Liceu, igualmente importantes para os jovens ribamarenses”, garantiu Felipe Camarão.

Já o secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino, além de enaltecer a importância do espaço de incentivo à leitura, também anunciou a reconstrução da sinalização turística do município, conhecido internacionalmente.

“Mais uma parceria firmada e prontamente atendida pelo governador Flávio Dino, que será a revitalização de toda a sinalização turística de São José de Ribamar, que hoje desponta internacionalmente como um dos grandes destinos voltados ao lazer e fé”, anunciou.

A Professora Tereza, presente a cerimônia, parabenizou a iniciativa da gestão. “É muito importante que espaços como estes sejam resgatados, pois estimulam a leitura e a cultura”, comentou. A reabertura do Farol também foi aprovada pelas crianças”. “Eu achei muito legal, além de bonita tem muito livro infantil e espaço para brincar”, disse Maria Cristiane (7 anos).

A solenidade de entrega da obra contou ainda com a presença dos vereadores ribamarenses, secretários da administração municipal, do vice-prefeito, Eudes Sampaio, lideranças locais e comunidade em geral.

ELEIÇÕES 2018: Felipe Camarão ainda é uma incógnita 4

Comenta-se, nos bastidores políticos, que o nome de Felipe Camarão foi uma imposição de agentes externos ao Governo do Estado, mas precisamente de amigos do secretário ligados ao Poder Judiciário federal num acordo que passaria já pela sucessão de um eventual segundo mandato de Flávio Dino

Ainda é cercada de mistérios e especulações a possível desincompatibilização do secretário Felipe Camarão (Educação) para concorrer a um cargo nas eleições de 2018.

O comandante da Seduc chegou a filiar-se ao DEM na perspectiva de se tornar o companheiro de Flávio Dino (PCdoB) na condição de vice-governador no lugar de Carlos Brandão, que perdeu a prevalência de seguir cargo depois que foi catapultado da presidência estadual do PSDB.

Comenta-se nos bastidores políticos, que o nome de Felipe Camarão foi uma imposição de agentes externos ao Governo do Estado, mas precisamente de amigos do secretário ligados ao Poder Judiciário federal num acordo que passaria pela sucessão de um eventual segundo mandato de Flávio Dino com Felipe sentado na cadeira de governador, mas apoiando outro nome, que seria o do seu verdadeiro padrinho por trás do desembarque do secretário no DEM.

Se procedem ou não essas informações, o fato é que Felipe Camarão optou por um silêncio sepulcral sobre o seu futuro até a data limite para se desincompatibilizar da Secretaria de Educação e aventura-se de vez na política eleitoral.

Vale aguardar e conferir.

O silêncio de Felipe Camarão é um mau presságio 6

Felipe Camarão parece estar servido de “bucha” para os interesse mesquinhos do Palácio dos Leões nas barganhas politiqueiras e eleitoreiras

O silêncio do secretário de Educação, Felipe Camarão, sobre a sua suposta filiação ao partido de direita Democratas (DEM) é um mau presságio em todos os aspectos. Senão vejamos.

Em primeiro lugar, fica feio para um maior de idade ter que “terceirizar” as suas intenções políticas. Ou seja, do governador Flávio Dino ao presidente estadual do DEM, o sabido do Juscelino Rezende Filho, falam que Felipe vai se filiar ao partido, mas até agora o próprio não deu um pio sobre o assunto.

Em segundo lugar, o silêncio de Felipe pode mostrar que o secretário é só mais um “novo velho”, que se deixa levar pelos interesses mesquinhos e oportunistas do “chefe” e aceita tudo quieto e calado.

Ora, Felipe Camarão não é e nunca foi político, pode até um dia a vir ser, mas até aqui não demostrado apetite pela área.

Se o governador está empurrado goela abaixo uma vocação que o jovem e talentoso secretário não tem é uma outra história.

O fato é que, até o momento, Felipe Camarão parece estar servido apenas de “bucha” para os interesses mesquinhos do Palácio dos Leões nas barganhas politiqueiras e eleitoreiras. Não é possível que o pai “Phil” não veja isso!

Resta saber até quando Felipe Camarão vai se sujeitar a ser a “Olga Simão” de Flávio Dino.

Com todo respeito a ele e à Olga.

Felipe Camarão no DEM?

Até o momento o Felipe Camarão não se manifestou sobre sua ida para o DEM. O silêncio do secretário nos remete a dois adágios populares. O que diz, “quem cala consente”; e outro que diz, “onde há fumaça, há fogo”

O secretário Felipe Camarão (Educação) sempre negou ter pretensões políticas quando questionado.

Ao Blog do Robert Lobato, o chefe da Seduc sempre sustentou que o seu compromisso é fazer um bom trabalho na sua pasta e que eventuais candidaturas não estão nos seus planos.

Pois bem. A imprensa local noticia que Felipe Camarão estaria pronto para desembarcar no Democratas (DEM), possivelmente para ser o possível vice de Flávio Dino ou mesmo o senador do coração do comunista nas eleições de outubro deste ano.

Especulações à parte, não se pode ignorar o fato de que realmente o governador está afoito para ter o DEM no seu palanque para compensar a perda do PSDB.

O que causa estranheza nesse particular, no entanto, é que essa suposta movimentação de Felipe Camarão junto ao partido do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, se dá justamente quando o Maranhão inteiro sabe que deputado federal e ex-governador José Reinaldo está articulando a sua filiação justamente no… DEM!

A se confirmar a filiação de Felipe no DEM significa dois coisas básicas: (1) Flávio Dino deu um “zignal” medonho em José Reinaldo Tavares; (2) Como o DEM no Maranhão é todo fisiológico e nada ideológico, o partido não somente abrirá os braços para receber o secretário de Educação como aceitará acreditar, de “mentirinha”, que a Seduc é sua, embora continue sendo 100% do PCdoB.

Até o momento o Felipe Camarão não se manifestou sobre sua ida para o DEM.

O silêncio do secretário nos remete a dois adágios populares. O que diz, “quem cala consente”; e outro que diz, “onde há fumaça, há fogo”.

É aguardar e conferir.

ELEIÇÕES 2018: Felipe Camarão no PT? 14

No PT, ninguém comenta sobre o assunto, mas pelo que o Blog do Robert Lobato pôde sentir após consultar alguns petistas, a ideia de filiar Felipe Camarão no partido para ser vice de Flávio Dino está longe de agradar o conjunto de sigla

Na boca da noite, de ontem, quarta-feira, 13, o Blog do Robert Lobato foi surpreendido com a informação de que o secretário Felipe Camarão (Educação) estaria sendo trabalhado para se filiar ao PT e “cumprir missão”, caso seja obrigado.

Segundo a fonte, a ideia é colocar o Camarão em stand by caso o Palácio dos Leões tenha dificuldades na composição partidária para o palanque de reeleição de Flávio Dino (PCdoB) em 2018.

Com a saída do PSDB da base do governo comunista, ficou um vácuo partidário que os articuladores políticos de Flávio Dino ainda estudam como fazer para compensar o prejuízo.

Não obstante o atual vice-governador Carlos Brandão já tenha encontrado abrigo no PRB, do deputado federal Cleber Verde, não é favas contadas que continue no cargo em 2018, pois, segundo alguns observadores governistas, Brandão “soma muito pouco na chapa”. É justamente aí que entra o fator Felipe Camarão, considerado muito mais aglutinador e leve do que o atual vice-governador. O secretário da Seduc é o que se costuma chamar de “vaselina”.

No PT, ninguém comenta sobre o assunto, mas pelo que o Blog do Robert Lobato pôde sentir após consultar alguns petistas, a ideia de filiar Felipe Camarão nos quadros do Partido dos Trabalhadores para ser vice de Flávio Dino está longe de agradar o conjunto de partido.

Consultado pelo Blog do Robert Lobato, o secretário negou tal movimento. “Não procede isso, Robert”, disse.

De fato não seria razoável alguém equilibrado, como Felipe Camarão, entrar num campo de guerra que é o PT maranhense.