PT/MA: Presidente de fato do PT, Chico Gonçalves monta barricadas contra filiação de Waldir Maranhão 6

Ao invés de reconhecer que Waldir Maranhão é uma “invenção” do próprio Flávio Dino, que honrou o parlamentar até com a placa de “Waldir, guerreiro do povo brasileiro”, Chico Gonçalves prefere fantasiar que a filiação e a defesa da pré-candidatura do deputado ao Senado Federal pelo PT é obra e graça dos “sarnopetistas”

Atende pelo nome de Chico Gonçalves o principal líder da resistência à filiação do deputado federal Waldir Maranhão aos quadros do PT maranhense.

O secretário de Direitos Humanos do governo Flávio Dino (PCdoB) é quem hoje comanda de fato o PT, elabora as principais teses que agradam o Palácio dos Leões e cumpre a tarefa de montar barricadas contra a filiação do Waldir no partido.

Radical e sectário, Chico Gonçalves vê em Waldir Maranhão uma “ameaça” ao projeto de poder de Flávio Dino sabe-se lá fundamentado em quê.

Ao invés de reconhecer que Waldir Maranhão é uma “invenção” do próprio Flávio Dino, que honrou o parlamentar até com a placa “Waldir, guerreiro do povo brasileiro”, Chico Gonçalves prefere fantasiar que filiação e a defesa da pré-candidatura do deputado ao Senado Federal pelo PT é obra e graça dos “sarnopetistas”, como ele, Chico, e sua turma, costumam denominar os petistas que integram a corrente Construindo um Novo Brasil (CNB).

VERDADE INCÔMODA

Waldir Maranhão sela acordo com Augusto Lobato para o PED/PT.

A verdade é que a CNB é uma corrente disciplinada e está sendo coerente politicamente ao obedecer o comando nacional do PT, que reconhece a legitimidade da filiação do Waldir Maranhão no partido pelo papel que o parlamentar cumpriu no processo de impeachment da presidente Dilma quado estava no exercício da presidência da Câmara dos Deputados.

A rigor, e é bom que se diga, a CNB sequer era para estar defendendo a entrada de Waldir no PT, pois, para quem não sabe ou não lembra, o parlamentar apoiou com ESTRUTURA foi a candidatura de Augusto Lobato no Processo de Eleição Direta do PT (PED/PT) ajudando a derrotar o deputado estadual Zé Inácio, o então candidato da CNB a presidente do partido.

Enfim, se tinha alguém para hoje estar defendendo com rigor a filiação de Waldir Maranhão no PT era exatamente Augusto Lobato, mas a “Rainha da Inglaterra” prefere se submeter às orientação do presidente de fato do PT, Chico Gonçalves, que na verdade são orientações do chefe deles, o governador Flávio Dino.

Pelo visto teremos uma Sexta-Feira Santa com menos milagres e mais traições.

Mas, se preciso for, o Brasil inteiro saberá quem é o Judas-mor do Maranhão.

É aguardar e conferir.