ELEIÇÕES 2018: Fortalecido em Pinheiro, Othelino Neto revela-se exímio articulador político

Othelino Neto deixou de ser mero combatente nos embates e debates na Assembleia Legislativa e passou a ser um exímio articulador político ao assumir a presidência da casa

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB) está se revelando um hábil operador político.

De parlamentar aguerrido, bom de briga, no comando do parlamento maranhense tem dado um banho em muita raposa no que diz respeito à articulação política.

Primeiro foi ter a capacidade de separar o tático do estratégico ao repactuar com o prefeito Luciano Genésio (PP), que até poucos meses atrás era arqui-inimigo ferrenho.

Contudo, Othelino deixou as querelas provincianas de lado e pensou estrategicamente do ponto de vista dos interesses do grupo político político ao que pertence no estado, no caso o grupo do governador Flávio Dino (PCdoB). A isso chama-se disciplina!

Agora o presidente da Assembleia Legislativa faz um movimento político que sela seu protagonismo não somente no município de Pinheiro, mas na Baixada maranhense, uma vez que Pinheiro é a principal e maior cidade de Região, qual seja o de se unir ao grupo de Filuca Mendes (MDB) através do filho do ex-prefeito, o deputado federal Victor Mendes.

Ontem, 27, Othelino Neto foi convidado por Victor Mendes a assistir ao jogo da seleção brasileira na residência do seu pai, em Pinheiro, com direito a presença do deputado federal e pré-candidato a senador Sarney Filho (PV).

Além de comemorarem a vitória da seleção canarinho sobre a Sérvia, os aliados políticos celebraram também mais uma passagem de ano do grande Filuca Mendes, a quem o Blog do Robert Lobato manda um parabéns com um dia de atraso.

O fato é que Othelino Neto deixou de ser mero combatente nos embates e debates na Assembleia Legislativa e passou a ser um exímio articulador político ao assumir a presidência da casa.

Assembleia Legislativa realizará primeiro Pregão Eletrônico nesta terça-feira

A Assembleia Legislativa, por determinação do presidente Othelino Neto (PCdoB), realizará, nesta terça-feira (8), seu primeiro Pregão Eletrônico, que visa à aquisição de bens e serviços de forma mais célere e transparente.

A modalidade de licitação acontecerá às 15h, no Auditório Neiva Moreira do Complexo de Comunicação, tendo como objeto a compra de material de informática.

O presidente da Comissão Permanente de Licitação (CPL), André Luís Pinto Maia, informou que o Pregão Eletrônico materializa o que de mais moderno existe em se tratando de contratação pública, conferindo maior celeridade e a almejada desburocratização do procedimento licitatório, sem perder de vista a qualidade nas propostas ofertadas, posto que a competitividade se mostra potencializada nessa modalidade.

André Maia frisou que, ao optar pelo Pregão Eletrônico, o presidente Othelino Neto coloca a Assembleia Legislativa no parâmetro da modernidade. “Sensível às mudanças proporcionadas pelos meios tecnológicos e atento à necessidade permanente de modernização da gestão administrativa, nosso presidente não mediu esforços para propiciar e efetivar essa notória mudança que está sendo implementada nesse poder”, frisou.

Segundo ele, essa nova modalidade é responsável por contemplar notáveis melhorias no procedimento licitatório, tornando-o mais dinâmico e prestigiando princípios que servem de paradigma para a atuação de todo gestor público, a exemplo da eficiência, economicidade e celeridade.

“Sem dúvida”, acrescentou o presidente da CPL, “o Pregão Eletrônico traduz a forma mais célere e econômica de licitação existente no ordenamento pátrio, contribuindo demasiadamente para a desburocratização do sistema e guardando uma relação intrínseca com o princípio da eficiência, de índole constitucional”.

André Luís enfatizou ainda que não há dúvida de que a utilização de tal modalidade confere maior transparência nos gastos realizados pela Administração, possibilitando um controle efetivo por parte da população. “O que resulta na prestação de um serviço público com maior qualidade, tomando como base o princípio da supremacia do interesse público”, completou.

(Agência Assembleia)

O violento bate-boca entre Adriano Sarney e Rogério Cafeteira confirma o quanto faz mal ao MA a dicotomia sarneysismo X antissarneysismo 8

A sessão histórica de ontem na Assembleia Legislativa foi emblemática no sentido da superação desse “Maranhão em preto e branco” que o Blog do Robert Lobato costuma chamar

Quase os deputados Adriano Sarney (PV) e Rogério Cafeteira (PSB) ‘engatam’ no plenário da Assembleia Legislativa na sessão de ontem, 26.

Foi um festival de baixarias, um debate, se é que se pode chamar aquilo de debate, completamente desqualificado onde faltou bom senso e sobrou ataques pessoais, xingamentos mútuos e exposição de mazelas familiares.

Desgraçadamente, a única coisa de positivo que é possível tirar do telequete verbal entre os deputados Adriano Sarney e Rogério Cafeteira é que o lamentável episódio serviu para confirmar o quanto faz mal ao Maranhão a dicotomia sarneysismo versus antissarneysismo.

Uma espécie de bipardarismo que há tempos tem puxado o estado para baixo e submetido a sociedade maranhense a uma lógica perversa de ser obrigada a escolher um dos dois lados da moeda como se não existissem outros horizontes a perseguir.

Se um dia já fez algum sentido esse bipartidarismo, atualmente ele se revela completamente anacrônico diante não somente às necessidade do povo maranhense, mas também em relação às potencialidades socioeconômicas do estado e a exploração sustentável das suas riquezas.

O fato é que a sessão histórica de ontem na Assembleia Legislativa foi emblemática no sentido da superação desse “Maranhão em preto e branco” que o Blog do Robert Lobato costuma chamar.

E mais emblemática ainda pelos sobrenomes dos protagonistas que encenaram tão deselegante acontecimento…

Mesa Diretora apresenta projeto de Decreto Legislativo que extingue auxílio-moradia para deputados estaduais

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa apresentou projeto de Decreto Legislativo extinguindo o auxílio-moradia aos deputados estaduais maranhenses. A proposta foi publicada na edição de quinta-feira (22) do Diário Oficial da Casa, está tramitando e deve ser apreciada, em plenário, nos próximos dias.

O projeto é assinado pelo presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), e pelos outros parlamentares integrantes da Mesa Diretora: Fábio Macedo (1º vice-presidente), Josimar de Maranhãozinho (2º vice-presidente), Adriano Sarney (3º vice-presidente), Levi Pontes (4º vice-presidente), Stênio Rezende (1º secretário em exercício), Zé Inácio (3º secretário) e Nina Melo (4ª secretária).

Em seu primeiro parágrafo, a proposta revoga as disposições do DL nº 448. “Fica revogado o Decreto Legislativo nº 448 que institui o benefício do auxílio-moradia aos deputados da Assembleia Legislativa e dispõe sobre sua concessão”, estabelece o projeto.

Uma vez aprovado o projeto, proposto pela Mesa Diretora, o Decreto Legislativo vai extinguir o benefício do auxílio-moradia a que os deputados têm direito e passa a valer a partir da data de sua publicação.

No comando da Assembleia Legislativa, Othelino Neto demonstra habilidade política e reúne lideranças de 12 partidos

Ainda é muito cedo para afirmar categoricamente que todos esses partidos estarão de fato no palanque da reeleição de Flávio Dino. Mas, caso a maioria deles “cape o gato” da base governista até as convenções, com certeza não será pela falta da dedicação e da habilidade politica demonstradas pelo presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto

O presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), deu demonstração de habilidade e força políticas ao reunir, na noite de ontem, terça-feira, 30, na sua residência, nada menos do que representantes de 12 partidos. O encontro teve como objetivo avançar nas articulações em torno do projeto de reeleição de Flávio Dino (PCdoB).

Othelino Neto é um dos maiores defensores do governo Flávio. E mesmo antes de chegar à presidência da Assembleia Legislativa sempre foi uma voz ativa não somente no contraponto às críticas da oposição, mas na exaltação das ações governistas consideradas pelo parlamentar comunista como bons exemplos de gestão.

No encontro estiveram presentes os presidentes Marcio Jerry (PCdoB), Augusto Lobato (PT), Edivaldo Holanda (PTC), Eliziane Gama (PPS), Josimar de Maranhãozinho (PR), André Fufuca (PP), Pedro Fernandes (PTB), Simplício Araújo (SD), Juscelino Filho (DEM) e Gastão Vieira (PROS).

Também marcaram presença os deputados estatuais Rafael Leitoa e Bira do Pindaré, do PDT e do PSB, respectivamente.

Ainda é muito cedo para afirmar categoricamente que todos esses partidos estarão de fato no palanque da reeleição de Flávio Dino.

Mas, caso a maioria deles “cape o gato” da base governista até as convenções, com certeza não será por falta da dedicação e da habilidade politica demonstradas pelo presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto.

Nesta sexta-feira será lançada na Assembleia Legislativa a “Frente Parlamentar em Defesa da Democracia e do Lula ser Candidato a Presidente” 11

O lançamento está previsto para acontecer às 9h, no gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, e é o primeiro movimento do tipo que acontece no país

Acontece amanhã, sexta-feira, 19, o lançamento da “Frente Parlamentar em Defesa da Democracia e do Lula ser Candidato a Presidente”.

O ato será realizado no gabinete da presidente da casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), e deve contar com a participação de vários deputados de diferentes partidos e correntes de pensamento.

A idealização do Frente é de autoria do deputado Zé Inácio (PT) que tem sido uma voz ativa e constante na defesa do ex-presidente Lula ter o direito de ser candidato novamente ao Palácio do Planalto “sem a interferência da Justiça que insiste num processo, segundo o parlamentar petista “meramente político que tem como único objetivo tirar o Lula da disputa presidencial de 2018, o que seria uma agressão à democracia brasileira”.

O lançamento da “Frente Parlamentar em Defesa da Democracia e do Lula ser Candidato a Presidente” está previsto para acontecer às 9h, no gabinete da Presidência da Assembleia Legislativa, e é o primeiro movimento do tipo que acontece no país.

ELEIÇÕES 2018: PCdoB no comando do Executivo e Legislativo do MA 2

Tudo leva a crer que daqui pra frente a relação entre os poderes Executivo e Legislativo maranhenses será dada em outro patamar

O PCdoB está no comando político-institucional dos poderes Executivo e Legislativo do Estado do Maranhão, o que está longe de ser pouca coisa ainda mais em um ano eleitoral.

O Executivo sob a égide do governador Flávio Dino e o Legislativo comandado pelo deputado Othelino Neto, que não é apenas um parlamentar do PCdoB, mas um soldado do projeto de reeleição do “65”, é algo significativo num estado com as características do Maranhão.

Evidente que na condição de presidente, Othelino Neto terá que ter a sabedoria e a habilidade não fazer do Assembleia Legislativa uma espécie de “comitê eleitoral” de Flávio Dino, mas é lógico que trata-se de uma instituição cujo peso político e capilaridade estrutural são inquestionáveis.

Na manhã desta quarta-feira, por exemplo, o secretário de Márcio Jerry (Articulação Política e Comunicação) fez uma visita de cortesia a Othelino Neto, coisa que não se via na gestão Humberto Coutinho, o que leva a crer que daqui pra frente a relação entre os poderes Executivo e o Legislativo maranhenses será dada em outro patamar.

Othelino Neto agradeceu a visita e disse que essa harmonia entre os Poderes é boa para a população. “Existe harmonia entre o Legislativo e o Executivo, estendida ao Judiciário, e isso tem sido muito bom para o Maranhão. Com essa relação respeitosa, articulada e harmônica, com cada Poder com suas prerrogativas constitucionais, quem ganha mais é a população, que recebe os serviços públicos de melhor qualidade, pontou.

Márcio Jerry, que além de secretário de Estado é presidente PCdoB, reconheceu a lealdade do novo presidente do Legislativo lembrando que Othelino “tem dado uma grande contribuição na condução do Maranhão antes mesmo de ser presidente da Casa, na medida em que é um colaborador muito eficiente e incessante do governador Flávio Dino, nas questões que o Executivo manda para o Legislativo”.

É com esse quadro político-institucional que o PCdoB entra o ano de 2018.

E com ele enfrentar as urnas em outubro…

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA: Estado de saúde do presidente Humberto Coutinho intensifica movimentações de deputados 2

Já é grande a movimentação de bastidores no Poder Legislativo uma vez que o presidente da casa pode ser obrigado a deixar o posto para tratar exclusivamente da sua saúde

Nenhum deputado, claro, fala abertamente sobre o assunto até por razões éticas, mas o agravamento do estado de saúde do presidente Humberto Coutinho (PDT) tem levado os parlamentares a se movimentarem intensamente nos últimos dias.

Caso o deputado-presidente seja obrigado a renunciar o mando para tratar exclusivamente da saúde ao lado dos seus familiares, haverá abertura de um processo de eleição para a escolha de um novo presidente do Poder Legislativo maranhense.

É difícil afirmar com 100% de certeza quem seria o favorito a esta altura do campeonato, mas o atual vice-presidente Othelino Neto (PCdoB) desponta com grandes chances, indiscutivelmente.

Em primeiro lugar, o deputado é aliado de primeira hora do Palácio dos Leões, um dos maiores defensores do governo na Assembleia Legislativa do Maranhão e sempre faz os contrapontos mais radicais com a oposição.

Em segundo lugar, tem ótimo trânsito com os seus pares e sempre que foi obrigado a assumir a condição de presidente no lugar de Humberto Coutinho tirou de letra. Não há um deputado que reclame do tratamento que Othelino Neto dispensa aos seus pares e isso conta bastante para uma eventual candidatura sua a presidente da casa.

Em terceiro lugar, e talvez o mais importante, é que Othelino já é o vice-presidente e na necessidade de assumir a titularidade do cargo porque não poderia ser logo alçado a tal condição e, dessa forma, evitar uma disputa na base governista?

Outros nomes

Outros dois nomes também lembrados para presidente do Palácio Manuel Beckman em situação extraordinária são Rogério Cafeteira (PSB) e Rafael Leitoa (PDT).

Rogério é o atual líder do governo, mas lhe falta a habilidade necessária para eventualmente ter que assumir o comando da Assembleia Legislativa, já, ao que parece, não tem lá muita capacidade para aglutinar apoio em torno de si.

Já Rafael Leitoa, embora seja suplente, numa eventual saída de Humberto Coutinho assume a titularidade do cardo e pode virar presidente sim, até porque representa uma Região importante do estado e pode ser a moeda de troca, com o governo, para garantir a sua reeleição.

Corre por fora ainda o nome do deputado licenciado Neto Evangelista, que não está no centro do articulação, mas possui características que o ajudam a chegar à presidência da casa se for chamado para tão honrosa missão.

Enfim, por enquanto é isso o que rola nos bastidores da Casa do Povo em relação a uma eventual necessidade de mudança de comando…