ELEIÇÕES 2018: Alexandre Almeida “apimenta” a disputa para o Senado Federal 8

Não se sabe ao certo qual a estratégia de Alexandre Almeida em radicalizar no tom da sua campanha, mas o fato é que em dois programas, ao longo dessa semana, o tucano partiu pra cima de dois dos seus concorrentes.

Diante de uma eleição um tanto quanto sem sal para o governo do estado, o deputado estadual Alexandre Almeida (PSDB) resolveu “apimentar” a campanha para o Senado Federal, cargo que disputa na condição de mais jovem candidato do Brasil à Câmara Alta.

Não se sabe ao certo qual a estratégia de Alexandre Almeida em radicalizar no tom da sua campanha, mas o fato é que em dois programas, ao longo dessa semana, o tucano partiu pra cima de dois dos seus concorrentes.

A primeira vítima foi o atual senador e candidato a mais um mandato Edison Lobão (MDB), apontado por Alexandre como sendo investigado pela Lava Jato; logo em seguida foi a vez do deputado federal Weverton Rocha (PDT), quando tucano lembrou que o nosso querido “Maragato” responde à denúncias de corrupção feitas pelo Ministério Público Federal.

Lobão e Weverton, claro, reagiram às provocações de Alexandre Almeida. O primeiro foi defendido pelo filho e suplente Edinho Lobão que, através de um áudio, afirmou que o jovem candidato ganhou “um inimigo para a vida inteira”. O caso, de política, virou de polícia, já que Alexandre registrou na Polícia Federal o que considera uma “ameaça” a sua vida.

Já o Weverton Rocha foi mais político e considerou que as investidas de Alexandre Almeida como estando a serviço de terceiros e que possui “a nossa militância para responder por nós. Sei apanhar, mas também sei bater.”.

De qualquer forma, e sabe-se lá o porquê, Alexandre Almeida deu um pouco mais de emoção para uma eleição que já pode ser considerada como a mais esquisita da história…

VÍDEO DO DIA: Alexandre Almeida alerta eleitores sobre o voto em Weverton Rocha 8

Com discurso que é o mais novo candidato a senador do país, o que é verdade, o deputado estadual Alexandre Almeida (PSDB) apresentou no seu programa eleitoral o lado polêmico e controverso do também candidato a senador Weverton Rocha (PDT), além de revelar que o deputado federal é alvo de investigação por corrupção pelo Ministério Público Federal.

Na peça publicitária do tucano, supostos eleitores de Weverton Rocha desistem de votar no candidato pedetista após tomarem conhecimento do lado, digamos, nada admirável do nosso querido Maragato.

Confira.

ELEIÇÕES 2018: Em instantes a convenção do PSDB que vai oficializar o projeto Roberto Rocha governador-45 6

Daqui a pouco inicia a convenção do PSDB que vai oficializar a candidatura do senador Roberto Rocha ao Governo do Maranhão e do deputado federal José Reinaldo Tavares e do deputado estadual Alexandre Almeida candidatos ao Senado Federal.

Vice e suplentes serão anunciados mais na frente.

SENADO 2018: O fator Alexandre Almeida 4

De todas as qualidades que o jovem deputado possui, destaca-se uma que na política é coisa rara: Lealdade.

A disputa pelo Senado Federal no Maranhão está ficando interessante e instigante.

Pelos nomes que estão sendo colocados até aqui, não tem como desconhecer e/ou ignorar a pré-candidatura de senador do jovem deputado estadual Alexandre Almeida (PSDB).

Parlamentar atuante na Assembleia Legislativa do Maranhão, aguerrido, dono de boa oratória, competente, Alexandre Almeida ousou, como é próprio dos jovens “ousar”, abrir mão de um terceiro mandato de deputado estadual e alçar voo rumo ao Senado Federal.

Alexandre Almeida tem uma característica que foge ao padrão genérico dos políticos, qual seja não depender da política para sobreviver.

O pré-candidato tucano é um bem sucedido advogado e sabe separar muito bem a sua condição de operador do direito da sua atuação política.

Em verdade, Alexandre Almeida é produto de uma nova cultura política, por assim dizer, que se estabeleceu no Maranhão a partir da eleição de Roberto Rocha para o Senado Federal em 2014.

“Como assim, Bob Lobato”, perguntaria o leitor. Explico.

É que a eleição de Roberto Rocha para senador abriu uma “porteira” que até então era permitida a entrada somente para os “mais velhos”, via de regra ex-governadores. Roberto mudou essa regra ao eleger-se em 2014. Aí que surgem pré-candidatos ao Senado como o Alexandre Almeida.

Se souber tirar proveito político e eleitoral da sua condição jovem, independente, profissional liberal bem sucedido e principalmente “colar” na imagem do senador e pré-candidato a governador Roberto Rocha, eleito senador sem ainda ter passado pelo Palácio dos Leões, certamente Alexandre Almeida poderá surpreender o Maranhão e eleger-se senador da República.

E Blog do Robert Lobato afirma isso muito à vontade porque foi o primeiro a analisar a possibilidade do deputado estadual Alexandre Almeida ser candidato a senador (reveja aqui).

Por fim, e é importante que se diga, Alexandre Almeida, de todas as qualidades que possui, destaca-se uma que na política é coisa rara: Lealdade.

O fato é que os maranhenses, na intimidade da urna, terá uma ótima opção para o Senado Federal nas eleições de 2018.

E atende pelo nome de Alexandre Almeida.

ELEIÇÕES 2018: Alexandre Almeida e o Senado Federal 2

Jovem, inteligente, articulado, competente advogado e ex-vereador pela cidade de Timon, Alexandre Almeida reúne todas condições para fazer bonito numa eleição para o Senado Federal e concorrer de igual para igual com outros nomes já colocados na disputa, ainda mais por um partido do porte do PSDB, que terá candidato a governador e a presidente competitivos.

Em meio aos movimentos políticos da pré-campanha eleitoral de 2018 à luz o prazo final para definir as filiações partidárias, uma notícia chamou atenção no último final de semana.

Trata-se do convite feito pelo senador Roberto Rocha, presidente estadual do PSDB, para que o deputado estadual Alexandre Almeida (PSD) filie-se ao seu partido e dispute uma vaga ao Senado Federal pela coligação liderada pelo congressista tucano.

Alexandre já vinha dando demonstração de não ter interesse em concorrer a mais um mandato de deputado e começou a pensar em voos mais, então a disputa de senador passou a ser o foco.

Jovem, inteligente, articulado, competente advogado e ex-vereador pela cidade de Timon, Alexandre Almeida reúne todas condições para fazer bonito numa eleição para o Senado Federal e concorrer de igual para igual com outros nomes já colocados na disputa, ainda mais por um partido do porte do PSDB, que terá candidato a governador e a presidente competitivos.

Isso sem esquecer, claro, que Alexandre Almeira será o candidato oriundo da Região Leste, uma das mais importantes e estratégicas do estado, com mais de 1,2 milhão de habitantes, cerca de 700 mil eleitores distribuídos em 44 municípios, e que clama por um representante na chapa majoritária das eleições de 2018.

O fato é que Alexandre Almeida encarna esse sentimento, no seio do povp, por mudança e renovação dos quadros políticos maranhenses.

Está, portanto, credenciado para ser senador da República.

ELEIÇÕES 2018: Alexandre Almeida pode ser o “novo” para o Senado Federal 4

Em meio à tantas pré-candidaturas a senador colocadas no cenário pré-eleitoral, algumas delas pra lá de controversas, polêmicas e, sobretudo, enroladas, o nome do deputado Alexandre Almeida pode ser uma boa opção para o eleitor que está a procura de uma alternativa jovem, competente, séria, enfim, um nome realmente novo para ser colocado no Senado Federal

Começa a ganhar corpo e alma a pré-candidatura do deputado estadual Alexandre Almeida (PSD) para o Senado Federal nas eleições de 2018.

Para início de conversa, o jovem parlamentar já tem o ingrediente fundamental para quem deseja se habilitar a tamanho desafio: coragem! E quem tem coragem, ensina os mais velhos, já tem a metade.

Alexandre Almeida tem dito aos mais próximos que está disposto a trocar a sua reeleição certa de deputado estadual para apostar em voos mais altos na política, no caso o cargo de senador da República.

Vereador pelo município de Timon por um mandato, eleito deputado estadual pela primeira vez em 2010 e reeleito em 2014, e ainda candidato a prefeito da sua cidade por duas vezes (2012 e 2016), Alexandre Almeida é advogado e possui uma carreira política e profissional sem quaisquer máculas que possam impedi-lo de pleitear e disputa uma das duas vagas para o Senado no próximo ano. Ficha limpíssima, portanto!

O fato é que em meio à tantas pré-candidaturas a senador colocadas no cenário pré-eleitoral, algumas delas pra lá de controversas, polêmicas e, sobretudo, enroladas, o nome do deputado Alexandre Almeida pode ser uma boa opção para o eleitor que está a procura de uma alternativa jovem, competente, séria, enfim, um nome realmente novo para ser colocado no Senado Federal.

Isso sem falar que a Região Leste, uma das mais importantes e estratégicas do estado, com mais de 1,2 milhão de habitantes, cerca de 700 mil eleitores distribuídos em 44 municípios, clama por um representante na chapa majoritária das eleições de 2018.

E o timonense Alexandre Almeida pode ser esse nome.

É aguardar e conferir.