BARREIRINHAS: Léo Costa filia-se ao PSDB neste sábado 4

O ex-prefeito de Barreirinhas assina amanhã, sábado, 17, a ficha de filiação ao tucanato maranhense.

Foto: Blog do Aquiles Emir.

Pedetista e brizolista histórico, um dos primeiros assinar a ficha do PDT no Maranhão, Léo Costa deixou a legenda pedetista após duro golpe que sofreu nas eleições de 2016 quando foi abandonado à própria sorte pelo deputado federal Weverton Rocha, dono do PDT no estado, que o deixou sem legenda para disputar a sua reeleição pela sigla trabalhista.

Léo Costa foi um dos companheiros mais próximos do saudoso ex-governador Jackson Lago, com quem esteve nos principais e mais importantes momentos da trajetória de luta do PDT no estado.

Para o senador Roberto Rocha, presidente estadual do PSDB, “é uma honra receber nos quadros do PSDB uma liderança, um intelectual e um homem público da envergadura do companheiro Léo Costa. Certamente o nosso querido Jackson Lago está muito feliz com este momento”.

Ao Blog do Robert Lobato, o mais novo tucano do Maranhão afirmou: “é uma nova página da minha história pessoal e na minha militância política. Chego como um soldado para contribuir com a construção de um novo projeto para o Maranhão e para o Brasil. Tanto o nosso presidente estadual Roberto Rocha quanto nosso presidente nacional Geraldo Alckmin podem contar com este humilde, mas valente soldado”.

O Blog do Robert Lobato deseja todo o secesso para o amigo Léo Costa.

“Esse foi o maior Carnaval de Tuntum”, garante prefeito Tema

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão-FAMEM fez um balanço dos festejos carnavalescos na cidade que dirige e garantiu: “Esse foi o maior e melhor Carnaval de todos os tempos em Tuntum, sem registro de incidentes, marcado por uma alegria contagiante de toda a população”.

Do Sábado Gordo até a terça-feira de Carnaval, o povo esteve nas ruas e na Praça, pulando e acompanhando as bandas que embalaram a festa do Momo naquela cidade da região Central do Maranhão.

Foi verificada a participação de muitos turistas das mais variadas regiões do Maranhão, por saber que o Carnaval de Tuntum sempre foi marcado pela alegria e pela tranquilidade, por conta de um excelente trabalho das Polícias Civil e Militar, de acordo com o prefeito Tema

“O povo de Tuntum é festeiro, é muito ordeiro e extremamente hospitaleiro e isso garantiu também a tranquilidade e a alegria esfuziante desse Carnaval”, de acordo com o prefeito Tema, que esteve sempre acompanhado da primeira dama Daniela Tema durante todos os festejos.

Tema aproveitou ainda para agradecer o governador Flávio Dino e o secretário de Cultura, Diego Galdino, pelo apoio que deram a todos os municípios para que fosse realizado o que ele considera como o maior Carnaval do Maranhão de todos os tempos.

“O nosso governador entendeu o espírito festivo do povo maranhense e, além de haver investido para uma grandiosa festa, esteve participando ativamente do nosso Carnaval, nos circuitos de rua de São Luis”, salientou o presidente da FAMEM.
Vem com a Gente

No último dia do Carnaval de Tumtum, milhares de foliões saíram da Praça São Francisco de Assis em direção ao Balneário da Tiúba, embalados por vários paredões de som, entre eles o Paredão do Frango (do Alfredo), o do Pedro e o Barjay (do Frank). Foi uma autêntica folia do Bloco Vem com a Gente, que teve a liderança da primeira dama Daniela Tema.

A chegada na Tiúba foi triunfal Daniella, sempre acompanhada do seu esposo Tema estava a frente e foi recebida pelo artista tuntuense Mizael Teixeira o Miza Top.

Ainda foram entregues 1500 abadas e distribuídas mais de 500 bandejas de cerveja.

ELEIÇÕES 2018: PT se movimenta rumo à candidatura própria e Lula já deu o recado 19

Os cotados para liderarem uma eventual chapa majoritária seriam o ex-presidente do PT, Raimundo Monteiro e o deputado e ex-vice-presidente da Câmara Federal, Waldir Maranhão

Como o Blog do Robert Lobato vem afirmando e comentando há tempos (basta pesquisar nos arquivos desta página), o PT está a passos largos rumo a um projeto de candidatura própria ao governo do Maranhão.

A última movimentação nesse sentido aconteceu na noite de ontem, 16, quando do encontro entre vários dirigentes petistas e o deputado federal e pré-candidato a senador Waldir Maranhão (Avante).

Na pauta, a formação de uma chapa com o PT indicando o candidato ao governo e outro partido a vaga para o Senado Federal. Também foi considerado o cenário onde o partido pode sair só com chapa pura tanto para governador quanto senador.

Nesse caso, os cotados para liderarem uma eventual chapa majoritária seriam o ex-presidente do PT, Raimundo Monteiro, que já concorreu ao governo em 2002, e o deputado e ex-vice-presidente da Câmara Federal, Waldir Maranhão.

Ex-presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão tem apoio da cúpula nacional do PT, inclusive do Lula, para ser o senador do partido e/ou pelo partido, bastando para isso que o parlamentar se viabilize nas bases petistas no estado.

O fator Lula

Segundo apurou o Blog do Robert Lobato, o ex-presidente Lula reiterou o compromisso de ter Waldir Maranhão como candidato a senador. O líder petista afirmou diante de várias lideranças nacionais do partido, durante a caravana pelo Nordeste, que Waldir é o nome do PT ao Senador Federal no nosso estado.

Na última conversa que o governador Flávio Dino teve com Lula, pouco antes do carnaval, o líder petista deixou claro que quer o PT numa posição de protagonista no processo eleitoral de 2018 no Maranhão e que a prioridade é a vaga de senador.

Depois dessa conversa com o Lula, Flávio teria procurado o presidente do PT, Augusto Lobato, e determinado que o mesmo procurasse a Gleisi Hoffmann para saber “qual o rumo” e quais as garantias que o governador tem de que o PT realmente estará no seu palanque de reeleição. Lobato cumpriu a missão e ouviu da presidenta do partido que o “quadro mudou” e que governador comunista tem que dar o seu jeito de contemplar o partido na chapa majoritária.

Em outra agenda, desta feita com José Dirceu, Lobato foi obrigado a escutar palavras mais duras, no melhor estilo do ex-ministro. “Companheiro, não é o PT que tem que ir ao Flávio Dino, mas sim o Flávio Dino que deve procurar o PT”, disparou.

O fato é que PT está em plena efervescência pré-eleitoral com forte tendência de construir um caminho político-eleitoral próprio nas eleições de 2018 no do Maranhão.

É aguardar e conferir.

EM TEMPO. Até o momento há PT três pretendentes a cargos majoritários no PT: Raimundo Monteiro, pré-candidato a governador; Márcio Jardim e Nonato Chocolate, ambos pré-candidatos a senador.

São José de Ribamar: Carnaval continua com Lava-Pratos em com a presença da Tatupé 2

A escola de samba paulistana conquistou o bicampeonato com samba enredo que canta o santo padroeiro do Maranhão.

E pra quem acha que o carnaval já acabou no Maranhão, ainda não mesmo. A temporada carnavalesca só encerra oficialmente neste fim de semana com o tradicional Lava-Pratos, festa realizada em São José de Ribamar (MA), Região Metropolitana de São Luís, que chega a sua 72ª edição.

Neste sábado (17) e o domingo (18), a charmosa cidade balneária conhecida internacionalmente pelo fluxo religioso deverá receber mais de 100 mil pessoas no Parque Municipal do Folclore Therezinha Jansen, na orla marítima. E isso porque além da programação montada para a folia ainda terá o reforço da bicampeã do carnaval paulistano, Acadêmicos do Tatuapé que vai festejar o título com a população ribamarense.

O prefeito da cidade, Luis Fernando antecipou que a prefeitura já esta trabalhando na finalizando do plano de estruturação e segurança para receber os foliões e visitantes. “O nosso Lava-Pratos já é por si só uma grande festa que arrasta multidões todos os anos, só que 2017 será muito mais especial. Teremos aqui os representantes da escola vencedora do carnaval, portanto vamos garantir uma festa saudável e segura para todos”, completou.

Luis Fernando ainda confirmou que nesta sexta-feira (16), uma reunião envolvendo todo o aparato da segurança, deverá ser realizada às 11h, na sede da Prefeitura para alinhar o plano de segurança, envolvendo policiais motorizados, a pé e cavalaria, além do Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e estruturação para o Lava-Pratos.

Programação

No sábado (17), o agito tem início a partir das 15h, com o desfile dos blocos organizados pelos circuitos da cidade além de shows com artistas locais.

No domingo (18), a programação tem início mais cedo, a partir das 13h30, com Samba Di Boa, Seguido de Vânia e Vanessa, Regional Fênix, Gargamel, Bicho Terra, Negra Jane, Esfregue e Dance, finalizando com a bicampeã do carnaval paulistano, Acadêmicos do Tatuapé.

O credenciamento para a imprensa será feito a partir do 12h desta sexta-feira na sede da Prefeitura de São José de Ribamar. Os profissionais devem procurar o setor de Assessoria de Comunicação.

Santa Rita: Prefeitura resgata cultura local e promove grande carnaval 2

A Prefeitura de Santa Rita por intermédio da Secretaria de Cultura realizou quatro dias de folia no município, com o tema “Raimundo Prego: o Fofão de Ouro”. O prefeito Hilton Gonçalo resgatou as manifestações culturais da cidade, fazendo valer a proposta de governo n°19 apresentada durante a campanha eleitoral de 2016.

A presença maciça de vereadores, ex-vereadores e secretários nos quatro dias de evento ficou evidente. A festividade momesca seguiu com shows de artistas locais: Gisa Martins; César Roberto; Jhon Lenon e Vânia Rodrigues, o Paredão General também esteve presente e agitou a galera com o melhor da atualidade. No sábado (10), quem fez o grande show foi o cantor Césio Tenório, Já no domingo (11) a equipe da cultura apresentou a corte momesca e o grande show no palco principal ficou por conta das bandas Marabaiano e Zanzibar.

ESCOLAS E BLOCOS TRADICIONAIS

A segunda-feira (12) entrou pra história do carnaval santaritense e o dia iniciou com as apresentações das escolas de samba Espelho do Samba do povoado Centrinho, Rei do Samba do povoado Areias e a Flor do Samba do povoado Recurso, também passou pelo corredor da folia, o grupo afro Balaio dos Quilombos – do povoado Santa Rosa dos Pretos.

No palco principal o show ficou por conta da cantora Adriana Corrinha e a banda Caviar com Rapadura. A grande estrela do forró mostrou uma performance sem igual e colocou a massa pra dançar mesmo debaixo de muita chuva, logo em seguida, foi a vez da banda Kayambá.

BLOCOS ALTERNATIVOS

Na terça-feira (13) a cidade viveu o ápice da folia, às 15h aconteceu o grande arrastão dos blocos alternativos pelas ruas da cidade. A competição foi acirrada, e o título deste ano ficou com o bloco PITUZEIROS, ficando o bloco TILASCA em segundo lugar e o bloco JEGUE ELÉTRICO em terceiro lugar.

HOMENAGEM À FAMÍLIA DE RAIMUNDO PREGO

Antes dos shows no palco principal, o prefeito Hilton Gonçalo ao lado de sua esposa, a prefeita de Bacabeira – Fernanda Gonçalo e do vice-prefeito de Santa Rita – Ariston Ribeiro, homenageou a família do saudoso Raimundo Prego, e entregou ao filho do ilustre homenageado – Orlando Gouveia, uma placa reverenciando e reconhecendo o belíssimo trabalho de Raimundo Prego ao longo de sua vida cultural.

Finalizando os trabalhos, a cantora Vânia Rodrigues fez o esquenta, e logo após a grande diva do forró – Monique Pessoa mostrou todo seu talento. O carnaval encerrou com o cantor Erickson Andrade e Banda Swing de Guetho. O cantor mostrou todo seu talento e fez com que mais de 9mil foliões saíssem felizes e satisfeitos com o carnaval de 2018 em Santa Rita.

É a Prefeitura de Santa Rita resgatando a cultura!

ELEIÇÕES 2018: A TPE – Tensão Pré-Eleitoral 6

É impressionante como alguns analistas políticos, principalmente da imprensa, ficam afobados em época de eleição como se fosse a primeira que irão cobrir ou participar.

Parece que o mundo vai se acabar, que não há mais nada a fazer, que a “fatura” já está ganha para esse ou aquele candidato, que quem quiser derrotar o adversário que está poder tem correr feito louco atrás de apoios, partidos, políticos etc.

Uma boa prática para acalmar a essa TPE – Tensão Pré-Eleitoral, é respirar fundo e contar até 10, se necessário até 100, conforme o caso.

Mas caso os afetados por uma forte TPE queiram praticar algo mais racional, basta fazer um exercício de retrospecção, uma viagem na linha do tempo das últimas eleições. Dá um pouco mais de trabalho do que respirar fundo e contar até 10 ou até 100, é verdade, mas certamente será mais útil para chegar-se à conclusão básica de que a política tem a sua própria dinâmica e que a realidade de hoje pode ser completamente diferente de amanhã.

“Quem morre de véspera é peru”, ensina o adágio popular.

Fico embasbacado diante certas coisas que leio vinda de gente experiente, “puta velha” do jornalismo político, ou mesmo da política propriamente dita, cair em armadilhas das famigeradas pesquisas “tabajaras”, de factoides de governos, proselitismo de governadores, opiniões de “zap-zapeiros” etc, etc, etc.

A TPE é prejudicial porque leva as pessoas tirarem conclusões precipitadas, equivocadas e completamente aleatórias do momento atual. Isso gera um efeito contrário do desejado, além de poder servir até de gozação para os adversários.

O melhor, repito, é fazer uma retrospectiva das últimas eleições: quem estava liderando a meses das eleições e depois comeu poeira? Quem ganharia no primeiro turno e quando a campanha começou sequer foi para o segundo turno? Quem não tinha partido algum antes das convenções mas depois conseguiu compor uma boa aliança partidária? Quem era o patinho feio da eleição e apurados os votos virou a grande surpresa do pleito? E por aí vai.

Esse tipo de análise é que realmente importa para uma boa projeção de cenários.

Contudo, há os agoniados, os “perus” que morrem de vésperas.

Para estes aquela velha receita, conforme abaixo.

Vamos lá: Respirem fundo! Contem até 100! Agora relaxem…

Número de pessoas com autismo aumenta em todo o Brasil

Um estudo divulgado pelo CDC (Center of Deseases Control and Prevention), órgão ligado ao governo dos Estados Unidos, revela que uma criança a cada 100 nasce com o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Os dados revelam um aumento no número de casos de autismo em todo mundo. Até há alguns anos, a estimativa era de um caso para cada 500 crianças. Com isso, estima-se que no Brasil existem dois milhões de autistas, e o que torna a questão mais grave é o preconceito e a falta de tratamento adequado. As pesquisas ainda revelam que os meninos são mais afetados pelo transtorno do que as meninas.

Segundo a Associação Brasileira de Autismo, em sua cartilha sobre o tema, o Transtorno do Espectro Autista caracteriza-se por alterações presentes desde idades muito precoces, tipicamente antes dos três anos de idade, e que se define sempre por desvios qualitativos na comunicação, na interação social e no uso da imaginação. “A tríade é responsável por um padrão de comportamento restrito e repetitivo, mas com condições de inteligência que podem variar do retardo mental a níveis acima da média”.

As causas do Transtorno do Espectro Autista são, até hoje, desconhecidas, mas acredita-se que tem sua origem em anormalidades (de origem genética) em alguma parte do cérebro, ainda não definida de forma conclusiva. Ainda de acordo com a cartilha da ABA, o autismo pode manifestar-se desde os primeiros dias de vida, mas é comum pais relatarem que a criança passou por um período de normalidade anterior à manifestação dos sintomas.

Um dos principais problemas é o diagnóstico do transtorno. Como ainda não há marcadores biológicos e exames específicos para o autismo, o diagnóstico é clínico feito por meio de observação direta de comportamentos e uma entrevista com pais ou responsáveis.

Ângela Amaral, que é uma das fundadoras do Gaape (Grupo de Amigos dos Autistas de Petrópolis), conta que sua relação com o trabalho com os autistas começou quando descobriu que seu filho Hugo, hoje com 27 anos, nasceu com o transtorno. Ela conta que o diagnóstico só foi feito quando Hugo tinha 1 ano e 8 meses, pois em Petrópolis nenhum dos profissionais visitados foi capaz de dar uma resposta conclusiva a respeito do transtorno.

– Na época falavam que ele tinha um retardo, uma deficiência comportamental, mas nada de autismo. Muitos médicos ainda acreditavam que ele era surdo e pediram diversos exames, mas eu tinha certeza que esse não era o problema, pois meu filho gostava muito de música, – revela Ângela.

O diagnóstico exato só possível por meio de uma análise de um neuropsiquiatra, que atendia no Rio de Janeiro. Ele avaliou Hugo como autista clássico e também com hiperlexia, ou seja, era super dotado em leitura. Até então, esse diagnóstico não era uma novidade, já que muitos autistas têm capacidades para desenvolvimento de leitura, pensamento lógico, falam idiomas com facilidade, mesmo sem ter aprendido, dentre outras habilidades.

– Hugo é meu primeiro filho e ao saber do diagnóstico meu chão abriu, mas disse ao médico que estava disposta a ajudar meu filho a ter qualidade de vida. Com isso, fui buscar informações sobre o Transtorno do Espectro Autista e também procurar ajuda de especialistas fora de Petrópolis. Em Juiz de Fora achei o tratamento adequado para o caso do Hugo e os resultados apareceram em pouco tempo, – explica Ângela.

Ângela conta que os tratamentos devem ser feitos para sempre e, graças ao acompanhamento constante dos especialistas, Hugo continua apresentando progressos. “O único apoio de que tive foi de outros pais, que também tem filhos com autismo e, a partir daí, surgiu a ideia de criar o Gaape (Grupo de Amigos dos Autistas de Petrópolis), que acabou tornando-se referência em todo o estado do Rio quando se fala sobre tratamento do Transtorno do Espectro Autista. Todos os autistas têm muita capacidade de desenvolvimento, basta apenas ter muito estímulo e o tratamento adequado”, conclui.

Tipo de Autismo
Por ser um espectro, o autismo engloba vários e diferentes níveis de funcionamento e transtornos, tais como: Autismo Clássico, Síndrome de Asperger, Autismo Atípico, Autismo de Alto Nível Funcional, Perturbação Semântica-Pragmática, Perturbação do Espectro do Autismo (ASD).

Tratamento
O tratamento para o Transtorno do Espectro Autista envolve profissionais multidisciplinares, por meio de intervenções psicoeducacionais, orientação familiar, desenvolvimento da linguagem e comunicação. Cada paciente é avaliado e tem um programa específico a ser seguido, de acordo com suas necessidades. Alguns dos profissionais envolvidos no tratamento são: psiquiatras, psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais, fisioterapeutas e educadores físicos.

(Fonte: Associação Inspirare)

Bequimão: Pelo 6º ano consecutivo carnaval da cidade se consolida como um dos melhores da região

Pelo 6º ano consecutivo o prefeito de Bequimão, Zé Martins mostra que investir na cultura local é o segredo para o sucesso da festa de momo. Foram 4 dias de folia. Alegria e animação foram as marcas dos foliões bequimãoenses e visitantes que aproveitaram a programação do Carnaval 2018 organizado pela Prefeitura Municipal de Bequimão. Foi o 6º circuito carnavalesco realizado na gestão do prefeito Zé Martins, que conseguiu resgatar a força da folia momesca no município.

A Praça 02 de Novembro foi novamente o local da folia, onde foi montado o palco para todos os shows. Sob o comando da Secretaria Municipal de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, de sábado (10) até terça feira (13), foi oferecida uma programação diversificada às pessoas que decidiram brincar em Bequimão. Foram 14 atrações divididas e que botaram os foliões para dançar durante 4 dias de folia.

Para o paulista Mário Henrique Macatrão, de 22 anos, a festa carnavalesca de São Paulo é diferente de tudo em Bequimão. “É a primeira vez que saio de minha cidade para outro estado. Sempre brinquei em meu bairro na zona oeste de São Paulo, e lá também muito bom, mas não se compara com o carnaval de Bequimão. Me divertir muito, fiz muitos amigos e quero voltar em outras oportunidades. Aqui parece uma festa familiar, todo mundo se diverte sem se preocupar com brigas”, destacou o turista que veio à convite de um bequimãoense que trabalha e mora em São Paulo.

No sábado (10), a Praça estremeceu ao som das bandas Skema Top, Tricha, Aline Fernandes e Levada do Teco. Os foliões brincaram a noite inteira e curtiram as melhores músicas carnavalescas da atualidade e, é claro, relembrando grandes sucessos antigos. Além disso o prefeito Zé Martins ainda entregou a chave da folia ao Rei Momo.

A animação começou mais cedo no domingo (11), com um vesperal repleto de atrações que fazem a alegria da criançada. Por volta das 15h aconteceu os desfiles das Escolas de Samba e blocos alternativos e organizados na Passarela do Samba, na Praça da Matriz. O público compareceu em massa para torcer por seu bloco ou escola de decoração. Depois, subiram ao palco as bandas Skema Top, Bicicletinha do Samba, Xavecada, Farra de Rico e Gargamel. Nem a chuva forte no início da noite tirou a empolgação dos foliões. A praça 02 de novembro mais uma vez ficou lotada.

“A alegria do povo de Bequimão e dos nossos visitantes superou qualquer adversidade. Foi assim que fizemos, mais uma vez, um belo e contagiante carnaval no nosso município. O trabalho continua e, no próximo ano, vamos nos esforçar para ser melhor ainda”, declarou a secretária de Cultura e Promoção da Igualdade Racial, Dinha Pinheiro, que este ano inovou e trouxe para a avenida o bloco dos Quilombolas formado por moradores das 11 comunidades certificadas e das 7 não certificadas.

Na segunda-feira (12), a festa continuou com a banda Skema Top, que tem talentos locais no elenco. Em seguida, animaram a folia as atracações Herton RÁ, Ney Alves e a banda de forró Limão com Mel. Foi uma noite inesquecível, onde o público dançou e relembrou grandes sucessos da maior banda de forró do Brasil. Mesmo com chuva, os foliões não tiraram o pé da praça.

A programação foi encerrada no melhor estilo, na terça-feira (13), com animação de Skema Top, banda Miragem, Nana Banda e Traíra de Óculos. O saldo da festa foi só alegria e contentamento dos foliões. As pessoas puderam extravasar felicidade, nessa festa que é a cara do nosso país, em um ambiente tranquilo, seguro e com grandes atrações.

O jornalista Gutenberg Bogéa que participou do carnaval em Bequimão, destacou a gestão do prefeito Zé Martins e a valorização dos blocos organizados e tradicionais. “É muito importante para a cultura popular, manter essas tradições nas cidades e fazendo fantasticamente a manutenção dessa tradição”, destacou o proprietário do Jornal Pequeno.

Para o folião Flávio Ribeiro, mesmo com dificuldades o carnaval não pode morrer. “É o primeiro ano que estou fazendo um bloco no povoado Beira do Campo e graças já dando tudo certo agora, tá bom demais”, disse. Já Domingos Ribeiro, presidente do bloco Nhá Ursa, do bairro Estiva, o momento é de agradecimentos. “Queremos agradecer ao prefeito Zé Martins pelo apoio e pela valorização do que é nosso, e principalmente ao povo que nos prestigia aqui na Praça da Matriz”, finalizou.

Para o prefeito Zé Martins, o carnaval é uma festa que entra para a história de Bequimão e reúne gente de toda parte do estado e leva o nome da cidade para todo Brasil. “Estou feliz, embora eu fale sempre de dores e de passado, a vida tem que continuar. Uma das coisas que Juca Martins gostava também eram as festas. Por isso eu tenho a responsabilidade ainda maior de manter as festas tradicionais, já que muitas foram iniciadas por ele nos anos 1960. Estamos fazendo como a gente pode e por isso o carnaval de Bequimão está entre os melhores da baixada maranhense”, disse o prefeito que resgatou a festa momesca desde 2013.

Além da segurança composta por Polícia Militar e Guardas Municipais, a prefeitura ainda contratou segurança privada para que os foliões brincassem à vontade na praça durante todo carnaval. A Secretaria Municipal de Saúde montou uma barraca com profissionais de saúde, que ficaram disponíveis aos foliões durante os 4 dias de folia. Os funcionários da Secretaria Municipal de Assistência Social também trabalharam no carnaval entregando panfletos sobre a campanha contra a venda de bebida alcoólica para menores de idade.

Fotos: Rodrigo Martins

A Europa renasce

Por Eden Jr.*

Já em meados de agosto do ano passado, a Comissão Europeia (braço executivo da União Europeia que propõe legislação, acordos políticos e promove a entidade), em comunicado, lançou o prenúncio de que a longa e dolorosa crise econômica e social que abalou o bloco de 28 países – bem como boa parte do mundo – iniciada há 10 anos e detonada pela quebra do banco americano Lehman Brothers, havia chegado ao final.

Na ocasião, a Comissão indicava que a União Europeia crescia pelo quinto ano consecutivo, depois de enfrentar a pior recessão de sua história. Medidas como: regulação do setor financeiro; apoio aos países com problemas de caixa; ajustes para melhorar as finanças públicas dos Estados-Membros e estímulos aos investimentos – para combater o desemprego dos jovens – haviam alcançado o resultado pretendido. O desemprego encontrava-se no nível mais baixo desde 2008, os bancos eram considerados mais sólidos, as contas públicas estavam se ajustando e o investimentos aumentavam.

Agora, no final de janeiro a boa nova foi confirmada. O Escritório Estatístico das Comunidades Europeias (Eurostat), divulgou que o Produto Interno Bruto (PIB) da Zona do Euro – o grupo de 19 nações da União Europeia que adotam o euro como moeda –  elevou-se 2,5% em 2017, o melhor desempenho desde 2007, quando a expansão foi de 3%. Foi o quarto ano consecutivo de incremento na região, dado que demostra que a recuperação é consistente. Dessa vez os propulsores do avanço foram a indústria, o comércio e os investimentos. Outro indicador que comprova a uniformidade da retomada é o crescimento de vários países: Espanha (2,5%), Portugal (2,1%), Itália (1,3%), França (1,7%), e até mesmo a Grécia (1,6%) – severamente abalada pelo descontrole de suas contas públicas e que se tornou um reiterado sinal de alerta para o Brasil, que também enfrenta forte desarranjo fiscal.

A Espanha poderá enfrentar alguns percalços em sua recuperação, dado os problemas internos advindos da tentativa de separação da Catalunha. Situação ainda não totalmente resolvida e que provoca muita instabilidade e incerteza, em razão da relevância econômica que a região tem, pois representa aproximadamente 20% do PIB espanhol.

O consumo sofreu elevação em virtude da queda do desemprego – a maior chaga da crise – e desde 2013 foram gerados cerca de 7 milhões de vagas, sendo que o nível de desocupação recuou de 9,6% para 8,7%, de 2016 para 2017. Contudo, a taxa de desemprego ainda é heterogênea na região. Alemanha e Holanda estão praticamente em situação de “pleno emprego”, com desemprego de 3,6% e 4,4%, enquanto que Grécia, com 20,5%, e Espanha, com 16,7%, ainda sentem agudamente o drama social da escassez de postos de trabalho.

Corroborando as expectativas auspiciosas para o “Velho Continente”, o Fundo Monetário Internacional (FMI) atualizou – durante o Fórum Econômico Mundial, realizado anualmente no mês de janeiro em Davos, na Suíça – suas estimativas para o comportamento da economia mundial para o biênio 2018/2019. Segundo a entidade, a Zona do Euro crescerá 2,2% este ano e 2% em 2019, prognóstico melhor, inclusive, que o traçado para o Brasil, que de acordo com o Fundo avançará 1,9% e 2,1% nos dois anos.

A crise das dívidas de nações como Grécia, Portugal e Irlanda deram o tom do precipício europeu. Todavia, depois de socorros financeiros vindos do FMI e da própria União Europeia, que em contrapartida exigiram remédios amargos (que geraram cortes nos sistemas de aposentadorias, demissões de servidores públicos e privatizações) o esforço começa a dar resultados. Agências de classificações de riscos, como a Fitch e a Standard & Poor’s (S&P), melhoraram a avaliação da Grécia, da Espanha e da Turquia.

No período em que os políticos e a própria sociedade brasileira fazem milhões de malabarismos e contorcionismos retóricos, para não realizar o inevitável ajuste fiscal – ou seja, fazer com que as nossas necessidades caibam no orçamento público – a Europa nos oferece um exemplo: “depois da tempestade (e do sacrifício) vem a bonança”.