Economia: dança das cadeiras e novas projeções

Por Eden Jr.*

Depois de uma série de imbróglios e de mal-estar, foram concluídas as mudanças na equipe econômica do governo federal – que já foi chamada de “dream team”. Na prática, as alterações constituíram-se numa “dança das cadeiras”, onde os ocupantes de cargos apenas trocaram de funções, garantindo a permanência do perfil doutrinário do grupo liderado por Henrique Meirelles. Este, agora ex-ministro da Fazenda, se filiou ao MDB e partiu para a “aventura” de tentar ser o candidato da legenda às eleições presidenciais. Manobra essa tida como altamente arriscada, pois não há a mínima garantia dos próceres emedebistas de que Meireles será o concorrente do partido.

A equipe de Meirelles já era tida como altamente comprometida com a disciplina fiscal e com os projetos de reforma da economia, embora algumas iniciativas tenham ficado pelo caminho, como a Reforma da Previdência. Isso pela inanição política do presidente Temer e pela aproximação das eleições, circunstância em que propostas impopulares provocam ojeriza nos parlamentares. Também se nota que haverá dificuldades adicionais no relacionamento dos novos gestores com os políticos. O time, de perfil eminentemente técnico e pouco afeito a negociações, terá problemas adicionais, notadamente num “ano político”, período em que as “vorazes bases eleitorais”, ignorando a situação desastrosa das contas públicas, clamam pela liberação de recursos.

O rodízio começou com a saída de Dyogo Oliveira do Ministério do Planejamento para a presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A principal missão de Oliveira – mestre em economia, servidor federal de carreira, ex-secretário nos Ministérios da Fazenda e do Planejamento na era petista –será conduzir o processo de devolução de R$ 130 bilhões de empréstimos ao Tesouro e ajudar a suavizar o rombo do orçamento. Esteves Colnago – também mestre em economia, funcionário do Banco Central e ex-secretário executivo do Ministério do Planejamento – assumiu o comando dessa pasta. Depois de enfrentar aversões ao seu nome, o apoio de Romero Jucá (MDB/RR), presidente da legenda e líder do governo no Senado, fechou a questão. Colnago terá que administrar a elaboração e a tramitação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019 e encontrar uma saída para a questão da “Regra de Ouro” – que proíbe o governo de emitir dívida para pagar despesas correntes, como pessoal e custeio dos órgãos – e que está ameaçada de ser violada já no próximo ano, em razão das dificuldades financeiras do Planalto.

Para o Ministério da Fazenda, foi descolado, da própria secretária executiva do órgão, Eduardo Guardia – doutor em economia, ex-secretário do Tesouro Nacional no governo FHC e ex-secretário de Fazenda de São Paulo. Comandando a Fazenda, Guardia, que enfrentou forte resistência do núcleo político do governo à sua nomeação, isso em razão de sua suposta dificuldade em administrar as demandas dos parlamentares, terá a incumbência de coordenar o intricado processo de privatização da Eletrobrás e as alterações na tributação do PIS/Cofins. O novo mandatário da Fazenda demonstrou força ao trazer para a secretaria-executiva do órgão (o segundo posto na casa) a economista e mestre em Administração Pública Ana Paula Vescovi, que era chefe do Tesouro e tem histórico de ser intransigente defensora da disciplina fiscal. A nomeação de Vescovi foi bem recebida pelo mercado, pois indica obstinação na busca de um equilíbrio fiscal mínimo, isso em ano eleitoral.

Por último, completando as modificações, Mansueto Almeida – funcionário do IPEA e mestre em Economia –, e que estava como secretário de Acompanhamento Fiscal e de Loterias do Ministério da Fazenda, vai dirigir o Tesouro Nacional. Crítico implacável da política de empréstimos subsidiados concedidos pelo BNDES para tentar aquecer a economia no governo Dilma Rousseff, Mansueto terá que conter o ímpeto dos governadores, sedentos por recursos federais às portas das eleições.

Uma das primeiras medidas dos novos chefes da Fazenda e do Planejamento foi anunciar projeções atualizadas para a economia, que constam no Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2019 (PLDO 2019). Por esse documento, o resultado primário – receitas menos despesas não financeiras, ou seja, não considera o pagamento de juros – do governo federal será deficitário em 2018 (R$ 159 bilhões), 2019 (R$ 139 bilhões), 2020 (R$ 110 bilhões) e 2021 (R$ 70 bilhões). Somente em 2022, o equilíbrio fiscal será retomado. O principal responsável por esses rombos será o déficit previdenciário, que alcançará R$ 208 bilhões em 2019 e irá a R$ 266 bilhões em 2021.

Números que mostram o quanto é premente a Reforma Previdenciária. Dessa forma, a dívida bruta do governo avançará ainda mais sobre a nossa riqueza, atingindo 77% do PIB em 2018, 79% em 2020 e 81% em 2021. Ainda segundo o PLDO 2019, a economia crescerá de forma moderada: 3% neste e no próximo ano, 2,4% em 2020 e 2,3% em 2021. A inflação permanecerá comportada, ficando na casa dos 3,6% este ano, 4,2% em 2019, 4% em 2020 e em 2021.

Uma notícia que pode ser considerada razoável, é que em 2019 o salário mínimo ultrapassará a marca dos R$ 1 mil, indo dos atuais R$ 954 para R$ 1.002. Uma elevação de 5%, bem superior ao aumento de 1,81% concedido este ano. Isso seguindo a regra vigente desde de 2012, que estabelece o reajuste do mínimo pela soma da inflação do ano anterior mais o crescimento do PIB de dois anos passados. É esperar que as mexidas na equipe econômica tragam resultados melhores que as projeções feitas para a nossa economia, pois a crise ainda é muito sentida pela população.

*Doutorando em Gestão do Desenvolvimento, Mestre em Economia e Economista (edenjr@edenjr.com.br)

ELEIÇÕES 2018: Geraldo Alckmin escolhe o Maranhão para dar o pontapé inicial da sua pré-campanha a presidente 6

Para o presidente estadual do PSDB, senador Roberto Rocha, a escolha do Maranhão como primeiro estado do Nordeste a ser visitado por Geraldo Alckmin é um sinal de que o estado terá um tratamento de destaque pelo Palácio do Planalto, caso os tucanos voltem a comandar o país

O ex-governador de São Paulo e pré-candidato a presidente da República, Geraldo Alckmin (PSDB), escolheu o Maranhão para ser o primeiro estado nordestino que irá visitar.

O tucano participará de dois eventos na capital maranhense nesta fase de pré-campanha, ambos no dia 5 de maio.

Primeiro, o pré-candidato participará, às 8h30, da inauguração da sede do Diretório Estadual do PSDB, localizada na Praia da Ponta d’Areia; Em seguida, às 10h30, Geraldo dirige-se para o Centro de Convenções do Multicenter Sebrae para encontro com lideranças do PSDB local, quando são esperadas dezenas de caravanas vindas de todas as regiões do estado.

Para o presidente estadual do PSDB, senador Roberto Rocha, a escolha do Maranhão como primeiro estado do Nordeste a ser visitado por Geraldo Alckmin é um sinal de que o estado terá um tratamento de destaque pelo Palácio do Planalto, caso os tucanos voltem a comandar o país.

“Nos deixa não só mais animados no projeto que temos para o Maranhão, mas sobretudo orgulhosos em receber o governador Geraldo Alckmin aqui no nosso estado, na nossa capital São Luis. Ao escolher o Maranhão como primeiro estado nordestino para visitar na condição de pré-candidato a presidente da República, Geraldo dá uma clara demonstração de que, uma vez eleito, o Maranhão terá um tratamento de destaque pelo governo federal, o que é muito importante para alcançarmos um outro patamar de desenvolvimento”, disse Roberto, que é pré-candidato a governador.

Os tucanos maranhenses não apenas querem recepcionar o presidenciável do 45 no estado, mas fazer da visita do Geraldo Alckmin um dos maiores atos políticos do PSDB, no país, nesta fase pré-campanha a presidente da República.

O Palácio dos Leilões 2

Não será de causar espanto, ao menos para o Blog do Robert Lobato, se a qualquer momento estourar um escândalo envolvendo o governo e VIP Leilões de proporções iguais ou maior ao que houve no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde

O pátio da Vip: confisco para bancar a fúria arrecadatória do governo comunista.

O governo Flávio Dino (PCdoB) segue com a sua política vergonhosa, autoritária, imoral e ilegal de confiscar motos e automóveis dos proprietários com IPVA atrasado para, em seguida, leiloá-los.

Pelos quatros cantos do estado, da capital ao interior, a ordem é multar, confiscar e mandar os veículos para o pátio da famigerada empresa VIP Leilões, localizada na BR-135, no Distrito Industrial de São Luis.

Essa política nefasta de confisco de bens dos cidadãos maranhenses é para manter outra política, não menos nefasta para os contribuintes, que é fúria arrecadatória do governo comunista por impostos. Ou seja, um governo tão glutão por impostos quanto o governador por comidas e bebidas.

A situação é tão desgraçadamente dramática que há casos onde proprietários, tomados por uma revolta perfeitamente compreensível, preferirem destruir suas motos ou carros a vê-los guinchado pela VIP Leilões – que praticamente se tornou sócia do governo nesse negócio milionário! Aliás, não será de causar espanto, ao menos para o Blog do Robert Lobato, se a qualquer momento estourar um escândalo envolvendo o governo e VIP Leilões de proporções iguais ou maior ao que houve no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde.

Será o momento em que maranhenses descobrirão que, em verdade, o nome da sede do Governo do Maranhão chama-se Palácio dos Leilões.

Polarização da sociedade gera comportamentos coletivos irracionais marcados pelo ódio

Psicólogo social afirma que redes sociais estimulam reações em grupo pouco fundamentadas e muito apaixonadas

Redação Vya Estelar

A situação política do Brasil nos últimos anos tem resultado na polarização da sociedade e em uma crise de representatividade generalizada.

Os sentimentos disseminados de indignação e desesperança contagiam os indivíduos, que passam a se comportar de forma coletiva, muitas vezes movidos exclusivamente por suas paixões, gerando acirrados confrontos. A opinião é de Antonio Euzébios Filho, professor do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da USP.

O professor explica que as redes sociais e seu caráter impessoal reforçam essa tendência ao tratar de temas complexos, como é a política, de forma rasa ou mesmo através de notícias falsas.

Opiniões desenvolvidas a partir de conteúdos desse tipo tendem a fomentar um comportamento irracional dos grupos, marcado pelo ódio e pela tentativa de anulação do outro.

O assassinato da vereadora Marielle Franco, que parecia ser motivo para comoção geral, gerou sérios desgastes. O caso é um exemplo dessa tentativa de se anular não só o indivíduo, mas uma proposta política alternativa, o que, para Antonio Euzébios, representa ódio de classe, acima de tudo.

Apesar do cenário de confusão ideológica observado hoje no Brasil e no mundo, o professor insiste em que a saída para esse problema passa pela elaboração de um projeto coletivo que rompa com tudo aquilo que é negativo para o País.

O incitamento ao individualismo precisa ser combatido. É injusta a responsabilização do indivíduo por problemas derivados de um sistema falido. Sendo assim, só a coletividade e a clareza em torno de um projeto político que rompa com o que está colocado, serão capazes de fazer com que nossa democracia amadureça, finaliza.

VITÓRIA DO MEARIM: Prefeitura prepara cestas básicas para distribuição entre os desabrigados

Entrega de cestas básicas pela Prefeitura de Vitória do Mearim garante transparência e qualidade no atendimento. As cestas básicas serão doadas gratuitamente pela Prefeitura Municipal, visando atender as famílias desabrigadas em decorrência do volume crescente das águas do Rio Mearim.

Os beneficiados serão famílias em situação de vulnerabilidade social e insegurança diante dos fenômenos da natura, que aumentou o volume de água do Rio Mearim.

A medida adotada tem como objetivo concentrar as entregas de forma que possa levar a essas famílias condições alimentar, cujo atendimento será feito de maneira alinhada e organizada pela Prefeita Dídima Coêlho.

Outros aspectos de grande importância decorrentes desta medida é a transparência em todo o processo e a continuidade do abastecimento.

Pare de perder tempo com pessoas tóxicas

“Não sou eu, é ele” é o que a maioria de nós costuma dizer. Somos rápidos para culpar os outros pelo que sentimos

Darius Foroux, Administradores.com

Você já se irritou com o comportamento sórdido de um colega de trabalho, amigo ou mesmo familiar. Bom, se você deixa os outros lhe irritarem, a culpa não é deles.

“Não sou eu, é ele” é o que a maioria de nós costuma dizer. Somos rápidos para culpar os outros pelo que sentimos.

Dizemos que os outros nos fazem sentir de determinada maneira. Trata-se de um equívoco. Você devide como sentir acerca das coisas que acontecem na sua vida.

Não são os eventos que nos ferem. São as nossas percepções de tais eventos que nos ferem. Essa é uma das ideias mais importantes da filosofia estóica.

Em outras palavras, você decide qual significado atribuir às coisas que acontecem na sua vida. Se seu amigo mente sobre você para outras pessoas e você se irrita, você tomou a decisão de se irritar.

Afinal, você não controla os outros. É por isso que as pessoas com quem você passa seu tempo é uma questão de vida ou morte.

O grande filósofo estóico, Epiteto, disse o seguinte em seu Manual para a Vida.

“Evite se relacionar com pessoas que não compartilham os seus valores. A associação prolongada com essas ideias falsas só vai embaçar seu pensamento”.

É algo em que acredito. Já vi pessoas destruírem as vidas de outras o suficiente para não dar importância a essa ideia.

Aposto que você também já teve experiências com pessoas tóxicas, na falta de um termo melhor, na sua vida.

É algo em que acredito. Já vi pessoas destruírem as vidas de outras o suficiente para não dar importância a essa ideia.

Aposto que você também já teve experiências com pessoas tóxicas, na falta de um termo melhor, na sua vida.

Há dois tipos de pessoas
Pessoas com valores;
Pessoas sem valores.
Acredito que menos de 1% da população tem valores, que nada mais são do que respostas para questões como:

Como eu trato outras pessoas?
Como eu me trato?
O que é certo e o que é errado?
Eis uma maneira fácil de detectar pessoas sem valores: quando você vê que alguém se tornou uma pessoa completamente diferente em um segundo — é aí que sabemos que essa pessoa não tem valores.

Por exemplo, na nossa empresa recentemente contratamos um estagiário tóxico. Ele se transformou numa pessoa completamente diferente daquela que havíamos contratado.

É claro, o erro foi nosso. Mesmo que ele tenha falado bastante sobre valores durante o processo de entrevista, não detectamos nenhum sinal suspeito.

E tudo correu bem durante a primeira semana. Mas assim que o estagiário encontrou um parceiro entre os demais estagiários, tudo começou a mudar.

De repente, com esse novo parceiro, começaram as fofocas, tentativas de manipulação dos outros e de criar dissidências. Felizmente, identificamos rapidamente o comportamento e comunicamos a nossa política de tolerância zero para comportamentos tóxicos.

Não é algo difícil de acontecer em organizações. As pessoas escondem suas verdadeiras cores. Eu diria que elas escondem o fato de não terem cor alguma.

Quando você não tem valores, automaticamente gravita para o comportamento humano natural, que é extremamente obscuro. Recentemente li 12 rules for life (sem edição em português), do Dr. Jordan Peterson, um psicólogo clínico e professor na Universidade de Toronto.

Sua proposta fundamental é que pessoas são naturalmente más e que viver é sofrer. Para provar a hipótese, Peterson detalha exemplos convincentes da história.

Ele está certo. As pessoas sempre mentiram, mataram e traíram ao longo da vida.

Mas há uma alternativa
Você pode facilmente entrar pelo ralo dos comportamentos sórdidos. Basta perder tempo suficiente com pessoas ruins — eventualmente, você se tornará uma delas.

Você também pode gastar seu tempo com fofocas, mentiras e manipulações. Talvez vocẽ até se sinta bem com isso. A sensação de poder, não importa como é adquirida, dá prazer às pessoas. É assim que nossa mente trabalha.

Portanto, quando você reconhecer alguém que não tem princípios, demonstre atitudes reprováveis e tenha várias caras — pule fora.

Cerque-se de pessoas que querem o melhor para você.

Não de pessoas que são invejosas, que não suportem ver o seu sucesso e que sejam negativas em tudo. Acredito que isso é importante para qualquer pessoas que queira viver uma boa vida.

Alguns anos atrás, quando comecei a viver uma vida consciente, precisei me despedir de pessoas que queriam apenas viver uma vida de prazer.

Também vi outros amigos que começaram a mudar suas vidas para melhor, mas foram puxados de volta para o poço sem fundo da escuridão por outras pessoas.

Mas, como você e eu sabemos, a vida também é cheia de pessoas amáveis. Não é ruim de todo.

Seja exigente com o seu tempo
“Você é a média das cinco pessoas com quem passa mais tempo”. Parece um velho clichê. Mas creio que ainda não entendemos por completo o impacto que outras pessoas têm em nós.

Como afirmou Epiteto, os outros podem embaçar seu pensamento. Vale a pena?

Encare da seguinte maneira: você daria R$ 1000 para cada pessoa na sua vida se elas pedissem? Se a resposta é não, pare de dar seu tempo a essas pessoas que não têm os mesmos valores que você.

Eu restringi a lista de pessoas com quem passo 90% do meu tempo apenas para meus familiares mais próximos e meus dois melhores amigos. O restante do meu tempo eu dedico ao trabalho e aos exercícios. É o que eu mais faço. E eu nunca aproveitei tanto a minha vida como agora.

Se você tem um trabalho que ama e pessoas que ama, então você não tem mais com o que gastar seu tempo.

Nada dará mais satisfação do que ter uma carreira significativa e uma família forte.

“Mas e se minha família for tóxica?”

Inspire seus familiares a mudarem para melhor. Eu não desisti da minha família. Mesmo que leve 10 anos, eu ainda tentarei ajudá-los.

Crie seus valores e agarre-se a eles
Para viver uma vida virtuosa, você precisa de princípios. Sem princípios (ou valores), não temos caráter. E sem caráter, não somos ninguém.

“Quem se importa?”

Mais do que qualquer pessoa, você deveria se importar. É você quem se olha no espelho todos os dias. Você está feliz com o que vê?

Essa é a única medida que tenho para minha vida. Eu preciso gostar da pessoa que vejo no espelho. Se eu não gosto dela, eu mudo. É o que sempre fiz. E é o que faço até hoje.

Melhore
Qual a alternativa? Como Peterson concluiu em 12 rules for life, não há outra opção viável para a vida.

Só existe um caminho para a felicidade: seguir em frente.

Você precisa da promessa do que você poderia ser. Você precisa de um caminho para uma vida melhor. Nenhum de nós é perfeito.

Não importa se vamos alcançar ou não o nosso destino. O que importa é nossa melhoria constante.

Movimentos farão dia nacional de luta em defesa da Eletrobras 2

Sindicatos, movimentos populares e trabalhadores do setor elétrico estatal vão dar mais uma demonstração de que não aceitam a entrega da maior empresa de energia elétrica da América Latina à iniciativa privada. Na próxima segunda-feira, 16, vão ocorrer paralisações, atos e manifestações em todos os estados na defesa da Eletrobras pública, eficiente e para todos

247 – Sindicatos, movimentos populares e trabalhadores do setor elétrico estatal vão dar mais uma demonstração de que não aceitam a entrega da maior empresa de energia elétrica da América Latina à iniciativa privada. Na próxima segunda-feira, 16, vão ocorrer paralisações, atos e manifestações em todos os estados na defesa da Eletrobras pública, eficiente e para todos.

Em Brasília, às 10h, acontece um grande ato em frente ao Ministério de Minas e Energia contra o desmonte do setor elétrico estatal.

Impedir a aprovação da venda da Eletrobras é o principal desafio do momento. A população brasileira que vem sofrendo uma série de ataques, com retirada de direitos e desemprego, vai ser mais uma vez penalizada com a privatização da Eletrobras.

De acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a venda da Eletrobras vai resultar em um aumento inicial na tarifa de energia de 16,7%, no mínimo. Alguns especialistas apontam reajustes superiores a 70%.

Outro impacto é o corte na tarifa social que garante descontos na conta de energia para pessoas de baixa renda e beneficia mais de 8 milhões de lares brasileiros e será extinta com base na proposta da nota técnica nº 5, proveniente da consulta pública nº 33, que altera o marco regulatório do setor elétrico. Segundo dados da Aneel, do total, 56% dos favorecidos pelo programa estão no nordeste e 24% no sudeste.

A Eletrobras, responsável por mais da metade da energia elétrica consumida no país, controla 47 hidrelétricas, 114 térmicas (energia gerada a partir da queima de carvão, gás ou óleo), 69 eólicas e distribuidoras de energia de seis estados: Acre, Alagoas, Amazonas, Piauí, Rondônia e Roraima. Estão entre os estados com menores IDH do país Piauí, Alagoas e Acre.

FAMEM viabiliza auxílio para municípios através da tecnologia de filtragem de água

Joaquim Neto expõe aos prefeitos sobre seu invento

Premiado internacionalmente, o médico veterinário Joaquim Neto, atualmente exercendo o cargo de secretário municipal de Educação de Rosário, participou, na última quinta-feira (12), de reunião na sede da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), em São Luís.

Na oportunidade, prefeitos e prefeitas de várias regiões do estado, além de representantes do governo maranhense e da Defesa Civil, discutiram estratégias para amenizar o sofrimento de moradores de várias cidades que foram alvos das enchentes.

Joaquim Neto, que é inventor, se colocou à inteira disposição da entidade, presidida pelo prefeito Cleomar Tema, no sentido de levar para os municípios atingidos tecnologia desenvolvida por ele e que consiste na implantação de equipamentos que filtram água contaminada e a transforma em líquido potável para o consumo humano.

A ideia foi prontamente aceita por Cleomar Tema, que hipotecou apoio ao projeto, além de ter destacado aos gestores municipais a importância de tal tecnologia, já testada e aprovada.

Cleomar Tema sugeriu aos seus colegas prefeitos que também adotem as medidas necessárias para a decretação do estado de emergência, identificando número de desabrigados, prédios públicos e privados danificados e que recorram de imediato à Defesa Civil.

De acordo com ele, a decretação do estado emergência faz-se necessária com o objetivo de fazer com que as prefeituras atingidas estejam aptas a receber recursos federais e estaduais.

Em 1994, durante um surto de cólera no Maranhão, ele apresentou seu invento, ajudou na eliminação do problema, foi alvo de uma vasta matéria do Fantástico da TV Globo e seu invento foi adotado pela Universidade de São Paulo (USP). Posteriormente foi premiado no Brasil e no exterior.

São José de Ribamar: Prefeitura e Governo do Estado entregam Farol do Saber 2

Devolvido à população ribamarense nesta quarta-feira (11) o antigo Farol da Educação, agora, Biblioteca Farol do Saber. O espaço é direcionado ao aprendizado de estudantes e comunidade em geral, como referência de estímulo ao aprendizado, informação e cultura.

Durante a entrega, o prefeito Luis Fernando, falou da satisfação pessoal em poder mais uma vez devolver um equipamento que faz a diferença na vida da população.

“O Farol, construído quando eu ainda estava à frente da Secretaria de Estado da Educação, é sem dúvida um equipamento voltado à educação que oferece não apenas o saber, mas também dignidade. Fico feliz porque hoje, por meio de parceria firmada com o Governo do Estado, devolvemos este aparelho totalmente reconstruído, que tanto vai colaborar para o aprendizado dos jovens ribamarenses”, comemorou o prefeito.

Luis Fernando ainda lembrou da primeira escola com oferta de ensino médio que será construída no Parque Vitória, além do Liceu Ribamarense III, conquistas que segundo ele deverão elevar ainda mais a oferta de ensino/aprendizado do município.

“Temos à frente duas importantes obras que vão garantir educação aos nossos jovens que não mais precisarão deslocar-se para terem educação de qualidade em outros centros”, completou.

O Farol do Saber compõe o quadro de outros 117 que serão entregues pelo governador Flávio Dino. Compromisso, que de acordo com os secretários de Educação, Felipe Camarão, e de Cultura e Turismo, Diego Galdino, se estenderá à outras áreas.

“Como bem disse o prefeito Luis Fernando, nosso compromisso é com a população e por isso fazer parcerias com um prefeito sério e experiente, como é o prefeito Luis Fernando, nos garante a tranquilidade de entregar não apenas o Farol como também as obras da escola do ensino médio e o Liceu, igualmente importantes para os jovens ribamarenses”, garantiu Felipe Camarão.

Já o secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino, além de enaltecer a importância do espaço de incentivo à leitura, também anunciou a reconstrução da sinalização turística do município, conhecido internacionalmente.

“Mais uma parceria firmada e prontamente atendida pelo governador Flávio Dino, que será a revitalização de toda a sinalização turística de São José de Ribamar, que hoje desponta internacionalmente como um dos grandes destinos voltados ao lazer e fé”, anunciou.

A Professora Tereza, presente a cerimônia, parabenizou a iniciativa da gestão. “É muito importante que espaços como estes sejam resgatados, pois estimulam a leitura e a cultura”, comentou. A reabertura do Farol também foi aprovada pelas crianças”. “Eu achei muito legal, além de bonita tem muito livro infantil e espaço para brincar”, disse Maria Cristiane (7 anos).

A solenidade de entrega da obra contou ainda com a presença dos vereadores ribamarenses, secretários da administração municipal, do vice-prefeito, Eudes Sampaio, lideranças locais e comunidade em geral.

IMAGEM DO DIA: O senador Roberto Rocha e a ação parlamentar em prol de Imperatriz

A construção de um Centro de Abastecimento de Alimentos (CEASA), a implantação de um porto seco, a conclusão das obras do mercado do peixe, além do projeto que prevê a instalação de usina solar foram alguns dos assuntos tratados entre o senador Roberto Rocha (PSDB) e prefeito de Imperatriz, Assis Ramos; o deputado federal João Marcelo; a vereadora Fátima Avelino, todos do MDB, e o ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB), em reunião realizada no gabinete gabinete parlamentar, em Brasília.

Também foram discutidos os protocolos celebrados de intenções entre o Estado de São Paulo e a prefeitura de Imperatriz, com o objetivo de construir uma relação de cooperação mútua entre os signatários para troca de experiências na área de desenvolvimento, implantação e acompanhamento de projetos PPP.

É como sempre costuma dizer o senador Roberto Rocha: “Fazer o bem sem olhar a quem”.