ELEIÇÕES 2018: Roberto Rocha fala sobre projeto do PSDB para o Brasil e o Maranhão 8

A coletiva vai acontecer a partir das 17h30, no auditório do seu escritório de representação, no Calhau, e contará com a presença de importantes lideranças políticas de todo o estado

O presidente do Diretório Estadual do PSDB no Maranhão, senador Roberto Rocha, concede amanhã, quinta-feira,15, em São Luís, uma coletiva para falar sobre o projeto político-eleitoral dos tucanos para o Brasil e o Maranhão à luz das eleições de 2018.

Na coletiva, o senador deve fazer uma breve avaliação da conjuntura nacional e local, falar sobre a pré-candidatura do governador Geraldo Alckmin a presidência da República, além, claro, da sua pré-candidatura ao governo do Maranhão pelo que convencionou-se chamar de terceira via e ainda a chapa majoritária e proporcional.

Mesmo colocando o seu nome para a disputa ao Palácio dos Leões, Roberto Rocha tem dito que a sua prioridade número um é eleição de Alckimin para presidente. Para tanto, o tucano vai trabalhar intensamente para a formação de um amplo palanque que consiga dar uma boa votação para o governador paulista no estado.

A coletiva vai acontecer a partir das 17h30, no auditório do seu escritório de representação, no Calhau, e contará com a presença de importantes lideranças políticas de todo o estado, além de representantes dos setores sociais do partido no Maranhão, como o PSDB Jovem e o PSDB Mulher.

Ao longo deste mês, durante a abertura da chamada janela partidária, o PSDB vem filiando novas lideranças ao partido dispostas à contribuir com o fortalecimento da legenda no interior e na capital. Esse processo segue em curso e ao final será realizado um grande ato político na nova sede do partido, para o abono das fichas dos novos filiados na presença de lideranças nacionais.

IMPERATRIZ: A esperada “entrevista do fim do mundo” de Rosângela Curado

Quem estiver esperando a queda do governador Flávio Dino a partir da entrevista da ex-secretária adjunta da Saúde pode ir tirando o cavalinho da chuva, pois será uma entrevista serena como é a própria entrevistada

É aguardada como muita expectativa a entrevista com a suplente de deputada federal e odontóloga Rosângela Curado, que vai ao ar nesta quarta-feira, 14, pela TV Band de Imperatriz.

Muitos esperam denúncias bombásticas, revelações avassaladoras, declarações demolidoras, enfim, uma entrevista do “fim do mundo” da ex-secretária adjunta da Secretária de Estado da Saúde no governo Flávio Dino, que foi exonerada da função sob suspeita de irregularidades na pasta.

Contudo, pelo que o Blog do Robert Lobato apurou, quem estiver esperando a queda do governador Flávio Dino a partir da entrevista da Rosângela pode ir tirando o cavalinho da chuva, pois será uma entrevista serena como é a própria entrevistada, que deverá dizer: (1) que continua aliada ao grupo governista; (2) que ainda não sabe qual será o seu futuro partidário; (3) que ainda está analisando se realmente sairá candidata à deputada estadual; e (4) que só tem uma certeza: o apoio incondicional à candidatura de Weverton Rocha (PDT) ao Senado Federal.

Se aparecer algo de polêmico, no máximo será a afirmação de que tudo que fez quando estava no cargo de adjunta da Saúde é porque recebia “comando superior” de dentro e de fora da Secretaria de Saúde. Agora, se vai dar nomes aos bois é uma outra história.

De qualquer modo, vale aguardar a “entrevista do ano” que será exibida logo mais às 18:50, pela Band de Imperatriz.