BAIXADA MARANHENSE: Documentos comprovam desleixo do governo Flávio Dino em relação à Barragem do Pericumã

A Barragem do Pericumã tem sido uma das pautas mais debatidas na Assembleia Legislativa do Maranhão nos últimos dias, principalmente pela bancada da Baixada Maranhense.

Voltando à questão da Barragem do Pericumã.

O Blog do Robert Lobato publicou vídeo em que o governador Flávio Dino (PCdoB) reconhece disponibilização de recursos através de emenda parlamentar para obras de recuperação e manutenção da Barragem do Rio Pericumã (reveja aqui)

Ocorre que mesmo com todo o esforço da bancada maranhense, em particular do então deputado federal Victor Mendes, de disponibilizar R$ 4 milhões para os serviço na Barragem do Pericumã, o Governo do Maranhão não apresentou projeto junto aos órgãos competentes em Brasília e o dinheiro acabou indo para o beleléu.

A Barragem do Pericumã tem sido uma das pautas mais debatidas na Assembleia Legislativa do Maranhão nos últimos dias, principalmente pela bancada da Baixada Maranhense, com destaque para o deputado Dr. Leonardo Sá que, inclusive, esteve recentemente em Brasília para tratar sobre o assunto.

Fiquem com prints de documentos que montam uma linha do tempo comprovando o que pode ser considerado um desleixo do Governo do Estado em relação à Barragem do Pericumã e, consequentemente, com o povo baixadeiro. Confira.

 

 

 

IMPERATRIZ: Em vídeo, prefeito Assis Ramos reconhece ações parlamentares do senador Roberto Rocha em prol do município 2

O gestor imperatrizense foi agradecer as inúmeras ações parlamentares, entre obras estruturantes e sociais, que Roberto tem realizado em prol da segunda maior cidade do estado.

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (MDB), foi recebido pelo senador Roberto Rocha (PSDB) no seu gabinete em Brasília. O encontro ocorreu na tarde de ontem, terça-feira, 19.

O gestor imperatrizense foi agradecer as inúmeras ações parlamentares, entre obras estruturantes e sociais, que Roberto tem realizado em prol da segunda maior cidade do estado.

Participaram da reunião ainda os senadores tucanos Antônio Anastasia e Plínio Valério, representes dos estados de Minas Gerais e Amazonas, respectivamente, além da primeira-dama de Imperatriz Janaína Ramos.

Confira o vídeo de agradecimento e reconhecimento do prefeito Assis Ramos ao trabalho do senador Roberto Rocha com imagens do jornalista jornalista Ênio Borgmann.

FAÇAM SUAS APOSTAS: Qual secretaria Luis Fernando assumiria no governo Flávio Dino? 2

Enquanto Luis Fernando Silva não vier a público e dizer se aceita ou não deixar pela segunda a Prefeitura de São José de Ribamar ou ainda que sequer tal proposta foi realmente feita pelo governador Fávio Dino, as especulações em torno do assunto tendem a continuar para saber qual a posição que o nosso competente gestor toparia assumir no segundo mandato do comunista.

Esta terça-feira, 19, foi marcada, além da peleja Bolsonaros versus Bebianno, por especulações de que o prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando (ainda no PSDB), estaria prestes a cumprir mais uma missão de risco e deixar novamente o comando do terceiro maior município maranhense para voltar ao Palácio dos Leões na condição de secretário, sabe-se lá para qual projeto político.

Diante a possibilidade de Luis Fernando realmente deixar a Prefeitura de Ribamar, o Blog do Robert Lobato procurou alguns agentes políticos para saber qual seria a pasta que o gestor ribamarense toparia assumir. Vejamos.

Planejamento – Na opinião das pessoas ouvidas por esta página, Luis Fernando, embora preparado para essa área, não teria nada a ganhar politicamente comandando a Seplan, já que é um pasta basicamente técnica e que via de regra tem que dizer muito “não”, coisa que a classe política odeia escutar. Seria pouco provável, portanto, “LF” assumir a Seplan.

Infraestrutura – Aqui a coisa mudaria um pouco de figura. Luis Fernando já comandou a Secretaria de Infraestrutura na era Roseana Sarney e fez um excelente trabalho por lá. Ocorre que atualmente o posto está ocupado por Clayton Noleto, alguém que está para o governador Flávio Dino como Gustavo Bebianno um dia esteve para presidente Bolsonaro, logo não dá para apostar que “LF” poderia ocupar o lugar do secretário imperatrizense, o “homem que resolve”.

Educação – Outra pasta que não é lá fácil ser dada para Luis Fernando. Felipe Camarão não apenas conta com total confiança do governador como é considerado um dos melhores secretário da gestão Flávio Dino, sem falar que o atual comandante da Seduc faz parte dos planos políticos do grupo comunista para projetos políticos a curto prazo. Logo não parece ser profícuo, na opinião dos observadores ouvidos pelo Blog do Robert Lobato, “LF” assumir a Educação.

Saúde – Bom, essa foi a pasta que pelo menos dois agentes políticos concordaram de que poderia ser o destino de Luis Fernando caso aceitasse ser auxiliar de Flávio Dino no Palácio dos Leões. Na avaliação deles, o secretário Carlos Lula não criaria qualquer dificuldade para o governador se fosse chamado para um entendimento e entregar o cargo para “LF”. Aliás, Lula já teria, algumas vezes, pensado em deixar o governo e seguir a sua carreira de advogado, sobretudo quando da crise gerada pela Operação Pegadores, da Polícia Federal, onde teve gestores da Secretaria de Saúde presos e até um que recorreu ao suicídio por não aguentar tanta pressão, mas o governador nunca aceitou a ideia de perder Carlos Lula, Com a possível chegada de Luis Fernando, porém, a coisa poderia ser diferente.

O fato é que enquanto Luis Fernando Silva não vier a público e dizer se aceita ou não deixar pela segunda a Prefeitura de São José de Ribamar ou ainda que sequer tal proposta foi realmente feita pelo governador Fávio Dino, as especulações em torno do assunto tendem a continuar para saber qual a posição que o nosso competente gestor toparia assumir no segundo mandato do comunista.

Façam suas postas…

VÍDEO: Dr Leonardo Sá vai ao Ministério do Desenvolvimento Regional pedir recuperação da Barragem do Pericumã

O deputado estadual Dr Leonardo Sá (PR), foi recebido nesta terça-feira (19), pelo Ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. Na oportunidade, o parlamentar discutiu a questão relacionadas às barragens dos rios Pericumã em Pinheiro e Flores em Joselândia.

Na companhia do deputado federal Josimar de Maranhãzinho (PR) e do deputado estadual Hélio Soares (PR), Dr Leonardo Sá apresentou a extrema necessidade de uma intervenção na barragem do rio Pericumã, antes que ocorra uma tragédia na cidade.

Construída em 1982 pelo DNOCS – a Barragem do Pericumã nunca passou por manutenção e nas últimas semanas uma das comportas acabou rompendo, fazendo com que a água dos campos inundassem alguns bairros da principal cidade da Baixada Maranhense.

O ministro Gustavo Canuto disse que o Governo Federal dará atenção especial as duas barragens, principalmente e com urgência a do rio do Pericumã, por conta da atual situação.

Dr Leonardo Sá agradeceu a atenção do ministro do Desenvolvimento Regional e mostra mais uma vez que está atento as demandas do povo de Pinheiro, e não medirá esforços para garantir o desenvolvimento da cidade

Confira o vídeo com o comentário do parlamentar sobre a agenda no Ministério de Desenvolvimento Regional.

VÍDEO DA TRAGÉDIA ANUNCIADA: Governo Flávio Dino não fez projeto e verba para Barragem Pericumã foi pro beleléu 9

Em janeiro de 2017, chegaram recursos da ordem de R$ 4 milhões para a recuperação da Barragem do Rio Pericumã, emenda do então deputado federal Victor Mendes que foi para a conta do governo do Maranhão, mas por birra ou incompetência, o governador Flávio Dino deixou voltar o dinheiro para Brasília por falta de projeto.

Muito tem se falado sobre as barragens localizadas no estado do Maranhão, principalmente depois de mais uma tragédia em Minas Gerais, desta feita na cidade de Brumadinho, onde houve mais um rompimento de barragem pertencente à mineradora Vale do Rio.

Com o retorno das atividades parlamentares na Assembleia Legislativa do Maranhão, o tema ganhou a pauta na casa com foco na Barragem do Rio Pericumã, localizada na cidade de Pinheiro, na Baixada Maranhense.

Em janeiro de 2017, chegaram recursos da ordem de R$ 4 milhões para a recuperação da Barragem do Rio Pericumã, emenda do então deputado federal Victor Mendes (PSD) que foi para a conta do governo do Maranhão, mas por birra ou incompetência, o governador Flávio Dino deixou voltar o dinheiro para Brasília por falta de projeto.

A seguir o vídeo em que o comunista reconhece a alocação do recurso, fala em fazer o projeto, mas ao final das contas tudo ficou no já conhecido e clássico “gogó”. Confira.

SANTA RITA: Prefeitura divulga programação de carnaval

A Prefeitura de Santa Rita divulgou a programação de carnaval do município. Ao longo de quatro dias, moradores e foliões poderão aproveitar as atrações para todas as idades. A administração municipal garantiu a presença de bandas conhecidas, assim como também investiu nos artistas locais como forma de valorizar as manifestações culturais locais.

O Carnaval em Santa Rita, terá shows com artista de reconhecimento nacional, além de atrações locais e regional que irão assegurar quatro dias de muita festa para os brincantes. O palco central do carnaval ficará na praça pública, ao lado da prefeitura da cidade.

Dentre as atrações estão a cantora Kátia Cilene, Moleca 100 Vergonha, Bonde do Forró e muito mais.

O prefeito do município Dr. Hilton Gonçalo proporciona o quatro dias de muita diversão para os seus munícipes, turistas e os foliões em geral. — o carnaval de Santa Rita é uma grande tradição, com blocos, escola de samba, brincadeiras e bandas para finalizar a noite. Um carnaval para todos.

ROSÁRIO: Prefeita lidera comitiva em reunião com representantes do Dnit

A prefeita de Rosário, Irlahi Moraes (MDB), liderou uma comitiva de políticos da cidade durante audiência realizada, ontem, segunda-feira, 19.

Vereadores, inclusive o presidente da câmara municipal, Luiz Carlos, o Kiko, foram recebidos no gabinete da chefe do executivo juntamente o procurador federal do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Ezequiel Xenofonte, e o engenheiro do departamento no estado, Francisco Costa, onde trataram sobre a questão da reformulação do trevo localizado na BR 402, na entrada da cidade.

Na ocasião, o presidente Kiko endossou os pedidos dos demais vereadores para que sejam tomadas providências imediatas sobretudo na entrada da cidade, tendo em vista os vários acidentes graves, inclusive com vitimas fatais, que têm ocorrido no local. Na oportunidade, ele solicitou também que sejam colocados ranhaduras, radares ou mesmo monitoradores de tráfego nos dois sentidos da via, para reduzir o número de acidentes no local.

Para a prefeita Irlahi, “a reunião foi muito produtiva e certamente tará benefícios práticos que atendam as demandas da cidade em benefício da segurança do povo rosariense”.

MUITO RECURSO: Josimar Maranhãozinho entre os 20 mais ricos do Congresso Nacional

Vale lembrar que Maranhãozinho não somente elegeu-se o deputado federal mais votado das eleições de 2018, como elegeu ainda a sua esposa Detinha, também do PR, a deputada estadual mais votado.

Levantamento feito pelo site de política Congresso em Foco acaba de apontar os ricaços instalados no Congresso Nacional.

O Levantamento foi feito com base na declaração patrimonial dos 513 deputados e 81 senadores no exercício do mandato e mostra que os 20 mais ricos acumulam mais da metade de todos os bens informados à Justiça eleitoral por todos os parlamentares. Juntos, os nove senadores e 11 deputados mais ricos somam mais de R$ 1,18 bilhão, o equivalente a 56% dos R$ 2,09 bilhões acumulados pelos 594 congressistas.Veja quais são os 20 parlamentares mais ricos, conforme declaração à Justiça eleitoral, do atual Congresso:

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PR) aparece na lista “Forbes” da política brasileira entre os parlamentares mais ricos do Brasil com R$ 14.591.074,31 em patrimônio declarado, só o declarado, diga-se.

Vale lembrar que Maranhãozinho não somente elegeu-se o deputado federal mais votado das eleições de 2018, como elegeu ainda a sua esposa Detinha, também do PR, a deputada estadual mais votado. Te mete!

Veja quais são os 20 parlamentares mais ricos, conforme declaração à Justiça eleitoral, do atual Congresso:

1º – Tasso Jereissati (PSDB-CE) – R$ 389.019.698,60 – Senador eleito em 2014 para o seu segundo mandato, é empresário e foi governador do Ceará.

2º – Oriovisto Guimarães (Podemos-PR), senador – R$ 239.709.825,12
Economista e empresário do ramo da educação, exerce seu primeiro mandato político.

3º – Luiz Flávio Gomes (PSB-SP), deputado – R$ 119.810.503,06
Fundador da rede de ensino telepresencial LFG, Luiz Flávio Gomes foi promotor de justiça e juiz de direito, tendo atuado também como advogado. Estreia na política.

4º – Hercílio Araújo Diniz Filho (MDB-MG), deputado – R$ 38.844.003,09
Estreante na política, é empresário no ramo varejista supermercadista.

5º – Eduardo Girão (Podemos-CE), senador – R$ 36.397.417,26
Estreante na política, é empresário no ramo de hotelaria, transporte de valores e segurança privada. Fundou entidade sem fins lucrativos de atuação na área social.

6º – Jayme Campos (DEM-MT), senador – R$ 35.284.444,05
Pecuarista e ex-prefeito de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, foi senador entre 2007 e 2015.

7º – Eduardo Braga (MDB-AM), senador – R$ 31.624.764,31
Engenheiro eletricista, é empresário no ramo automobilístico. Ex-governador do Amazonas, foi reeleito em outubro.

8º – Alexis (Novo-SP), deputado – R$ 28.802.788,01
Calouro na política, é engenheiro mecânico e empresário no ramo de pisos e revestimentos industriais.

9º – Magda Mofatto (PR-GO), deputada – R$ 28.192.320,76
Deputada reeleita, é a única mulher entre os mais ricos do Congresso. É dona de hotéis e de clubes em Caldas Novas, cidade conhecida pelas águas termais.

10º – Vanderlan Cardoso (PP-GO), senador – R$ 26.664.659,57
Empresário dos ramos alimentício e de higiene, foi prefeito de Senador Canedo, município da região metropolitana de Goiânia.

11º – Ciro Nogueira (PP-PI), senador – R$ 23.314.081,45
Empresário e advogado, foi reeleito senador em outubro de 2018.

12º – Rodrigo Pacheco (DEM-MG), senador – R$ 22.834.764,00
Advogado, era deputado federal na legislatura passada.

13º – Afonso Motta (PDT-RS), deputado – R$ 21.345.369,25
Deputado reeleito, é advogado.

14º – Lucas Gonzalez (Novo-MG), deputado – R$ 21.140.240,06
Graduado em direito, é empresário no setor de logística. É estreante na política.

15º – Fernando Collor (Pros-AL), senador – R$ 20.308.318,48
Empresário do ramo da comunicação, foi governador e presidente da República, afastado do cargo em processo de impeachment, em 1992.

16º – Misael Varella (PSD-MG), deputado – R$ 20.075.223,44
Bacharel em administração, é pós-graduado em economia.

17º – Genecias Noronha (SD-CE), deputado – R$ 19.044.315,00
Deputado reeleito, é empresário do ramo de motos.

18º – Luciano Bivar (PSL-PE), deputado – R$ 17.980.493,66
Presidente do PSL, é empresário. Bacharel em direito, é pós-graduado em educação financeira.

19º – Haroldo Alves Campos (PSD-RR), deputado – R$ 14.822.011,10
Estreante na política, é empresário do ramo da educação, professor e doutor em Ciências Sociais.

20º – Josimar Maranhãozinho (PR-MA) – R$ 14.591.074,31
Empresário, foi prefeito de Maranhãozinho

Brumadinho e a barragem do rio Pericumã

Desde 2014, o Fórum em Defesa da Baixada, a revista Maranhão Hoje e o então vice-prefeito de Pinheiro, César Soares, vêm denunciando, reivindicando intervenções imediatas e alertando as autoridades estaduais e federais para a situação de precariedade em que se encontra a barragem do Rio Pericumã.

por Flávio Braga

A barragem do rio Pericumã foi inaugurada em 1982, pelo extinto Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOS), com o escopo de represar a água doce, facilitar a navegação de pequenas embarcações, viabilizar a irrigação da agricultura familiar, possibilitar o abastecimento de pescado, garantir o abastecimento de água potável, controlar a vazão da água, prevenir inundações e evitar a penetração da água salgada sobre o curso do rio e dos campos inundáveis.

Ocorre que a estrutura da barragem foi corroída pela oxidação ao longo do tempo, visto que jamais recebeu qualquer reforma ou mesmo manutenção adequada. Os reparos técnicos indispensáveis não podem continuar sendo negligenciados, sob pena de acontecer uma catástrofe ambiental e humana de consequências drásticas. No último dia 11/02, o cabo de uma das comportas se rompeu e alagou os bairros mais baixos de Pinheiro (Campinho, Matriz, Floresta e Dondona Soares), deixando mais de 100 famílias desabrigadas. A natureza mandou avisar que o sinistro poderia ser muito mais desastroso.

Hodiernamente, a administração da barragem é de responsabilidade do Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), mas não existe um funcionário sequer do órgão para realizar a manutenção básica da obra. A situação é tão alarmante que os moradores das redondezas é que fazem o serviço de abrir e fechar as comportas da barragem.

Desde 2014, o Fórum em Defesa da Baixada, a revista Maranhão Hoje e o então vice-prefeito de Pinheiro, César Soares, vêm denunciando, reivindicando intervenções imediatas e alertando as autoridades estaduais e federais para a situação de precariedade em que se encontra a barragem do Rio Pericumã.

Em agosto de 2018, o jornal “Cidade de Pinheiro” publicou a seguinte denúncia: “A situação da comporta do rio Pericumã é desastrosa e pode a qualquer momento acontecer uma tragédia e transformar os campos alagados de Pinheiro e região numa área sem nenhuma utilidade nem para o gado, com muito sal. Em janeiro de 2017, chegou um dinheiro (4 milhões) para a recuperação da barragem do rio Pericumã.

Emenda do deputado federal Victor Mendes e que foi para a conta do governo do Maranhão. Por birra, o governador deixou voltar o dinheiro para Brasília. Não fez a reforma e agora corremos o risco de perder a barragem.” Segundo documentação em poder de Victor Mendes, os recursos realmente chegaram a ser empenhados pelo Governo Federal.

Em 2009, a barragem de Algodões (no Piauí), se rompeu provocando uma calamidade que comoveu o País, ceifando vidas, destruindo lavouras e desabrigando centenas de famílias. Os crimes ambientais de Mariana (2015) e Brumadinho (2019) dispensam maiores digressões. Mais uma vez vocalizamos o vaticínio dos baixadeiros: o perigo que ronda a barragem do Pericumã é um risco iminente, inclusive quanto ao aspecto de “tragédia anunciada”.

Adesão do MDB ao governo Flávio Dino pode provocar muitas baixas no partido 8

Um dos maiores entusiastas da “pcdobezação” do MDB é o deputado estadual Roberto Costa, que desde o primeiro mandato de Flávio Dino sempre se comportou como uma espécie de “comunista branco” na Assembleia Legislativa.

A ser confirmado o apoio politico do MDB ao governo Flávio Dino (PCdoB) uma coisa é certa: haverá muitas baixas no partido que ainda abriga personalidades do porte de Roseana Sarney, Lobão, Hildo Rocha e o próprio ex-presidente José Sarney, todos opositores ao governo comunista no Maranhão.

Não é possível, ainda, avaliar com precisão o estrago que pode ser feito no MDB maranhense com essa provável adesão ao Palácio dos Leões, mas, segundo apurou o Blog do Robert Lobato, deputados e prefeitos leais à trajetória do partido de ser oposição ao governo Flávio Dino não aceitarão ficar tutelados ao PCdoB, um partido considerado nanico em relação ao tamanho do MDB no estado e no país.

Um dos maiores entusiastas da “pcdobezação” do MDB é o deputado estadual Roberto Costa, que desde o primeiro mandato de Flávio Dino sempre se comportou como uma espécie de “comunista branco” na Assembleia Legislativa.

Com o possível apoio oficial do MDB ao governo Flávio Dino, o deputado Roberto Costa pode até se credenciar para ser líder da base governista no parlamento maranhense.

Mas o custo poderá ser muito alto e o MDB poderá definhar no estado.

É aguardar e conferir.