EXCLUSIVO: Empresário denuncia possíveis golpistas por tentativa de extorsão e falsas acusações feitas em redes sociais

Acrísio Gonçalves: Arquiteto do golpe.

O empresário Raphael Bernal de Souza, proprietário da Maxximus Manutenções e Serviços, registrou ocorrência na Delegacia de Combate à Crimes Tecnológicos onde denunciou ser vítima de fake news entre outros atos que atentam contra a sua honra e imagem pessoal, profissional e familiar.

Segundo as denúncias de Raphael Bernal de Souza, prestadas ao delegado Odilardo Muniz Lima Filho, um aproveitador, que atende pelo nome Acrisio Daniel Cerveira Gonçalves, usou as redes sociais, principalmente o aplicativo WhatsApp, para compartilhar injúrias e difamações contra a sua pessoa, família e empresa, perante seus clientes, amigos e a sociedade maranhense.

No Boletim de Ocorrência, Raphael Bernal, afirma ainda ter conhecido Acrisio Gonçalves através de Jhone José Lima Leite, mas que acabou se afastando da referida pessoal após um golpe que lhe custou enormes prejuízos financeiros, do qual tenta se recuperar até a presente data.

Armação

O empresário supõe haver evidências de que provavelmente existe uma “armação” entre Acrisio Gonçalves e Jhone Leite para tentar tirar vantagem financeira do mesmo, mais uma vez.

Acrisio Gonçalves e Jhone Leite, portanto, seriam, imagina-se,  possíveis aliados de uma movimentação criminosa para prejudicar ainda mais o senhor Raphael Bernal, já que a sua empresa foi prejudicada em contratos com grandes clientes e fornecedores, levando-a a inadimplência em que se encontra atualmente.

“Não tenho dúvida que fui vítima de uma armação criminosa arquitetada por essa dupla de notórios aproveitadores da amizade, lealdade e inocência alheias na tentativa de arrancar dinheiro meu e da minha empresa. Hoje estou convencido de que, quando o Jhone Leite me apresentou para o Acrísio já estavam combinados para me prejudicar e me extorquir. Quando descobri tudo, e não cai na chantagens deles, aí usaram as redes sociais para me atacar. Mas eles irão ter que prestar contas com a Polícia e a Justiça e muito em breve”, desabafou o empresário.

Para o advogado de Raphael Bernal, Antonio José Oliveira Gomes, ex-delegado da Policía Civil e atual procurador do estado, o seu cliente foi vítima do que pode ser considerada até uma possível “organização criminosa”, uma vez que o empresário possivelmente não foi a primeira vítima dos operadores Jhone Leite e Acrisio Gonçalves. Há ocorrência de outras pessoas que foram igualmente lesados pela dupla.

Diante da gravidade dos fatos, o advogado da vítima está a requerer das autoridades petentes, garantia de vida e da integridade física de seu cliente, ante a possibilidade de atos de represália, face à denúncia de tão graves fatos.

“Meu cliente foi explorado covarde e criminalmente por dois notórios golpistas. Não duvido que estejamos, possivelmente, diante de uma organização criminosa e isso tentaremos mostrar para autoridades judiciais e policiais do estado do Maranhão. O que essas pessoas fizeram contra o empresário Raphael Bernal é de uma gravidade sem tamanho”, assegurou o advogado.

Crimes na internet já estão tipificados pela legislação brasileira e pode ser aplicada, além de multas, detenção para os chamados “criminosos cibernéticos” e estão a se tornar rotina em nossa cidade, nosso estado, nosso país.

Deixe uma resposta