DEBATE TV MIRANTE: Roseana Sarney não se deixou intimidar pelo machismo de Flávio Dino

Nem de longe lembrou o Flávio Dino dos tempos que bajulava os Sarney para ser prefeito de São Luis em 2008.

Bem que Flávio Dino (PCdoB) tentou, mas não conseguiu constranger a candidata Roseana Sarney (MDB) com o seu machismo. Pelo contrário, no auge da sua experiência a ex-governadora enfrentou o comunista e acabou por mostrar que realmente o atual governo só existe porque recebeu o estado saneado do ponto de vista financeiro e fiscal.

Roseana Sarney conseguiu mostrar para o Maranhão que o governo Flávio Dino realmente é a continuidade do seu governo, na medida que todas as principais obras em curso no estado, nas mais diversas áreas, são heranças do governo anterior.

Nem mesmo enquadrar a candidata emedebista na condição de “golpista” Flávio Dino foi competente. Quando tentou, teve que escutar da ex-governadora que ela não é mais deputada federal e não poderia estar na Câmara para votar o impeachment da Dilma, ao contrário dos muitos aliados do governador que votaram pelo afastamento da petista e que hoje estão no seu palanque.

Flávio Dino, sim, foi enquadrado por Roseana Sarney quando tentou, mais uma vez, constrangê-la em relação ao dinheiro do BNDES afirmando que os recursos não são dela, mas do governo federal.

“Deixei dinheiro em caixa no BNDES para concluir escolas, estradas e hospitais, e muitas dessas obras estão até paradas (…) Na minha gestão, construímos 55 hospitais de 20 leitos, 10 de 50 leitos e cinco de 100 leitos, e 11 UPAS. Realizamos o maior programa de infraestrutura da história. Hoje o que acontece é que a saúde está na UTI, detonou a candidata da coligação “Maranhão quer mais”.

O fato é que Roseana Sarney soube esquivar-se dos surtos machistas de Flávio Dino, sempre tentando desconstruir a imagem da candidata do “15”.

Nem de longe lembrou o Flávio Dino dos tempos que bajulava os Sarney para ser prefeito de São Luis em 2008.

Mas, isso é assunto para outra postagem.

Deixe uma resposta