Bom desempenho eleitoral de Fábio Câmara em São Luis o coloca na disputa pela sucessão de Edivaldo Jr.

Fábio Câmara está credenciado para dar voos mais altos em 2020 dentro de uma conjuntura que, ao que tudo indica, será com Jair Bolsonaro, também do PSL, no comando do país, o que pode, caso não se tenha maiores sobressaltos com no governo do “capitão”, favorecer uma candidatura de “Tio Fábio” a prefeito de São Luis.

Não pode ser ignorado o desempenho do ex-vereador por São Luis, Fábio Câmara nas eleições 2018.

O ex-candidato a deputado estadual pelo PSL obteve 14.838 votos (0,46% dos votos válidos), destes mais de 10 mil somente na capital maranhense, ultrapassando nomes e fortes e tradicionais como Roberto Costa e Helena do Dualibe, para citar apenas esses.

Essa votação de Fábio Câmara remete à duas questões fundamentais.

A primeira é que o ex-vereador mostra que consolidou liderança própria ao ter boa votação em São Luis e não pode ser mais considerado mero produto desse ou daquele “pai político”. Foram votos conseguidos pura e simplesmente pelo carisma, serviços prestados à população, sobretudo a mais carente, e à luta desse político negro, de origem pobre que teve os seus primeiros contatos com o mundo da política “limpando os banheiros da sede do MDB”, como Fábio costuma relembrar – ele foi filiado ao MDB por vinte anos.

A segunda questão é que Fábio Câmara está credenciado para dar voos mais altos já nas eleições de 2020 dentro de uma conjuntura que, ao que tudo indica, será com Jair Bolsonaro, também do PSL, no comando do país, o que pode, caso não se tenha maiores sobressaltos com no governo do “capitão”, favorecer uma candidatura de “Tio Fábio” a prefeito de São Luis.

É aguardar e conferir.

Deixe uma resposta