VILA NOVA DOS MARTÍRIOS: Prefeitura lança programa Criança Feliz

Prefeita Karla Batista apresenta o programa Criança Feliz em evento bastante concorrido.

Secretaria Municipal de Assistência Social de Vila Nova dos Martírios, realizou evento ontem referente ao programa Criança Feliz, mas uma social de cidadania que tem os seguintes objetivos:

• Promover o desenvolvimento humano a partir do apoio e do acompanhamento do desenvolvimento infantil integral na primeira infância;
• Apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimen- to e nos cuidados perinatais;
• Colaborar no exercício da parentalidade, fortalecendo os vínculos e o papel das famílias para o desempenho da função de cuidado, proteção e educação de crianças na faixa etária de até seis anos de idade;
• Mediar o acesso da gestante, de crianças na primeira infân- cia e de suas famílias a políticas e serviços públicos de que necessitem;
• Integrar, ampliar e fortalecer ações de políticas públicas voltadas para as gestantes, crianças na primeira infância e suas famílias.

Foi ofertado as famílias usuárias do Criança Feliz um seminário sobre os cuidados com a primeira infância onde varias questões que envolvem o desenvolvimento das crianças foram abordadas e esclarecidas.

Estiveram presentes no evento a prefeita Karla Batista, vice-prefeita e secretária de Assistência Social Vanusa Cunha, presidente da Câmara Dorisel Lopes, Secretária de Educação Linda Maria, Secretária de Saúde Jane Cruz, Secretário de Meio Ambiente Ancelmo Santos, destaque especial para a presença e o trabalho de toda a equipe técnica da SMAS.

Na sua fala a prefeita Karla Batista parabenizou a todos os envolvidos no programa e destacou a importância de a sua gestão “estar contribuindo para que as políticas públicas cheguem até as famílias do município, colaborando desta forma para o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários”.

A gestora municipal destacou ainda “o grande trabalho de Comitê formado pelas Secretarias de Assistência Social, Saúde e Educação para acompanhamento do programa, comprovando que a intersetorialidade é um instrumento muito eficaz na gestão pública”.

Deixe uma resposta