ELEIÇÕES 2018: Deferimento da candidatura de Monteiro pode salvar a reeleição de Zé Carlos

A candidatura de Zé Carlos nesta eleição de 2018 nem de longe lembra a de 2014, quando o ex-superintendente da Caixa Econômica no Maranhão mostrou um extraordinário volume de campanha que lhe garantiu uma boa votação, mais de 90 mil votos, principalmente se levarmos em consideração que ele não tinha nenhuma relação histórica com o PT.

O ex-presidente do PT e ex-superintendente do Incra, Raimundo Monteiro, teve a sua candidatura a deputado federal deferida pela Justiça Eleitoral.

Além de ser uma vitória política e pessoal do petista, o deferimento da sua candidatura pode ainda concorrer para salvar a reeleição do deputado federal Zé Carlos, também do PT.

“Graças a Deus a candidatura do Monteiro foi deferida. Vamos precisar dos votos dele para dar coeficiente. Mas ainda tem uma coisa, se o voto de legenda do PT não bombar, nem os votos de Monteiro vão ajudar a fazer o coeficiente e Zé Carlos hoje parece que não tem nem metade dos votos que teve na eleição passada”, afirmou um observador político e amigo do Blog do Robert Lobato.

De fato, a candidatura de Zé Carlos nesta eleição de 2018 nem de longe lembra a de 2014, quando o ex-superintendente da Caixa Econômica no Maranhão mostrou um extraordinário volume de campanha que lhe garantiu uma boa votação, mais de 90 mil votos, principalmente se levarmos em consideração que ele não tinha nenhuma relação histórica com o PT.

De qualquer modo, o deferimento da candidatura do grande Raimundo Monteiro veio em boa hora.

Para ele, para o PT e para Zé Carlos.

O Blog do Robert Lobato deseja todo sucesso para Monteiro.

Deixe uma resposta