IBOPE: O que teme o Palácio dos Leões?

O engraçado, não fosse ridículo, é que os comunistas vivem desdenhando do desempenho do IBOPE no Maranhão acusando o instituto de sempre errar nos números, mas demonstram medo, sofrem por antecipação com o que pode vir por aí

O Palácio dos Leões está polvorosa com a divulgação da pesquisa IBOPE de intenção de voto para o Governo do Maranhão que deve ocorrer nesta quinta-feira, 23.

A aflição governista é tamanha que tentaram, pasmem!, impedir, na Justiça, que a pesquisa fosse divulgada. Mas, felizmente, o juiz Alexandre Lopes de Abreu, membro do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), indeferiu o pedido da coligação “Todos pelo Maranhão”, encabeçada pelo PCdoB de Flávio Dino, e os números serão do conhecimento do eleitorado maranhense.

O engraçado, não fosse ridículo, é que os comunistas vivem desdenhando do desempenho do IBOPE no Maranhão acusando o instituto de sempre errar nos números, mas demonstram medo, sofrem por antecipação com o que pode vir por aí.

No Maranhão de tempos sombrios sob Flávio Dino, só valem números dos famosos institutos tabajaras, alguns de fundo de quintal surgidos às vésperas das eleições, e outros que são institutos quase “oficiais” por terem contrato permanente com o governo.

O medo que leva a esse desespero dos comunistas pode ser o fato de que os números do IBOPE podem revelar o que as pesquisas internas deles mesmos, mas que não podem ser divulgadas, já apontam: uma eleição ao governo disputadíssima e longe de ser decidida em primeiro turno com a vitória de Flávio Dino.

“Mas, Bob Lobato, e se os números do IBOPE parecem com os dados dos institutos tabajaras do governo?”, pode perguntar o leitor atento.

Bom, nesse caso mostra apenas o quanto esse governo é covarde, inseguro, enfim, um governo bunda mole.

A conferir.

Deixe uma resposta