FARRA DE CAPELÃES: Pastor Porto entre o sagrado e o profano

O que está acontecendo não é apenas simples nomeações de capelães, mas financiamento de “cabo eleitorais”, sobretudo das igreja evangélicas, onde historicamente o governador Flávio Dino, por ser comunista, tem dificuldades de penetração

“Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai”. (Mateus 10:8).

E o governo Flávio Dino (PCdoB) segue abrindo a sua caixa de atrapalhadas sem limites.

A mais nova patacoada, na verdade mais um atentado aos cofres públicos do estado, é a já famosa “farra de capelães”, também conhecida como “Programa Mais Capelães”, que consiste em transformar qualquer policial civil ou militar em capelão ainda que alguns promovidos com a honraria sequer sabem bater continência.

Os defensores da farra saíram da toca para fazer a defesa de tamanha esbórnia eleitoreira com o dinheiro do povo.

Contudo, foi a defensa do Pastor Porto, homem do governo para recrutar, selecionar e indicar para o governador os contemplados para a capelania, que mais a atenção do Blog do Robert Lobato.

Em primeiro lugar, é bom que se diga, Pastor Porto é uma pessoa de e do bem. Mas, como qualquer cristão, não perfeito.

Numa nota em que defende a farra de capelães promovida por Flávio Dino, o Pastor Porto começa afirmando: “Desde Lobão os capelães são nomeados. Nunca houve concurso para eles. São cargos de conança do governante. Lobão, Roseana, José Reinaldo, Jackson Lago e Flávio Dino, todos nomearam capelães”.

Tudo bem,tudo legal, meu caro Porto, mas o que está em discussão não se apenas Flávio Dino nomeou capelães, mas, sim!, a forma e a quantidade abusiva com que acontece no governo que Vossa Reverendíssima participa.

O que está acontecendo de fato não é apenas simples nomeações de capelães, mas financiamento de “cabo eleitorais”, sobretudo das igreja evangélicas, onde historicamente o governador Flávio Dino, por ser comunista, tem dificuldades de penetração. E uma das formas de atrair o rebanho evangélico foi abrir essa temporada de “procura-se capelães”, que chamou não só a atenção da imprensa nacional quanto do Ministério Público.

Voltando à nota do velho e bom Pastor Porto, no final ele arremata: “Quem dera que todos os governadores do Brasil seguissem o exemplo do governador Flávio Dino, e nomeasse padres e pastores para o Sistema de Segurança! É uma ajuda significativa no apoio aos militares, detentos e seus familiares”.

Não há qualquer dúvida de que a a religiosidade e o apoio espiritual fazem bem para o ser humano, pois alimentam a alma. Mas, mais uma vez, não é esse o caso. E tem mais: se os outros 26 governadores seguissem o exemplo do governador Flávio Dino, como advoga o Pastor Porto, levariam mais rapidamente à falência financeira que a maioria dos estados se encontra.

A verdade é que a “farra de capelães” promovida pelo governo é uma vergonha.

Só falta o Palácio dos Leões publicar edital de seleção para a capelania do estado.

Com a assinatura do Pastor Porto.

É impressionante a capacidade de Flávio Dino de macular a imagem de pessoas de bem…

19 comentários sobre “FARRA DE CAPELÃES: Pastor Porto entre o sagrado e o profano

  1. júnior disse:

    O verdadeiro evangélico faz esse serviço sem a necessidade de receber um salário de 21 mil reais, isso é um vergonha para as igrejas, espero que os simples fieis percebam que estão sendo usados eleitoralmente, pois só filho ou amigo de pastor recebe essa graça.

  2. Meu amigo, o governador investiu pesado nas corporações militares, aumentando significativamente o efetivo de policiais; então se faz necessário também o aumento de capelães. O Sarney é que anda desrespeitando as religiões, chamando as Igrejas de currais eleitorais. A Constituição assegura a prestação de assistência religiosa nos quartéis. Esse fuxiquinho da sarneyzada é mais um que vai dar em nada. O Sarney agora quer proibir até as pregações religiosas…
    O bom de tudo isso é que essa quadrilha nunca mais porá as mãos sujas no COFRE DO ESTADO. Sarney é o maior GIGOLÔ do dinheiro público de que se tem notícia.
    Já era!!!

  3. Neto disse:

    Cara, nunca vi um Governo mais atrapalhado do que esse, incrível. Não sei se é excesso de burrice ou incompetência generalizada. Acabou se tornando um Governo auto-destrutivo. A oposição nem precisa se esforçar pra cair matando em cima.

  4. Miguel disse:

    Os evangélicos do Maranhão deixarão o comunismo de Flávio Dino desmoraliza-los? Flávio Dino se compromete com o Presidente das Assembleias de Deus do Maranhão em nomear seu Neto, Tharcis Damasceno de Macedo, capelão da PM. Compromisso também de eleger a filha do Presidente a deputada estadual, Mical Damasceno. Flávio Dino segue orientação de Eliziane Gama e nomeia 50 capelães. E como fica todos os evangélicos do Maranhão, vendo isso de camarote ?

  5. O apóstolo Paulo disse: – “Não sabeis vós que os que prestam serviços sagrados do próprio templo se alimentam? E quem serve ao altar do altar tira o seu sustento? Assim ordenou também o Senhor aos que pregam o evangelho que vivam do evangelho” (1Co 9. 13-14)

  6. EMANUEL DE JESUS PINHEIRO disse:

    Bob … Eu sempre soube ” … um homem quando não serve ou não dar para nadinha na vida!!, sempre dar para ser um crente!!!””, nesse governo de autênticos comunistas incompetentes para tratar a coisa publica com ética, mais capacitadíssimos para realizar corrupção seja na saúde, educação, obras e com meninas de 14 anos!! ,

  7. roberto disse:

    O Flávio está fazendo um grande governo num momento difícil. Em outubro, quando o relho lamber a costa dessa oposição ela vai ter um milhão de desculpas.

  8. mohamad disse:

    Meu nobre baba saco careca de sarnambi, a maioria desses capelães foram nomeados no governo da princesa da Odebrecht a guerreira dos metralhas. E o pq da vossa Senhoria lambe botas estas reclamando do que mesmo?

Deixe uma resposta