6 comentários sobre “A volta da “guerreira”

  1. José Otário da Silva disse:

    Eu me lembro que no governo dessa carniça, o Maranhão chegou aos últimos lugares nos indicadores sociais, alcançando o posto de estado mais atrasado e miserável do país, sem falar da violência e das decapitações que tomaram conta de Pedrinhas.

  2. José Otário da Silva disse:

    Ah, mais uma coisa!
    Estes são os números das pessoas presentes em Imperatriz
    para recepcionar a guerreira:
    Funcionários da prefeitura (obrigados a comparecer): 300
    Filiados/militantes: 50
    Membros da caravana, contando com fotógrafos, cinegrafis-
    tas, candidatos de fora, motoristas e seguranças: 49
    Novos filiados: (Apóstolo Alex Vice prefeito) 01
    Total de pessoas: 400

  3. Vexame em cima de vexame, assim estão sendo as visitas de Roseana pelo Maranhão.
    Após quase quatro anos fora das notícias do Estado, Roseana Sarney inventou agora de sair da “toca”, achando que o povo continua como em 2010, sem acesso às informações e preso pelo calcanhar, por causa de um litro de leite, enquanto ela comia caviar e lagostas…
    Enganou-se, pois o povo não aceita mais migalhas… O Maranhão se desenvolveu e consequentemente, sua população. Hoje, aquelas pessoas que comiam arroz e feijão e votavam nela por causa de um calendário com sua foto, que era distribuído uma vez por ano, estão querendo muito mais que isso…
    O povo quer escolas realmente dignas, mobilidade urbana, saúde de qualidade e ações que realmente lhe beneficie, não apenas “engodos” (iscas para atrair idiotas).
    Senhora Roseana, se evolua, pois caso contrário, ficará como o celular Nokia 6120, (inútil).

    • Robert Lobato disse:

      Resposta: Mesmo com todo o desgaste do grupo Sarney, a Roseana ainda mete medo nos comunistas, graças ao governo pífio de Flávio Dino.

Deixe uma resposta