VÍDEO: Cauteloso, Eduardo Braide evita afirmar que é pré-candidato a governador

O parlamentar também negou que tenha sido convidado por Roseana Sarney (MDB) para ser vice da ex-governadora, mas admitiu que tem conversado com vários partidos.

O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) concedeu entrevista ao programa Maranhão Acontece (TV Guará), apresentado pela jornalista Bianka Nogueira.

Na entrevista, o ex-candidato a prefeito de São Luis nas eleições de 2016, quando ficou em segundo lugar, Eduardo evitou afirmar categoricamente que irá disputar a sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB) em 2018. O deputado preferiu usar da cautela, que de fato, neste momento de pré-campanha, é o mais recomendável.

“Ninguém é candidato de si mesmo. É claro que eu preciso de uma aliança partidária, da vontade do povo e isso as pesquisas já demonstrado, pois em todas elas o nosso nome tem aparecido em terceiro lugar. Mas uma candidatura ao governado do estado não depende só do candidato, mas admito que reunidas todas as condições tenho a disposição de concorrer a governador”, afirmou.

Eduardo Braide defendeu, porém, uma “inovação” da política maranhense, que o estado pode ser bem melhor e diferente do que é hoje. O parlamentar também negou que tenha sido convidado por Roseana Sarney (MDB) para ser vice da ex-governadora, mas admitiu que tem conversado com vários partidos.

Confira a íntegra da entrevista com Eduardo Braide.

8 comentários sobre “VÍDEO: Cauteloso, Eduardo Braide evita afirmar que é pré-candidato a governador

  1. Esse discurso já começa deixar muita gente desconfiado. Cuidado Eduardo!!!!!! O povo não é besta, essa história de dizer que vota a favor do que é bom para o MARANHÃO, os analistas políticos já vão começar a pensar que meu amigo pode retornar para o Grupo do Dino. Lamento a sua entrevista. Ela não passou segurança.

  2. Essa história de dizer que sempre vai votar a favor de matérias que forem boas para o povo do MARANHÃO, isso é papo fiado. Meu amigo teve a oportunidade de forma sábia detonar com o comunista e lamentavelmente não sei por qual motivo isso não aconteceu. Essa jornalista foi feliz nas perguntas e o meu amigo não foi inteligente. Lamento essa sua entrevista. Lembre-se, o povo não besta.

  3. O povo não é besta, seja mais inteligente meu amigo Eduardo. Prove para o povo do MARANHÃO que meu amigo é corajoso. Já em relação a ROSEANA o meu amigo pegou pesado dizendo que o MARANHÃO precisa olhar pra frente. Eduardo, o MARANHÃO entrou no retrocesso foi neste governo comunista e não nos governos de ROSEANA que o meu amigo sempre teve porta aberta para ajudar as suas bases eleitorais. Lamento a sua entrevista.

  4. Sei, claro que sim da posição no PLENÁRIO DAQUELA CASA do meu amigo Eduardo Brade tanto que não só votei como abracei a sua campanha na ELEIÇÃO DO SEGUNDO TURNO. já a conversa fiada é em relação a oportunidade que ele teve para de forma passística e diplomática desmontar o Dino NA ENTREVISTA. Ele teve uma das melhores oportunidades que talvez não terá mais para poder ter passado melhor segurança ao POVO DO MARANHÃO. Lamento, ele foi fraco na entrevista, pois quem saiu vencedor em toda essa história foi o papada GORDA DO DINO.

Deixe uma resposta