Sobre a Tuiuti e o “Dino, eu te amo”. OU: De Choquitox a Tiririca

Duarte Júnior tem chances de se eleger deputado estadual, mas corre o sério risco de até as eleições de outubro trocar, de uma vez por todas, o figurino do inocente palhaço Choquitox pelo do folclórico Tiririca

Imagens que marcaram o carnaval de 2018 no Brasil e no Maranhão.

O carnaval vai chegando ao fim e algumas imagens e símbolos já fazem parte da memória popular.

Nacionalmente, o Michel Temer estigmatizado pela Paraíso do Tuiuti, segunda colocada no desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro, possivelmente é a imagem que marca o carnaval de 2018.

Já por estas terras, a imagem/símbolo do carnaval de 2018 fica por conta de um exultante Duarte Júnior comando um grito de guerra de gosto duvidoso: “Dino, eu te amo”. Bom, os comunistas já tiverem gritos de guerra, digamos, mais profundos politica e socialmente falando…

O diretor do Procon-MA vai ficar no imaginário popular mais pelo comportamento bizarro durante o “Dino, eu te amo”, do que de um folião alegre que está de olho numa vaga de deputado estadual pelo PCdoB.

Nem Márcio Jerry chegaria a tanto, convenhamos.

Enfim, se é verdade que Duarte Júnior tem chances de se eleger deputado estadual, não é menos verdade que ele corre o sério risco de até as eleições de outubro trocar, de uma vez por todas, o figurino do inocente palhaço Choquitox pelo do folclórico Tiririca, palhaço eleito deputado federal com votação histórica pelo estado de São Paulo, mas que atualmente se diz decepcionado com a política e os políticos.

É aguardar e conferir.

12 comentários sobre “Sobre a Tuiuti e o “Dino, eu te amo”. OU: De Choquitox a Tiririca

  1. Davi disse:

    Perdi preciosos minutos da minha vida lendo este mimimi. Fazendo uma análise da blogosfera do Maranhão sobre o Duarte Júnior, observo q vcs vão ter q suar muito pra tecer uma crítica a ele e mesmo assim, não vão conseguir kkkkk

  2. Mariana disse:

    Só sei que ele faz no Procon e no Viva um trabalho que nenhum gestor fez. Se ele fizer metade disso na assembleia meu voto já vai ter valido a pena.

  3. os peitinhos das minas [gerais] disse:

    PADRE: os peitinhos das minas (gerais) estavam gostosos, viu?, PADRE.

    ¿Será que CNBB viu os tais peitinhos saborosos e durinhos das minas gerais e o lula tapado tampando-os, em BH?
    °
    Saborosos PEITINHOS no Carnaval de Belô:
 PT dick-vigarista vai ao Carnaval de BH pra fazer anúncio! Infiltra nos blocos e doa adesivos: “lula livre” e “lula 2018”. Tem gente que pega e prega no peitinho duro… rsrsrs
    °
    Votar em PT é experiência de compra. Não é o produto em si que é importante. Mas a experiência abstrata de se estar a comprar: «votei no PT. É chique. Sou moderninho. Sou jovem.»
    °
    
PT é 1 produto de consumo, vendido & propagado via marketing publicitário & propaganda.
    º
    
No Carnaval bastou ir a blocos e alguns bloquinhos pra ver o PT se infiltrar pra fazer propaganda e dar adesivos a favor do ignóbil e apedeuta lula.

    PT procura associar a sua imagem com Carnaval pra “dizer” que é moderninho; de que se está com“BACO” & com “DIONISO”; que não é “careta” (mas é); mas no seu miolo mais profundo o PT é Kitsch político; o barango político, que transFORMOU a Educação formal em algo Kitsch e barango!

  4. jeffersson disse:

    Quanto ao “garoto midia”, a cada dia ele se supera na “melancia no pescoço”, não vejo a mesma valentia diante dos postos de combustivel com serviços publicos de estatais do Governo que “ele ama”.
    Em relação ao Rio de Janeiro,Hipocrisia tipica de esquerdistas. As Escolas de Samba Cariocas sem exceção são dominadas pelo crime organizado (jogo do Bicho ,milicias e narcotrafico). Demonstra sim o perigoso e já denunciado financiamento de campanhas politicas pelo crime organizado. A Tuiuti vem falar de Corrupção sem mostrar os 14 anos de governo petista, mostra somente a figura do Temer como vampiro, isso é para lá de suspeito sem nada de Cabral, Pezão Lula e Dilma. Satanizar a reforma trabalhista mostrando apenas o lado tendencioso propagado por aqueles que defendem previlegios, se existisse imprensa de verdade seria feito reportagem sobre as condições de trabalho no barracão dessa escola principalmente sobre forma de contratação, remuneração e condições de trabalho, se realmente estão de acordo com o que defendem no “enredo”. Mais uma vez fica claro toda a hipocrisia da aliança entre imprensa esquerdista tendenciosa, partidos de esquerda e organização criminosas.

Deixe uma resposta