O dois F’s: Força e fé

Duas palavrinhas curtas, ambas com ‘F’, mas que significam muito.

A vida costuma nos pregar certas surpresas indesejáveis.

Por isso que viver é uma arte e requer de nós, artistas da vida, capacidade para enfrentar as intempéries que chegam sem avisar e vai levando tudo o que vê pela frente.

Por isso que é importante ter força e fé.

Força é algo mais físico, fisiológico por assim dizer. Tem a ver com identificar o problema, focar nele e partir para superá-lo. Força mexe com os nossos sentidos, músculos e mesmo com certos órgãos vitais.

É preciso ter força para carregar sobre os ombos o peso por ter vindo este mundo no momento em que se deixa a segurança e o conforto do ventre materno.

Já a fé remete aos mistérios da vida, da nossa existência nesse plano.

A fé é aquela “força” que vem da alma; não por acaso que mesmo fomos ensinados, ao longo da nossa existência, de que a fé move montanhas.

Porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível”(Mateus 17:20).

Ocorre que a fé não pode ser encarada como algo efêmero e transitório. É preciso ter fé contínua e duradoura.

Às vezes fraquejamos na nossa fé é verdade. É quando nos tornamos aquele “homem de pouca fé” mencionado numa passagem do mesmo Livro bíblico de Mateus citado acima.

E assim como não podemos perder a força para enfrentar os problemas, também não podemos fraquejar na fé!

Força e fé. Fé e força.

Junte as duas coisa e vitória virá!

4 comentários sobre “O dois F’s: Força e fé

Deixe uma resposta