Em nota ao blog, vereadora Fátima Araújo nega crise com jovens da Igreja Católica do bairro João de Deus

A vereadora Fátima Araújo (PCdoB), através de sua Assessoria, enviou nota de esclarecimento ao Blog do Robert Lobato sobre conteúdo do post Fátima Araújo gera crise entre jovens da Igreja Católicapublicado no último dia 25 deste mês (reveja).

A parlamentar garante não haver nenhuma crise com a Igreja Católica e que tudo é motivado porque uma única pessoa que queria de qualquer maneira que a vereadora Fátima Araújo bancasse um bloco carnavalesco com 400 abadás, som, palco, iluminação, trio elétrico e licença, mas a vereadora sem condições de bancar tudo isso, se recusou.

Apesar de sugerir que é vítima de chantagem porque não ajudou um bloco carnavalesco, a vereadora não citou quem é seria essa “única pessoa” que queria suposto patrocínio de 400 abadás, o que soa estranho.

Fiquem com a íntegra da nota.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A vereadora de São Luís, Fátima Araújo (PCdoB), vem a público fazer os devidos esclarecimentos sobre uma postagem no blogue do Robert Lobato que teve como título: Fátima Araújo gera crise entre jovens da Igreja Católica. A matéria que não respeitou os princípios básicos do jornalismo sério (ouvir as duas partes), ainda ofendeu os profissionais de comunicação que fazem assessoria para a vereadora.

A verdade é que não tem nada haver com a Igreja Católica e acabaram usando o nome da agremiação religiosa sem autorização do responsável. É bom deixar claro que nos últimos dias a vereadora tem sido bombardeada nas redes sociais por uma única pessoa que queria de qualquer maneira que a vereadora Fátima Araújo bancasse um bloco carnavalesco com 400 abadás, som, palco, iluminação, trio elétrico e licença, mas a vereadora sem condições de bancar tudo isso, se recusou. Além disso, o cidadão exigia que a vereadora apoiasse este ano a via sacra como fizera anos de 2015 e 2016, com palco, som e iluminação, mas a vereadora falou que só apoiaria este ano a via sacra com autorização do Padre responsável pela Igreja. Isso acabou causando uma ofensa e as redes sociais serviram para bombardear a parlamentar.

É bom lembrar aos desinformados que vereador não executa, apenas legisla, fiscaliza e cobra do executivo. Quanto à infraestrutura do bairro João de Deus, requerimentos e indicações já foram feitos e aprovados na Câmara pela parlamentar, mas a responsabilidade de fazer o serviço é do prefeito de São Luís. O bairro já teve 136 ruas pavimentadas a pedido de Fátima Araújo. No mais exigimos respeito à vereadora que foi legitimamente eleita pelo povo de São Luís e cumpre seu mandato com maestria no parlamento ludovicense.

Nossa equipe está à inteira disposição da imprensa local para quaisquer informações.

Assessoria da Vereadora

Deixe uma resposta