As mulheres do PT

“Brilhar, beijar. Ter brilhos nos olhos. Beijo no olhar.”

O PT é um corpo vivo.

O PT é uma partido que pulsa.

O PT não é um partido que se tira do mapa político assim, digamos, numa canetada judicial.

Se verdade que o PT não descobriu o Brasil ou se não é dono de tudo que ainda de bom existe neste país, é verdade também que o partido colocou em pauta muitas questões fundamentais que até antes de sua fundação eram estranhas à sociedade.

Foi o PT que pautou para a nação conceitos como cidadania e inclusão social.

A fome, antes do PT, era algo abstrato e tido como mera coisa do acaso, um infortúnio para quem não teve a sorte de ter um prato de comida na sua mesa. Foi o PT que redefiniu esse conceito.

Foi o PT que também que colocou, na ordem do dia, a necessidade de ser vermos com olhos justos os direitos das minorias e organizou segmentos socais historicamente ignorados ou mesmo excluídos da sociedade.

E entre esses segmentos sociais advindos com a fundação do PT um que mais é representativo e forte é o segmento de Mulheres.

Essas meninas do PT não são somente necessárias para manter a pulsação do partido como fundamentais para construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

Ainda que algumas companheiras possam parecer intransigentes e outras até “maluquetes”, essas mulheres do PT são o coração do partido, o sangue vermelho que irriga e dá sentido a todo o que petismo tem de bom e de melhor.

O Blog do Robert Lobato faz questão de fazer este registro porque há maledicências em relação a algumas posições deste blogueiro sobre o movimento feminista.

Ora, sei da importância do movimento de Mulheres e da luta pela emancipação da mulherada. Não sou apenas consciente disso como solidário à batalha que as meninas enfrentam para ser tratadas com dignidade.

Agora, não sou hipócrita e luto contra os meus demônios machistas.

“Já tive mulheres de todas as cores/De várias idades de muitos amores/Com umas até certo tempo fiquei/Pra outras apenas um pouco me dei/Já tive mulheres do tipo atrevida/Do tipo acanhada, do tipo vivida/Casada carente, solteira feliz/Já tive donzela e até meretriz”.

É por aí.

E viva as mulheres do PT!

E via todas as mulheres…

Deixe uma resposta